Mauro Orlando: Tempo 650 mil horas, diz o livro que...

Tempo


650 mil horas, diz o livro que tenta explicar tudo, é o tempo que tenho para viver
Dormindo serão mais de 250 mil, como posso reclamar de cansaço !
Olho para as mais de 300 mil que se passaram, quantas eu realmente vivi ?
Conquistas, amores, tropeços, frágeis crenças, besteiras.... penso!

O acidente fatal na TV lembra que minha estrada também terá um fim
Quantas mil levei para entender que uma só hora pode valer a pena ?
Sim, tais frações, inesquecíveis, outliers, me orgulham, diferenciam
As outras ? perdidas na memória, mediocres, zumbis seguindo a nova moda

Algumas lembro minuto a minuto, outras o piscar dos olhos, e vêm as lagrimas
De felicidade, de amor, o coração acelera, e só de pensar já se foi mais uma
A hora da lembrança também vale a pena, o alerta para repetir as horas boas
Mas as atenções se perdem, a dívida, a dúvida, a meta não alcançada...

Viver é aprender, não julgar
Ouvir o coração, sem arrependimento
É dar a mão, não discriminar
Como uma criança, livre de preconceito

A velhina lutando para caminhar me lembra que minhas pernas vão parar
Então sigo, agora devagar, procurando encontrar a hora da felicidade
Mas é preciso coragem, saber dizer não, sair da multidão, se libertar
Pode ser qualquer hora, basta querer, não vou mais perder a oportunidade!

No meio do congestionamento de repente desço do meu carro
Ajudo a velhinha atravessar a rua, seu sorrizo me comove
Parei o transito, as buzinas não param, e sem pensar as ignoro
E mais uma hora valeu a pena, essa minha mente jamais esquece

Inserida por mauro.orlando