Luís de Camões: (...) Que dias há que na alma me tem...

(...) Que dias há que na alma me tem posto Um não sei quê, que nasce não sei onde, Vem não sei como, e dói não sei porquê.... Frase de Luís de Camões.

(...) Que dias há que na alma me tem posto
Um não sei quê, que nasce não sei onde,
Vem não sei como, e dói não sei porquê.

Nota: Trecho adaptado de soneto de Luís de Camões.

731 compartilhamentos
Inserida por robertta