Carta de Saudade

Cerca de 4773 carta de Saudade

Do que ficou

Aprendi a duras penas
Saudade é só e apenas
Vontade passageira
E nessa dor ligeira
Pensamos ser tormento
A dor que é momento
Mas curada a ferida
Fica de trôco a vida
Estrada a nossa frente
Sem cores ou repente
Só solo duro e vero
Por hora o que mais quero
Nas vidas que por vir
Promessas de sorrir
Rejeitarei de pronto
Não quero sonho tonto
Só quero o meu canto
Sem sonho ou acalanto
Pesares não terei
Sem sonhos viverei


(10/09/2009)

Nina Rocha

Ai que saudade da beleza democrática
Ai que saudade do sorriso progressista
Ai que saudade de ouvir certas verdades
Que a burguesia sempre pensa mais não diz

Ela era crooner de uma orquestra sistemática
Feita de loucos de poetas e porristas
Era a estátua nacional da liberdade
Ditando a lei do ventre livre no país

Aquelas noites eram feias, eram trágicas
Mais sua luz anunciava o diretriz
Comportamentos mais abertos transparentes
Pra nossa gente ser mais gente e mais feliz

Hoje a saudade escreve os versos neste samba
Que é um dos sambas mais sentidos que eu já fiz
Esta saudade tem um nome
E um sobrenome
Esta saudade é uma mulher
Leila Diniz

Martinho da Vila

Sinto uma saudade imensa.
Mais tenho um sentimento de "raiva"(bom pelo menos é o q eu tento sentir) que faz com que eu de certa forma esqueça tudo bom que vivi com ele.
Uma vez me disseram algo assim- que nós somos tão egoístas que quando "terminamos" ou coisa assim, nos apegamos tanto ao fato de querer essa pessoa de volta a todo custo, e chorar, e lamentar, que nos esquecemos de quanto foi bom o tempo que passamos junto dela, o quanto valeu a pena, o quanto todos aqueles dias ou meses significaram ,enfim nos esquecemos que embora tenhamos terminado, embora agora choremos, embora agora lamentemos; há um tempo atrás foi muito bom, e essa pessoa que agora tentamos a todo custo sentir uma raiva mortal já nos fez muito feliz, já reservou grande parte dos dias dela pra ficar só com a gente...
Esquecemos dos abraços,dos carinhos, dos sorrisos (que por trás diziam:”que bom q vc tá aqui agora") ,dos beijos (há! os beijos) , esquecemos do quanto aquela pessoas nos tirou o fôlego,o quanto cada um desses gestos já significou e as únicas perguntas que nos vem à cabeça são: "Pq ele não tá aqui agora?" "Eu não sou o suficientemente boa pra ele?" "O q eu fiz de errado?" "Foi culpa minha?" "E se eu tivesse feito diferente, será que ele estaria aqui agora?" ....
E não percebemos que as coisas acontecem por q tem que acontecer. E na maioria das vezes não podia ter sido diferente.
Então, temos que parar de ficar nos perguntando por que não deu certo, e lembrar que deu certo sim!Por um tempo,2 meses,1 mês, um dia que seja, mais deu certo!
Aí eu paro pra pensar naquela dorzinha apertando lá no fundinho do coração,a SAUDADE .Como dói! e então entendo que pra gente é melhor sentir raiva, pra que toda vez que aquela pessoa vir à cabeça não ficarmos lembrando do quanto ela um dia já nos fez bem!
Pensamento inútil, por mais que nos esforcemos pra sentir raiva, na hora da saudade só aparecem os pensamentos bons, e de novo o sentimento de culpa, pensando que se ele não está aqui agora a culpa é nossa!
Acontece que o mundo não pára, e com certeza a vida dele também não parou, então porque não conseguimos sair do lugar?
Talvez seja pq vc acorda pensando nele, vc passa o dia pensando nele, vc vê ele (pior ainda é quando vc o vê exatamente nos lugares onde anteriormente vc e ele já estiveram juntos- e é como se vc viajasse no tempo e desse tudo pra ele voltar atrás), quando finalmente vc acha que vai se livrar dele e ir dormir, não é que ele também está lá, invadindo os seus sonhos!
Difícil?Ninguém disse que seria fácil.
E mesmo com todas as lágrimas, todas as noites sem dormir, todas as dores de cabeça(de tanto chorar), todos os dias que vc viu passando sem nenhuma vontade de vivê-los realmente, toda essa raiva...
Mesmo com tudo isso, se vc pudesse voltar atrás faria tudo igualzinho.Estranho né? Não entendo.
Mais sei que temos que continuar a viver e a lembrar DELE como aquele que um dia já esteve ali, guardar com carinho todo os presentes, os bilhetes, os papeizinhos de bombons, há! E claro, as recordações, dos abraços, dos carinhos, dos sorrisos, dos beijos e da falta de fôlego!
Se achar necessário sentir raiva agora, se por enquanto ainda existe mágoa, sinta!Ninguém pode te condenar por isso!
Mais deixe as coisas acontecerem naturalmente, não se culpe por nada,”as coisas acontecem por que tem que acontecer”, não se esqueça.
E um dia se realmente o destino tiver escolhido ele pra vc, ele vai voltar, se não, com certeza alguém muito mais especial aparecerá na sua vida, é só uma Questão de tempo.
Enquanto isso viva!Viva como se não precisasse dele pra isso(realmente não devia precisar), viva como vivia antes dele aparecer na sua vida e então quando ele não estiver mais aí dentro de vc, nem irá perceber!
Chore se necessário, mais de saudade, só de saudade, não por culpa!

Olhe ao seu redor e valorize que está aí te dando valor, quem se importa com vc! O restante vc esquece, um dia vc esquece!

HÁ!
E SEJA FELIZ!

Com ou sem ELE!

Bruna Maciel

Meus pensamentos e vontades

Sinto uma saudade imensa.
Mais tenho um sentimento de "raiva"(bom pelo menos é o q eu tento sentir) que faz com que eu de certa forma esqueça tudo bom que vivi com ele.
Uma vez me disseram algo assim- que nós somos tão egoístas que quando "terminamos" ou coisa assim, nos apegamos tanto ao fato de querer essa pessoa de volta a todo custo, e chorar, e lamentar, que nos esquecemos de quanto foi bom o tempo que passamos junto dela, o quanto valeu a pena, o quanto todos aqueles dias ou meses significaram ,enfim nos esquecemos que embora tenhamos terminado, embora agora choremos, embora agora lamentemos; há um tempo atrás foi muito bom, e essa pessoa que agora tentamos a todo custo sentir uma raiva mortal já nos fez muito feliz, já reservou grande parte dos dias dela pra ficar só com a gente...
Esquecemos dos abraços,dos carinhos, dos sorrisos (que por trás diziam:”que bom q vc tá aqui agora") ,dos beijos (há! os beijos) , esquecemos do quanto aquela pessoas nos tirou o fôlego,o quanto cada um desses gestos já significou e as únicas perguntas que nos vem à cabeça são: "Pq ele não tá aqui agora?" "Eu não sou o suficientemente boa pra ele?" "O q eu fiz de errado?" "Foi culpa minha?" "E se eu tivesse feito diferente, será que ele estaria aqui agora?" ....
E não percebemos que as coisas acontecem por q tem que acontecer. E na maioria das vezes não podia ter sido diferente.
Então, temos que parar de ficar nos perguntando por que não deu certo, e lembrar que deu certo sim!Por um tempo,2 meses,1 mês, um dia que seja, mais deu certo!
Aí eu paro pra pensar naquela dorzinha apertando lá no fundinho do coração,a SAUDADE .Como dói! e então entendo que pra gente é melhor sentir raiva, pra que toda vez que aquela pessoa vir à cabeça não ficarmos lembrando do quanto ela um dia já nos fez bem!
Pensamento inútil, por mais que nos esforcemos pra sentir raiva, na hora da saudade só aparecem os pensamentos bons, e de novo o sentimento de culpa, pensando que se ele não está aqui agora a culpa é nossa!
Acontece que o mundo não pára, e com certeza a vida dele também não parou, então porque não conseguimos sair do lugar?
Talvez seja pq vc acorda pensando nele, vc passa o dia pensando nele, vc vê ele (pior ainda é quando vc o vê exatamente nos lugares onde anteriormente vc e ele já estiveram juntos- e é como se vc viajasse no tempo e desse tudo pra ele voltar atrás), quando finalmente vc acha que vai se livrar dele e ir dormir, não é que ele também está lá, invadindo os seus sonhos!
Difícil?Ninguém disse que seria fácil.
E mesmo com todas as lágrimas, todas as noites sem dormir, todas as dores de cabeça(de tanto chorar), todos os dias que vc viu passando sem nenhuma vontade de vivê-los realmente, toda essa raiva...
Mesmo com tudo isso, se vc pudesse voltar atrás faria tudo igualzinho.Estranho né? Não entendo.
Mais sei que temos que continuar a viver e a lembrar DELE como aquele que um dia já esteve ali, guardar com carinho todo os presentes, os bilhetes, os papeizinhos de bombons, há! E claro, as recordações, dos abraços, dos carinhos, dos sorrisos, dos beijos e da falta de fôlego!
Se achar necessário sentir raiva agora, se por enquanto ainda existe mágoa, sinta!Ninguém pode te condenar por isso!
Mais deixe as coisas acontecerem naturalmente, não se culpe por nada,”as coisas acontecem por que tem que acontecer”, não se esqueça.
E um dia se realmente o destino tiver escolhido ele pra vc, ele vai voltar, se não, com certeza alguém muito mais especial aparecerá na sua vida, é só uma Questão de tempo.
Enquanto isso viva!Viva como se não precisasse dele pra isso(realmente não devia precisar), viva como vivia antes dele aparecer na sua vida e então quando ele não estiver mais aí dentro de vc, nem irá perceber!
Chore se necessário, mais de saudade, só de saudade, não por culpa!

Olhe ao seu redor e valorize que está aí te dando valor, quem se importa com vc! O restante vc esquece, um dia vc esquece!

HÁ!
E SEJA FELIZ!

Com ou sem ELE!

Bruna S Maciel

Saudade...
O sentimento talvez o mais
doloroso, e o mais anssioso. Aqele
passado que sentimos falta no presente
e no futuro talvez. Aquela saudade
acompanhada pelo amor , é quando
ainda temos a melhor lembrança
que ainda não queremos, ou não conseguimos
esquecer. Que precisamos ver, saber, con-
versar amar. Para o coração saborear
Saudades, daquelas que temos a certeza que
não poderemos desfrutar novamente. Saudades ...
Uma saudade que ama o passado, mas que nem mesmo
ele dentre si passou, que ainda vive no coração.
Esse é o maior do sofrimento, aquele que queremos
e não podemos.

Clara Cremonini

Saudade é...
... um silêncio que incomoda.
... um vazio, cheio de recordações.
... querer nas noites quentes, pingos de chuva.
... desejar em dias frios, o calor do sol.
... fechar os olhos e sentir cheiro, beijo, abraço, ...
... estar só, acompanhado de lembranças.
... uma dor, não sei onde, que analgésico nenhum cura.

Cristiane Clébia

Ai que saudade é essa que me tira o sossego, a fome, a paz.
Saudade do que não tive, das coisas que não provei.
Saudade do teu cheiro que não sei qual é, de um gosto teu que nunca senti mas que não me deixa a boca, saudades de quando nos olhamos sem nos ver...como machuca essa saudade de você!"

Sissi na Sua

Tenho pensado em você com tanta saudade.
De repente tudo mudou:
as conversas se calaram,o tempo se alongou.
Me preciptei,por amor.
Julguei com ironia tuas desculpas,
cobrei demais tua ausencia.
Olhei só pra minha necessidade.
Te joguei fora por orgulho,
mas o que dói é que você ficou,
percorrendo minhas idéias
numa tormenta que não cessa.
Procuro nos restos de Setembro,
um tempo menos seco,
para ver se me desencontro com você.
Queria cair desse céu negro,
e que fosse fatal o esquecimento.
Menos sofrimento se tirasse você daqui de dentro.
Mas o que faço se eu só te espero?
Não tem graça por onde eu vou.
Nenhum olhar me diz mais nada.
Nenhum beijo tem teu gosto.
As vozes são vazias...
As tardes ficaram presas neste quarto.Vaga.
Estou sem notícias suas,quero que saiba:
-não fique tão longe assim.
Tomo sua falta que desce nas notas
dessa canção,tão sincera como
meu pedido de perdão.
-Eu errei.
E me dói tudo.
Minhas vestes se perderam pela casa á procura
dos momentos que não mais encontrei.
São trapos de alma que rasguei.
É o coração batendo sem significado.
Eu te guardei com tanto cuidado,
que perdi onde deixei.
E agora te quero por onde passo.
A saudade é o amor que fica.
É esse descompasso.
Queria você agora.
Ainda faço tanto num abraço...


Te prometo nesses versos
Enquanto eu viver,
A vida será esse
Meu perpetuar,
Os momentos de você.

Patty Vicensotti

Que Saudade

"Longe de ti, o meu coração se esvai, e, aos poucos, se perde dentro de tua saudade. E fico perguntando as coisas quando chegarás... É preciso que venhas para que meu olhar se encha de luz e meu coração faça para ti uma canção de alegria..."

*By Ady* 15/10/2010

ADR.

Adinécia Rocha

Esta palavra saudade
conheço desde criança
saudade de amor ausente
não é saudade (é lembrança)
saudade só é saudade
quando morre a esperança

Aonde eu chego, não vi
Mal que não desapareça
Raposa que não se esconda
Bravo que não me obedeça
Letrado que não me escute
Cantor que não endoideça

Raphael Galvão Quintas ( Pinto do monteiro )

SAUDADE (pelo dicionário): lembrança triste e suave de pessoas ou coisas distantes ou extintas, acompanhada do desejo de as tornar a ver ou a possuir; pesar pela ausência de alguém que nos é querido; nostalgia; (no pl. ) lembranças afectuosas a pessoas ausentes;

SAUDADE (por Martha Medeiros): "Em alguma outra vida, devemos ter feito algo de muito grave, para sentirmos tanta saudade..."

Eu estava pensando, sinto falta de muita gente na minha vida, pessoas e amizades que passaram e que não voltam mais, outras que passaram e sabe-se lá Deus onde estão agora, outras que eu vejo de vez em quando, outras que estão sempre do meu lado, mais ainda sim, distantes. São, e foram, tantas promessas de "temos que nos ver mais", "nos vemos essa semana sem falta", "temos que combinar de sair juntos mais vezes", "tô com saudade, vem me visitar?", que não foram cumpridas que eu até perco a conta, e isso é tão chato. Encontrar alguém que você gosta, abraçar, rir, contar tudo, por o assunto em dia, e depois dizer tchau e ficar mais um longo intervalo de tempo sem ver de novo é triste, as vezes penso que seria melhor não ver então, que é pra não dar o gostinho. Pior também é ter aquele GRANDE AMIGO que mora em uma GRANDE distância. Acho que saudade foi inventada por alguém sozinho, que não tinha nada pra fazer, é, pode até ser, mais era uma saudade diferente, uma saudade de tudo aquilo que não foi visto ou sentido, e foi inventado para que as pessoas sintam como é ser sozinho. Contradição: ser sozinho e sentir saudades. Isso até existe né?! No fim, saudade existe pra aprendermos a dar valor, a aproveitar o agora, aproveitar aquele momento que nunguém sabe quando vai acontecer de novo, antes que fique no ar um "temos que nos ver mais" que não vai ser cumprido.

Fernanda Gaseta

S-A-U-D-A-D-E.: sete letras.


“Saudade”, palavra unicamente brasileira. Não deveria ser levada tão a sério. Mal deveria existir, bem digo. Saudade é um sentimento meio invocado. Com tantas definições! Vira e meche, a gente acha uma definição de saudade. Vira e meche, a gente se destrói com alguma definição de saudade.
Saudade da mãe, do pai, do avô, da avó, do irmão, da namorada... Saudade do passarinho que voou. Saudade do cachorrinho que fugiu ou morreu. Saudade da comida daquele restaurante que ficava na esquina da minha antiga casa. Saudade do tempo de felicidade...
Não que não sejamos mais felizes, nem que éramos mais felizes naqueles dias. Mas... saudade! Ah! Saudade! Que cala, que fere, que derrama lágrimas, que nos trás lembranças...
Saudade a gente representa nas reticências, ou, das vezes – até a exclamamos: “Saudaaaade! Que saudade!”.
Saudade do que se foi, do que valeu à pena viver, do que era real. Saudade a gente deixa moer o fundinho do coração.
Saudade, às vezes, a gente mesmo constrói. Ou, a gente evita.
Saudade a gente tem do sonho que não se realizou. Da peça de teatro que a cortina não abriu. Saudade do que não terminou. Saudade do que nem começou...
Saudade daquele fim de tarde... Saudade daquela noite chuvosa... Saudade do calor em baixo dos cobertores... Saudade do chazinho que a mãe aprontava quando nos sentíamos resfriados; E levava na cama; E passava a mão macia no rosto e dizia com aquela voz preocupada que só as mães têm: “Toma, filhinho! Toma o chazinho que a mãe fez. Assim você melhora...”.
Saudade da época que a gente andava de bicicleta com os moleques da rua. Saudade do dia que a diretora pegou a gente furando a parede do vestuário das meninas. Saudade das broncas do nosso pai, pedindo-nos responsabilidade: “Acordar cedo! Nada de chegar tarde, moleque! Não vá dirigir bêbado! Olha com quem você anda!”. Saudade dos olhares de saudades dos nossos pais, que nos olhavam parados, imaginando o futuro, recordando o passado: “Como meu filho cresceu...”.
Saudade da primeira namorada. Da primeira bicicleta. Do primeiro vídeo-game. Dos primeiros anos de escola. Do primeiro carro. Do primeiro porre de bebidas. Dos primeiros amigos. Dos amigos que a gente leva pela vida... E dos amigos, que a vida, já nos levou.
Saudade daquela pescaria. Saudade do primeiro livro. Saudade daquela banda de rock. Saudade daquela música. Saudade daquele filme. Saudade...
Saudade daquele sapato que quebrou o salto. Saudade daquele batom. Saudade daquele vestido velho. Saudade daquela noite de pijama na casa das amigas. Saudade da boneca com cheirinho de café. Saudade do grupo musical que dançava aquela coreografia “breguinha”, mas que na época, óh! Saudade...
Saudade a gente vive tendo. Não é? Saudade do cheiro, do sorriso, do olhar, do jeito, do momento...
Saudade a gente leva com a gente. É toda vez que a gente senta, e ela vem... É involuntário.
A saudade é meia inconveniente. Meia chata. Meia sem direção...
E eu só tenho um remédio para a saudade: o abraço.
Ah! O poder de um abraço bem dado! Daqueles que sufocam. Que o calor da outra pessoa passa pra gente... Aquele abraço que nos acolhe, que se encaixa, que manda a saudade pra bem longe.

Gabriella Beth Invitti

Poeminha cheio de saudade!

Grande palito,
Velho amigo,
Aquele que me fez sorrir apenas com seu grito.
Palito, amigo,
Mestre das gargalhadas,
Das crianças recebeu as melhores risadas.
Mauricio; Palito,
Um ser único,
Um ser impar,
Um mestre,
Sábio rapaz,
Ágil, fugaz,
Inteligente...
Mauricio: Pessoa... Vivia sempre sorrindo e distribuindo alegria aos seus!
Palito: Personagem... Sempre sorrindo e continuando distribuindo alegrias aos seus!

Hoje, ainda com lembranças de você,
Sorrimos e nos divertimos com o que outrora nos contou,
Choramos de saudade e de inconformidade,
Por ter-te ido tão cedo.

Palito,
Velho amigo,
Grande personagem,
Ainda lhe tenho comigo,

Saudades de você amigo,
Vim por meio de todos que te ama,
Tomei a liberdade de escrever...
E dizer,
Que pra nós, você sempre será eterno: PALITO!

Wallace Neres

A sua falta

Saudades das nossas conversas,
Risadas e gargalhadas...
Saudade daquela musica que ouvíamos juntos,
Da velha ponte que costumávamos atravessar,
Com cuidado... Sempre devagar.
Tenho saudades de você apertando minha mão,
E me pedindo pra não soltar.
Tenho saudades dos seus beijos,
Leve, doce, quente e que me beijava sem parar!
Tenho saudades daquele seu perfume,
Suave, leve assim como seus beijos...

O tempo vai passando e a tal saudade só aumentando,
Você longe de mim e minha vida fica por ai...
Perdida, sozinha num mundo cheio de obscuridades e ilusões.
Mas, eu sei que resta pouco, quase nada,
Pra deixar a solidão de vez e ser feliz,
Pois pressinto sua volta,
Ouço seus passos leves ao longe,
E você se aproxima!

De fato tenho saudade!
Mas não é mais forte nem maior que meu amor,
Pois com você quero sentir a liberdade
De poder te amar sem ter nenhuma dor...
E viveremos juntos longe da saudade,
Com amor, afeto e muito amor meu!

Wallace Neres

Sentiremos Saudades

Sentiremos saudade

Do amor que nós faz sofrer
Do amar por amar
Do amor inocente
Do amor seguro
Do amor inconsciente
Sem porque
Sentiremos saudades
Das lagrimas frias
Das lagrimas sem motivo
Do simples chorar
Das lagrimas cansadas
Que vem sem avisar
Sem porque

Sentirei saudade
De emoções
Sentirei saudade
Do sentir
Que nos fazem tristes, felizes
Chorar , sorrir
Sentir é viver
a única diferença da morte
Sentir é tudo
mérito , sorte
Vivemos em busca de emoções
Do sentir
Do se sentir bem.
Mas já não sentirei saudade
Pois já vivi
Vivi a vida
Hoje cansada
Pois viver a morte
E não sentir nada
E a pegarei em meus braços
fria e pálida
A vida já não existe
não passa de uma lembrança
um cadáver em seu leito
sem deixar herança
pois agora sem expressão leva consigo
passados e sentimentos.

Alessandra Froes

Quando falo em saudade
existe aquela nostalgia,de um tempo
que nao volta sei lá se eu consigo
explicar o que realmente essa palavra significa o que sei é que eu queria estar perto de quem eu amo!
Ai me pergunto:Saudade é bom ou ruim? Sei nao! o que sei é que nao é muito agradavel de se sentir!

Monaliza Soares

Saudade de correr contigo.
Saudade de pular contigo.
Saudade de brigar contigo.
Saudade de brincar contigo.
Saudade de faze-lo carinho.
Saudade de faze-lo dormir no meu colo.
Saudade de rolar na grama.
Saudade de desabafar contigo.
Saudade de saber que posso confiar.
Saudade de dormir contigo.
Saudade, apenas saudades!

Danielle Rabello

“Você já sentiu saudade de si próprio?
Se não sentiu, deveria.
As pessoas deveriam sentir saudade de como eram inocentes e não se importavam com isso.
Deveriam sentir saudades de como o mundo era perfeito pra elas.
Que não importava o que o menino ou a menina diria, eles eram apenas amigos.
Deveriam sentir saudades das travessuras, das bagunças, dos castigos.
Deveriam sentir saudades da adolescência, da primeira vez que teve que falar em público, do primeiro beijo, do primeiro sentimento que achou sentir.
As pessoas deveriam sentir saudades de cada dia que passou, cada dia que deixou pra trás.
Olhar pro passado e desenhar o futuro, esse talvez seja o destino de cada um de nós.”

Filosofia Insana

Saudade...


Como são longos, cinzentos e sem vida os dias sem você...
Não que eu passe “TODO O TEMPO” pensando em você... ou TUDO que eu faça me lembre você... ou ainda que CADA suspiro; CADA fôlego; CADA vez que encho os meus pulmões com oxigênio; que CADA vez que sinto meu coração pulsar seja por você...

A quem estou tentando enganar...???

Sinto a todo o momento este processo... É como se cada segundo fosse uma eternidade, cada milésimo de um “instante” durasse o infinito e a dor, a saudade... esta angustia misturado com a ansiedade não passassem...

Como é ruim a dor do amor...
Mas pior ainda é não amar... EU AMO!!!

A saudade é inevitável, talvez até a dor seja inevitável... mas mesmo assim, em todo o meu dia, como numa explosão de sentimentos e emoções, me sinto feliz... é sim... feliz... pois se permito que sua influencia seja tão plena e constante em minha vida, é porque percebi que minha vida é VOCÊ, e não existe “nada” que possa mudar isso...

A saudade permanece... posso não te ter aqui ao meu lado... mas sempre vou te ter dentro de mim...

Nenhum lugar é longe demais q não se possa ir...; Nenhuma montanha é alta o bastante que não possa ser escalada, nenhum amor é tão espectral que não possa se tornar real...!!!

Um dia me disseram que o amor verdadeiro não existe...
A esses eu respondo: o verdadeiro amor é aquele que supera o inexistente...!!!

Emerson PS

A falta não é saudade.
A saudade é um atalho; A falta é a espera.
Sinto saudade da sombra das árvores que existiam do outro lado da rua, até das folhas que camuflavam meu quintal. Como é fácil pensar que logo posso substitui-las plantando outras no lugar.
Por esta razão, não sinto saudade daquilo que sinto falta, pois sentir falta é não ter a semente, é possuir apenas a presença de uma vaga vazia e insubstituível.
Sentir falta é a ausência do que nos pertence sem pertencer. É saber que não éramos os únicos donos de nós mesmos.
A falta não é saudade.
A saudade é vulnerável; A falta é absoluta.
É como esperar o sol em pleno inverno.
Ele poderá bronzear as nuvens uma vez ou outra e satisfazer à quem sente saudade. Porém, a quem sente falta, só restará a espera, mais uma vez. Apenas a certeza de uma incerteza previsível de que ele aparecerá.

Giovana Savieto