Biografia de Cazuza

Cazuza

Cazuza (1958-1990) foi um cantor e compositor brasileiro, foi vocalista do Barão Vermelho, banda formada em 1981. Em carreira solo gravou grandes sucessos, entre eles, "Exagerado", "Codinome Beija-Flor", "Brasil" e "Faz Parte do Meu Show".

Cazuza (Agenor de Miranda Araújo Neto) nasceu no Rio de Janeiro, no dia 04 de abril de 1958. Filho de João Araújo, produtor fonográfico, e da cantora Lucinha Araújo, cresceu no meio musical. Em 1976, foi aprovado no vestibular de Comunicação, mas desistiu do curso. Começou a frequentar a vida boêmia do Baixo Leblon. Foi levado por sei pai para trabalhar na gravadora Som Livre. Foi para os Estados Unidos estudar fotografia.

Em 1980, de volta ao Rio de Janeiro, ingressou no grupo teatral Asdrúbal Trouxe o Trombone, onde cantou pela primeira vez em público, na apresentação da peça “Paraquedas do Coração”.

Em 1981, por indicação de Léo Jaime, ingressou na formação da banda Barão Vermelho, onde cantou grandes sucessos, entre eles, “Pro Dia Nascer Feliz” e “Bete Balanço”. O último álbum do grupo, com a participação do Cazuza, foi “Exagerado”, lançado em 1984.

Em 1985, Cazuza iniciou a sua carreira solo, lançou o álbum “Exagerado”. Nesse mesmo ano descobre ser portador do vírus HIV. Em 1987 lançou “Só Se For a Dois” e no ano seguinte “Ideologia”. Em 1989, declara publicamente que é portador do vírus da AIDS. Lançou seu último álbum “Burguesia”.

Nesse mesmo ano recebe o Prêmio Sharp de “Melhor Álbum” com “Ideologia” e de “Melhor Canção” com “Brasil”. Bastante debilitado, comparece à premiação em uma cadeira de rodas. Falece no Rio de Janeiro, no dia 07 de julho de 1990.

Acervo: 297 frases e pensamentos de Cazuza.

Frases e Pensamentos de Cazuza

O amor é o ridículo da vida. A gente procura nele uma pureza impossível, uma pureza que está sempre se pondo. A vida veio e me levou com ela. Sorte é se abandonar e aceitar essa vaga ideia de paraíso que nos persegue, bonita e breve, como borboletas que só vivem 24 horas. Morrer não dói.

Cazuza
3.2 mil compartilhamentos

Você está vivo. Esse é o seu espetáculo. Só quem se mostra se encontra. Por mais que se perca no caminho.

Cazuza
2.1 mil compartilhamentos

Não adianta desperdiçar sofrimento
Por quem não merece
É como escrever poemas no papel higiênico
E limpar o cu
Com os sentimentos mais nobres.

Cazuza
2 mil compartilhamentos

Tenho amor incondicional pelas pessoas que entram em minha vida e sinceramente, não sei o quanto isso é bom nos dias atuais. Talvez esse seja meu pior defeito.

Cazuza
3.4 mil compartilhamentos

Cantando a gente inventa.
Inventa um romance, uma saudade, uma mentira...
Cantando a gente faz história.
Foi gritando que eu aprendi a cantar: sem nenhum pudor, sem pecado.
Canto para espantar os demônios, para juntar os amigos.
Para sentir o mundo, para seduzir a vida.

Cazuza
2.1 mil compartilhamentos