Discurso de Despedida

Cerca de 29 frases e pensamentos: Discurso de Despedida

Mensagem de despedida aos amigos
Até aqui viajamos juntos.
Passaram vilas e cidades, cachoeiras e rios, bosques e florestas...
Não faltaram os grandes obstáculos.
Freqüentes foram as cercas, ajudando a transpor abismos...
As subidas e descidas foram realidade sempre presente.
Juntos, percorremos retas, nos apoiamos nas curvas, descobrimos cidades...
Chegou o momento de cada um seguir viagem sozinho...
Que as experiências compartilhadas no percurso até aqui sejam a alavanca para
alcançarmos a alegria de chegar ao destino projetado.
A nossa saudade e a nossa esperança de um reencontro aos que, por vários
motivos, nos deixaram, seguindo outros caminhos.
O nosso agradecimento àqueles que, mesmo de fora, mas sempre presentes, nos
quiseram bem e nos apoiaram nos bons e nos maus momentos.
Dividam conosco os méritos desta conquista, porque ela também pertence a
vocês. Uma despedida é necessária antes de podermos nos encontrar outra vez.
Que nossas despedidas sejam um eterno reencontro.

Desconhecido

Despedida

Eu não podia imaginar as coisas que me aconteceriam, o início foi incerto, confuso e incomum, onde todos os estranhos fariam parte da minha vida, onde todos os cantos teriam histórias escondidas. Aqui passei os melhores anos de minha vida, fize amigos, muitos dos quais, me acompanharão para sempre. Por isso tenho que comemorar!

Esse é um momento especial! É hora de olhar para trás e ver por tudo o que já passei. Sem dúvida, muitas tristezas e conflitos mas, felizmente, por inúmeros bons momentos, de alegria, de vitórias e de cumplicidade.

Devo esquecer aqueles que me impuseram obstáculos infundados e agradecer àqueles que me impulsionaram adiante. É hora, mais do que nunca, de valorizar as amizades e os conhecimentos adquiridos aqui.

Desconhecido

A carta de despedida que nunca te escrevi (e que talvez nunca venhas a ler)

Tudo o que queria era que conseguisses entrar dentro da minha cabeça e encontrar as soluções para tudo o que me tornava naquele menino assustado que nunca encontrava as palavras certas para dizer o que o atormentava.
Terias então descoberto que quando errava era porque não sabia fazer melhor e que aquele silêncio que me davas me corroía por dentro. Como eu teria gostado de não ter que implorar por perdão por coisas pelas quais muitas das vezes não me sentia culpado, como eu teria gostado que viesses conversar comigo depois da briga, do desencontro.
Terias descoberto que se me acordasses a meio da noite para me dizeres :”És me tudo” eu te teria enchido de beijos e dormido o melhor dos sonos, pois teria sonhado acordado.
Terias descoberto que quando fosse momento de dormir me teria sabido tão bem a mim quanto te sabia a ti se procurasses o meu corpo e te encostasses para assim dormirmos.Terias sabido que quando me viravas as costas me sentia abandonado, terias sabido que um beijo de bom dia me teria demonstrado que gostavas de acordar a meu lado.
Ficarias a saber que tudo o que eu queria era que me tivesses dito que não aguentavas nem mais um minuto longe de mim em vez de dizeres que por ti passavas mais um mês noutro continente.
Como eu teria gostado que me dissesses que só pensavas em mim, como eu teria gostado que me compreendesses, que ouvisses o que tinha para dizer sem dizeres “não inventes”, que tivesses sido a minha melhor amiga, de ter desfeito em mim pedaços aquele véu que parecias ter sempre, como eu teria amado que me tivesses dado aquelas coisas de “primeiro mês”, que depois até poderia passar, mas sempre teria pelo menos um primeiro mês.
Como eu queria sentido que me amavas com eu te amava…
Despeço me assim e despeço me também do rancor que me tem atormentado nos últimos meses porque agora sei que não posso exigir o amor de ninguém. Posso apenas dar boas razões para que gostem de mim, e esperar que a vida faça o resto…
Como eu gostava de ter escrito esta carta antes.

PedroF

Mensagem de despedida

Eu: Oi. Como você está?
**: Estou mal e você sabe disso.
Eu: Mas você não me conta, como eu vou saber.
**: Apenas deveria perceber. Você sabia antes.
Eu: É que eu me esforçava mais, até perder as esperanças, e meio q largar mão.
**: Esperanças do que? Por que você faz isso comigo, só contava com você.
Eu: Olha é você a fonte dos meus problemas.
**: Então me larga(uma pausa longa) Foge, sempre foi assim e assim sempre será.
Eu: Mas eu não consigo, você é o meu maior problema.
**: Após tudo ainda sou seu maio problema, vai embora.
Eu: Bem, a vontade é essa. Mas você é minha maior alegria.
**: Como posso ser os dois extremos? Pesa na balança, temos mais momentos ruins que bons.
Eu: Entretanto um momento bom com você vale mais do que todos ruim.
**: Então você ainda gosta de mim?
Eu: Na realidade nunca gostei.
**: Para de me confundir.
Eu: Eu nunca gostei mesmo, desde sempre te amei. E quero continuar.
**: Se for isso que você quer, saiba que cada vez vai doer mais. Você suporta?
Eu: Posso garantir que bem mais do que você acha.
**: Como continuar se nem sabe mais quem eu sou.
Eu: Você é extremo da felicidade, e o pico do desespero.
**: Nunca me definiram assim, não sei o que pensar.
Eu: Não pense. Apenas continue.
**: Continuarei...

Muitos anos se passaram, eu sinto dor, estou fraco e mal consigo falar ou ao menos pensar e ela vem...

**: Falei que não aguentaria.
Eu: (rindo) Quem disse que não aguento?
**: Nesse estado não aguenta nem um sopro. Está podre, desista agora.
Eu: De forma alguma. Nós iremos juntos nessa.
**: Você se mostrou mais forte do que realmente pensava.

Agora sua visão escurecia, dos seus olhos lagrimas saiam, a dor era tanta que parava de existir, da boca não saiam mais palavras.
Mas com ela ele conseguia conversar.

**: É agora, realmente vamos juntos.
Eu: (fechei os olhos). E como por telepatia disse, Te amo.
**: Depois de tudo eu também, mas você ainda não sabe quem eu sou ou o que sou.
Eu: Talvez não, mas é minha.

E esse foi meu ultimo adeus...

Lucas Ismael de Paula

Mensagem de despedida aos amigos
Até aqui viajamos juntos.
Passaram vilas e cidades, cachoeiras e rios, bosques e florestas...
Não faltaram os grandes obstáculos.
Freqüentes foram as cercas, ajudando a transpor abismos...
As subidas e descidas foram realidade sempre presente.
Juntos, percorremos retas, nos apoiamos nas curvas, descobrimos cidades...
Chegou o momento de cada um seguir viagem sozinho...
Que as experiências compartilhadas no percurso até aqui sejam a alavanca para
alcançarmos a alegria de chegar ao destino projetado.
A nossa saudade e a nossa esperança de um reencontro aos que, por vários
motivos, nos deixaram, seguindo outros caminhos.
O nosso agradecimento àqueles que, mesmo de fora, mas sempre presentes, nos
quiseram bem e nos apoiaram nos bons e nos maus momentos.
Dividam conosco os méritos desta conquista, porque ela também pertence a
vocês. Uma despedida é necessária antes de podermos nos encontrar outra vez.
Que nossas despedidas sejam um eterno reencontro.

Zayn Malik

Uma despedida em silêncio. Porque não haveria discurso que preencheria, o vazio que ficou naquele fim de amor.

Imelda Sitole

Ano passado, na festa de despedida de uma amiga, ouvia calada e com atenção seu dolorido discurso sobre o quanto ela se preocupava com a decisão de ir embora. Dizia se preocupar com a saudade antecipada da família, com a tristeza em deixar um amor pra trás e com a dor de se afastar dos amigos. Ela iria embora para Londres com tantas incertezas sobre cá e lá, que o intercambio mais parecia uma sentença ao exílio.

Dentre dicas e conselhos reconfortantes de outras amigas, lembro-me de interromper a discussão de forma mais fria e prática do que gostaria:

“Quando você estiver dentro daquele avião, olhar pra baixo e ver todas estas dúvidas e desculpas do tamanho de formigas, voltamos a falar. E você vai entrar naquele avião, nem que eu mesma te coloque nele.”

Ela engoliu seco e balançou a cabeça afirmativa.

Penso que na época poderia ter adoçado o conselho. Mas fato é que a minha certeza era irredutível, tudo que ela precisava era perspectiva. Olhar a situação de outro ângulo, de cima, e ver seus dilemas e problemas como quem olha o mundo de um avião. Óbvio, eu não tirei essa experiência da cartola. Eu, como ela, já havia sido a garota atormentada pelas dúvidas de partir, deixando tudo pra trás rumo ao desconhecido. Hoje sei que o medo nada mais era do que fruto da minha (nossa) obsessão em medir ações e ser assertiva. E foi só com o tempo e com as chances que me dei que descobri que não há nada mais libertador e esclarecedor do que o bom e velho tiro no escuro.

Hoje a minha amiga não tem mais dúvida. Celebra a vida que ela criou pra ela mesma lá na terra da rainha, onde eu mesma descobri tanto sobre minha própria realeza. Ironicamente – e também assim como eu – ela aprendeu que é preciso (e vai querer) muitas vezes uma certa distancia do ninho. Aprendeu que nem todo amor arrebatador é amor pra vida inteira. Que os amigos, aqueles de verdade, podem até estar longe, mas nunca distantes. Hoje ela chama o antigo exílio de lar, e adora pegar um avião rumo ao desconhecido. Outras, como eu, e como ela, fizeram o mesmo. Todas entenderam que era preciso ir embora.

É preciso ir embora.

Ir embora é importante para que você entenda que você não é tão importante assim, que a vida segue, com ou sem você por perto. Pessoas nascem, morrem, casam, separam e resolvem os problemas que antes você acreditava só você resolver. É chocante e libertador – ninguém precisa de você pra seguir vivendo. Nem sua mãe, nem seu pai, nem seu ex-patrão, nem sua pegada, nem ninguém. Parece besteira, mas a maioria de nós tem uma noção bem distorcida da importância do próprio umbigo – novidade para quem sofre deste mal: ninguém é insubstituível ou imprescindível. Lide com isso.

É preciso ir embora.

Ir embora é importante para que você veja que você é muito importante sim! Seja por 2 minutos, seja por 2 anos, quem sente sua falta não sente menos ou mais porque você foi embora – apenas sente por mais tempo! O sentimento não muda. Algumas pessoas nunca vão esquecer do seu aniversario, você estando aqui ou na Austrália. Esse papo de “que saudades de você, vamos nos ver uma hora” é politicagem. Quem sente sua falta vai sempre sentir e agir. E não se preocupe, pois o filtro é natural. Vai ter sempre aquele seleto e especial grupo que vai terminar a frase “Que saudade de você…” com “por isso tô te mandando esse áudio”; ou “porque tá tocando a nossa música” ou “então comprei uma passagem” ou ainda “desce agora que tô passando aí”.

Então vá embora. Vá embora do trabalho que te atormenta. Daquela relação que você sabe não vai dar certo. Vá embora “da galera” que está presente quando convém. Vá embora da casa dos teus pais. Do teu país. Da sala. Vá embora. Por minutos, por anos ou pra vida. Se ausente, nem que seja pra encontrar com você mesmo. Quanto voltar – e se voltar – vai ver as coisas de outra perspectiva, lá de cima do avião.

As desculpas e pré-ocupações sempre vão existir. Basta você decidir encarar as mesmas como elas realmente são – do tamanho de formigas.

Desconhecido

É difícil escrever uma carta de despedida
Sabendo que ainda penso em você
E por mais dura que seja a partida
O que eu faço melhor é te esquecer.

Nossas vidas tem que seguir em frente
Nossos olhares não tem mais a mesma direção
E por mais que a lembrança seja freqüente
Nossa historia não é mais de união.

Você foi uma grande pagina na minha vida
E hoje eu te desejo felicidade
Peço a deus que cure logo a ferida
Pra que eu volte a amar de verdade.

Herbert Marcondes

CARTA DE DESPEDIDA

Foi muito maravilhoso ter te conhecido, ter você ao meu lado... Fico pensando e lembrando a cada minuto que ficamos juntos, as coisas que compartilhamos, os lugares que fomos, tudo o que falamos um para o outro de amor, carinho e amizade.
Eu gostaria que nunca tivesse acabado... Achei até que era para sempre... Já planejava o nosso futuro, nossos filhos, nossa família, mas... Acho que não fomos maduros o suficientes para termos paciência um com o outro.
Peço perdão por eu não ter conseguido ser tão forte para ter paciência e compreensão, e acho que você também não foi tão forte assim de conversar, entender. Talvez nós dois fomos orgulhosos e deixamos acabar o que era para sempre.
Mas quero lembrar das coisas boas e esquecer as ruins, esquecer o nosso egoísmo. Quero continuar lembrando o quanto fui feliz com você. Quem sabe um dia, mais maduros, podemos reencontrar e ser tudo diferente nesta parte de falta de paciência.
Guardarei você em minhas lembranças, saiba que um pedaço de você está em mim para sempre, e este pedaço de você que está em mim, continuarei amando, preservando na memória.

Samanta Bernardi

Eu precisava deixar ao menos um bilhete na saída,
fazer uma carta sem ser de despedida ou qualquer guardanapo que eu encontrasse na cozinha, um recado, um abraço, uma porção de beijos.
Se não, não era Jamille.

Jamille C Dias

UMA CARTA DE DESPEDIDA***ESQUECI VOCÊ***

PORQUE VOCÊ, ESTÁ ME OLHANDO ASSIM,
SE TEM AO LADO QUEM VOCÊ PROCUROU?
EU CONSEGUI, O QUE É MELHOR PRA MIM
EU ESQUECI VOCÊ, QUE ME MALTRATOU,QUE ME HUMILHOU
VOCÊ NÃO QUIZ, O MEU AMOR
ACHOU POBRE DEMAIS, SEM VALOR
VOCÊ PRECISA, ME ENTENDER
EU CONSEGUI, POR VOCÊ NÃO MAIS SOFRER
VOCÊ UM DIA FOI, TODA A RAZÃO
QUE TIVE EM MINHA VIDA PARA SORRIR
MAS EU NÃO PENSEI QUE SEU CORAÇÃO
NÃO CONHECIA O AMOR, SÓ SABIA FINGIR,
SÓ SABIA MENTIR.
VOCÊ NÃO QUIZ, O MEU AMOR, ACHOU POBRE DEMAIS. SEM VALOR.
VOCÊ PRECISA ME ENTENDER, EU CONSEGUI,
POR VOCÊ NÃO MAIS SOFRER,
EU CONSEGUI, LHE ESQUECER.....

COMPOSIÇÃO DE DIVANIL GARCIA.

divanilgarcia

A CARTA DUM SUICIDA

Vos escrevo está carta de despedida
No meio duma tristeza tão Tremenda
No meio dum vazio que sou incapaz de voz
descrever
Vazio que vocês por indiferença nunca pararam
para ver

Entre vocês por dentro e fora eu chorei
Quantas vezes por serem incontaveis já nem sei
No meio das vossas gargalhadas me senti tão
sozinho
O mais estranho e triste coitadinho

Sei que nesse momento estão dizendo que fui
um
covarde
Mas para me importar com o que vocês dizem
já é
tarde
Nem se quer uma vez estiveram aqui das
muitas
vezes que precisei
Nenhum de vocês veio me dar abraço das
vezes
que eu gritei

Agora que eu tirei a minha própria vida se
fazem
de gente boa
Como se se preocupassem com a minha pessoa
Não acredito nesse vosso amor
Nem nessa vossa tristeza e dor

Por não me mostraram esse amor quando eu
estava vivo?
Porque não me fizeram sentir que eu não
estava
sozinho?
Não percam o vosso tempo chorando por mim
Pois a minha miseria finalmente tevi fim

Creiam, estarei melhor seja onde for
encaminhado
Do jeito que eu nunca estive ão vosso lado
Estarei aqui olhando e torcendo por vocês
Pra que sejam muito felizes

Pra que ninguém voz faça o que fizeram
comigo
Pra que ninguém se alimente do vosso
desassossego
Imaginem toda agente que vocês amam vos ser
indiferente
E vir chorar e dizer que voz ama só no dia da
vossa
morte...

Se cuidem!!!

Salvador Vasco Macuvele

Dessa vez eu quero escrever uma carta para você.
Mas não é uma carta de despedida
É uma carta te desejando boas vindas ao que eu sempre te dizia que iria acontecer.
Você realmente pode me ver? Eu estou ferida, insegura, desprotegida,
Pensando em todas as coisas que nunca serei capaz de esquecer
Você era tudo o que eu conhecia e quando você me dizia: Amor é capaz de tudo
Eu pensava que poderiamos ser.

Karol Amorim

CARTA DE DESPEDIDA AO SENHOR ESTRANHO:


18 de Abril de 2011, Brasil.


Estranho,


“Sei que é uma decisão tardia, diante os fatos ocorridos, mas tudo tem seu tempo pra acontecer, se isso só aconteceu agora, deve-se ter lá seus motivos. Vá entender!

Enfim, resolvi não te querer mais.

Mesmo que meu coração ainda reclame sua ausência.

Resolvi mudar o costume de ter você em tudo. De ter você nos cantos da casa, de ouvir você abrindo a porta, de ouvir o barulho do seu carro, de sentir sua respiração... Tudo isso de maneira imaginária, pois você não está mais aqui. Fato. E eu preciso me acostumar com isso.

Resolvi pensar sozinha, imaginar meu futuro sem você. Você não vai voltar.

Resolvi guardar as recordações numa caixa grande, de aparência simples, para que ali ficassem enterrados os nossos momentos bons, ou melhor, os momentos que tanto apreciei. Momentos sublimes e que, na realidade, eram tão vazios... Guardei dentro dela todas aquelas pequenas coisas que me fazem ter você na lembrança, tudo que me faça sentir a sua energia: suas camisas, bermuda, roupa intima, escova de dente, fotos, cartas escritas, bilhetes, vidros de perfumes, aliança, coleção de CDs...

Criei uma caixa imaginária dentro de mim pra guardar tudo que vivemos: as palavras ditas, as noites amor, as conversas por MSN, as conversas por telefone até amanhecer o dia, as mensagens no celular, o som do seu sorriso, a lembrança dos seus olhos, da sua respiração, o beijo que você dava na minha mão ao dirigir, a sua cara ao ler a mensagem que escrevi no espelho, as reticências, o “quem sabe um dia!”, o “inclusive”, as músicas, as nossas vídeo chamadas, as suas mãos calejadas, a ponta da orelha, o seu silêncio, a paz que encontrávamos juntos...

Guardei nela também a saudade que sinto e que você nunca sentiu.

Guardei os planos, os projetos, as incansáveis noites em claro esperando por noticias suas, a minha insistência em fazer com que você acreditasse que eu seria a pessoa certa pra você, as minhas lágrimas de apelo, o meu sofrimento por vezes tão grande que me causava dores físicas, a minha insegurança, minha preocupação e o meu medo de perder você.

Guardei a esperança, o desejo, a vontade, o amor por você, a espera, a paciência, a sinceridade, a compreensão, o meu respeito e admiração por te achar tão perfeito.

Resolvi mudar o perfume, meus produtos de banho, comprei lençóis novos, toalhas novas. Não quero nada que seja intimo misturado com a sua lembrança.

Olha, vou comprar uma cama nova! Não agüento mais dormir no sofá, pois não consigo olhar pra cama e pensar o quanto você foi sórdido ali! Acho que foi nela que você mais mentiu... principalmente ao fingir fazer amor. Acho que você desconhece o real significado da frase.

Penso apenas que não suportaria mais suas mãos sobre o meu corpo, apesar do desejo ainda ser forte, eu não agüentaria tanta humilhação. Não agüentaria olhar pra você e pensar que tudo é fingimento.

Eu que sempre me entreguei verdadeiramente. Eu que sempre acreditei na nossa cumplicidade. Acreditei em você. Confiei. Agora me encontro perdida em meio a sentimentos tão frios e procurando as palavras certas para descrevê-los.

Tenho raiva do meu corpo por saber que nele você despertou sensações maravilhosas que ninguém nunca conseguiu fazer o mesmo.

Tenho raiva de mim por não conseguir me permitir que outro o toque, pois ainda sinto como se ele fosse seu.

Repito pra mim mesma, cheguei a escrever as frases ditas por você (colei em espelhos, guarda-roupa, geladeira... eu precisava que delas!), pois foram elas que me fizeram enxergar que eu não sou o bastante... não sou o bastante pra você. Não por ser inferior. Não. Mas porque pra você, você se basta. Você é tão você, que os outros não são nada. Você brinca com os sentimentos, com as pessoas, você muda a vida, a rotina, você tem o dom de transformar o céu em inferno! É triste. Mas é a realidade. Você tem um dom de cativar e de destruir tudo em segundos, com a mesma facilidade.

E eu não quero ao meu lado alguém tão singular. E eu preciso me libertar desse sentimento doentio que é amar você, porque definitivamente, você não é o quem eu amo. A sua realidade é diferente da pessoa que amei. Eu imaginei, ou vivi, não sei ao certo, algo inexistente.

Você tantas vezes me disse que me amava incondicionalmente... o que é ser incondicional pra você?
Acho que você nunca vai saber o quanto eu amei você e a sua real importância para mim.

Senhor Estranho, encontre-se. Porque agindo assim você vai fazer com que muitas pessoas boas e de sentimentos puros, se percam. E definitivamente, ninguém merece ser usada assim.

Boa sorte em seu caminho, porque agora eu vou refazer o meu e concertar os estragos que você o fez.
Seja feliz.”

...

(são três pontos finais, só pra ter certeza que acabou.)”

Laila Monteiro

CARTA DE DESPEDIDA

Aos amigos novos e aos antigos que permanecem presentes (ainda que ausentes), meu muito obrigado por me ajudar a compor a história da vida real que mais se confunde com ficção de tantas emoções que vocês, talvez até melhores que eu, sabem descrever. Obrigado por tudo que é compartilhado, raivas, risos, conhecimento, pontos de vista, teimosias, toda sorte de sentimentos, vivências, transmissão de pensamento...é uma sintonia só..rsrs!!

A você que apareceu no dia exato, balançou as estruturas da pequena sertaneja e que até hoje não sei ao certo definir o tipo de relação que temos, só tenho uma coisa a dizer: Você é o cara e eu te adoro (independente do vínculo estabelecido).

A quem partiu e não se despediu, meu Adeus e foi bom te conhecer!!

Esse ano vivi tantas experiências, alcancei praticamente todos os objetivos estabelecidos, mesmo assim foi, digamos que, um ano turbulento.
Vi amizade transformar-se e limitar-se a um “Tá tudo bem?” somado a contatos previsíveis quando necessário e vi um “Tá tudo bem?” transformar-se gradualmente em amizade. Foi um longo ano e ao mesmo tempo fugaz, foi um período de adaptações nem sempre exitosas mas gratificantes. Um ano de mudanças, de julgamentos, de incertezas/indecisões e de decisões!!

E mesmo sabendo que nem todos os destinatários dessas palavras a lerão...com essa “carta” finalizo tudo que ficou mal resolvido em 2011...esperooO ;)

Qualquer semelhança com a nossa relação não é coincidência. Esse texto não é uma indireta e sim direta a destinatários não identificados e cada trecho é dirigido a pessoa(s) específica(s) que fizeram toda diferença.

Só mais uma coisa, você que teve paciência de ler até o final, não pense: “Lídia, você é louca de expor sua vida assim?”. Não, num sou não. Só foi dito o que deve(e pode) ser dito e isso é só uma coisinha que eu quis fazer para me DESPEDIR DE 2011 lembrando de alguns aprendizados importantes: Acolha seus sentimentos(por Cilene) porque o sucesso é ser feliz(por tia Bag) e se chorei ou se sorri, o importante é que emoções eu vivi(por Roberto Carlos)!!

Feliz 2012 (a nós)!!!!

Lídia L.B. Leite

Hipotética carta de despedida.
À vocês:
''Estou aqui para dizer que não pude mais aguentar essa vida medíocre e injusta. Meus olhos doem toda vez que eu acordo sabendo que vou ter que enfrentar - mais uma vez - essa vida. Se é que posso dar esse nome ao que faço todos os dias... Viver? Não. Estou apenas existindo. Ocupando um insignificante espaço no Mundo.
Não quero magoar ninguém com as minhas palavras e meu ato covardio, mas foi mais forte que eu. Não pude aguentar...essa foi a melhor maneira de me livrar disso tudo.
Minha vida está sem sentido, apática. Não quero sofrer por essa razão, que nem sei direito qual é. Então o melhor que eu posso fazer é encerrar a minha vida. Para que eu possa sumir, pra sempre. Fugir de uma vez por todas. Espero que vocês me entendam.

Bárbara Quinta

Carta de Despedida

Quando você acordar,
Não espere meus olhos em sua direção
Oh baby, uma noite não pode me mudar.

Felipe Ravelle

Algumas semanas antes de sua morte Peter Wust, sábio de 55 anos escreveu uma carta de despedida a seus alunos. Em sua carta dizia: “Se vocês me perguntassem, antes que eu agora me vá, se eu não conheço uma chave que possa abrir a alguém a porta da sabedoria da vida, então eu diria a vocês: sim. Esta chave não é a reflexão, como poderia ser a resposta de um filósofo, mas sim a oração. A prece nos torna tranquilos, simples, objetivos”.
Peter Wust

Frei Almir Ribeiro Guimarães

”Eu queria saber como começar uma carta de despedida. Eu queria saber dar “adeus” a você. Já falei quase todos os nossos momentos juntos, já revivi na minha cabeça trilhões de vezes. E eu penso, em quem eu vou bater? Quem vai implicar comigo? Quem vai me deixar nervosa e depois arrancar um sorriso meu com um simples “oi”? Com quem eu vou gritar? Me diz, quem? É, essas perguntas sempre ficaram em mim. Com você passei momentos, que meu Deus, vão ficar guardados aqui. Ta sendo dificil te ver partir, ver que você não voltará mais. Doi saber que não vou te abraçar mais, não vou implicar com você e depois sair correndo. Você se tornou meio que uma parte de mim. Parece que vai ficar faltando alguma coisa aqui. Eu te quero feliz sempre. Sei que será feliz ai. Então, se cuida. Porque eu vou estar tentando cuidar de você aqui, de longe. Eu tenho muito mais a dizer, mas acho que você já sabe. Ei, amo você idiota e vou sentir sua falta. “

Tumblr

Carta de despedida

Por muito tempo eu deixei você,
contra a minha vondade tive que
partir, em meu coração cheio de saudade o teu rosto tatuei.

Antes de partir uma carta escrevi, nela
relatava tudo o que eu sentia por você
mas que nunca conseguia lhe falar.

Na carta está escrito que todo o
amor é infinito; noite e dia o teu
amor trouxe-me a luz que tirou a
escuridão do meu coração.

Em cada solidão vencida eu desejava
O reencontro com teu corpo abrigo;
Na escuridão, o teu olhar me iluminava
E minha estrela-guia era o teu riso.

Há, se eu tivesse mais um tempo
Para te amar; reviver os nossos
instantes mais bonitos, eu regressaria.

Espero conseguir me desenhar para
Você em cada palavra dessa carta,
Você vai ler que tudo em mim diz:
-EU AMO MUITO VOCÊ.

Que o meu amor é maior
que tudo, e está escrito
Que vai ser pra sempre.

Confesso sem medo de mentir
Que em você, encontrei
Inspiração para escrever.

Você é pessoa que nem eu,
Que sente amor
Mas não sabe muito bem
Como vai dizer.

Fui chorando de saudades
Quando deixei você,
Eu viajei contra a minha vontade;
Infelismente a morte me venceu.

"Se tem um homem que leu está carta, então declare o seu amor a ela"

"Se tem uma mulher que leu está carta,
então declare o seu amor a ele"

INSISTA, INVISTA NO AMOR

Rogério. B. Santos