Maria Celia da Rocha: ACEITE-ME Vida, aceite-me da maneira que...

ACEITE-ME
Vida, aceite-me da maneira que venho...
Eu cheguei até você assim, desse jeitinho
que sou; cheguei como um presente e como
um brilho de luz na escuridão...
Por isso não trago manchas...
Sou uma pessoa comum, entre tantas outras...
Tenho a sensibilidade do amor e tenho
também todas as dificuldades de um ser humano...
Não tenho a pretensão de ser perfeita e nem
tampouco a prepotência de querer estar além do que posso...
Tenho, contudo, a humildade de conhecer meus
limites, e de saber onde posso chegar!
Eu sou alguém que vive que sonha...
Alguém que busca caminhos de realizações, e de felicidade...
Sou alguém, que sofre que luta que chora...
Mas também sou alegria e sorrisos...
É assim que sou, e como todo meu semelhante, sou único, sou indivisível...
...e se você me procurar dentro de mim, me descobrirá escondidinha na emoção... E se olhar bem devagarzinho, bem direitinho... Verá que sou toda coração!

Inserida por aline2004