Adriana Britto: Que a esperança nunca me pareça um...

Que a esperança nunca me pareça um "não" que a gente teima em maquiá-la de verde e entendê-la como "sim".

Nota: Trecho de um poema muitas vezes atribuído, de forma errônea, a Mário Quintana.

Inserida por SilvanaClaudia