Bertrand Russell

76 - 100 do total de 96 pensamentos de Bertrand Russell

Sem o seu abraço que conforta, sem os seus beijos que me enchem de alegria e amor, sem a sua companhia. Não consigo mais imaginar um futuro em que você não esteja, porque você sempre está lá!

Bertrand Russell
2 compartilhamentos

De todas as formas de cautela, a cautela no amor é talvez a mais fatal para a felicidade.

Bertrand Russell
2 compartilhamentos

O amor é sábio, o ódio é tolo.

Bertrand Russell
3 compartilhamentos

É importante aprender a não se aborrecer com opiniões diferentes das suas, mas dispor-se a trabalhar para entender como elas surgiram. Se depois de entendê-las ainda lhe parecerem falsas, então poderá combate-las com mais eficiência do que se você tivesse se mantido simplesmente chocado.

Bertrand Russell
3 compartilhamentos

Uma das causas da infelicidade, da fadiga e da tensão nervosa é a incapacidade para tomar interesse por tudo o que não tenha uma importância prática na vida. Daí resulta que o consciente está sempre ocupado com um número restrito de problemas, cada um dos quais comporta certamente algumas inquietações e cuidados.

Bertrand Russell
3 compartilhamentos

Não tenhas medo de possuir opiniões excêntricas, pois todas as opiniões hoje aceitas foram um dia consideradas excêntricas.

Bertrand Russell
2 compartilhamentos

O medo é a principal fonte de superstição e uma das principais fontes de crueldade. Saber vencer o medo é o princípio da sabedoria.

Bertrand Russell
2 compartilhamentos

Ninguém fofoca sobre as virtudes secretas das outras pessoas.

Bertrand Russell
2 compartilhamentos

O segredo da felicidade é encarar o fato de que o mundo é horrível, horrível, horrível.

Bertrand Russell
Inserida por pensador
1 compartilhamento

O processo que levou uma célula a se transformar no homem é considerado um progresso pelos cientistas - se a célula concordaria com essa opinião, não se sabe!

Bertrand Russell
Inserida por leitefl
1 compartilhamento

Não possuir algumas das coisas que desejamos é parte indispensável da felicidade.

Uma vida feliz deve ser em grande parte uma vida tranquila, pois só numa atmosfera calma pode existir o verdadeiro prazer.

Bertrand Russell
Inserida por ansioux
1 compartilhamento

Veja as coisas como elas realmente são.

Bertrand Russell
Inserida por TfooL
1 compartilhamento

Há muitas espécies de liberdade. Umas tem o mundo de menos, outras tem o mundo de mais. Mas ao dizer que pode haver mais de uma certa espécie de liberdade, devo apressar-me a acrescentar que a única espécie de liberdade que considero indesejável é aquela que permite diminuir a liberdade de outrem, por exemplo, a liberdade de fazer escravos.
(Realidade e Ficção)

Bertrand Russell
Inserida por DavidFrancisco
1 compartilhamento

No seu sentido mais elementar, liberdade significa a ausência de controles externos sobre os atos de indivíduos ou grupos. Trata-se, portanto, de um conceito negativo, e a liberdade, por si só, não confere a uma comunidade qualquer alta valia.
(Realidade e Ficção)

Bertrand Russell
Inserida por DavidFrancisco
1 compartilhamento

Os Esquimós podem dispensar o Governo, a educação obrigatória, o código das estradas, e até as complicações incríveis do código comercial. A sua vida, portanto, goza de um alto grau de liberdade; contudo, poucos homens civilizados prefeririam viver assim a viver no seio de uma comunidade mais organizada.
(Realidade e Ficção)

Bertrand Russell
Inserida por DavidFrancisco
1 compartilhamento

A liberdade é um requisito indispensável para a obtenção de muitas coisas valiosas; mas essas coisas valiosas têm de partir dos impulsos, desejos e crenças daqueles que desfrutam dessa liberdade. A existência de grandes poetas confere um certo brilho a uma comunidade, mas não se pode ter a certeza de que a comunidade produzirá grande poesia só pelo fato de não existir uma lei que a proíba. De uma maneira geral, consideramos justo que se obrigue a juventude a ler e a escrever, ainda que a maioria dos jovens preferisse o contrário; fazemos isso porque acreditamos em bens positivos que só um alto grau de alfabetização torna possível. Mas, ainda que a liberdade não constitua o total das coisas socialmente desejáveis, é tão necessária para a obtenção da maioria delas, e corre tanto o risco de ser insensatamente limitada, que mal será possível exagerar a sua importância.
(Realidade e Ficção)

Bertrand Russell
Inserida por DavidFrancisco
1 compartilhamento

“Jamais morreria pelas minhas crenças, porque elas podem estar erradas”.

Bertrand Russell
Inserida por Ashlon
1 compartilhamento

DA INVEJA
De todas as características que são vulgares na natureza humana a inveja é a mais desgraçada; o invejoso não só deseja provocar o infortúnio e o provoca sempre que o pode fazer impunemente, como também se torna infeliz por causa da sua inveja. Em vez de sentir prazer com o que possui, sofre com o que os outros têm. Se puder, priva os outros das suas vantagens, o que para ele é tão desejável como assegurar as mesmas vantagens para si próprio. Se uma tal paixão toma proporções desmedidas, torna-se fatal a todo o mérito e mesmo ao exercício do talento mais excepcional.
Por que é que o médico deve ir ver os seus doentes de automóvel quando o operário vai para o seu trabalho a pé? Por que é que o investigador científico pode passar os dias num quarto aquecido, quando os outros têm de expor-se à inclemência dos elementos? Por que é que um homem que possui algum talento raro de grande importância para o mundo deve ser dispensado do penoso trabalho doméstico? Para tais perguntas a inveja não encontra resposta. Afortunadamente, porém, há na natureza humana um sentimento compensador, chamado admiração. Todos os que desejam aumentar a felicidade humana devem procurar aumentar a admiração e diminuir a inveja.
(A Conquista da Felicidade)

Bertrand Russell
Inserida por DavidFrancisco
1 compartilhamento

Por que o médico deve ir ver os seus doentes de automóvel quando o operário vai para o seu trabalho a pé? Por que o investigador científico pode passar os dias num quarto aquecido, quando os outros têm de expor-se à inclemência dos elementos? Por que um homem que possui algum talento raro de grande importância para o mundo deve ser dispensado do penoso trabalho doméstico? Para tais perguntas a inveja não encontra resposta. Afortunadamente, porém, há na natureza humana um sentimento compensador, chamado admiração. Todos os que desejam aumentar a felicidade humana devem procurar aumentar a admiração e diminuir a inveja.

Bertrand Russell
Inserida por DavidFrancisco
1 compartilhamento

Admiração x Inveja

Afortunadamente, porém, há na natureza humana um sentimento compensador pelo sentimento da inveja, chama-se admiração. Todos os que desejam aumentar a felicidade humana devem procurar aumentar a admiração e diminuir a inveja.

Bertrand Russell
Inserida por DavidFrancisco
1 compartilhamento

De todas as características que são vulgares na natureza humana a inveja é a mais desgraçada. O invejoso não só deseja provocar o infortúnio e o provoca sempre que o pode fazer impunemente, como também se torna infeliz por causa da sua inveja. Em vez de sentir prazer com o que possui, sofre com o que os outros têm. Se puder, priva os outros das suas vantagens, o que para ele é tão desejável como assegurar as mesmas vantagens para si próprio. Se uma tal paixão toma proporções desmedidas, torna-se fatal a todo o mérito e mesmo ao exercício do talento mais excepcional.

Bertrand Russell
Inserida por DavidFrancisco
1 compartilhamento