Amanda Sanches: Pai, aprendi desde muito pequenininha o...

Pai, aprendi desde muito pequenininha o verdadeiro significado da palavra amor. Eu cheguei ao mundo, e desde então você se propôs a me amar e cuidar sempre de mim. Pai com letra maiúscula, com P de paciente e protetor. Quando eu era pequena, você era um herói, ou coisa do tipo; eu queria estar sempre com você, não via a hora de você chegar do trabalho, queria ir atrás de você pra tudo quanto é lugar e ficava super triste quando você me dizia não, entrava dentro do carro e me deixava para trás. Que saudade da infância, das nossas brincadeiras e de acreditar que o seu abraço tinha poder de cura, me protegendo de tudo e de todos. Com a idade veio os confrontos, você chato demais, ciumentos demais, protetor demais; eu respondona demais, mal educada demais, fechada demais. Mas hoje eu entendo Pai, entendo que a sua proteção é apenas porque o senhor me ama demais e não quer me ver sofrer. Entendo que tudo o que o senhor fez foi para o meu bem, e te agradeço por isso. Pai, aprendi muito com você, aprendi tanto que me tornei uma cópia sua, como a mãe sempre diz, a gente é igualzinho. Então talvez eu seja você de saias, e me orgulho por isso. Pai que eu já briguei tanto que perdi as contas, mas como todo mundo sabe: a gente só briga com quem a gente ama. Sei que não sou a melhor filha do mundo, sei que talvez eu não tenha me tornado a mulher que um dia o senhor sonhou que eu seria; e te peço desculpas por tudo isso e muito mais, coisas que já se passaram, coisas que ainda virão. Perdão Pai. E obrigada por ter tido toda a paciência do mundo comigo, obrigada por me educar e nunca ter deixado faltar nada pra mim. Desejo que Deus te dê muitos e muitos anos de vida pra gente poder brigar e fazer as pazes centenas de vezes. Eu quero para o senhor, tudo de bom, tudo de melhor que essa vida possa te oferecer. Mesmo que eu não fale isso sempre, eu te amo, e o senhor sabe disso!

1 compartilhamento
Inserida por amandasanchees