Coleção pessoal de leticianogara

41 - 60 do total de 157 pensamentos na coleção de leticianogara

Eu me engano. Ok, eu sei que todos se enganam. Mas às vezes parece que me engano mais do que as pessoas costumam se enganar. Há pouco tempo atrás acreditei que ninguém nunca iria me entender. Isso é normal, mas o fato é que, me senti isolada boa parte do tempo, e tudo antes de conhecer você.

Talvez isso aconteceu porque nunca acreditei em ninguém tanto quanto acredito em você. Você mudou minha maneira de ver o mundo, e talvez eu confie em você mais do que eu confio nos meus olhos ou no que posso ver.

Muitos dizem que com o tempo você vai perdendo as pessoas que você achava que sempre estariam com você. Não acredito nisso, não quero perder você, não quero perder a sua amizade e muito menos perder a confiança que você me passa.

Certas coisas não são fáceis de serem explicadas. Um sentimento como amizade também não é muito fácil. Quem sabe eu consiga falar sobre você. Ou talvez me dê um branco, como normalmente. Sei que você não é qualquer pessoa. Quando acho que tenho defeitos você me mostra que posso ser melhor. Quando penso que são apenas lágrimas que me cercam, você prova que simples gestos podem nos fazer sorrir. Mas não é um simples gesto seu que me faz sorrir. Você me faz sorrir. E isso me dá brilho nos olhos.

Com o tempo achei que encontraria uma amizade que realmente conseguisse completar o vazio que é não se identificar com nada. É um vazio, um certo vazio de cultura, sorrisos e confiança. Você chegou e tudo mudou. Eu estava parada, sem entender o porquê de tudo, o porquê de estar aqui, ainda sozinha. Mas ainda com um sorriso por ter te conhecido. E então você chegou e provou que nunca vou estar sozinha. E que o mundo inteiro pode estar contra mim, mas que enquanto eu tiver você na minha vida, terei um motivo pra seguir em frente.

Uma amizade pode surgir de várias maneiras, dizem que uma amizade pra ser completamente verdadeira devemos estar junto a pessoa em todos os momentos, bons ou ruins. Mas não acredito muito nisso. Às vezes o tempo não é nada, e só o destino que nos faz conhecer um amigo que muda a sua vida. E você mudou a minha, literalmente. Acredito que tempo não é sinônimo de amizade verdadeira. Nunca vi você, mas sempre sinto você junto de mim. Nem que seja em um simples café, em uma música, em uma meia velha, em um sorriso, em um cachecol rosa voador ou simplesmente dentro de mim.

Certas pessoas sofrem por alguém que amam ter ido embora. Já meu coração dói por amar alguém que nunca veio.

Sei que prometi algo grande, pensei que conseguiria explicar com as palavras certas seu significado na minha vida. Talvez um dia consiga. Ou talvez no dia em que ficarmos frente a frente você descubra a importância pelo brilho dos meus olhos ao te verem sorrir.

Letícia Nogara
2 compartilhamentos

Quando o destino se fecha, eu ainda posso ver o reflexo dos seus olhos em mim. Talvez você não seja feito só de amor, mas de amor eu sou feita. Posso te preencher com o meu amor? Talvez tudo não passe de esperança. Ou talvez tudo seja parte do futuro. A unica explicação óbvia para tanto amor, é que a realidade é muito mais bela quanto te tenho aqui.

Letícia Nogara
1 compartilhamento

Queria fazer você sentir tudo o que você me faz sentir. O quanto você me faz bem e o quanto sou dependente de você, até mesmo do seu silêncio. Quem sabe um dia você perceba o tamanho do amor que sinto por ti. Ou talvez perceba só a metade. Porque todo esse amor é meio grande demais para ser visto apenas com dois olhos. A distância não se compara a nada, me apeguei ao teu jeito. E a cada dia te sinto aqui. Percebo meu amor por você por culpa da sua capacidade de me deixar com um sorriso apenas por ler um ‘Oi’ seu. Você tem o poder de me fazer sorrir, de fazer eu me sentir bem. Você tem o poder de fazer eu te amar. Só quero que isso nunca se perca, que você nunca se esqueça de mim. Porque eu te amo demais, e nunca vou esquecer de você.

Letícia Nogara
2 compartilhamentos

Finja que está tudo bem. Finja que você nunca foi enganado. Finja que você nunca se sentiu fraco. Finja que você não o ama. Então, finja que você é forte. Faça de conta que você é feliz. Sorria só para esconder uma lágrima. Faça de conta que aquela pessoa não significou nada na sua vida. Finja que as lembranças foram insignificantes. Finja que você não tem medo de o perder. Faça de conta que tudo é passageiro. Faça de conta que o amor é não existe. Finja que tudo não passou de uma ilusão. Finja que a vida não vale nada. Faça de conta de que seu interior ainda está intacto. E quando você cair, se levante, olhe no espelho e se pergunte se tudo isso vale a pena.

Letícia Nogara
3 compartilhamentos

Algumas pessoas são tão bobas, dizem que não amam. Só tentam não amar. Porque dá pra se enxergar o amor pelo brilho dos olhos.

Letícia Nogara
2 compartilhamentos

Já fui totalmente frágil. Hoje posso ser vingativa, e fria. Só depende da pessoa ou situação. Vivia esperando dias melhores, esses dias que ainda espero. Fria, comunicativa, inconsequënte, misteriosa, pura ou impura. Dizem que sou um doce. Poucos esses os que provaram do açúcar da minha personalidade. Formada de dúvidas e incertezas. Acho na escrita, uma forma de libertar. E embora não goste das minhas palavras, muitos dizem o contrário.

Letícia Nogara
1 compartilhamento

As coisas se encaixam e não se encaixam. Somem e reaparecem. Eu acho que estou certa, mas com um toque de mágica percebo meu erro. Eu espero por dias diferentes, mas nunca sei o que esperar, espero por dias iguais, mas nunca sei o que esperar. Vou viver, porque esperar não dá!

Letícia Nogara
2 compartilhamentos

Todas as palavras que eu te disse foram esquecidas e levadas pelo vento. Eu acreditei em você. Até achei que tudo estava perfeito demais pra ser verdade. Eu choro, eu sangro. Meu coração esta inteiro, mas separado por particular pequenas, não despedaçado mas sim quebrado. Eu não choro, eu amo e sangro. Meu destino é um caminho que se forma com o pó de seus erros. Eu não choro, eu sangro. E minha vida está incompleta, eu desejo saber como deixar de amar. Meus segredos estão ao vento, nada pode fazer o sangue parar de jorrar. Eu sangro, sangro, sangro e aos poucos meu coração morre perdendo o sentido de minha existência.

Letícia Nogara
1 compartilhamento

Digo olá,



mas não vou dizer que está tudo bem por aqui, como de costume. Me senti presa hoje, mais uma vez. A solidão me aprisionou. Não tenho o costume de ficar só, e quando fico sinto-me apunhalada pelas costas, como se tivessem cortado uma parte da minha asa para me impedirem de voar livremente sentindo o frescor da água e o cheiro das pétalas das mais lindas flores. É normal sentir que tudo está doce e com o tempo o doce vai enjoando e ficando amargo. Tem pessoas que enjoam por estarem sempre com companhia. Mas as borboletas, bem... Pra nós é totalmente o oposto. Pelo menos pra mim. Não gosto dessa coisa de solidão, na verdade gosto. Mas a solidão se torna inaceitável quando sempre está lado a lado comigo. E vocês? Os seres humanos, tão cheios de atitude, mas tão insensatos. Amam, sofrem, mas continuam amando. Erram e na maioria das vezes continuam errando. Tão sós, tão amados e odiados. Queria que você me entendesse, sou sem companhia e tenho arranjá-las aqui. Embora com tantas diferenças, queria poder fazê-los compreender o poder dos sentimentos de uma borboleta. Embora pequena, eu sinto. Embora sozinha, sou livre. Talvez você perceba isso antes mesmo de eu explicar. Ou depois mesmo de sentir a liberdade voando entre cada palavra que você lê. Me sinto presa. Mas sou livre. Ou pelo menos é o que eu tento aparentar.

Vou tentar continuar, descobrindo o mundo por aí.







Um sopro de liberdade e ternura,




Borboleta.

Letícia Nogara
1 compartilhamento

O amor que um dia era recíproco parecia ter sumido por entre as árvores daquele lugar. Os sorrisos já tinham se acabado. E ela nem sabia ao certo o que aconteceria. Ela voava, saía do chão e suas pernas já não alcançavam mais a velocidade do seu corpo. Os sentimentos estavam estagnados, pelo menos parecia que estavam. Ela ama. Mas agora isso já não passava mais de um futuro do pretérito indicativo: Amou.

      Olhou para os lados e se sentiu bem. Não completamente, mas estava bem ao ponto de continuar vivendo. A sua vez no amor parecia que nem tinha começado. Ou tivesse começado, mas já havia se partido. O Adeus dói. Mas não mais do que a ilusão de ter acreditado que o pra sempre dessa vez não acabaria.

      A sua voz ecoou junto com vento que chorava por paz. Nada mais que isso. O céu chorava, ela não conseguia nem acordar pra vida. Continuava ali, partida, mas intacta a qualquer marca das lágrimas que tentavam a dominar. Nem tudo estava bem, mas ela fingia. Dizia que estava bem pra não precisar contar toda a história da sua dor. Fingia para não chorar.

      Talvez ela devesse seguir, devesse acordar. Talvez ela devesse até dar mais uma chance para o amor. Mas não, ela não queria. Estava iludida. E continuava iludida com a sua dor.

      Talvez a ilusão não fosse tão forte. Talvez poderia até ter se enganado. Mas as coisas já não tinham mais sentido.

Letícia Nogara
1 compartilhamento
Tags: sentimentos

Como fazem falta aquelas pessoas que sempre estiveram ao meu lado, mas de uma hora para outra foram levadas junto com a ventania. Quanta falta me fazem os momentos que eu pensava que tudo iria ser melhor se o tempo passasse rápido e infelizmente tive que me enganar com o tempo, com as lembranças, com o que sempre pensei. Lembrar dói, mas só dói no momento que você descobre que sempre achou errado do futuro. Dói mais ainda, quando você está cercado de problemas, e percebe que um dia foi feliz. Só não sabia disso.

Letícia Nogara
1 compartilhamento
Tags: lembranças

Pessoas que você não ama não te fazem chorar. Pessoas que você ama fazem.

Letícia Nogara
1 compartilhamento

Ela olhava para o teto com a esperança de achar algo diferente que a fizesse ficar ali, sentada, parada, olhando para as nuvens. Mas não achou nenhuma desculpa. A chuva começou a cair e a deixou, entediada, vazia e fazendo-a sentir como se faltasse um pedaço. Ela olhou para a cama e foi dormir, triste, e com o coração partido em minúsculas partes de amor e de dor. Algum tempo se passou, e seu celular começou a tocar e a música fez a sentir ainda mais partida: “Promete que nos veremos logo? Promete que isso não vai ficar assim? Não consigo suportar a falta do seu olhar...”
Deixou o celular no vácuo, não o atendeu. Mas ele insistia, parecia querer vê-la estressada, e mais vazia. Ela atendeu. Do outro lado da linha, era ele:
- Oi, tudo bem? – Ele disse.
Mas ela ficou sem reação. Passados 10 segundos ela envergonhada falou:
- Oi. – Era mais um sussurro, demonstrava seu medo e ao mesmo tempo seu amor.
- Aconteceu alguma coisa?
E ela só explicou que estava dormindo e se assustou com o celular. Mas quem ouvisse viria seus verdadeiros sintomas, seu amor, sua paz, seu inferno. Ele estava com outra, e quem visse seu olhar sentiria sua angústia. E essa ligação só fez o coração dela se partir ainda mais, se quebrar totalmente.
Logo em seguida ele só disse:
- Me encontre na praça, no mesmo lugar que costumávamos ir.
Ela não acreditou. Colocou sua roupa mais bonita, seu olhar mais alegre, embora por dentro as coisas fossem diferentes, ela só quis se mostrar feliz.
Foi até lá, o viu, sozinho, e ao vê-la ele sorriu. E ela finalmente se sentiu ainda mais presa ao seu mundo melancólico. Medo, e no olhar dele, encontrou uma razão a mais para viver. Sentou, ficou em silêncio e esperou primeiro as palavras daquele que a fez virar mais uma vítima de amor.
- Acabei com a minha namorada ontem – Ele disse.
Ela sabia o quanto gostava dele. Sorriu por dentro, mas não demonstrou nada exteriormente.
- Eu sei que não te interessa, mas a deixei por sua causa, a culpa foi sua.
Ela ficou quieta.
- Sei que te fiz sofrer demais nesses últimos meses. Mas só queria te contar o que eu sonhei.
Antes dele falar qualquer outra coisa, uma lágrima de felicidade rolou do rosto dela.
- Então, qual é o sonho? Pode me mostrar?
Ele encostou a mão no rosto dela. Levantou seu queixo. E como se fosse magia, os lábios carnudos dele se encontraram aos dela e aconteceu o que ela sonhava á muito tempo. Ela angustiada, depois dos momentos de sonho... Voltou à realidade.
- Um beijo? Esse foi seu sonho?
Então, como se o céu tivesse sido pintado à mão, e os passarinhos tivessem começado a cantar as mais lindas melodias de amor, ele sussurrou em seu ouvido antes de dar-lhe outro de muitos outros beijos:
- Não, sua boba. Você é o meu sonho.

E os pedaços do seu coração foram colados junto ao coração do seu verdadeiro amor.

Letícia Nogara
2 compartilhamentos

Sorrisos nos lábios. Lágrimas no olhar. Clareza na voz. Coração partido, coração pulsando. Olhar fixo. Mais uma vítima de amor.

Letícia Nogara
1 compartilhamento

Árvores dançando, cabelos ao vento, janelas fechadas. Um ser solitário. Lágrimas pingando, chuva caindo, olhar de esperança. Esperança infinita.

Letícia Nogara
2 compartilhamentos

E eu, que tinha tanto a dizer, estou tentando não me perder entre essas frases feitas.

Letícia Nogara
2 compartilhamentos

O amor se torna completamente inútil quando não demonstrado. E se torna amor quando sentido com o coração e não com o cérebro.

Letícia Nogara
1 compartilhamento

Temo a vida quando ela parece que irá acabar. Temo aquelas pessoas que só notam beleza na vida quando já é tarde demais. A beleza não é perfeição, beleza é ter defeitos e ter o poder de conseguir superá-los sem medo e sem vergonha.

Letícia Nogara
1 compartilhamento

Não importa o quanto você tente não se importar. No fundo todo mundo se importa.

Letícia Nogara
1 compartilhamento
Tags: importância

Independente de eu tentar sorrir quando não quero. Olhando você, sorrio até enquanto choro.

Letícia Nogara
1 compartilhamento