Valter da Rosa Borges: Como duas partículas no universo...

Como duas partículas
no universo quântico,
um dia, nos encontramos
pelos acasos do amor.

Embora nos separemos
e nunca mais nos vejamos,
estaremos sempre em contato
em qualquer lugar do infinito.

Essa não-localidade
(o amor também é quântico)
une todas as partículas
e corações no universo.

O espaço dos que se amam
ocupa todo o infinito.

Inserida por rosaborges