De Sobrinho para Tia

Cerca de 197 frases e pensamentos: De Sobrinho para Tia

Se fosse que o meu coracao tem chave, eu te dava para poderes abrir e vais encontrar escrito: eu tiamo!
Eu ti adoro!
Eu ti quere ate a morte.

Urdilas

Campanha “escreva à tia – escreva às tantas – escreva à toa”.

André Anlub

***Em continuidade à Suspiro D'Alma !
Em segundo momento de minha vida !

Minha Tia Cicinha ; que me deu seu Afeto , Colo e me Amparou no seu Lar !
Em alguns momentos por imaturidade possa tê-la ferido !
Mas...
Jamais... Esquecerei suas lições...
Que sempre escutei com atenção !
Ela ; acordava cedinho : às 4:00 AM
Hoje eu a imito.
À Ela ; Minha Eterna Gratidão...
Meu Pai ; José Mendes Neto !
Meu Querido ; meu Velho ; meu Amigo
Minha irmã de sangue paterno : Uldime de Lira Mendes !
Que me acolheu no seu Lar !
Quando em São Paulo fui morar !
Jamais ! Esqueço !
Marcos Santtini [ Marcão ] !
Namorado da minha irnmâ ; Uldime
Que me deu sua mão amiga ; me empregou na sua loja-fábrica Verssati !
Em Santanna ! Bairro São Paulo !
À todos que D'us...Maria Santíssima e sua Falange Divina sempre os acompanhe !

Arnaldo Leite Neto

- Fale da sua tia, de suas glórias infantis, mas poupe-as de suas conquistas anteriores.

Eduardo Costa

Por um mundo onde minha tia não pergunte se to namorando!

Rafael Di Souza

Pré-primário.

Tudo finda.
Até a tia
Arminda?

Francismar Prestes Leal

Sou Mãe/Tia/Avó/Bisavó

Uma mulher chamada Anne foi renovar a sua carteira de motorista. Pediram-lhe para informar qual era a sua profissão.
Ela hesitou, sem saber bem como se classificar.
"O que eu pergunto é se tem um trabalho", insistiu o funcionário.
"Claro que tenho um trabalho", exclamou Anne. "Sou mãe."
"Nós não consideramos 'mãe' um trabalho. 'Dona de casa' dá para isso", disse o funcionário friamente.
Não voltei a lembrar-me desta história até o dia em que me encontrei em situação idêntica. A pessoa que me atendeu era obviamente uma funcionária de carreira, segura, eficiente, dona de um título sonante, do gênero oficial inquiridor'.
"Qual é a sua ocupação?" perguntou. Não sei o que me fez dizer isto; as palavras simplesmente saltaram-me da boca para fora:
"Sou Pesquisadora Associada no Campo do Desenvolvimento Infantil e das Relações Humanas."
A funcionária fez uma pausa, a caneta de tinta permanente a apontar para o ar, e olhou-me como quem diz que não ouviu bem. Eu repeti pausadamente, enfatizando as palavras mais significativas. Então reparei, maravilhada, como ela ia escrevendo, com tinta preta, no questionário oficial.
"Posso perguntar", disse-me ela com novo interesse, "o que faz exatamente nesse campo?"
Calmamente, sem qualquer traço de agitação na voz, ouvi-me a responder:
"Tenho um programa permanente de pesquisa (qualquer mãe o tem), em laboratório e no terreno (normalmente eu teria dito dentro e fora de casa). Trabalho para os meus Mestres (toda a família), e já passei quatro provas(todas meninas). Claro que o trabalho é um dos mais exigentes da área das humanidades (alguma mulher discorda?) e freqüentemente trabalho 14 horas por dia (para não dizer 24...)."
Houve um crescente tom de respeito na voz da funcionária que acabou de preencher o formulário, se levantou, e pessoalmente me abriu a porta. Quando cheguei a casa, com o troféu da minha nova carreira erguido, fui cumprimentada pelas minhas assistentes de laboratório - de 13, 7 e 3 anos.
Do andar de cima, pude ouvir a minha nova modelo experimental (uma bebê de seis meses) do programa de desenvolvimento infantil, testando uma nova tonalidade da voz.
Senti-me triunfante!
Tinha conseguido derrotar a burocracia!
E fiquei no registro do departamento oficial como alguém mais diferenciado e indispensável à humanidade do que "uma simples mãe"!
Maternidade... Que carreira gloriosa! Especialmente quando se tem um título na porta.
Assim deviam fazer as avós: "Associada Sênior de Pesquisa no Terreno para o Desenvolvimento Infantil e de Relações Humanas". As bisavós: "Executiva-associada Sênior de Pesquisa". Eu acho!!! E também acho que para as tias podia ser: "Assistentes associadas de Pesquisa".

autoria desconhecida

Saudade não existe dor maior do que saudades a minha é por ti TIA querida nunca irei te esquecer

Emiliana

Já nascí de modo incomum, protegida, diziam, e tia Izaura, parteira, dizia “empilicada”, fato raro numa cidade tão pequena nos anos 60 exatos. Crescí descalça a correr pelas “beiradas” de rios, engolindo vento, pastanto com animais, numa vivência que achava ter assim pelo resto do mundo, onde eu fosse..e era tudo tão cheio.......águas, afetos, pessoas, instantes, alegrias, tudo derramava, até encher os olhos.
Hoje paradoxalmente quero me esvaziar, não dessas lembranças, mas de todo caminho de lá até aqui, justamente para mantê-las intactas em mim, e reaver o sentido dessas pequenas coisas para me lembrar que posso retomar caminhos sempre que quiser ou precisar, pois assim o retorno é fácil, como era fácil o riso. Tenho saudades de rir, gargalhadamente até chorar, de alguma besteira dita ou escutada...há muito estou sem riso, não por que culpe alguém, mas porque não me permití, deixei que a vida endurecesse a boca, e nem de mim mesma mais rio, o que me era tão comum...estou levando a sério meus erros e defeitos, e isso é péssimo...definitivamente essa não sou eu!! Me quero de volta, mesmo que as pessoas não gostem de mim do jeito que sou, não quero mais tentar me adequar ao que elas querem, precisam, e são!!

Fatima Mileo

Amigos e Colegas !
amigos: chamam seus pais de : tio e tia
Colegas: chamam seus pais pelos nomes.
Amigos: chora com você..
Colegas: falam pra não ficar triste..
Amigos:falam samos mais que irmãs...
Colega: falam samos que nem irmãs..
Por isso nunca escolha Amigos pela ponta dos dedos e sim pelo coração.. *_* Amigaa Te Amo !!

Marcelle Pires _

MULHEROLOGIA

Demétrio Sena, Magé - RJ.

Se a Rosa nunca
foi Margarida,
nem tia Flora
a prima Vera,
minha Esmeralda
sequer Luzia...
Não tive a Glória
de ter Socorro
e quase morro
pra ter Vitória,
porém o tempo
a tudo Sara...
Nem tudo é Dulce,
o mundo amarga,
mas tenho fé;
a Norma é simples;
viver a Diva
como Eva é.

Demétrio Sena - Magé-RJ.

Minha tia Iris tem um hábito que só há pouco tempo descobri. Todo dia pela manha ela vai até o quintal da nossa casa e sobre um tronco de um velho pé de jambo ela coloca restos de comida ou pão para os bem-te-vis que costumam visitar nosso quintal. Mas como nesses dias ela tem sentido muitas dores e não está andando direito, no sábado pela manha, acordei cedo para fazer o café e ouvi alguns passarinhos na porta da nossa cozinha gritando ...Eu, fazendo o café, nem dei muita atenção, mas, ela lá da sala falou: Já vou !! E veio andando no seu passinho lento, e eles ficaram ali olhando, até ela aparecer e colocar a comida naquele lugar combinado.
E nesta cena comum do nosso dia-a-dia eu pude enxergar lealdade,liberdade, respeito, cumplicidade, carinho, cuidado.
Acredito que liberdade não é agir desta ou daquela forma, é como nossa amiga Cecília Meireles diz, "é uma palavra que o sonho humano alimenta, não há ninguém que a explique e ninguém que não a entenda".
Acho que estamos precisando mesmo ouvir os bem-te.vis e aprender que mesmo livres precisamos do outro, e que liberdade é a possibilidade que temos, mesmo depois de se desapegar de tudo e sermos dono de nós mesmos, escolher sempre seguir pelo caminho do bem !!

Mara Simone da Silva

Quando o homem te quer, ele dá um jeito e consegue, não importa a morte da tia, a reunião importante. Ele se vira e além de conseguir o teu número, ainda te conquista.

Camila Bill

A tia Raquel disse que a tia Clarisse vai se afastar um pouco mais é só para viajar a Fortaleza...
ela pode ter enganado a gente a tia Raquel falando qua a tia Clarisse foi viajar!!!
mas eu creio que ela foi demitida pq o João disse que ela foi demitida pq falava palavrões para a tia Andréia

makayla

Dia 24.07.2009 às 19:06 hs

Pai -> me levou para cortar o cabelo.
nao me levou para minha tia rita.
quase me bateu,pq minha mae tava reclamando de mim.
ficou me chamando de chato!

Mãe -> fico reclamando de mim !!
me bateu pq nao queria ir comprar pao.

Vó -> contou algumas coisas para minha mae, de eu bater nela !!

Luane -> agente brincou um pouco, mais logo minha tava gritando ..
fico me irritando,me chamando de obeso.

Luan -> ta muito gostosinho !

Lucas H.

Amigo é aquele que na sua casa,chama sua mãe de tia,é aquele que sempre lhe cedeu um ombro para você chorar,um amigo verdadeiro é a sua própria sombra...

carlos

A Regina tá com cara da minha tia.

Magogago

Eu queria agradecer, a Deus simplesmente por me dar a melhor família do mundo Pais , irmã, tios, tias, primos e primas, avos e avos. Eu agradeço a Deus pelos amigos que ele me colocou na vida, aquelas pessoas únicas que me faz rir quando você acho que não vou rir e sem querer me mostra que ainda gente boa no mundo, ou me dão uma palavra quando eu mais preciso. Eu agradeço a Deus pela vida que eu tenho, pelo fato de eu ter saúde para me levantar todos o dias, que apesar das turbulências que acontece pelo caminho eu sei que posso superar cada obstaculo. E principalmente agradeço a Deus por tudo.

Humberto jr.

Bom não está, mas está razoável...
Tive problemas com minha mãe, minha tia ligando altas horas da noite pra me passar sermão sobre convivência na família. (Se tem uma coisa que eu odeio é pessoas me passando sermão)
Mas ainda tem o meu pai, que me faz me sentir melhor. Não, ele não faz sermão comigo. Ele faz o melhor e mais delicioso café da manhã, mesmo sendo o velho cuzcuz com ovo e uma xícara de café de todos os outros dias. E aquela velha conversa: "Como vai no trabalho? Estão lhe puxando muito o saco? Lembre-se de mais tarde guardar metade do seu salário no banco... é importante pros seus projetos futuros. Não esqueça de escovar os dentes antes de sair. "

Ele faz eu sentir fome. Ele sabe o que eu sempre precisei...

No caminho do trabalho encontro uma mulher andando apressada com uma sacola na mão.Ela olhou para mim e perguntou: " Está indo ao trabalho?", eu respondi que sim, e ela continuou: "Isso é bom, quando nós temos um trabalho passamos a ser reconhecida pela sociedade, pela família e pelo marido". (Acho que ela não tinha um trabalho) Depois ela começou a falar sobre seu sobrinho, que estava indo na casa dele levar a sacola, ela contava lembranças desse sobrinho com tanto amor... de quando ele era bem pequeno. E me fazia rir. Ela era muito engraçada, era apressada, era ex-esposa do meu tio. Que eu não reconhecera.

Chegando na esquina do trabalho, a garota que trabalhava no escritório vizinho, me esperava pra abrir a porta porque a porta do dela era muito mais emperrada que a minha, mas quase não consegui porque estava de havaianas. Ela segurou minhas coisas. Um livro,um carregador de celular e minha garrafinha d'água.
"Que livro é esse?"
"É um que eu comprei faz uns dias... "
"Você já começou a ler?"
"Só li três páginas"

Ela ficou olhando fixamente meu livro.
"Se você quiser posso te emprestar... "
"Não, pode ler primeiro, quando terminar você me empresta."
"Pode ler Jéssica, eu tenho outros em casa que ainda não li, fique tranquila. Pode levar."
"Está bem!"
"Ah, eu terminei de ler o Pequeno Príncipe, já ouviu falar?"
"Já, eu quero ler todos Lívia."

Me virei para a porta de onde trabalhava e tirei a chave do bolso. Abri, sentei na minha cadeira e liguei o computador.

Lívia Samara