Ronaldo Schmidt Tupinambá: Minha cabeça inflama... è um vulcão...

Minha cabeça inflama...
è um vulcão pronto para a erupção.
Não sei se ela agüenta tanta coisa junta.
No meu rosto está marcado,
A mentira de um sorriso.
No meu íntimo...
A lágrima de um fracasso.
Minha cabeça arde...
Com tantas coisas acumuladas:
Importantes, sem importância...
Reles inutilidades.
E minhas amarguras,
Pressionando meu sentimento,
A ponto de levá-lo para longe do amor.
Minha cabeça lotada
De amores mofados, insensíveis.
E o meu coração cego, surdo, mudo,
Apreensivo, esperando a sua vez.
E a solidão acompanhando meus passos
Enquanto as lágrimas procuram meus sonhos.
Minha cabeça amassada...
Carrega o peso de toda minha frustração.
De tudo o que não fui, mas que ainda
Desisti de ser.
Debaixo de pesos de verdades falsas
Que nunca deram felicidade
Nem para quem foi o criador.

Inserida por Nanazinha