Escritores Brasileiros

Cerca de 224 frases e pensamentos: Escritores Brasileiros

Escritora, sim; intelectual, não

“Outra coisa que não parece ser entendida pelos outros é quando me chamam de intelectual e eu digo que não sou. De novo, não se trata de modéstia e sim de uma realidade que nem de longe me fere. Ser intelectual é usar sobretudo a inteligência, o que eu não faço: uso é a intuição, o instinto. Ser intelectual é também ter cultura, e eu sou tão má leitora que agora já sem pudor, digo que não tenho mesmo cultura. Nem sequer li as obras importantes da humanidade.
[...] Literata também não sou porque não tornei o fato de escrever livros ‘uma profissão’, nem uma ‘carreira’. Escrevi-os só quando espontaneamente me vieram, e só quando eu realmente quis. Sou uma amadora?
O que sou então? Sou uma pessoa que tem um coração que por vezes percebe, sou uma pessoa que pretendeu pôr em palavras um mundo ininteligível e um mundo impalpável. Sobretudo uma pessoa cujo coração bate de alegria levíssima quando consegue em uma frase dizer alguma coisa sobre a vida humana ou animal.”

Clarice Lispector

Que estou fazendo ao te escrever? Estou tentando fotografar o perfume” (Clarice Lispector).O perfume de suas mãos, de seu corpo, do seu ser. O perfume de sua vida misturada com minha vida.

Clarice Lispector e Enock Araújo

Diz o mestre:
Escreva. Seja uma carta, ou um diário, ou algumas anotações enquanto fala ao telefone - mas escreva.
Escrever nos aproxima de Deus e do próximo.
Se você quiser entender melhor seu papel no mundo, escreva.
Procure colocar sua alma por escrito, mesmo que ninguém leia-ou,o que é pior,mesmo que alguém termine lendo o que você não queria O simples fato de escrever nos ajuda a organizar o pensamento e ver com clareza o que nos cerca.Um papel e uma caneta operam milagres-curam dores,consolidam sonhos,levam e trazem a esperança perdida.
A PALAVRA TEM PODER.
(Maktub)

Paulo Coelho

''O sorriso mais bonito é aquele que vem do nada. Solto, livre e sincero.''

Clarice Lispector

Mas estou tentando escrever-te com o corpo todo, enviando uma seta que se finca no ponto tenro e nevrálgico da palavra. (Água Viva)

Clarice Lispector
Inserida por mauraprada

Dedicatória

Cruz
Que este livro galante,
ante
Teus olhos, lembre um dia,
Quem to oferece nesta
Festa
De anos e de alegria.

Pequeno ele é e modesto.
Mesto
Quase sempre e tristonho;
Não roubará, no entanto,
Quanto
Tens de ilusão e sonho.

Aquela, que hás de agora,
Hora
Tirar (sem percebê-lo),
Das que em teus anos verdes
Perdes;
Não perderás ao lê-lo.

Lê com vagar. Repara
Para
A beleza do verso;
Vê como o vate ardente
Sente
O mundo tão diverso!...

Mas, que não te entristeças;
Nessas
Linhas, não há verdade.
Vive sempre a florida
Vida
Entre a felicidade.

Mário de Andrade
Inserida por pensador

Tenho a felicidade de escrever os meus melhores versos. Melhor do que isso não posso fazer.

Mário de Andrade
Inserida por pensador

Enquanto eu tiver perguntas e não
respostas continuarei a escrever

Clarice Lispector
Inserida por ingredhelena

"Escrevo porque encontro nisso um prazer que não consigo traduzir. Não sou pretensiosa. Escrevo para mim, para que eu sinta a minha alma falando e cantando, às vezes chorando..."

Clarice Lispector
Inserida por catita1954

Um leitor perspicaz, como eu suponho que há de ser o leitor deste livro, dispensa que eu lhe conte os muitos planos que ele teceu, diversos e contraditórios, como é de razão em análogas situações.

Machado de Assis
Inserida por lucijordan

Os livros que têm resistido ao tempo são os que possuem uma essência de verdade, capaz de satisfazer a inquietação humana por mais que os séculos passem.

Cecília Meireles
Inserida por alvalux

“Às vezes escrever uma só linha basta para salvar o próprio coração.”

Clarice Lispector
Inserida por AnnyJanuario

O OUTRO

Como decifrar pictogramas de há dez mil anos
se nem sei decifrar
minha escrita interior?

Interrogo signos dúbios
e suas variações calidoscópicas
a cada segundo de observação.

A verdade essencial
é o desconhecido que me habita
e a cada amanhecer me dá um soco.

Por ele sou também observado
com ironia, desprezo, incompreensão.
E assim vivemos, se ao confronto se chama viver,
unidos, impossibilitados de desligamento,
acomodados, adversos,
roídos de infernal curiosidade.

Carlos Drummond de Andrade
Inserida por dedacalmon

Carta

Há muito tempo, sim, que não te escrevo.
Ficaram velhas todas as noticias.
Eu mesmo envelheci: Olha, em relevo, estes sinais em mim, não das carícias (tão leves) que fazias no meu rosto: são galopes, são espinhos, são lembranças da vida a teu menino, que ao sol-posto perde a sabedoria das crianças.
A falta que me fazes não é tanto à hora de dormir, quando dizias "Deus te abençoe", e a noite abria em sonho.
É quando, ao desperta, revejo a um conto a noite acumulada de meus dias, e sinto que estou vivo, e que não sonho.
(Lições de coisas)

Carlos Drummond de Andrade
Inserida por iakulo

"Tão inteligente pra escrever sobre o amor, e tão burra pra amar".

Clarice Lispector
Inserida por MargareteFarikoski

Não era mais uma menina com um livro: era uma mulher com seu amante.

Clarice Lispector
Inserida por katiacristinaamaro

Mas lá vou eu me adiantando de novo. O leitor vai me desculpar. É que, assim que me ponho a escrever todas as coisas que eu tenho para contar se amontam correndo na ponta dos dedos, cada uma querendo chegar à frente das outras, e às vezes é difícil manter o pelotão de palavras em ordem.

Machado de Assis
Inserida por BiaFontes

Escrevo o que penso, o que sinto e sobre coisas aleatórias. Não fico pelo google a procura de frases e pensamentos prontos. Escrevo o que “estala” na mente, escrevo o que me interessa, e se vai agradar ou não à mim pouco importa, isso é só um detalhe desnecessário!

"Escrevo de tudo"

Franklin Lima (Castro Alves - BA)
Inserida por franklinssa

É aqui que eu quisera possuir tudo o que a filosofia tem dito e redito do livre arbítrio, a fim de o negar ainda uma vez, antes de cair onde ele perde a mesma aparência de realidade; acabaria esta página por outra maneira. Mas não posso; digo só que não pude reter a cabeça nem os olhos, e vi as duas damas, com os braços cingidos a cintura uma da outra, vagarosas e visivelmente queridas.

Machado de Assis
Inserida por Delisnas

A vida de uma pessoa livre é considerada ofensiva para todos que vivem presos à aparências e regras...

Paulo Coelho
Inserida por katiacristinaamaro