Coleção pessoal de Vargas

1 - 20 do total de 145 pensamentos na coleção de Vargas

Sérgio Fernando Moro ~ Na cidade de Maringá no Paraná ele nasceu, e entre gente inteligente se criou. Sempre elegante e cordial, sempre o amigo mais leal, é da justiça um defensor. Aparece em 13º lugar na lista dos maiores líderes do mundo. É ele mesmo. O Juiz Sérgio Moro surgiu na publicação da Revista Time, nos Estados Unidos, entre os 100 homens mais influentes do mundo. Sim! O maior de todos os brasileiros. Responsável pelos processos da Operação Lava Jato na primeira instância da justiça federal em Curitiba, protagonista da importante luta contra a corrupção no Brasil, é o mais famoso dos heróis que o Paraná conheceu. Por sua coragem e determinação seu nome lenda se tornou!

*PLÁGIO de BAT MASTERSON

Renato Cesar Vargas Martins
1 compartilhamento
Tags: moro corrupção

Após visualizar um vídeo de poucos segundos, onde o Juiz Sérgio Moro passa por um aeroporto, enquanto é seguido e ovacionado com gritos de bênçãos e agradecimentos, me peguei refletindo sobre como nascem os nossos heróis.

Desde crianças somos instigados a gostar de alguns super-heróis, como Batman, Super-Homem, Homem-Aranha e tantos outros. Desejamos um dia crescer e nos tornar tão fortes e queridos como eles.

Enquanto sonhamos um dia ser grandes, ao mesmo tempo descobrimos os pequenos heróis de verdade, que acabam fazendo parte de nossas vidas: o irmão mais velho, que nos defende de uma briga na escola, o professor que impede uma ação injusta entre colegas, um homem na rua que salva um cão de ser atropelado e por aí vai. Cada um de nós encontra seus próprios heróis.

No Brasil tivemos Ayrton Senna, que se tornou um ícone por sua ousadia nas pistas de corrida, e assim levou o nome do país mundo afora.

Mas temos os heróis que vão além do mundo célebre e que receberam o Título de “Herói Nacional”, dentre muitos estão Tancredo Neves, Getúlio Vargas, Anita Garibaldi, Santos Dumont, Chico Mendes e Tiradentes. Ouvimos tais nomes nas escolas e muito de nós passamos a vida sem entender a fundo o que eles representaram na história de nosso país.

Tancredo Neves, por exemplo, foi um dos responsáveis e grande motivador do Movimento “Diretas já”, que lutava pelas eleições presidenciais diretas no Brasil.

Getúlio Vargas foi considerado o “Pai dos Pobres”, sendo responsável por várias leis sociais e trabalhistas, influenciando a política até os dias atuais.

Porém sentimos um impacto muito menor ao ouvir ou ler uma história, do que quando presenciamos os fatos ao mesmo tempo em que eles acontecem.

Se meu pai me conta que um professor o defendeu na escola quando criança, automaticamente me sinto grata a este professor. Mas se vejo alguém defender meu pai na minha frente, a gratidão é maior, pois eu participei como testemunha dos fatos. Existe uma relação íntima com a história, acontecendo junto a mim.

Assim entendo a comoção sentida por qualquer notícia relacionada ao Juiz Sérgio Moro. Pela primeira vez na história do Brasil, políticos têm sido investigados e levados a responder pelos seus atos. Se por tanto tempo fomos apontados como o país da impunidade, pela primeira vez experimentamos o sabor da justiça igual para todos.

Independente de partido político, quem roubou mais, quando e como, testemunhamos um ponto de partida no Brasil, do qual, daqui para frente poderemos contar com a justiça e punição de quem quer que seja, limpando aos poucos o país de maneira geral.

A Operação Lava-Jato não nos salva da corrupção, mas ela representa um ponto inédito na história, onde um juiz de primeira instância, pela primeira vez, foi a fundo e sem medo, aonde todo brasileiro esperava: na justiça onde ela mais se fazia escassa e, portanto necessária.

Sergio Moro usa de sua posição e conhecimento para fazer aquilo que nós, cidadãos comuns, não conseguimos fazer sozinhos.

E um herói nasce, quando por um ato, nos livra de alguma forma de uma injustiça. Ele nos defende daquilo que ainda não somos capazes de nos defender. E naturalmente cria um sentimento de gratidão e admiração.

E no caso do Juiz Sergio Moro, neste momento, ele acaba de representar o irmão mais velho de muitos de nós, quando simplesmente defendeu toda a nossa nação.

Carolina Vila Nova
1 compartilhamento

‘A CORRUPÇÃO NO BRASIL TAMBÉM É BANCADA POR NÓS!’
Estamos novamente em meio a um turbilhão de escândalos públicos, o que tem sido uma situação constante desde a época em que éramos uma simples colônia. Como diz o adágio popular vivemos na “casa da mãe Joana”. No entanto, a questão da corrupção no Brasil é muito mais profunda. Acredito que apenas uma pequena parte dos casos seja descoberta e venha a público. Imagino que grande parcela fique escondida nas entranhas públicas. Temos a corrupção política, a corrupção de servidores e de cidadãos desonestos. A corrupção sempre tem dois lados, um corrompendo e outro sendo corrompido.É nítido que a máquina pública está comprometida. Desde criança escutamos falar sobre a tal da corrupção, agora vemos, todo dia, ao vivo e a cores na TV. Na esfera política houve e há muito apadrinhamento para se obter a dita governabilidade. Não importa os interesses da sociedade, desde que os interesses pessoais e partidários sejam atendidos, com isso vem a briga pela distribuição de cargos públicos, comissionamentos e outras benesses. Isto ocorre em todos os níveis de governo (municipal, estadual e federal), afinal é preciso acomodar todos os camaradas.O exemplo mais recente da corrupção política em nosso país é o escândalo do mensalão, que teve início em 2005 (sete anos atrás!) e somente agora está tendo um desfecho. No âmbito administrativo temos um carnaval de queixas, denúncia e escândalos. Somente para citar alguns exemplos: a indústria de multas de trânsito em diversas cidades, desvio de verbas através de falsas ONGs, fiscais corruptos, licitações fraudulentas, entre tantas outras situações que podem preencher um livro. Se pararmos para pensar, no final das contas, mesmo que inconscientemente, somos nós que financiamos toda essa corrupção. Os corruptos visam o dinheiro público, que em última análise é o seu dinheiro e o meu dinheiro, que disponibilizamos para a manutenção da sociedade.Na medida em que os recursos destinados a financiar hospitais, escolas, saneamento básico e outras necessidades primárias são desviados, debaixo de nossos narizes, e não tomamos qualquer atitude, também temos nossa parcela de culpa, por uma simples questão de omissão. Todo mês a arrecadação tributária bate recordes, o governo encosta os contribuintes na parede e suga a maior parcela dos seus recursos e tudo isso para quê? Para vermos que o nosso dinheiro está sendo desviado, utilizado para manter um gigantesco cabide de empregos, manter o inchaço da máquina pública ou aplicado em obras fúteis, enfim, uma grande parcela escoando pelo ralo. A cada dois reais desviados ou desperdiçados é um litro de leite que está sendo tirado das crianças esfomeadas deste país! Ao longo dos anos fomos vencidos pelo cansaço, nos tornamos um povo apático a tudo isto. Somos pacíficos, mas não precisamos ser omissos. Em outros países por questões muito menores o povo sai às ruas protestando e cobrando os seus direitos. Temos que limpar a administração dos maus políticos e servidores públicos que mancham nossa imagem, afinal carregamos a pecha de sermos uma sociedade corrupta. Falta-nos esse poder de mobilização e indignação, afinal quem manda neste país é o povo brasileiro, sua vontade é soberana e cabe aos ocupantes dos cargos públicos nos representar e, sobretudo, nos respeitar. A situação pode, sim, ser mudada. Desde que você e eu nos manifestemos abertamente, pois nossa manifestação, quando multiplicada, gerará a necessária mudança da opinião pública sobre o assunto. Sinta-se à vontade para utilizar ou compartilhar este artigo com seus amigos e colegas, e peça-os para manifestarem também em blogs, twitters e outros meios, enviando cópia para deputados, senadores e outras autoridades.
*Mauricio Alvarez da Silva é Contabilista atuante na área de auditoria independente há mais de 15 anos, com enfoque em controles internos, contabilidade e tributos, integra a equipe de colaboradores do Portal Tributário.

Mauricio Alvarez da Silva
1 compartilhamento
Tags: corrupção ditadura

José Bonifácio de Andrada e Silva, em ~1820, resumiu as razões para as nossas queimadas e desmatamentos: "ignorância, associada à preguiça e má fé". Nos dias de hoje, em que todos sabem dos efeitos negativos das queimadas, temos apenas de inverter a ordem dos motivos para: má fé, associada à preguiça e ignorância.

José Bonifácio
1 compartilhamento
Tags: desmatamento máfé

Movimento Democracia Pura defende o uso das Redes Sociais para apontar um novo caminho para a participação popular nas decisões políticas!
Artigo do Professor J. Vasconcelos sobre o atual momento que a política brasileira se encontra
O momento é para avaliar e refletir se o modelo de Democracia que adotamos atualmente é mesmo o mais representativo da vontade popular. Os representantes que elegemos para as câmaras municipais, Assembleias Legislativas e para o Congresso Nacional foram porta-vozes dos nossos desejos? Foram dignos das nossas expectativas? O desempenho deles nessa ou em qualquer outra legislatura atendeu as nossas aspirações? Os vereadores, deputados e senadores foram legitimados pelo voto, mas eles são os nossos representantes legítimos?

Precisamos questionar as ideias difundidas como verdade sobre a democracia representativa. Eleições, partidos políticos, liberdade de expressão, igualdade nas votações, representação, liberdade de imprensa e maioria são palavras usadas pelos políticos para firmar no povo o conceito da democracia representativa como sendo a verdadeira democracia.

A Democracia pura é a versão moderna do modelo ateniense de democracia, no qual os cidadãos podem expressar livremente suas ideias, defender e colocar em votação seus próprios projetos, sem intermediários e com a consulta direta em forma de plebiscito popular, os atuais conhecimentos científicos e o desenvolvimento tecnológico da comunicação tornam perfeitamente viáveis, de modo que a humanidade possa fazer ressurgir o governo popular e exercer, assim, a Democracia Pura, sem o intermédio dos políticos profissionais que acabam constituindo apenas um pesado ônus para a sociedade.

E as Redes Sociais podem ser decisivas para mudar o conceito sobre a verdadeira Democracia. Os filósofos iluministas, que impulsionaram a revolução francesa, não suportavam a opressão e a humilhação pelas quais passavam os cidadãos; o maior crime: a falta de participação do povo nas decisões da nação.

O Sistema de Habilitação e Pontuação (SHP) foi desenvolvido para que o cidadão possa se manifestar sobre os problemas que o afetam diretamente. Ele pode apresentar uma proposta, por exemplo, de iluminar uma rua ou um bairro. O projeto é apresentado na internet e passa a ser discutido por outros moradores da região. Os prós e contras da proposta são amplamente debatidos e os pontos positivos valem pontos no sistema. Essa pontuação vai dar ao eleitor a condição de analisar bem o assunto. A partir daí é iniciada a votação on-line.
Essa é uma forma de participação mais democrática que atende mais aos interesses do cidadão. Depois que avalia a proposta pelo sistema de pontos, ele tem condições de tomar uma decisão mais racional e acertada.

O SHP é uma versão moderna dos antigos encontros realizados em praças públicas pelos atenienses para decidir as questões políticas da Grécia Antiga. O Sistema se apoia na internet para alcançar uma ampla e representativa participação popular.
Vamos imaginar que esse sistema possa ser aplicado em qualquer esfera de decisão política. Seja para decidir assuntos de interesse de um condomínio aos grandes temas que interessem a nação.

* J. Vasconcelos é professor, filósofo, pesquisador e publicista; pós-graduado em Direito Constitucional, Socialismo e Democracia, em Hamburgo, Alemanha, com cursos na Sorbonne, Paris, sobre História Natural do Homem. Tem desenvolvido pesquisas sobre a produção de ideias em prosseguimento aos estudos de Locke e Stuart, promovido cursos e proferido palestras em universidades de todo o país. Democracia no terceiro milênio (Nobel) é um de seus livros de maior destaque. A segunda edição do Livro Democracia Pura acaba de ser lançada.


Site Democracia Pura:
www.democraciapura.com.br

Acompanhe as discuções nas Redes Sociais:
- Página no Facebook:
facebook.com/MovimentoDemocraciaPura
- Grupo no Facebook:
facebook.com/groups/democraciapura/
Website: http://www.democraciapura.com.br

Professor J. Vasconcelos
1 compartilhamento
Tags: democracia pura

Sérgio Fernando Moro ~ Na cidade de Maringá no Paraná ele nasceu, e entre gente inteligente se criou. Sempre elegante e cordial, sempre o amigo mais leal, é da justiça um defensor. Aparece em 13º lugar na lista dos maiores líderes do mundo. Responsável pelos processos da Operação Lava Jato na primeira instância da justiça federal em Curitiba, protagonista da importante luta contra a corrupção no Brasil, é o mais famoso dos heróis que o Paraná conheceu. Por sua coragem e determinação seu nome lenda se tornou!
*PLÁGIO de BAT MASTERSON
No velho Oeste ele nasceu,
E entre bravos se criou,
Seu nome lenda se tornou,
Bat Masterson, Bat Masterson.
Sempre elegante e cordial,
Sempre o amigo mais leal,
Foi da justiça um defensor,
Bat Masterson, Bat Masterson.
Em toda canção contava,
Sua coragem e destemor,
Em toda canção falava,
Numa bengala e num grande amor.
É o mais famoso dos heróis,
Que o velho oeste conheceu,
Fez do seu nome uma canção,
Bat Masterson, Bat Masterson.
Seu nome lenda se tornou,
Bat Masterson, Bat Masterson.
Seu nome lenda se tornou,
Bat Masterson, Bat Masterson ~ BAT MASTERSON um dos melhores seriados de faroeste de todos os tempos, desde que estreou no dia 8 de outubro de 1958. A série foi produzida por Ziv Television Productions , a empresa responsável pelo hit primeira execução sindicado séries como AVENTURA SUBMARINA/SEA HUNT estrelado por LLOYD BRIDGES e POLÍCIA RODOVIÁRIA/HIGHWAY PATROL estrelado por BRODERICK CRAWFORD. Durante três temporadas exibido pela NBC de 1958 a 1961 o ator GENE BARRY interpretou o ex-homem da lei que se transformava no defensor dos oprimidos. Ao todo foram 108 episódios de meia hora mostrando as aventuras do herói título. A série foi apresentada no Brasil inicialmente pela TV Record em 1961 (patrocinado pelo sabonete Cinta Azul) e o personagem foi dublado por MURILO NERY. A popularidade de BAT MASTERSON foi tão grande por aqui, que GENE BARRY foi convidado a fazer um show no Brasil. Chegou no dia 23 de novembro de 1961, teve uma recepção entusiasmada no Aeroporto do Galeão, visitou o presidente JOÃO GOULART, fez shows no Copacabana Palace e no Maracanãzinho, onde sorteou uma bengala de BAT MASTERSON. Na época, CARLOS GONZAGA cantava a versão em português do tema de abertura, que tornou-se também um estrondoso sucesso, como tudo que era ligado ao personagem. Ficou na Record até 1963. Em 1970 foi reprisada nas tardes da Rede Globo onde ficou até 1973.

Renato Cesar Vargas Martins
1 compartilhamento
Tags: moro lavajato

DEMOCRACIA. Historicamente, a democracia tem suas raízes na antiga Grécia. Aristóteles já dizia, há mais de 2000 anos, democracia é o governo do povo, para o povo e pelo povo! A democracia surgiu quando, devido ao fato de que todos são iguais em certo sentido, acreditou-se que todos fossem absolutamente iguais entre si! No Brasil, a democracia representativa, não esta funcionando. Resta então a esperança de se criar um novo sistema, antes que o caos social atinja seu ponto máximo; aí já era! A democracia representativa hoje; em realista análise, é uma fábrica de corruptos e corruptores. O povo já não aguenta mais tanta roubalheira de dinheiro público. Como filosofia política, poderia ainda ter sua aplicabilidade, não fosse o descaso dos governantes sobre os governados. O que se percebe, em todos os escalões do governo, é o jogo continuado de interesses pessoais, sem nenhum interesse no bem comum. Existem exceções, porém são pouquíssimas e não justificam mais a continuidade da democracia representativa, como sistema de governo no Brasil. Partido político é quando um grupo de pessoas se unem para promover os interesses da Nação, mediante o emprego de um processo específico, com o qual todos se achem de acordo! No Brasil é uma baderna, com políticos sem definição ideológica, partidos sem programas, plataforma ou propostas, tudo isso junto com regras eleitorais que são inaceitáveis para a escolha do síndico de um prédio! Algum inocente aí ainda acredita que o desastre da administração pública no Brasil não tem nada a ver com a democracia representativa que acaba gerando tanta corrupção?
É preciso mudar o sistema com regras, que possam ser praticadas, justas e confiáveis!
Assim é que não pode ficar. REFORMA POLÍTICA JÁ!

Renato Cesar Vargas Martins
1 compartilhamento
Tags: democracia

O CONCEITO DE DEUS EM BARUCH SPINOZA
No “Livro I da Ética e no Tratado sobre a Religião e o Estado”, o filósofo holandês Baruch Spinoza delineia a sua concepção de um Deus despersonalizado e geométrico, contrária a todas as formas de se conceber Deus como uma espécie de entidade, oculta e transcendente, que age conforme os seus desígnios e a sua vontade suprema. De uma teoria que não compartilha da ideia de um Deus autocrático, que controla a tudo e a todos, e que se refugia em algum ponto distante da abóbada celeste — segundo a crença comumente aceita e bastante difundida, sobretudo entre os povos e as civilizações de origem indo-europeia. Motivo pelo qual, o filósofo Spinoza expôs, assim, em sua obra, a sua definição — considerada por ele a mais adequada —, de Deus, em contraposição a todas as doutrinas e dogmas religiosos até então existentes. E é Spinoza quem diz que as massas “supõem, mesmo, que Deus esteja inativo desde que a natureza aja em sua ordem costumeira; e vice-versa, que o poder da natureza, e as causas naturais, ficam inativas desde que Deus esteja agindo; assim, elas imaginam dois poderes distintos um do outro, o poder de Deus e o poder da natureza”. Spinoza ainda nos faz o alerta para o fato de que: “Deus fez todas as coisas em consideração do homem, e que criou o homem para que este lhe prestasse culto. (…) [Isto acontece porque toda] gente nasce ignorante das causas das coisas e que todos desejam alcançar o que lhes é útil e de que são cônscios”. Com efeito, a crença de Spinoza era em um Deus baseado no seguinte princípio: Deus e Natureza são a mesma coisa — Deus sive Natura (Deus ou Natureza).

No pensamento de Spinoza há, ainda, três conceitos considerados básicos e fundamentais, que representam o cerne de suas ideias referentes a Deus, quais sejam: os de substância, de atributo e de modo. Por modo podemos facilmente definir como sendo tudo aquilo que existe ou que pode e venha a existir, e que assume uma forma característica qualquer; ou melhor, que tenha um formato mesmo que transitório da realidade. É o caso, por exemplo, de inúmeros fenômenos e de situações as mais variadas, presentes em nosso cotidiano; de cada um de nós como indivíduos, e do grupo ou da espécie ao qual pertencemos; de nossos corpos e pensamentos; e etc. Em suma, de todas aquelas coisas que se manifestam e se apresentam de diferentes maneiras; de tudo aquilo que denota uma infinidade de aspectos e de particularidades desse nosso mundo.

No que tange à substância, para o referido filósofo, ela é o eixo e o esteio por onde a vida se espraia; é o que estrutura a existência de todos os eventos e acontecimentos. Em poucas palavras, é o que constitui a essência mesma do real.

E, para completar, o que se chama aqui de atributo nada mais é do que aquilo que se traduz como qualidade essencial que compõe o ser da substância. Por esse ângulo, entende-se que pensamento e extensão são manifestações e atributos provenientes da substância divina, da mesma forma que extensão refere-se à essência da materialidade e o pensamento relaciona-se à essência da inteligibilidade.

Na conceituação de Spinoza, a substância (essência e natureza que é Deus) somente pode ser entendida no tocante a dois aspectos: “natura naturans”, que significa o status criativo da natureza, funcionando como um élan vital, que produz a vida e é extremamente ativa nesse processo, enquanto força fundacional que instaura e regula a dinâmica da natureza. De outra feita, está o que ele denomina de “natura naturata”, que é apenas o resultado dessa criação, o lado passivo dessa mecânica, que é o que já foi criado e construído em termos de natureza: formas externas variadas como montanhas, vales, vegetações, ventos, águas, florestas, entre outras. Nessa perspectiva, pode-se dizer que a “natura naturans”, e não a natureza material e compassiva (“natura naturata”, o mundo strito sensu), é idêntica a Deus e se confunde à Sua essência e substância.

Portanto, Spinoza, em sua explanação, entende Deus como sendo a base de sustentação e a condição subjacente da realidade como um todo. Um Deus imbuído da mais clara evidência e certeza racional, que se auto-constitui como sendo a causa de si e de todas as coisas; que se move em função de uma necessidade que lhe é intrínseca e gerada de sua própria essência, a rigor: por meio de processos mecânico-causais e de leis invariáveis, responsáveis pelo total funcionamento e ordenamento do mundo.

Assim, como nos indica o próprio Baruch Spinoza: “Tenho uma concepção de Deus e da natureza totalmente diferente da que costumam ter os cristãos mais recentes, pois afirmo que Deus é a causa imanente, e não externa, de todas as coisas. Eu digo: Tudo está em Deus; tudo vive e se movimenta em Deus”. E acrescenta, dizendo: “Por ajuda de Deus, entendo a fixa e imutável ordem da natureza, ou a cadeia de eventos naturais. (…) A partir da infinita natureza de Deus, todas as coisas (…) decorrem dessa mesma necessidade, e da mesma maneira, que decorre da natureza de um triângulo, de eternidade a eternidade, que seus três ângulos são iguais a dois ângulos retos”.

ALEXANDRE FLORES ALKIMIM
1 compartilhamento
Tags: deus ética

Pare de ficar lendo supostas escrituras sagradas que nada têm a ver comigo. Se não pode me ver num amanhecer, numa paisagem, no olhar dos teus amigos, nos olhos do teu filhinho... Não me encontrará em nenhum livro! Crer é supor, adivinhar, imaginar. Eu não quero que acredite em mim. Quero que me reconheça em você. Quero que me veja em você quando beija a tua amada, quando agasalha tua filhinha, quando acaricia o teu cachorro, quando toma banho no mar. Confie em mim e deixe de me pedir. Pare de me pedir perdão. Não há nada a perdoar. A única coisa que te peço é que preste atenção à tua vida, esta vida não é uma prova, nem um degrau, nem um ensaio, nem um prelúdio para o paraíso. Esta vida é a única que há aqui e agora! E a única que você precisa. EU te fiz absolutamente livre. Não há prêmios nem castigos. Não há pecados nem virtudes. Para de ter tanto medo de mim... eu não te julgo, nem te critico, nem me irrito, nem te incomodo, nem te castigo. Para de me pedir perdão. Não há nada a perdoar. Que tipo de Deus ególatra você acredita que Eu seja? Me aborrece que me louvem. Me cansa que agradeçam. Você é grato? Demonstra-o cuidando de você, da tua saúde, das tuas relações, do mundo. Expresse tua alegria! Esse é o jeito de me louvar. Se Eu te fiz... EU te enchi de paixões, de limitações, de prazeres, de sentimentos, de necessidades, de incoerências, de livre-arbítrio... como posso te culpar se você responde ao que EU coloquei em você? Como posso te castigar por ser como você é... que tipo de Deus pode fazer isso? Esqueça qualquer tipo de mandamento, lei, são artimanhas para te manipular, para te controlar, que só geram culpa em você. Respeite o teu próximo... EU te fiz absolutamente livre. Pare de complicar as coisas e de repetir como papagaio o que te ensinaram sobre mim. A única certeza é que você esta aqui, que esta vivo, e que este mundo esta cheio de maravilhas. Para que precisa de mais milagres? Para que tantas explicações? Não me procure fora! Não vai me achar. Procure-me dentro... aí é que EU estou!
______Baruch ou Benedictus de Spinoza ~ *1632/+1677

Baruch ou Benedictus de Spinoza
1 compartilhamento

COMPLETO e ACABADO
Nenhum dicionário da língua portuguesa consegue explicar adequadamente a diferença entre estas duas palavras.
Durante uma competição linguística em Lisboa, Samdar Balgobin, um homem da Guiana, foi o vencedor, ovacionado por mais de 5 minutos. A pergunta final foi: Como explicar a diferença entre COMPLETO e ACABADO de maneira fácil de entender? Muitos afirmaram que NÃO existe diferença entre COMPLETO e ACABADO. Segue a resposta, inteligentíssima, de Samdar:
Ao casar com a mulher certa, você está COMPLETO. Ao casar com a mulher errada você está ACABADO. E quando a mulher certa te flagra com a mulher errada, você está ACABADO por COMPLETO!

desconhecido
1 compartilhamento
Tags: casamento certo

Para vocês, meus amigos, e amigas, jovens de mais de 60 ANOS, e para os de menos também, ‘UM GRANDE ABRAÇO’! A vida é, de verdade, maravilhosa, mesmo que tenhamos encontrado alguns entraves durante nosso percurso, se chegamos até aqui, é porque vencemos. A vida só tem dois caminhos ~ envelhecer, ou, o outro muito pior! Você deve cuidar da sua saúde: faça todos os exames, vá para a academia, não coma frituras, nem sal/açúcar, costela gorda, não beba cerveja, nada que tenha álcool, fumar? Nem pensar! Só assim, quando você morrer!
_______________Vai estar um defunto muito saudável.

Renato Cesar Vargas Martins
1 compartilhamento
Tags: saúde defunto

A imprensa brasileira sempre foi canalha. Eu acredito que se a imprensa brasileira fosse um pouco melhor poderia ter uma influência realmente maravilhosa sobre o País. Acho que uma das grandes culpadas das condições do País, mais do que as forças que o dominam politicamente, é nossa imprensa. Repito, apesar de toda a evolução, nossa imprensa é lamentavelmente ruim. E não quero falar da televisão, que já nasceu pusilânime

Millôr Fernandes
100 compartilhamentos

O Brasil em pleno século XXI, é um país em crise institucional semelhante a que levou Getúlio Vargas ao suicídio, quando o jornalista Carlos Lacerda não economizava palavras para denunciar os escândalos do governo. É um país à deriva, administrado por um partido orientado por intelectuais que estudam e não trabalham, formado por militantes que trabalham e não estudam, comandado por sindicalistas irresponsáveis, desqualificados e corruptos que não estudam nem trabalham, que estão muito ricos com o apoio de eleitores idiotas que trabalham pra burro e não têm dinheiro nem para comer nem para estudar!

Renato Cesar Vargas Martins
1 compartilhamento
Tags: idiotas sindicalistas

O Brasil de hoje/2015 é um país em crise institucional semelhante a que levou Getúlio ao suicídio, quando o jornalista Carlos Lacerda não economizava palavras para denunciar os escândalos do governo. É um país à deriva, administrado por sindicalistas irresponsáveis; desqualificados e corruptos!

*100% dos brasileiros estão "PISTRANTOFÓBICOS"!
Pistrantofobia - Dicionário inFormal
www.dicionarioinformal.com.br/significado/pistrantofobia/20707/
5 de jul de 2015 - Significado de pistrantofobia. O que é pistrantofobia: É o medo de confiar nas pessoas devido experiências negativas ou decepções no passado.

Renato Cesar Vargas Martins
1 compartilhamento
Tags: confiança confiar

Há muito tempo sou adepta dos anos contados em histórias. Ninguém conta a vida de verdade em anos. Não são, por exemplo, trinta escolas, trinta casamentos, trinta amigos e trinta tristezas. Até podem ser trinta anos, mas não são os anos que nos trazem significados. E sim as dores, as marcas que a vida deixa e nos faz contar e recontar o que aprendemos com elas. Mas entre tantos antes e depois, sempre há um melhor e um pior de mim. Um que fica para trás e outro que vive no presente.

Carolina Vila Nova
1 compartilhamento

Pega na tua voz e diz o que te vai na alma. Mas não berres, como quando nasceste. Se entretanto cresceste espera-se que digas coisas mais elevadas. Transforma a tua revolta num poema ou num cântico de alento. Já existe barulho que chegue. O Mundo precisa de música. Da verdadeira! Canta e encanta!

Emílio Miranda Emilio Miranda - Escritor
1 compartilhamento

“Há em nós a lucidez dos loucos, mas não daqueles loucos comuns que habitam este mundo em cada esquina. Somos da quota de loucos que não aceitaram suas prisões e que não entraram por liberalidade em suas gaiolas. Que não se amarraram ao outro com suas correntes. Somos da fração da loucura que abriu mão do dia a dia. Há em nós a rebeldia dos que não se contentaram com o peso da realidade e abriram suas porteiras na busca de alcançar o horizonte.”

Guilherme Antunes
1 compartilhamento

A verdade não é, de modo algum, aquilo que se demonstra, mas aquilo que se simplifica.

Antoine de Saint-Exupéry
366 compartilhamentos

Pare de ficar lendo supostas escrituras sagradas que nada têm a ver comigo. Se não pode me ver num amanhecer, numa paisagem, no olhar dos teus amigos, nos olhos do teu filhinho... não me encontrará em nenhum livro! Confie em mim e deixe de me pedir. Pare de me pedir perdão. Não há nada a perdoar. A única coisa que te peço é que preste atenção à tua vida, esta vida não é uma prova, nem um degrau, nem um ensaio, nem um prelúdio para o paraíso. Esta vida é a única que há aqui e agora! E a única que você precisa. EU te fiz absolutamente livre. Não há prêmios nem castigos. Não há pecados nem virtudes. Para de ter tanto medo de mim... eu não te julgo, nem te critico, nem me irrito, nem te incomodo, nem te castigo. Para de me pedir perdão. Não há nada a perdoar. Se Eu te fiz... EU te enchi de paixões, de limitações, de prazeres, de sentimentos, de necessidades, de incoerências, de livre-arbítrio... como posso te culpar se você responde ao que EU coloquei em você? Como posso te castigar por ser como você é... que tipo de Deus pode fazer isso? Esqueça qualquer tipo de mandamento, lei, são artimanhas para te manipular, para te controlar, que só geram culpa em você. Respeite o teu próximo... EU te fiz absolutamente livre.___DEUS - De Spinosa
*Essas palavras foram ditas em pleno Século XVII por

Baruch Spinoza
1 compartilhamento

O mal da igualdade é que nós só a queremos ter em relação aos nossos superiores.

Henry Becque
17 compartilhamentos