Desatino

Cerca de 80 frases e pensamentos: Desatino

TORTURAS DE AMOR . 7.11.15
Márcio Souza.
É grande o meu desatino,
Por ver-te tão só e carente,
Dá-me um insólito martírio,
Deixando-me quase doente.

Rondam-me mil pensamentos,
Sem respostas ou compreender,
Faz de minh'alma tormentos,
São torturas de amar e sofrer.

São dois corações que sofrem,
Mesmo que não querendo,
Lágrimas dos olhos me escorrem,
Por ver-te triste e sofrendo.

Para amenizar essa dor,
E disfarçar a ansiedade,
Envio-te mensagens de amor,
Pra aliviar as saudades.

E o nosso amor vamos levando,
Na forma que nos permite,
Cada vez mais nos amando,
Como a prova de que o AMOR existe.
Márcio Souza 07/11/15
( Direitos autorais reservados)

Márcio Souza

O recomeço está na mudança de dentro para fora, quando o coração implora menos desatino e a alma grita por libertação. Devemos recomeçar para não ficarmos trancados no quarto escuro da escravidão, em que, as limitações e os insucessos, impedem a vontade de seguirmos.

Simone Guerra

Em meu medo, há uma cabeça, em minha cabeça há um desatino, preciso me manter em movimento movimento simples medroso engedroso um movimento de si mesmo cheio de tática de álcool de arrependimento e de coisa que vão correr com um rio desgovernando simplesmente passando esperando dar a algum lugar, tremulo e perdido, um fluxo de consciência guardado no fundo um medo, feliz, triste atingido substantivo.

Fábio Varpechowski

Solitário coração sem destino ou dono.
Mero capricho da natureza...
Desatino minha vida...
Assim mesmo no silêncio.
Toda via em mar distante
Sem as estrelas para guiar...
Devagar puro vagante...
Qual rumo tomar...
Diante da possibilidade...
De sempre a tempestade trêmula...
Viaja sobretudo a imaginação.
Nos olhares atentos e sombrios.
Sobre o coração que pena...
Tantos atribuídos ao longo período...
Tristeza ou desespero
Luz que terminou em lagrimas...
Caçoas de uma complicação...
Mais que o nada mais que homem...
Deslocou para terras desconhecidas...
Trevor obscuro benevolente até que acorde...
Sempre que possível em sua sobriedade...
Caos sem dúvida para alma...
Que esteja nas profundezas do coração.

Celso Roberto Nadilo

usar a inteligência sempre foi o meu forte,não vai ser agora por causa de um desatino que vou deixar de usa lá

Asp Brito

Dor sonho de esperança mágoas sem pudor
Ador puro amor meu coração
Desatino meus murmúrios
Nas sementes tudo tão ausente
Nada mais nada menos que o vazio
Se me diz por me diz para onde foi
Se apenas tudo que tenho benevolente
Que sou ou fui parador serenidade perdida
Minha senhora em bom dia mera solidão.

Celso Roberto Nadilo

É mais fácil esquecer e perdoar um desatino grave - mas pontual e episódico - do que os que se mostram recorrentes, numa alternância entre malfeitos e arrependimentos que minam tudo o que antes fazia valer o relacionamento. Enquanto os primeiros o tempo naturalmente se incumbe de apagar, seu transcurso nestes últimos só reforça a certeza de que a única forma de ter a paz de volta é o distanciamento do foco gerador de maneira inadiável, decisiva e irreversível. Como já alertava Oscar Wilde, são os pequenos atos de cada dia que fazem ou desfazem o caráter.

Luiz Roberto Bodstein

sentir desespero...
dentro da agonia,
pleno desatino


dessabor cruel
sacrifício senil
ardente triste...


virtude alma morta,
frio derrama para o vazio,
gritos desespero.


lagrimas tão presente
dor que se repete,
terror demais...


sem fundo apenas o abismo,
triste sensação,
fel no coração.


horror do coração
sempre partido.
febre que doe,


sem méritos
apenas sentimento frio
que acoberta


nos demais sonhos
repleto de pesadelos
arestas por assim


assombrações
de repente assola
friamente sem adeus.

Celso Roberto Nadilo

A foice devoradora de meu desespero.
Morte desatino minha dor da minha vida.
Sobretudo o sofrer do sentimento.
Tudo muito ausente
por mais que queria respirar.
Solidão angustiante...
Mágoas tantos ressentimentos...
A morte soa com um bom agrado...
Continuamente a feridas estão abertas...
Mexidas e envolvida asas de uma lâmina.
Serenidade perdida nos passos do coração.
Assim. todos os joguetes defloram nas sombras...
Meus gritos estão abafados.
Bem nos ares do silêncio.

Celso Roberto Nadilo

Ninguém deve abrir mão de
traçar o seu destino,ainda
que um desatino possa
lhe punir pela teimosia.

CCF

Solidão figura do desatino
Ador reluzente num céu cinza
Ar espeço entre minhas mágoas
Sem solução apenas um enorme laguna
Terror monumental em tudo
Diluído para sempre

Celso Roberto Nadilo

A sentença do destino é a certeza da verdade. O desatino da vida, e derradeira realidade.

Desconhecido

Meus argumentos descoordena o tempo sentimental, porém o coração pulsa em um certo desatino particular.
Meu penoso coração vivenciado em uma solidãoque na qual eu mesmo construi, sem fim esperando um cuidado de um longe sentimento.

Julio Aukay

Meus argumentos descoordena o tempo sentimental, porém o coração pulsa em um certo desatino particular.
Meu penoso coração vivenciado em uma solidão que na qual eu mesmo construi, sem fim esperando um cuidado de um longo sentimento.

Julio Aukay

Sou traída pelo meu próprio coração.
Que ama a pessoa errada.
Sofre em desatino.
E no final, é o meu corpo que se esforça para sustentar um alicerce abalado.

Ninah Alves

Então eu penso, e repenso, e procuro explicação..Como pode teu abraço me causar tamanho desatino? Paralisa meu coração, amolece minhas pernas, e derrete meus pensamentos; é de doer.

Chay Albani

Não quero paz forjada, prefiro o desatino dos seus cílios, a risada larga e nossa a falta de juízo.

Livia Araújo

“Agir de inopino quase sempre gera desatino, cautelosamente é mais inteligente.”

Luciano F. Aschkar

DESATINO
Com o passar dos dias eu vivo em desatino
Sofrendo pelo desprezo
E chorando igual um menino.

O tempo vai se passando
E mais sofrimento aparece
Quanto mais tento esquecer mais
Mais ainda ele cresce.

A vida tem sido difícil vou lutando
Contra a maré não adianta apelar
É assim que a vida é.

Chorar é o que faço sempre
Eu estou desalinhado de tanto
Chorar meus olhos estão inchados.

Com um pouco não haverá mais lagrimas
De tanto que já chorei todas as lagrimas
Irão secar do pranto que derramei.

Um dia eu serei forte e nunca mais vou chorar
Serei um homem diferente que nunca mais vai amar
Serei coração de pedra não deixarei
O tal do amor entrar.

João Evngelista

Quando o amor é libertino
Não é puro e cristalino
Ele é falso e desatino

Djalma CMF