Escrever

Cerca de 4795 frases e pensamentos: Escrever

Viver e escrever
“Quando comecei a escrever, que desejava eu atingir? Queria escrever alguma coisa que fosse tranqüila e sem modas, alguma coisa como a lembrança de um alto monumento que parece mais alto porque é lembrança. Mas queria, de passagem, ter realmente tocado no monumento. Sinceramente não sei o que simbolizava para mim a palavra monumento. E terminei escrevendo coisas inteiramente diferentes.”
“Não sei mais escrever, perdi o jeito. Mas já vi muita coisa no mundo. Uma delas, e não das menos dolorosas, é ter visto bocas se abrirem para dizer ou talvez apenas balbuciar, e simplesmente não conseguirem. Então eu quereria às vezes dizer o que elas não puderam falar. Não sei mais escrever, porém o fato literário tornou-se aos poucos tão desimportante para mim que não saber escrever talvez seja exatamente o que me salvará da literatura.
O que é que se tornou importante para mim? No entanto, o que quer que seja, é através da literatura que poderá talvez se manifestar.”
“Até hoje eu por assim dizer não sabia que se pode não escrever. Gradualmente, gradualmente até que de repente a descoberta tímida: quem sabe, também eu já poderia não escrever. Como é infinitamente mais ambicioso. É quase inalcançável”.

Clarice Lispector
Inserida por gabi196

Então escrever é o modo de quem tem a palavra como isca: a palavra pescando o que não é palavra. Quando essa não palavra morde a isca, alguma coisa se escreve. Uma vez que se pescou a entrelinha, podia-se com alívio jogar a palavra fora. Mas aí cessa a analogia: a não-palavra, ao morder a isca, incorporou-a. O que salva então é ler distraidamente.

Clarice Lispector
Inserida por rafaeladavid

Às vezes escrever uma só linha basta para salvar o próprio coração.

Clarice Lispector
Inserida por BrendaBorges

O que acontece com as crianças

Aprendi a escrever lendo, da mesma forma que se aprende a falar ouvindo. Naturalmente, quase sem querer, numa espécie de método subliminar. Em meus tempos de criança, era aquela encantação. Lia-se continuamente e avidamente um mundaréu de historia (e não estórias) principalmente as do Tico-tico. Mas lia-se corrido, isto é, frase após frase, do princípio ao fim.
Ora, as crianças de hoje não se acostumam a ler corretamente, porque apenas olham as figuras dessas histórias em quadrinhos, cujo “texto” se limita a simples frases interjeitivas e assim mesmo muita vez incorretas. No fundo, uma fraseologia de guinchos e uivos, uma subliteratura de homem das cavernas.
Exagerei? Bem feito! Mas se as crianças, coitadas, nunca adquiriram o hábito da leitura, como saberão um dia escrever?

Mario Quintana
Inserida por amandamada

Eu escrevi na areia, em folhas de papel,
em bits e nos corações.
Agora, eu quero escrever nas estrelas.

Augusto Branco
Inserida por AugustoBranco

Parei um pouco de escrever para olhar pela janela e principalmente para ver se eu conseguia deter o pensamento. Acho que consegui. Porque quando começo assim não consigo mais parar, e não quero ouvir eles dizendo que não tem remédio, que eu não tenho cura, que você não existe. Depois eu paro e fico olhando a porta por onde você não entra, o telefone por onde você não fala, e então penso que talvez eles tenham razão, que talvez você não venha mais, e com dificuldade consigo até pensar que talvez você não exista mesmo. Mas não é possível, eu sei que não é possível: se estou escrevendo para você é porque você existe.

Caio Fernando Abreu
Inserida por carolximenes

Dá vontade de escrever carta, dizendo coisas que as pessoas não dizem mais, porque seriam coisas que só se dizem por carta, não por telefone, e ninguém escreve mais cartas, só telefona, e portanto há coisas que não são mais ditas entre as pessoas. Que coisas, não sei ao certo. Que hoje não consigo quase nada, além de pensar vadio. Isso, aquilo: perdoe.

Caio Fernando Abreu
Inserida por alines2

Escrever é enfiar um dedo na garganta. Depois, claro, você peneira essa gosma, amolda-a, transforma.

Caio Fernando Abreu
Inserida por continuetowrite

Metido a escrever (1984)
(Por que se eu não escrevesse por certo morreria)

Eu, louco do absurdo
Cansado de cansaços
Desmorono-me em breves reticências
Meus dentes caem
Meus lábios doem de tanto arder
Ardor de falar
Palavras inúteis
Poeta do caos
Imbecil como uma criança
Imprudente como uma mulher
Estômago ácido-espelho-da língua?

Raul Seixas
Inserida por renatofer10

‎"Porque no nosso contrato, tomamos cuidado em escrever com letras maiúsculas: não existe ninguém aqui dentro. Mas quando, de vez em quando, o seu ninguém colocar ali, meio sem querer, a mão no meu joelho, só para me enganar que você é meu dono. Só para enganar o cara da mesa ao lado que você é meu dono. Eu vou deixar. Vai que um dia você acredita."

Tati Bernardi
Inserida por CibelePantoja

Escrever, para mim, é procurar o incomum no comum cotidiano.(Walter Sasso)(http://lapsoevirgula.blogspot.com)

escrever Walter Sasso
Inserida por walsasso

As palavras sempre ficam. Se me disseres que me amas, acreditarei. Mas se me escreveres que me amas, acreditarei ainda mais.
Se me falares da tua saudade, entenderei. Mas se escreveres sobre ela, eu a sentirei junto contigo.
Se a tristeza vier a te consumir e me contares, eu saberei. Mas se a descreveres no papel, o seu peso será menor.
Lembre-se sempre do poder das palavras. Quem escreve constrói um castelo, e quem lê passa a habitá-lo.

Silvana Duboc

Escrevo porque sou um desesperado e estou cansado, não suporto mais a rotina de me ser e se não fosse a sempre novidade que é escrever, eu me morreria simbolicamente todos os dias.

Clarice Lispector

Quero uma varanda com a vista dos meus sonhos, escrever de manhã, a tarde e a noite e passar a madrugada contando estrelas na janela.

Tainara Bullara

O mais dificil nao é escrever muito, e sim escrever pouco dizendo tudo.

Caderno de frases e Poesias Scarlat

Vê se não demora. Eu tenho ânsia de falar da gente. Se eu não puder escrever de você, eu vou ter que escrever do final. Então, vê se não demora.

Maria Paula Fraga

A vida me ensinou, faz tempo, que eu devo deixar o passado no lugar que cabe a ele. O que não posso mais alterar, mudar, não me interessa mais. A vida é muito curta pra olhar pra trás e o mundo não gira em torno do meu umbigo, tão pouco dos meus problemas. Não sei muito da vida, e dela tenho muito pouco, mas tem muita gente ainda que eu posso ajudar. Choramingar? O dia que chorar, reclamar ou cara emburrada mudar circunstâncias, por favor, não deixe de me avisar... Mas, por enquanto, me dê licença, pq a minha alegria vai passar. E dentro de mim sempre vai sobrar espaço pra generosidade, pro perdão, pro amor e pra gratidão. E o meu pedido da noite é: uma unção nova!!!

Meg Lima

O meu cuidado vem de um Deus que tem o final da minha história na palma de suas mãos. É nesse Deus que eu creio – eu não abro mão de crer. Não importa que circunstância eu viva, eu sei em quem tenho crido. E o que eu mais admiro em mim, é a minha capacidade de sorrir em meio à tempestade. Eu choro, e choro tudo que eu tenho pra chorar, mas amanheço com as forças renovadas e com o sorriso largo no rosto. Quem foi que disse que preciso ter motivo pra ser alegre? A minha alegria é interna, eu não sei explicar... Na verdade, eu acho mesmo que não exista uma. A única certeza que eu tenho é a de que a minha capacidade de superação vem do alto.

Têm dias que se dependesse de mim, eu não me levantaria da cama... Quantas vezes eu tive vontade de pegar um avião sem destino e nunca mais voltar de onde parti. Mas aí eu lembro que não há luta que um dia não acabe... E levanto a minha voz e agradeço a esse Deus que me ama incondicionalmente. E é por isso que independente do vento contrário, das ondas gigantes, e dos dias cinzentos, eu quero a cada amanhecer agradecer por estar viva, e com a saúde em dia – eu não abro mão de agradecer. Pq metade de mim é gratidão, e a outra também!

Que eu me apaixone todos os dias por esse Deus!

Meg Lima

É engraçado... É contraditório, pq lembranças são pensamentos que ninguém pode nos roubar. Ao mesmo tempo, falar de lembranças é rever o passado, é reviver em pensamentos, cheiros, lugares, pessoas e sentimentos que devem ficar no lugar que cabem a eles. Eu sempre fui meio inconstante, hoje menos que antes, mas têm dias que eu não consigo segurar a saudade. A saudade de tanta coisa que vivi, a saudade de coisas e de pessoas que passaram, mas que o pensamento, muitas vezes, insiste em não esquecer. Me deu saudade do que me marcou, dos momentos bons e dos ruins, das gargalhadas e das lágrimas derramadas. Me deu nostalgia de acontecimentos que não voltam mais.

Mas quem olha pra trás, vive uma paralisia desnecessária. Então, eu escolho olhar pra frente, seguir o meu caminho, que de perfeito, tem muito, muito pouco. Mas é nesse desafio diário chamado “vida” que eu me refaço e tento aprender e crescer. Ser feliz é uma questão de ponto de vista, sorrir é uma decisão e, ao longo dos anos, aprendi que é melhor ser alegre que ser triste, já dizia o poeta. E se posso dizer sim, e se posso ser otimista, e se posso acreditar, e se posso sorrir, pq vou chorar?

Momentos vividos não voltam, por isso, por gentileza, traga-me um livro novo. Quero páginas em branco não pra fazer tudo diferente, mas pra fazer como eu sei. E apesar de tudo, me considero alguém mais forte, mais madura, mais “peituda” pra encarar a vida como ela é. Mas a escolha mais linda que fiz até hoje, foi a de descansar em Deus. E isso não quer dizer ficar parada, mas confiar e crer que Ele, só Ele tem o controle da minha vida. Eu só consigo ser feliz assim, com a minha vida inteira nas mãos de um Deus que me chama de filha, que me ama incondicionalmente, que cuida de mim nos detalhes e que me faz feliz, muito feliz!

E apesar de tudo, eu só tenho a agradecer, pq dentro de mim só cabe gratidão.

Meg Lima