Bruna Lombardi: Ela se derrama cada vez Que você a...

Ela se derrama cada vez
Que você a chama
Diz que deixou sem resposta
Tentadoras propostas
E sente um calor na coxa
Toda vez que o vê
Ela é louca por você
Ela anda tão carente
Toma dreher de manhã
Diz que se sente
Tonta e desatenta
Completamente apaixonada
Diz que não lhe importa mais nada
A casa pode ruir
Pode explodir outra guerra das malvinas
Ela pensa em coisas muito femininas
Como o perfume de cashemere bouquet
Ela é louca por você
Não sai da cama no feriado
Inventa um resfriado
Como bombom, vê tv
Tudo porque você
Disse que ia estar ocupado
Mas ela fica tão deprimida
Quando lê nas cartas que existe
Uma outra mulher na sua vida
E ela que sonhou uma vida aventurosa
Tem uma crise nervosa
E passa a misturar bebida
Toma vodka, whisky, saquê
Rum, gim e fernet
Um panaché de licores
Ela é capaz de tudo por você
Escreve uma carta de despedida
Onde te dá um ultimato
Ou você vem ou eu me mato

Assinado: tua Dolores."

Inserida por vanvianna