Bruno Lopes Maciel de Lima: Quem dera não fosse um avião e sim um...

Quem dera não fosse um avião e sim um passaro gigante nos céus a voar, com humanos nas costas, levando a brisa dos ventos em seus corpos.
Quem dera não fossem bombas no afeganistão, e sim caixas de amor, carinho, paz e compreensão entre nossos irmãos do outro lado.
Quem dera, não fossem armas automaticas matando os nossos cidadãos do mundo, e sim tiros de compaixão e amor ao proximo e até ao inimigo.
Quem dera o mundo fosse um sonho,e eu fosse feito de massinha.

Inserida por Brunoh