Martha Medeiros: Sou uma mulher madura Que às vezes anda...

Sou uma mulher madura
Que às vezes anda de balanço
Sou uma criança insegura
Que às vezes usa salto alto
Sou uma mulher que balança
Sou uma criança que atura... Frase de Martha Medeiros.

Sou uma mulher madura
Que às vezes anda de balanço
Sou uma criança insegura
Que às vezes usa salto alto
Sou uma mulher que balança
Sou uma criança que atura

Martha Medeiros , Poesia Reunida. Porto Alegre: L&PM, 1999.
Inserida por milenevs