Oswaldo Montenegro: "Que a força do medo que tenho...

"Que a força do medo que tenho não me impeça de ver o que sinto.
Que a morte de tudo que acredito não me tape os ouvidos e a boca,
porque metade de mim é o grito, mas a outra metade é o silêncio.

Que a música que ouço ao longe seja linda e que a pessoa que eu amo esteja sempre amada, mesmo que distante, porque metade de mim é partir e a outra metade é SAUDADE.

Que essa minha VONTADE DE IR EMBORA se transforme na calma e na paz que eu mereço, que essa tensão que me corrói por dentro seja um dia recompensada,
porque metade de mim é o que penso e a outra metade é o vulcão.

Que seja preciso mais que uma simples alegria para me fazer aquietar o espírito, e o que TEU SILÊNCIO me fale cada vez mais,
porque metade de mim é abrigo, mas a outra metade é cansaço.

Que minha LOUCURA seja PERDOADA, porque metade de mim é AMOR e a outra... Também..."

(Oswaldo Montenegro)

Inserida por BL