Quando não havia Facebook ou Whatsapp, os românticos tinham de inventar formas bem mais criativas para declarar o seu amor. Veja alguns dos maiores gestos de amor de todos os tempos.

1. Mais do que um ramo, um jardim inteiro!

A antiga Babilônia, atualmente o Iraque, era um território seco e árido sem qualquer vegetação. Quando o rei da Babilônia, Nabucodonosor, se apercebeu que sua esposa Ametys estava sofrendo com saudade da sua cidade natal e suas florestas e jardins verdejantes, mandou construir os Jardins Suspensos da Babilônia, um conjunto de pátios suspensos decorados com as mais belas plantas e flores exóticas das regiões circundantes.

Da próxima vez que pensar em oferecer flores a alguém, lembra desta história e capricha no ramo!

As mais belas demonstrações de amor de sempre

2. Taj Mahal, o túmulo mais visitado no mundo

Quando sua mulher morreu ao dar à luz o seu 14.º filho, o imperador Shah Jahan mandou construir um belíssimo templo de mármore como túmulo para sua amada esposa. O Taj Mahal foi construído durante mais de uma década, feito inteiramente em mármore e decorado com pedras preciosas. Os seus jardins foram enriquecidos com estátuas, animais e plantas exóticas.

Após a sua morte, Sha Jahan foi sepultado junto com sua esposa no mausoléu que se tornou atualmente um dos monumentos mais belos e visitados em todo o mundo.

taj mahal, demonstrações de amor

3. Amor em forma de música eterna

Se hoje você quiser partilhar a sua música preferida com a pessoa que você ama, vai ao Spotify e cria uma lista partilhada. Romântico? Numa escala de 0 a 10, comparado com o famoso compositor Wagner, isso seria um... 2!

Wagner compôs uma sinfonia para oferecer a sua esposa no seu dia de aniversário. Na manhã do dia de Natal, Wagner acordou sua amada com 17 músicos tocando a sinfonia que havia composto para ela, agora considerada um dos seus melhores trabalhos, Siegfried’s Idyll.

4. Fuga de encontro ao amor

Esta triste história prova que o amor não tem limites. Horace Greasley, um soldado britânico capturado na II Guerra Mundial e preso num centro de detenção na Alemanha, se apaixonou perdidamente por Rosa Rauchbach, uma alemã de origem judia que trabalhava como tradutora. Quando foi transferido para um campo a mais de 40 km de distância da sua amada, Horace chegou a conseguir fugir 4 vezes por semana para estar com Rosa, voltando a tempo de ninguém reparar na sua ausência.

Esta história termina bem triste quando, após o fim da guerra, Rosa morre ao dar à luz o filho de ambos, poucos meses após a libertação de Horace.

As mais belas demonstrações de amor

5. 20 anos de rosas vermelhas

Não é preciso recuar vários séculos para encontrar um gesto romântico. Também no século XX, Joe DiMaggio e Marilyn Monroe estiveram casados apenas durante 274 dias, mas Joe continuou apaixonado pela estrela de cinema. Quando a atriz morreu, Joe DiMaggio nunca mais voltou a casar e durante 20 anos enviou rosas vermelhas três vezes por semana para o túmulo de Marilyn como prova do seu amor.

As demonstrações de amor mais belas de sempre