Evangélica

Cerca de 66 frases e pensamentos: Evangélica

A moral dos Espíritos superiores se resume como a de Cristo, nesta máxima evangélica: fazer aos outros o que queríamos que os outros nos fizessem, isto é, fazer o bem e não o mal. Neste princípio encontra o homem uma regra universal de proceder, mesmo para as suas menores ações.

Allan Kardec

Você é realmente um cristão ou apenas faz parte do circo chamado igreja evangélica moderna?

Paul Washer

Confie no Senhor. Paciência. Ele trabalha para aqueles que nele esperam.

Expressão Evangélica

Ver para crer ou crer para ver ? De qualquer maneira saia do lugar que limita tua visão. Ele é fiel.

Música Evangélica

Você não precisa ver, precisa crer. Toda promessa passa pelo teste do tempo. O tempo prova o coração e forma o caráter.

Música Evangélica

Se há uma coisa que a pregação evangélica anda fazendo é diminuir o tamanho de Deus e aumentado o tamanho do homem.

Paul Washer

A Igreja Evangélica oferta a morte lenta em troca da vida eterna.

Cleber Martins

Deus é semelhante a uma sala
cheia de gás altamente inflamável
não importa se sua fé é uma faísca ou uma tocha
o importante é tê-la
a explosão depende de você

Stefano Cavalcanti ( o poeta adorador)

Não sei quantas vezes eu fui perdoado
Nem quantas vezes Deus ainda vai me perdoar,
Mas uma coisa eu sei, eu nunca vou desistir,
Sempre vou continuar.
Nem que eu seja o derradeiro a entrar no paraíso.

Stefano Cavalcanti ( o poeta adorador)

Se você quer curtir a vida
Não curta a vida curta
Curta a vida eterna

Stefano Cavalcanti ( o poeta adorador)

Mulher! feita bela, pra alegria de criação. Fonte de desejos,alguns puros,outros malfazejos...

Tal e qual um dilema,
cantada em poema;
ela ama e é amada;
como entender
que nem sempre
o canto é bem querer!

Delicado botão
de flor, na esperança
do calor da manhã,
enfeitada de cores,
abrindo-se aos amores.
Colhida, despetalada
usada e fenecida.

Espalhe as benesses,
do amor o conteúdo,
com o próximo
mais próximo
teu companheiro de tudo
aí então, serás
louvada como mereces!
Sem direito de exigir,
seu lugar de existir...

Quantos cultores,
colhem estas flores,
sem lhes ver as cores;
no afã de despertar,
seu frescor, sem pensar,
na igualdade deste par...

Ela mesmo, não decide;
é tudo tão sutil!
no contexto da vida,
não sabe a que veio,
se pra ser ela,
ou objeto útil!

Onde foi perdida
a noção digna?
Ela não se importa
e colabora
com a ação maligna!

Expõe-se dividida,
em luxuriosa oferta,
chamariz que desperta,
a troca inflamante
do não, por sobrevida!

Mulher! feita bela
dona de mil poderes...
Porque consentes
no domínio das dores ?!!!

Levante a cabeça!
Criatura sem limites!
Não esqueças
Ser parte do universo,
só farás
se permitires!

Mire-se por dentro,
veja a imagem formosa,
tome novo alento.
Caminhe... e sejas vitoriosa

O supremo Deus, criador,
fonte de vida e amor,
criou-te pra completar,
com dignidade impar,
tua missão de gerar,
mais amores que os teus,
multiplicidade de Deus !

mulher evangelica
Inserida por estella

Lembre-se de quando Ele acalmou o vento e o mar... "

Eliane Silva, Cantora evangêlica
Inserida por DaianeAzolini19

A Igreja evangélica nunca esteve tão cheia; mas tão vazia!

Tiago Belinha

A religião evangélica é o retrocesso religioso da própria evolução religiosa

Capuano Thiago

Na porta de toda igreja evangélica devia ter um grande latão de lixo com os dizeres: ”Ao entrar deixe seu cérebro aqui.”

Italosotero

Nunca pensei que veria a igreja evangélica como religião, mas é isso que vejo.

Antonio Francisco
Inserida por Achologia

Somente a graça nos dá o senso
do risco e da aventura,
que é a alma de toda
a vida evangélica.

Frei Mateus
Inserida por NewtonJayme

Num mundo repleto de condenação e morte,
Ouso ter voz evangélica, profética, poética
E afirmar que família é lugar de união e ressurreição.
Família é solo divino em terras humanas...

Néreo Wilker
Inserida por Nereo

" Nossa fé evangélica, parece ter poderes, pena, que nem todos eles são benéficos. "

Eslloanne Fernandez
Inserida por eslloannefernandez

A Cultura Evangélica Brasileira e a Elite Cultural.

O tapa que a cultura pop deu na cara da conservadora elite cultural brasileira nos anos 90, dói até hoje. Expressões como “neoliberalismo”, “sustentabilidade” e (a mais queridinha de todas) “globalização”, eram como biscoito de polvilho na boca de estadistas, intelectuais, jornalistas e outros. Já para alguns da dita “classe popular”, eram como água de piscina que entrou no ouvido. Enquanto a Europa ainda se esforçava para despachar os resquícios dos entulhos do Muro Berlim, e o Brasil vivia aquela aflição de noiva em dia de esponsais às vésperas da ECO 92, simultaneamente explodiam três bombas no território guarani: o axé, o funk e a música evangélica.
Embora os dois primeiros sejam considerados fenômenos culturais de grandes proporções e, no entanto, de baixa qualidade artística e de pouca relevância, a música evangélica não mereceu nem isso. Foi relegada ao mais sutil dos silêncios: o desprezo.
Enquanto os elitistas caiam de joelhos ante a invasão de toda sorte de lixo cultural norte-americano, músicos, técnicos, cantores e instrumentistas se especializavam buscando o aperfeiçoamento e, em consequência, a profissionalização da música gospel. E isso se dava numa conjuntura cultural totalmente desfavorável: nessa época, qualquer um virava cantor no Brasil, qualquer coisa apoiada numa simples nota era chamada de “música”, tanto que a música eletrônica sem letra passou a ser o hino de muitos jovens nas festas RAVE. Enquanto que para ser um simples cantor evangélico, mesmo um dessas igrejinhas de bairros pobres, exigiam-se mais e mais habilidades e técnicas – não bastava ter voz bonita ou ser o filho ou a filha do pastor.
A década acabou. Mas o silêncio da elite cultural não. Foi necessário que o reconhecimento viesse do estrangeiro: o Grammy latino com Aline Barros. Ainda assim não foi bastante para que a elite enxergasse aquilo que está a um palmo de seu nariz: as múltiplas qualidades da música cristã. É claro que o objetivo de tal gênero não é o reconhecimento, é louvar ao Senhor e com um só propósito: honrá-lo glorificando-o. Mas a falácia do discurso que a elite cultural apregoa aos quatro ventos de “valorização da diversidade cultural brasileira” é de fazer doer! De doer em sua própria pele.
E não é só isso. A rica contribuição linguística ao idioma de Camões atingiu a todas as classes sociais. Jargões como “irmão”, “abençoado”, “varão”, “A paz de Cristo”, “vigia” entre outras, são conhecidos até por aqueles que não creem em Deus.
Dos retiros espirituais que são perfeitas expressões de festividade e harmonia entre os participantes, às encenações de peças teatrais e à dança profética, os evangélicos dão vários exemplos de verdadeira cultura. E não é preciso citar as produções cinematográficas que, embora incipientes, com pouco público e com divulgação precária, vão pouco a pouco ganhando espaço e a admiração de muitos. A saber: meu objetivo aqui não é classificar tal cultura como boa, melhor, superior a esta ou aquela, e sim provar, baseando-me em fatos verificáveis, que é cultura também e merece ser respeitada como tal.
Não obstante, o reconhecimento seja mesmo difícil por sua inerência intrinsecamente lógica. Sim, lógica: a cultura evangélica brasileira cresce como semente plantada na rocha pura. Então, estupefata, a elite cultural brasileira questiona:
“Como pode uma semente ter germinado na rocha pura?!”

Não encontram outra resposta senão o silêncio. Eis sua postura.

Alexandre de Jesus
Inserida por alexandredejesus