Amanda Sanches: O amor me fez prestar atenção nas...

O amor me fez prestar atenção nas pequenas coisas, nos seus olhos pequenininhos, no seu sorriso de cafajeste, no cacho atrás da sua nuca. O amor não me deixa enjoar do cheiro da sua pele, do gosto da sua boca, do seu toque. Por amor eu aprendi a gostar da sua ironia, a respeitar seu passado e a entender seu jeito as vezes ácido, ás vezes doce. Mas antes do amor chegar, eu já gostava do timbre da sua voz, da pele vermelha do seu pescoço, e das suas mãos. E Antes mesmo de se tornar amor eu já gostava da sua boca vermelha, do formato do seu maxilar, e do seu jeito divertido. Por causa do amor, eu aprendi a gostar ou pelo menos a conviver com a maioria dos seus defeitos. E eu nem sei direito se é amor mesmo e nem quero me precipitar falando demais. Não sei se é amor porque não sinto vontade de gritar pra todo o mundo ouvir EU TE AMO, mas sinto um desejo enorme de falar bem baixinho no seu ouvido: fica comigo pra sempre e vamos aprender a amar juntos? Eu posso não saber se é amor, mas tenho certeza que é da mesma família. Eu posso não ter certeza se é amor, mas acredito que se ainda não é, falta pouco para se tornar. Mas isso também não importa, dar nome aos sentimentos é coisa de quem precisa provar para todos uma coisa que nem sempre é como se fala. E eu não preciso de nada disso, prefiro continuar te amando aqui quietinha, sem nem mesmo saber o tamanho dessa imensidão que é gostar de alguém.

1 compartilhamento
Inserida por amandasanchees