Caio F.

Encontrados 4 pensamentos de Caio F.

"Se algumas pessoas se afastarem de você,não fique triste,isso é resposta da oração:"livrai-me de todo o mal,amém."
Caio F. Abreu
"Uma pessoa não precisa estar a vida inteira ao seu lado para se tornar única e inesquecivel."
Caio F. Abreu
Novos amigos é sempre bom

"Talvez tudo,talvez nada..."
Caio F. Abreu
As vezes deve ser difícil entender o que digo ou escrevo,talvez seja eu que esteja adiantando as coisas,mas...
"Todo mundo tem o direito de errar."
Eu não te conheço,você não me conhece,mas que tal um dia?Prazer,me chamo Elisa.

Kaneka,Caio F. Abreu,Ditados populares
Inserida por Kaneka

Há alguns dias, Deus — ou isso que chamamos assim, tão descuidadamente, de Deus — enviou-me certo presente ambíguo: uma possibilidade de amor. Ou disso que chamamos, também com descuido e alguma pressa, de amor. E você sabe a que me refiro.

Caio F. - Pequenas Epifanias, in: Pequenas Epifanias
Inserida por Renarosa

Ta difícil. Não sei pra você, mas pra mim esta cada vez mais escuro. Talvez tudo em você esteja se transformando em rancor e magoa. Mas não deixa, não deixa isso acontecer! Por mim, eu só peço isso, alias eu ate te imploro. Lembra do cheirinho no nariz, lembra do cheiro do corpo, da pele molhada, grudada, do coração batendo forte, juntos. Lembra do cuidado, da atenção, da preocupação. Na comidinha feita, das risadas causadas, das coisas em comum, no dia a dia. Do milésimo eu te amo, que ainda causava o mesmo efeito do primeiro. Do olho no olho, na felicidade que transbordava, do bem- estar, da reciprocidade inegável.
Pode ir, pode viver, pode virar noites, pode conhecer novos lugares, pode beijar outras bocas, sentir outros cheiros, dormir em outros braços, de pessoas mais bonitas, mais adultas, mais inteligentes... Mas se elas não falarem o que você quer ouvir, se elas não beijarem, abraçarem, nem cuidarem de você da maneira que você precisa, e se no fundo, bem no fundo você ainda acreditar na gente, mesmo que seja um querer negado, contido. Pode vim, e nem precisa vim devagar, com charminho e super racional, ou com estratégias. Vem correndo, vem voando!
Vem, que eu sei que sei fazer tudo do teu jeitinho. Vem que eu reconstruo, cada tijolo da confiança que foi derrubada. De novo e com o triplo de cuidado, de carinho, de atenção, de respeito... Olha, pode vim com o coração apertado, surrado, sangrando... Que eu cuido, que eu curo, que eu coloco curativos de sinceridade, afeto e verdade e vou trocando todo dia, todo dia de uma forma cada vez mais limpa, cada vez mais pura. Vem, que pra mim ainda tem uma luz no fim do túnel, e depois do túnel eu sei que tem uma enorme caminhada, que e minha e tua. Só nossa!

" eu vou ficar esperando você numa tarde cinzenta de inverno, bem no meio duma praça então os meus braços não vão ser suficientes para abraçar você e a minha voz vai querer dizer tanta, mas tanta coisa que eu vou ficar calada um tempo enorme só olhando você, sem dizer nada, só olhando e pensando meu Deus mas como você me dói de vez em quando."

Boa noite meu anjo.

Bruna Andrade. Em cartas que nunca entregarei. Caio F Abreu.
Inserida por BrunaAAlbuquerque

Ta difícil. Não sei pra você, mas pra mim esta cada vez mais escuro. Talvez tudo em você esteja se transformando em rancor e magoa. Mas não deixa, não deixa isso acontecer! Por mim, eu só peço isso, alias eu ate te imploro. Lembra do cheirinho no nariz, lembra do cheiro do corpo, da pele molhada, grudada, do coração batendo forte, juntos. Lembra do cuidado, da atenção, da preocupação. Na comidinha feita, das risadas causadas, das coisas em comum, no dia a dia. Do milésimo eu te amo, que ainda causava o mesmo efeito do primeiro. Do olho no olho, na felicidade que transbordava, do bem- estar, da reciprocidade inegável.
Pode ir, pode viver, pode virar noites, pode conhecer novos lugares, pode beijar outras bocas, sentir outros cheiros, dormir em outros braços, de pessoas mais bonitas, mais adultas, mais inteligentes... Mas se elas não falarem o que você quer ouvir, se elas não beijarem, abraçarem, nem cuidarem de você da maneira que você precisa, e se no fundo, bem no fundo você ainda acreditar na gente, mesmo que seja um querer negado, contido. Pode vim, e nem precisa vim devagar, com charminho e super racional, ou com estratégias. Vem correndo, vem voando!
Vem, que eu sei que sei fazer tudo do teu jeitinho. Vem que eu reconstruo, cada tijolo da confiança que foi derrubada. De novo e com o triplo de cuidado, de carinho, de atenção, de respeito... Olha, pode vim com o coração apertado, surrado, sangrando... Que eu cuido, que eu curo, que eu coloco curativos de sinceridade, afeto e verdade e vou trocando todo dia, todo dia de uma forma cada vez mais limpa, cada vez mais pura. Vem, que pra mim ainda tem uma luz no fim do túnel, e depois do túnel eu sei que tem uma enorme caminhada, que e minha e tua. Só nossa!

" eu vou ficar esperando você numa tarde cinzenta de inverno, bem no meio duma praça então os meus braços não vão ser suficientes para abraçar você e a minha voz vai querer dizer tanta, mas tanta coisa que eu vou ficar calada um tempo enorme só olhando você, sem dizer nada, só olhando e pensando meu Deus mas como você me dói de vez em quando." CFA

Stephanie Queiroz, com um fragmento de Caio F. Abreu
Inserida por stephaniequeiroz