Coleção pessoal de thaygimenes

21 - 40 do total de 323 pensamentos na coleção de thaygimenes

Ela sacudiu os ombros:
— Dane-se. Comigo sempre foi tudo ao contrário.

Caio Fernando Abreu

Mas ela gosta de colecionar segredos. Coisas grandes, que ela guarda dentro de uma caixinha. É doce, doce, extremamente doce, tão doce. E ela fica ali, mastigando alegrias.

Caio Fernando Abreu

Não tenho mais paciência nem cabeça para esse tipo de coisa miúda.

Caio Fernando Abreu

E lá vou eu, nas minhas tentativas, às vezes meio cegas, às vezes meio burras, tentar acertar os passos.

Caio Fernando Abreu

A gente tem que mirar no alvo e atirar, pronto, foi. A flecha não volta. Se acertamos ou erramos, não tem volta. Foi assim que levei a vida.

Martha Medeiros

Quase novembro, a ventania de primavera levando para longe os últimos maus espíritos do inverno.

Caio Fernando Abreu

A vida é incontornável. A gente perde, leva porrada, é passado pra trás, cai. Dói, ai, dói demais. Mas passa.

Caio Fernando Abreu

Porque, pra viver de verdade, a gente tem que quebrar a cara. Tem que tentar e não conseguir. Achar que vai dar e ver que não deu.

Caio Fernando Abreu

Aprendi a não contar muito com os outros, fazer tudo sozinha dá mais certo. Tem também aquela dica de não ter medo de mudanças, a de encarar o erro como um caminho para encontrar soluções novas, aquela de ter a cara-de-pau de se testar coisas novas e a humildade para abandoná-los caso não dêem certo.

Caio Fernando Abreu

Penso nele, sim, penso nele. Mas não vou ceder.

Caio Fernando Abreu

De alguma forma, todos os dias alguém bate à nossa porta e nos convida a desistir.

Caio Fernando Abreu

Linhas paralelas se encontram no infinito. O infinito não acaba. O infinito é nunca. Ou sempre.

Caio Fernando Abreu

Podia ter dado certo entre a gente, ou não.
Eu nem sei o que é dar certo.

Caio Fernando Abreu

Eu sempre tive essa preocupação idiota de dizer apenas coisas que não ferissem.

Caio Fernando Abreu

Mas de que adianta sair para festa e voltar para casa sempre com o coração vazio?

Caio Fernando Abreu

As coisas bonitas já não acontecem mais.

Caio Fernando Abreu

Livrai-me de tudo que me trava o riso.

Caio Fernando Abreu

Sempre fui um pouco áspero, fechado, sempre tive dificuldade de receber amor. (…) Na verdade, eu sempre precisei de afeto, só que antes eu não admitia.

Caio Fernando Abreu

Porque, pra viver de verdade, a gente tem que quebrar a cara.

Caio Fernando Abreu

[...] Ele me toca, mexe comigo. Talvez eu esteja assim todo lisonjeado porque alguém parece prestar tanta atenção em mim.

Caio Fernando Abreu