Anderson Silva: Utopia Estou aqui no mais solitário e...

Utopia

Estou aqui no mais solitário e reservado canto da minha vida, deitado na minha cama enquanto minha mente sussura palavras no mais discreto improviso, mas, meu pensamento voa, sinto que ele pode viajar quilômetros em apenas alguns segundos.
Tudo isso a procura de uma pessoa, essa linda menina que me atrai de forma inexplicável, que com seu jeito alegre e inovador de ser, “conquistou” de forma fantástica o meu pobre coração.
Percebi que meus pensamentos voa muito longe, sem sair do quanto, pois ele ficou limitado em uma presença, a mesma que atua como um “ima” conduzindo com uma força enorme pra si.
Mesmo que meus pensamentos esteja buscando essa presença extraordinária constantemente, minha matéria física não pode se iludi, pois essa linda menina foi “ embora” levando consigo toda a minha esperança de ser feliz.
Com essa perda, só me restou um vazio profundo, um gosto amargo de saudade na boca.
... do beijo que não recebi...
...de suas mãos que não senti...
...seu cheiro, seu corpo suando arfante...
Restou um corpo que ti quer....
Um prazer pela metade, a vontade de ter-la em minha vida novamente, só que agora de uma outra forma.
Reconheço que isto é apenas um sonho, um sonho que nunca se realizará, pois quem se foi, jamais voltará. Com isso, eu fiquei em plena solidão que vai me desgastando aos poucos.
Hoje! Este desgaste está quase completo deixando-me em tristeza total, mesmo não querendo eu sorrio sempre, para esconder as amarguras que sinto no meu coração, assim não darei aos maus a alegria de me ver triste e dou aos que me amam a ilusão de minha felicidade.

Inserida por apaixonante