Coleção pessoal de aneecaroll

121 - 140 do total de 378 pensamentos na coleção de aneecaroll

“Livre-se do lixo! Refletir sobre a vida e renová-la. Inovar sentimentos e manter o equilibrio, jogar fora coisas que impedem de viver este momento, guardar o passado numa caixinha e dizer adeus a tudo que não soma a felicidade.
Sempre é hora de fazer escolhas definitivas.”

Ana Paula Ribeiro

Todo mundo pode errar. Mas admita, assuma e corrija. Errar é humano, ser covarde não.

Desconhecido

Carpe Diem. Aproveite o dia, viva o agora, esqueça o que passou e o que irá passar. A vida é agora!

Douglas Hipolito

A certeza é fatal. O que me encanta é a incerteza.
A neblina torna as coisas maravilhosas.

Oscar Wilde

E quando você menos espera a vida te vira do avesso, e você descobre que o avesso é o seu lado certo.

Caio Fernando Abreu

O bonito me encanta. Mas o sincero, ah! Esse me fascina.

Desconhecido

Não espere nada dos outros. Na vida você só pode contar com você.

Zibia

Se é pra viver, vamos viver direito. Com conteúdo. Troque o verbo, mude a frase, inverta a culpa. O sujeito da oração é você. A história é sua, mãos a obra! Melhore aquele capítulo, jogue fora o que não cabe mais, embole a tristeza, o medo, aceite seus erros, reescreva-se. Republique-se. Reinvente-se. E transforme-se na melhor edição feita de você.

Fernanda Mello

Você é livre para fazer suas escolhas, mas é prisioneiro das consequências.

Pablo Neruda

Tomara que a gente não desista de ser quem é por nada nem ninguém deste mundo. Que a gente reconheça o poder do outro sem esquecer do nosso. Que as mentiras alheias não confundam as nossas verdades, mesmo que as mentiras e as verdades não sejam permanentes. Que friagem nenhuma seja capaz de encabular o nosso calor mais bonito. Que, mesmo quando estivermos doendo, não percamos de vista nem de sonho a ideia da alegria. Tomara que apesar dos apesares todos, a gente continue tendo valentia suficiente para não abrir mão de se sentir feliz.

Ana Jácomo

Pedir desculpas não muda o que aconteceu. E perdoar não evita que tudo possa acontecer de novo.

Desconhecido

(...) Sem apego. Sem melancolia. Sem saudade. A ordem é desocupar lugares. Filtrar emoções.

Caio Fernando Abreu

Enquanto o mundo vive lá fora, dentro de cada um tem um pedaço do outro. E mesmo sorrindo por ai, cada um sabe a falta que o outro faz

Tati Bernardi

Como o tempo custa a passar quando a gente espera!
Principalmente quando venta.
Parece que o vento maneia o tempo.

Érico Veríssimo

Um conselho? Abandone a expectativa e convide o inesperado.

Bruno Guilherme Fonseca

Ninguém vem a ti por engano. Não existe erro nos planos de Deus.

Sabrina Chaves

Em cada um de nós há um segredo, uma paisagem interior com planícies invioláveis, vales de silêncio e paraísos secretos.

Antoine de Saint-Exupéry

O Encanto Nosso de Cada Dia!

Ainda bem que o tempo passa! Já imaginou o desespero que tomaria conta de nós se tivéssemos que suportar uma segunda feira eterna?
A beleza de cada dia só existe porque não é duradoura. Tudo o que é belo não pode ser aprisionado, porque aprisionar a beleza é uma forma de desintegrar a sua essência. Dizem que havia uma menina que se maravilhava todas as manhãs com a presença de um pássaro encantado. Ele pousava em sua janela e a presenteava com um canto que não durava mais que cinco minutos. A beleza era tão intensa que o canto a alimentava pelo resto do dia. Certa vez, ela resolveu armar uma armadilha para o pássaro encantado. Quando ele chegou, ela o capturou e o deixou preso na gaiola para que pudesse ouvir por mais tempo o seu canto.
O grande problema é que a gaiola o entristeceu, e triste, deixou de cantar.
Foi então que a menina descobriu que, o canto do pássaro só existia, porque ele era livre. O encanto estava justamente no fato de não o possuir. Livre, ele conseguia derramar na janela do quarto, a parcela de encanto que seria necessário, para que a menina pudesse suportar a vida. O encanto alivia a existência...Aprisionado, ela o possuia, mas não recebia dele o que ela considerava ser a sua maior riqueza: o canto!
Fico pensando que nem sempre sabemos recolher só encanto... Por vezes, insistimos em capturar o encantador, e então o matamos de tristeza.
Amar talvez seja isso: Ficar ao lado, mas sem possuir. Viver também.
Precisamos descobrir, que há um encanto nosso de cada dia que só poderá ser descoberto, à medida em que nos empenharmos em não reter a vida.
Viver é exercício de desprendimento. É aventura de deixar que o tempo leve o que é dele, e que fique só o necessário para continuarmos as novas descobertas.
Há uma beleza escondida nas passagens... Vida antiga que se desdobra em novidades. Coisas velhas que se revestem de frescor. Basta que retiremos os obstáculos da passagem. Deixar a vida seguir. Não há tristeza que mereça ser eterna. Nem felicidade. Talvez seja por isso que o verbo dividir nos ajude tanto no momento em que precisamos entender o sentimento da tristeza e da alegria. Eles só são suportáveis à medida em que os dividimos...
E enquanto dividimos, eles passam, assim como tudo precisa passar.
Não se prenda ao acontecimento que agora parece ser definitivo. O tempo está passando... Uma redenção está sendo nutrida nessa hora...
Abra os olhos. Há encantos escondidos por toda parte. Presta atenção. São miúdos, mas constantes. Olhe para a janela de sua vida e perceba o pássaro encantado na sua história. Escute o que ele canta, mas não caia na tentação de querê-lo o tempo todo só pra você. Ele só é encantado porque você não o possui.
E nisto consiste a beleza desse instante: o tempo está passando, mas o encanto que você pode recolher será o suficiente para esperar até amanhã, quando o passaro encantado, quando você menos imaginar, voltar a pousar na sua janela.

Padre Fábio de Melo

Uma das melhores coisas na vida são as maravilhosas surpresas que nos reserva.

Marlo Thomas

Em toda a nossa vida nunca conseguiremos esquecer sentimentos verdadeiros e os momentos mais lindos que vivemos. O máximo que pode acontecer é que vamos deixar eles dentro de uma caixinha, como um baú dos tesouros. E sempre que abrir-mos essa caixinha vamos lembrar de todos os momentos mais lindos que já sentimos e vivemos.
Nessa caixinha também deixamos as pessoas mais especiais que por algum motivo qualquer, não podem mais estar conosco; e quando a saudade apertar vamos abrimos essa caixa e vamos lembrar de cada segundo o que passamos ao lado dessa pessoa.
Ainda assim existem as pessoas que vão estar na caixinha só por um tempo, por um outro motivo qualquer, elas estarão ali, só esperando a poeira baixar, e as coisas entrarem nos eixos de novo, para fazerem parte da vida do dono da caixa e não apenas das lembranças.

Enxergue que as pessoas que vivem próximas de você são os seus mais valiosos tesouros.
E conforme o tempo passa, nós vamos aprendendo a dar o verdadeiro valor nas coisas e nas pessoas.

Se todo pirata soubesse como achar com facilidade os tesouros que ele procura, ele apenas gastaria o que achou. Sem esforço o tesouro seria apenas de valores materiais. Para um pirata dar valor ele tem que arriscar muita coisa na conquista desse tesouro... talvez dedique a vida inteira atrás dele. Só assim ele dará o devido valor a sua conquista.

Por assim dizer também somos como tal pirata. Sempre queremos pessoas de mais valor próximas a nós. Não vamos guardar nas nossas caixinhas qualquer coisa, por que sabemos que isso irá ocupar muito espaço. Apenas vamos guardar os nossos tesouros, as coisas mais valiosas das nossas vidas, que por mais que sejam de tempo curto em duração, tem um valor elevado. Há pessoas que se afastam de nós por que as magoamos. Essas são as que nos deixam uma das maiores dores, a saudade. E são essas as que mais lembramos quando abrimos as nossas caixinhas.

"O valor das coisas não está no tempo que elas duram, mas na intensidade com que acontecem. Por isso existem momentos inesquecíveis, coisas inexplicáveis e pessoas incomparáveis."

Mas o melhor não não é guardar as coisas, momentos e sentimentos. O melhor é vivê-los! E formar a cada dia novas memórias, fazendo com que a caixinha junto com o que vale a pena aumente de tamanho. E que se torne não apenas uma caixinha, mas sim um baú pessoal dos tesouros.

Michel Lopes Del Sent