Francys Torres: No tormento da minha vida, no desespero...

No tormento da minha vida, no desespero de saber que o que sinto, jamais alçará vôo, mim vem a angustia na qual não posso partilhar. Não preciso de pena ou compaixão... Apenas de alguém que do meu lado mim diga: É amigo... Tu entraste em uma enrascada, mas estou do teu lado e junto vamos percorrer este caminho, vamos olhar na mesma direção e procurar uma luz. Alguém que não mim critique, mas diante das minhas lagrimas se entristeça comigo, alguém que sabendo de todos os meus problemas, não mim mostre uma formula milagrosa para cessar minha dor, mas diante da minha dor, mim mostre uma forma de aliviar-la. Alguém que sabendo que amo demais e que este amor é totalmente incerto, mim diga: talvez ela pense em você, mas se não pensar, pensaremos em algo pra esquecê-la. Alguém que diante dos meus dilemas diários e confusões de pensamentos não embaralhe ainda mais a minha vida, mas sim que junte os fragmentos que espalhei por pura insensatez. Alguém em que posso confiar meu segredo de amor e que depois disso tudo mim diga: Ela vale apena, cada lagrima cada dor e sofrimento que tens passado, mesmo sabendo que seria o mesmo que acertar na mega-sena, diria vai em frente. E, este amigo... Depois de tudo, silencie confiante que fez a coisa certa.
Mas depois de pensar, e pensar... Acordei. E no realismo da vida mim vim diante de um dilema: Minha amiga, mulher por quem mim apaixonei. Centro das minhas confusões, motivo dos meus delírios... E, no final estou só, sem poder contar com ninguém.

Inserida por Francys