William Bonner

Cerca de 2198 frases e pensamentos: William Bonner

O casamento faz de duas pessoas uma só, difícil é determinar qual será.

William Shakespeare

É preferível suportar os males que temos do que voar para aqueles que não conhecemos.

William Shakespeare

Os miseráveis não têm outro Remédio a não ser a esperança.

William Shakespeare

O destino é o que baralha as cartas, mas nós somos os que jogamos.

William Shakespeare

O verdadeiro nome do amor é cativeiro.

William Shakespeare

Esta consciência, que faz de todos nós covardes.

William Shakespeare

Mostre-me um homem que não seja escravo das suas paixões.

William Shakespeare

Fortes razões, fazem fortes ações.

William Shakespeare

Consciência é uma palavras usada pelos covardes, para incutir medo aos fortes.

William Shakespeare

As palavras são como os patifes desde o momento em que as promessas os desonraram. Elas tornaram-se de tal maneira impostoras que me repugna servir-me delas para provar que tenho razão.

William Shakespeare

A minha consciência tem milhares de vozes, / E cada voz traz-me milhares de histórias, / E de cada história sou o vilão condenado.

William Shakespeare

É comum perder-se o bom por querer o melhor.

William Shakespeare

A vida é uma simples sombra que passa (...); é uma história contada por um idiota, cheia de ruído e de furor e que nada significa.

William Shakespeare

As falhas dos homens eternizam-se no bronze, / As suas virtudes escrevemos na água.

William Shakespeare

Não julgueis; somos todos pecadores.

William Shakespeare

O passado e o futuro parecem-nos sempre melhores; o presente, sempre pior.

William Shakespeare

A mágoa altera as estações e as horas de repouso, fazendo da noite dia e do dia noite.

William Shakespeare

Sábio é o pai que conhece o seu próprio filho.

William Shakespeare

O homem que não tem a música dentro de si e que não se emociona com um concerto de doces acordes é capaz de traições, de conjuras e de rapinas.

William Shakespeare

Combater e morrer, é pela morte derrotar a morte, mas temer e morrer é fazer-lhe homenagem com um sopro servil.

William Shakespeare