Guillaume Apollinaire: Vamos passando, passando, pois tudo...

Vamos passando, passando, pois tudo passa / Muitas vezes me voltarei / As lembranças são trompetas de caça / Cujo som morre no vento.

Inserida por agf