Um poeta sem musa: o amor tem uma dupla personalidade, é...

o amor tem uma dupla personalidade, é herói e vilão, é alegria e dor, é esperança e ilusão. Num simples toque a máscara vai ao chão, e sua verdadeira faze se revela.

Inserida por wesleyaugusto