Coleção pessoal de edsonricardopaiva

1 - 20 do total de 828 pensamentos na coleção de edsonricardopaiva

Como se não bastasse viver
Eu fui escolher amar
É como se não
Houvesse nenhuma escolha
As coisas do coração
Sempre rumam
Em direção àquilo
Que é belo e bonito
E estava escrito
Que ao cair da última folha
Todos os castelos de areia
Não prosperariam
A gente apenas não sabia
Que aquelas pequenas coisas
Que a gente tristemente vivia
Anos à fio
dia a dia
Coisas que pairavam no ar
Um jeito triste de viver
Aquele amar
Onde inexistia
Qualquer espécie de amor
Se transforma
Num cálice transbordante
Promessas esquecidas
Triste vida
E tudo se acaba
Em menos de instante
Como se não bastasse o amor
Eu fui escolher você
Eu escolhi um viver
Que não nos basta
E o vasto mundo a trilhar
Tendo ao lado
Um pote de alegria
Me falta escolher
Uma flor pra te dar
e depois te confessar
A falta que me faz
Ter talento pra escrever
Algo bonito
Estar de joelhos
Os olhos e o rosto vermelhos
A lhe dizer
Que não tema nunca mais a solidão
Então
Eu fiz somente um sigelo poema
Não é perfeito, mas agora está escrito
E tudo que nele foi dito
Eu fui buscar
No fundo do meu coração,


Edson Ricardo Paiva.

edsonricardopaiva
Tags: edson19fev17

Mantenha-se calmo
Tranquilo em em paz
Quando se vive
Uma vida correta
de vez em quando a gente acorda
Com a alma inquieta
Mas o coração, esse permanece
Tranquilo demais
Portanto
Jamais se esqueça
Que por mais que cresçam
As indiferenças e desconfianças
É essencial
Conhecer as astúcias do Mundo
E saber que o mal se esconde
Daqueles que mesmo assim
Permanecem confiáveis
E sensíveis, igual a uma criança
Isso pode sim, existir de verdade
Nem sempre a idade
é capaz de revelar
A quantidade de anos vividos.
saiba manter seu coração
de portas sempre abertas e apercebidas
Na medida que caibam
Somente palavras certas
e faça valer sua vida.


Edson Ricardo Paiva.

edsonricardopaiva
Tags: edson13fev17

Houve manhãs
em que acordei
E pensei
que após uma noite de sonhos
Eu havia retornado em outro corpo
Em outra vida
Outra parada
Parecia simplesmente
Que eu acordei na vida errada
Passava horas e horas
Sentindo que eu apenas
Alguém que era menos que nada
Noutras horas me sinto
Voando ao sabor do vento
Passageiro de uma nuvem
Simplesmente
Algo que evapora
Some
Vai embora
Não chove e nem morre
Há momentos
Em que a decisão de tudo isso
Pousa finalmente em minhas mãos
E posso pensar mais calmamente
E escolho sonhar
Que sou nuvem que chove
E quando acaba a tempestade
Percebo que floresci
Nos galhos de linda parreira
E que ainda existe escolha
Alguma coisa que não tive
Por toda uma vida
Após a chuva
e depois de tão longo caminho
Eu posso ser suco de uva
E me resta a opção de ser vinho
Trilhar em paz o restante da estrada
Onde nunca mais
Ninguém há de me olhar
E não ver nada.

Edson Ricardo Paiva.

edsonricardopaiva
Tags: edson13fev17

Se você quiser pedir-me algo
Te peço que não me peça
Pra que eu te explique nada
A cada dia que nasce
Pode haver somente
Um amor que a cada dia
Apenas cresce
Quando a gente se esquece
de tentar entender o passado
Então te peço que me peça
O impossível
E somente amor infinito
Não me peça pra que eu mude
Qualquer coisa a respeito
daquilo que está escrito
E escreva junto comigo
Um poema mais bonito
Me ajude a fazer da vida
Poesia somente
E a cada dia mais concreta
Não me faça sonhar contigo
Abandonemos nos nossos passados
Tantos sonhos perdidos e esquecidos
Aqueles sonhados erroneamente
A gente pode somente
Transformar tudo em verdade
e descobrir
Que pode sim, existir
Um jeito certo de pedir
Pra que eu te traga uma montanha
Enquanto me trazes estrelas
Façamos as pazes com a vida
E então, nós dois
a sós
Poderemos construir
Outra vida
Só pra nós.


Edson Ricardo Paiva.

edsonricardopaiva
Tags: edson11fev17

Existe sempre
Uma certa coisa incerta
Um fantasma escondido
atrás das portas entreabertas
Pelas quais
Sabemos que nunca mais
Haveremos de adentrar
Eu sinto às vezes
Um gosto de despedida
Em certas saudações
E conforme os dias passam
Se confirma uma lição:
Existem dias
Que jamais se acabam.
Não existe coração
Que se feche eternamente
e não dasabe
A lições que não se aprende
Por mais que a gente insista
Elas também
Podem muito bem
Estar na lista
das palavras que o vento traz na voz
despertando
Uma certa tristeza
Lenta, audaz e atroz
Nesse momento sentimos
Outro sopro de vida
A esvair-se de nós
E assim mais um dia vai correndo
de vida em vida
Agosto em agosto
E um gosto de despedida
A cada dia mais amargo
Não tem jeito de apagar do peito
A lembrança dessas noites
Compridas
Escuras
Mal dormidas
Eu sei que ainda é madrugada
Mas tem horas que me esqueço
Em que anos nós estamos
Peço a Deus que me socorra
Pois esse laço constante
Cresce, não me esquece
Recrudesce




Edson Ricardo Paiva

edsonricardopaiva
Tags: edson08fev17

A parte mais bonita da mensagem
A cor mais bonita da pintura
Muitas vezes exigem o concurso
de um coração que seja desprendido
e possua uma alma mais pura
Pois
O espírito da coisa reside
Naquilo que não está escrito
e nem está na tela
A coisa mais agressiva que fazes
Não está num gesto
Ou na palavra mais dura
Procure
E talvez a encontre
Nas tuas omissões
Nas lições que não quis aprender
Teu tempo
Muitas vezes estará por um fio
Nunca perca a oportunidade
de dizer o quanto ama de verdade
e fazer um elogio de vez em quando
Ame
Enquanto houver
Alguém te amando
Amanhã poderá ser tarde
dai não vai valer nada
A palavra perdeu a validade
Tua companhia não faz falta
Noite alta
Você ainda está na rua
E em casa
Não há mais ninguém
Que te aguarde.


Edson Ricardopaiva

edsonricardopaiva
Tags: edson05fev17

Ilusão.

Acontece numa tarde linda
de um tempo que talvez
não tenha vindo ainda
estou contemplando a paisagem
Meu mirante é no alto da colina
é o ponto mais alto onde se pode estar
eu nunca tinha visto este lugar
e de lá eu posso enxergar
até os lugares mais distantes
e em todos eles posso perceber
alguma coisa que eu creio que esteja
um degrau acima, talvez dois
da mera esperança de um dia fazer
aquilo que a vida sempre obrigou
a deixar pra depois
esse lugar me permite enxergar
aquilo que é distante
e eu posso mensurar também
os desejos mais profundos
Eu leio as mentes de todo mundo
o pensamento que todos escondem
é a vontade de perder um medo
que na verdade ainda não atentou
nem teve tempo de botar reparo
pra saber se tem
mas tem
e nunca contou pra ninguém
A verdade
Era que todos tinham
Inclinação por perder o medo
medo de fazer o bem
E viver num mundo perfeito
Acima de mim, nesse lugar
somente o ar
cada vez mais rarefeito
é um lugar de onde posso
ouvir pensamentos
a todo momento
eu os ouço
pra depois pensar comigo
que esse dia infelizmente
ainda não chegou
e novamente eu desço
ao degrau da esperança
esperando que algum dia
seja realmente
essa tarde tão linda
de um tempo que talvez
não tenha vindo ainda.

Edson Ricardo Paiva

edsonricardopaiva
Tags: edson06mai2016.

Ando
Meio que lerdo
de pensamentos
Ando
Meio que surdo
Um vento muito brando
Me acalenta
de vez em quando
Uma tormenta
Me atormenta
Quando, por falta de sorte
Venta mais forte
Ando
Pensando
Com minha cabeça de vento
e meus ouvidos moucos
Que não são poucos
Os motivos
Pelos quais eu me esquivo
de dar-lhes
Um tanto assim de atenção
Enfim
Se fosse ouvir meu coração
Seguiria a direção do vento
Que orienta o pensamento
E quando chegasse o dia
Que alegria
Estaria muito longe
da voz da razão
Esta
Abrange
Tudo que demais me guia
Então
Sempre que acaba o dia
Recolho meu sorriso
Adio
Outra vez minha alegria
Preciso
Fazer coisas que tanto odeio
O início me fez fazer assim
O fim não chegou
Estou ainda no meio
No meio de um sonho
Um sonho meio tristonho
Tristemente
Sonho acordado
Uma história linda
Portanto
Enquanto o dia não finda
e nem tampouco inicia
Paro um pouco
Me recolho
No mesmo canto onde guardo
A tristeza e a alegria
Mescladas
Ambas tem cara de nada
Aguardo um tempo
Que tarda a chegar
No tempo onde estou
Meu coração não parou
E nem minha alma morreu
Olho no espelho pra ter certeza
de que eu
ainda sou eu
E não há como negar
Nasce novamente uma lembrança
de que existe, sim
Uma esperança latente
Antes que seja tarde
Eu sei
No meu coração que arde
Nada
Nunca mais
Haverá de afastar a gente
e durmo em paz


Edson Ricardo Paiva

edsonricardopaiva
Tags: edson04fev17

Eu gosto
de coisas que não se descreve
Prefiro viver diferente
daquele jeito sem graça
Que tanta gente vive
Enquanto pensa
Que comprar e vender fumaça
Me faça crer que elas vivem
Eu gosto
De não precisar limpar
tanta fuligem
A cada dia que amanhece
Eu gosto
do que não se vê no rosto
Posto isso
Eu realmente gosto
Que haja algum compromisso
Mesmo quando dizem
Que não presto
E aposto
Que quando gosto
Existe um motivo divino
Meus olhos cansados
E minha alma de menino
Com o tempo aprenderam
Que quando se gosta
E não se vê no rosto
Pode procurar e ver
Que muito provavelmente
Vou gostar de todo o resto.

Edson Ricardo Paiva.

edsonricardopaiva
Tags: edson02fev2017.

Não existe casa
Se não houver telhado
Pra bem ou pra mal
Andar pra frente ou pra trás
é uma questão de escolha nossa
e das coisas que se faça
Não existe aquela opção
do "tanto faz"
Pois
Depois de feito
Aí não tem mais jeito.
Até as folhas mortas
escolhem o vento que as carregue
e as portas onde irão se acumular
Peça a Deus
Converse com o Universo
deseje o impossível e o infinito
E constate
Como é incrível
e também muito bonito
Aquilo tudo que acontece depois disso
Tenha sempre um compromisso
Com tudo que veio fazer aqui
entre as coisas que parecem impossíveis
Encontra-se a faculdade
de poder intuir
Como as coisas acontecem
Lembre-se
A sua mente é uma mente integrada
a bilhões de outras consciências
E se a gente não fizer a nossa parte
Toda ciência acumulada
Não vai nos servir pra nada
Nisto consiste a arte da vida
E não existe uma idade certa
Pra gente saber ou não
Simplesmente viver
E ser aquilo que quer
A cada momento
Pense no exemplo
da folha e do vento
É tudo uma questão de escolha.

Edson Ricardo Paiva.

edsonricardopaiva
Tags: edson30jan16

Ontem
O dia amanheceu tão calmo
Que tal calmaria tocou-me a alma
E eu duvido que haja neste mundo
Qualquer coração
Que em dado momento
Ao dirigir aos Céus uma oração
Não se percebesse
Coroado e abençoado
Pois, por menor que seja
Qualquer crença
Filosofia
Razão de ser ou de existir.
Não como fechar os olhos
Num momento igual àquele
E abri-los no seguinte instante
E não se dar conta
Que a gente pode sim
Saber-se importante
Apesar de pequeno
Alcançar uma certa iluminação
Receber no coração a calma
Saber-se
Parte integrante de um Todo
Algo Gigante, que a tudo une
Almas encontrando almas
Corações percebendo
O pleno apelo
de outros corações distantes
Compreendermo-nos
Física e Infinitesimalmente variantes
Pequenos portadores
de Espíritos Gigantes
Importantes mensageiros
A meio caminho de lugar algum
Na simples e importante
Missão
De carregar uma mensagem
Cujo pleno teor
desconhecemos
Porém, mesmo assim
de certa forma as intuímos
Na chuva que cai
No brilho das Estrelas
No caminho que os ventos revelam
E, Se em certos momentos
Insistirmos
Em nos sentir tristonhos
Haverá pra sempre
Uma nova oportunidade
de encontrar a verdade em nossos sonhos
Tanto faz, se os sonhamos acordados
Aquilo que diferencia
Umas gentes de outras gentes
É sempre a capacidade
de reconhecer
Seja na forma integral
Ou, quem sabe, percebê-los
Nos poucos fragmentos da verdade
Que nos chega.
O mais importante
Em instantes assim
é tentar e tentar e tentar
Compreender
Que houve sempre um início
E então olhar em volta
Perceber no ar
Todos os indícios
Que aquele simples instante
Faz parte de uma grande História
Que jamais haverá de ter um fim
Desde que a gente deseje
Realmente
Conhecer a verdade da vida
Sempre poderá
Saber que as coisas são
E permanecerão
Pra sempre assim
Independentes da compreensão
Que pode haver ou não
Em mim.

Edson Ricardo Paiva.

edsonricardopaiva
Tags: edson22jan17

O melhor amor do mundo
É amor de amar amando
Sem pesar e nem medir
Nem pensar
Somente amar
Amar me amor
de forma indiscreta
Amor de poeta
Que sonha em beijar os beijos
Que vem de lugar distante
Amor de fazer a vida
Jamais parecer como antes
daqueles e não esquecer
Amor que faz conhecer
Quem jamais a gente viu
E mesmo assim
Amar sem sobressaltos
Amor que nos cabe
sabe exatamente
A maneira de gostar
das coisas que gosto
Que às vezes
Eu nem acredito
no jeito bonito
de fazer eu parecer
mais alto nas fotos
Amor de querer
Amar na janela
Querer estar com ela
Mais nada
E não temer a vida
Nunca mais
Onde os dias também
Não serão iguais
Distantes...talvez
Distante igual a antes
Jamais
Pois toda distância
diante desse amor
Haverá de achar seu fim
E a vida da gente será
viver do jeito que se quer
Amar e amar
E amar eternamente
A somente uma mulher


Edson Ricardo Paiva

edsonricardopaiva
Tags: edson22jan16

Das coisas que se quer
Muitas não passarão jamais
do patamar do querer
Pois querer
Não significa necessariamente
Que eu vá movimentar
Uma palha pra conseguir
E das coisas que desejo
Não vejo a hora de acordar
Pra poder
Movimentar todo um Universo
Tirando Estrelas de lugar
Se preciso
Porém eu não preciso
Basta desejar de coração
E conversar com meu pai
Numa simples Oração
Que um Universo inteiro se move
Tudo depende
daquilo que a gente também faz,
da sinceridade nas intenções,
E da urgente necessidade
Que algo simplesmente
Venha a causar na gente
Tudo isso
Pelo fato de eu ter em mente
Que também faço parte
de um Todo
Que faz nascer
Mil Sóis a cada instante
E tenho força suficiente
Pra viver meu dia a dia
Sentir a brisa das calmarias
e ter no coração a serenidade
de sorrir durante as procelas
Que porventura a vida me trouxer
Pois nada disso
A vida traz de graça
Mas a luz do Sol convida
a gente todo dia
Pra olhar a cara das tempestades
Rir da cara da sorte
Mas rir de verdade e com vontade
e depois de tudo isso
Escrever ao mundo um poema
Contando como é que acontece
Basta querer
Que mesmo sendo
Infinitamente pequeno
Creia:
A alma cresce.


Edson Ricardo Paiva.

edsonricardopaiva
Tags: edson18jan17

Eu vou te esperar
Pra sempre e todo dia
Vou te aguardar eternamente
Se preciso
Pois preciso viver
Algum tempo da vida ao teu lado
Vou te esperar e pedir
Que me aceite como namorado
Vou te esperar lá fora
Se algum dia
Um dos dois for embora
Eu vou te esperar
No infinito e na Eternidade
E mesmo se não me visse
Eu esperaria pelo dia
Em que novamente pudesse dizer
Que aquilo tudo era verdade
Enquanto isso
Te esperaria nas Estrelas
Te procuraria em tudo
Que se move e não se move
E mandaria meu beijo no vento
Eu vou te esperar
Mesmo quando
Eu souber que não vem
E saiba que em teu lugar
Nunca haverá ninguém
Vou te esperar
Todo dia
Bem antes de o Sol brilhar
Vou te esperar nos meus sonhos
Vou te procurar na chuva
E mesmo naquele tempo
Que meu tempo estiver acabando
Vou pensar em você de vez em quando
Vou te esperar
Te aguardar e querer
Pra sempre
Minha querida
E saiba
Que mesmo depois da partida
Eu vou te esperar na outra vida.


Edson Ricardo Paiva

edsonricardopaiva
Tags: edson16jan17

A vida passa depressa
Isso é fato
Mas, apesar de parecer
O montante do tempo
Que se vive
Está longe de ser importante
Pois
Aquilo que realmente
prepondera nesta vida
Se mede
Pela quantidade
de sedes saciadas
e sonhos
realizados ou não
pelos quais a gente lutou
E não se esqueçam
da qualidade
das risadas verdadeiras
O importante na vida
Não é o número de janeiros
e nem de primaveras
Conta muito mais
A qualidade das verdades
Que ouvimos e que dizemos
E, das coisas que acumulamos
Que fiquem pra sempre guardadas
Somente as amizades
E que a gente possa viver
Pelo menos um amor
Que tenha sido verdadeiro
Quanto aos demais;
Que evaporem
Não há de importar em nada
A quantidade de dinheiros
ou lágrimas choradas
Se acaso forem fingidas
Portanto
Faça o melhor que puder,
Não viva uma vida qualquer
Alicerçada em ponteiros
Há dias
Em que aquela chuva
Que se toma com alegria
Chega a ser bem mais concreta
Que a casa mais bem arquitetada
Pois esta, sem amor
Não vale nada
E saiba sempre
Que se houver
somente um pedaço de pão
Pra dividir com quem
Esteja disposta a viver pela gente
Você vai ser feliz
Cumprir todas as promessas
e sentir, sim
Muita pressa
Pois a vida é curta
e passa bem depressa

Edson Ricardo Paiva.

edsonricardopaiva
Tags: edson15jan17

Deixei de guardar as datas
Me esqueci de como fazia
Pra lembrar-me dos nomes
Faz tempo que não me ocupo
Com aquela antiga aflição
Que me fazia lembrar
Endereços e preços
Agora compreendo
Que coisas, cujo valor se mede
Não valem muita coisa
E que não existe um dia combinado
Muito menos um lugar certo
Pra que aconteça
de a vida da gente virar ao avesso
e descobrir
Que nomes ou endereços
deixam de ter importância
E que as coisas realmente importantes
Podem estar bem perto,
Ou distantes
Não existe certeza
Pra nada
Aquilo que vem
Sem nome, lugar ou hora marcada
é que realmente vai fazer
A gente acordar triste ou feliz
No meio da madrugada
Um rosto sem nome certo
Um rastro a ser seguido
Sem a gente ao menos saber
A razão de estar
Tão contente
Indiferente ao fato
de tudo que tinha guardado na lembrança
Não servir pra nada
E aquilo que tanto interessa
Não tem nome e não tem preço
endereço ou hora marcada
Não tem passado; não tem cor
Não tem medida e nem peso
Nada que explique a pressa
Nada que àquilo mensure
Existe apenas suavidade
e um tanto assim de magia
Junto a tanta alegria
e uma grande quantidade
daquela coisa que faz a gente
Não querer saber como se faz
Só da vontade de fazer
Fazer exatamente
Perfeitamente perfeito
Aquilo que nunca fez
E fazendo do jeito que vier à mente
de repente a gente olha
E vê que não tinha outra escolha
Só tinha querer
Um querer que não podia ser
Guardado ou escrito
Não estava em lugar nenhum
No tempo ou no espaço
e independia
de tudo que houvesse nos bolsos
E mesmo assim
Tinha sim
hora e lugar pra ser
Mas demorou pra perceber
Que a real felicidade
Independe da nossa vontade
das nossa lembranças
E também das nossas crenças
Pois chega do inesperado
Sem nem ao menos pedir licença

Edson Ricardo Paiva

edsonricardopaiva
Tags: edson16jan17

Acordei de madrugada
Pra contar
Que duvido que haja no mundo
Amor de amar assim
Igual a esse, que existe em mim
Eu tenho vivido
Um amor em recesso
E tudo que peço
A quem eu amar
É um espaço pequeno de coração
Um momento sereno
de pura atenção
E que possa ouvir até o fim
Todas as juras
deste humilde coração que pede
Qualquer migalha de conforto
Pra um amor
Que acorda de madrugada
e passa os dias absorto
Por amar-te tanto assim
Um amor sem dor
Amor de alegria
Um amor que te traria
Qualquer coisa que fosse
No final de cada dia
Um amor que partisse
Apenas pra poder fazer
Com que você risse
ao vê-lo voltando
E saber que foi verdade
Aquilo tudo que eu disse um dia
Esse amor procura
Alguém que o entrelace
E num simples olhar
lhe diga somente
O quanto gostaria
Que ele ali ficasse
E depois suspirando
de tanta alegria ali contida
Tivesse a certeza
Que a beleza de tanto amar
Haverá de crescer
e permanecer pra sempre assim
Até o fim
de todos os nossos dias.

Edson Ricardo Paiva

edsonricardopaiva
Tags: edson13jan17

Tem dias que a vida da gente
Parece simplesmente
Missão de ser ajudante
e a gente vai cumprindo a vida
Como a cumprir expediente
Construindo coisa importante
Sabendo que a gente mesmo
Não tem importância nenhuma
E permanece nos lugares
o tempo suficiente
Pra que aquilo seja feito
Mas que, após cuncluido
Sabe que vai ser
Esquecido
Não tem jeito
E no dia seguinte
Começa novamente
A fazer tudo aquilo
Qua a vida ensinou
A fazer sempre completo
Concreto e perfeitamente
sabendo que no final
Vai ser igual
E não vai poder ficar
Pra olhar por um mínimo instante
E lá se vão
Esses seres desimportantes
Seguindo adiante na sua jornada
Esperando
Um dia feliz,
Um olhar que me reconheça
A mão carinhosa
Uma cara ansiosa
Me esperando no portão.
Uma noite de Lua
Ama boa conversa
debaixo de um Céu de estrelas
E pares de olhos
e olhares sinceros
Sinceramente enlevados
Tudo aquilo que passou
A gente esquece e deixa de lado
Assim que adormece
A vida passa finalmente
a ter um sentido
As palavras ressentidas
Aquele mal que existiu por muito tempo
em todas as nossas vidas
Não haverão de encontrar espaço
Nunca mais
Apenas um milhão de abraços
Atmosfera de paz
Fortalecendo esses laços
E tudo que aqui não tiver
A gente vai juntos buscar
E aquilo que lá não houver
Basta me dizer que quer
E juntos a gente faz.

Edson Ricardo Paiva.

edsonricardopaiva
Tags: edson09jan17

A gente deseja ...
Deseja demais
Sonha em coisas
com as quais
Não há de ter jamais
E por mais que veja
A maneira que se porta a vida
Insiste em pintá-la,
Transformá-la em gravura
Pendurá-la nas paredes
Na casa
onde guardamos ilusões
Justamente
No quarto da esperança
Ali não se fala
e nem se cabe pensar
Sobre as coisas reais
tais como
Lembranças
Sobre as quais jamais falamos
Pedaços de alma pelo chão
Sonhos esquecidos
Corações despedaçados
promessas não cumpridas
cacos de vida
Mas insistimos sempre
e não desistir jamais dos sonhos
Presentes que pedimos pra Deus
Pode parecer impossível
A alma sente, de repente
Um desnível e cai
Cai para um lugar
Que fica perto de nunca mais
A gente faz um esforço sobre-humano
Pra não desistir
de ao menos fazer planos
Que talvez
Irão se concretizar...ou não
Coração desliza
o juízo perde o chão
Quem é que vai
um dia aprender
ou ensinar
A forma correta e concreta
de mandar no coração?


Edson Ricardo Paiva

edsonricardopaiva
Tags: edson08jan17

O tempo corre tão depressa
Que a gente nem mesmo percebe
Que nessa vida
a gente esteve sempre
Procurando um lugar pra ficar
E pouco importava
Se o lugar estava certo
Portanto
Qualquer lugar que fosse perto
do mais inóspito deserto
era sempre um lugar ideal
E a gente, simplesmente
não aceitava qualquer teoria
Que dissesse
Que existia lugar melhor
ou igual
Esteja onde estiver
A gente quase nunca
Está onde quer
mas é sempre importante dizer
Que os melhores lugares
Nem sempre estão perto dos Mares
Ou sob um lindo luar
O melhor lugar deste mundo
Sempre será aquele
No qual a gente quer permanecer
No primeiro segundo em que chega lá
Este lugar pode estar
No êxtase de uma oração,
Envolto pela melodia
de uma canção desconhecida
ou então; diante de um olhar
tanto faz, desde que seja ali
Qualquer lugar é lugar
e nenhum lugar nunca será
um lugar qualquer
Pois aquele pra sempre será
O lugar onde a gente quer estar

Edson Ricardo Paiva.

edsonricardopaiva