Júlio Cesar F. Machado: Inexoravelmente, as águas dos rios vão...

Inexoravelmente, as águas dos rios vão para o mar. Elas podem se desviar, represar-se, desaguar como afluente num rio maior, mas um dia chegarão ao mar. Como um objeto, que lançado de uma certa altura é atraído pela força da gravidade e, cedo ou tarde, chegará à superfície da terra. A força é a mesma.
Os seres humanos são, como um rio, que nasce e cresce fazendo o seu própio caminho, tortuoso, ziguezagueante, muitas vezes incosciente do que lhe está acontecendo ou de para onde está fluindo.

Inserida por mayarinha00