Patricia Tieko: Procura-me no recôncavo da fissura...

Procura-me
no recôncavo da fissura
Repõe aquilo que já foi
nos meandros da alma
O sonho ficou na soleira
enrustida na solidão
vagando seus devaneios
Eufórico momento
dissipado como pó na chuva
Silêncio atroz
voz sufocada
Partilha solitária
na multidão abstrata
Uma aliança, um compromisso
frutos que requer cuidado
Um sentimento no mais profundo mar
a ostra que se fecha
para trazer seu bem mais precioso
presente que se dá
nunca exista outro
Tormento na alma
Súplicas divina
Vai naquele que perpetua.

Inserida por Patriciatieko