Você Deixou Saudades

Cerca de 3987 frases e pensamentos: Você Deixou Saudades

Saudades de você.

Não aguento mais, é loucura, tanto tempo assim sem te ver. Te quero perto de mim mas não te tenho, minha vontade é de bater em sua porta e chamar teu nome, só pra te ver, só pra sentir seu cheiro por um segundo, isso já me faria muito feliz, não vejo a hora de te encontrar, cada minuto parece um eternidade. Um dia... Um dia, eu sei que não terá mais isso, um dia eu sei que poderei te ver quando quiser, mas por enquanto isso parece impossível.
Mas tudo bem, eu me contento só de pensar em você, só de poder me imaginar ao seu lado.

Frederick Harlley Campos Franklin

Saudades é quando você começa a perceber que na sua boca já não tem o gosto da minha.

Cezar Fruhauf

" Acontece que liberdade não é nada perto de saudades suas. "

Taylor Swift

Dizem que sentem saudades de mim, mas não me procuram, não me ligam nem pra saber se estou bem.

Coringa Quinn

Saudades.
De onde vem este sentimento
Que de uma hora para outra
Nos arrebate

Será que vem
Pela falta de algo
Ou pela perda
Ou talvez pela distância?

Sinto saudades

Saudades
De um amigo
Que conheci há um tempo
E que muito me cativou

Sei que és atarefado
Com compromissos, trabalho
Afazeres, com seu lar
Mas sempre o tenho comigo

Este amigo não imaginas
O quanto me alegra
Quando me liga
Quando me escreve
Quando conversamos

Saudades
De um amigo
Que mesmo não conhecendo pessoalmente
Muito me acalenta

Saudades
De suas ligações, mesmo quando não o ligo
De suas cartas, mesmo quando não o escrevo
De suas conversas, mesmo que eu não fale

Saudades
Que faz aumentar meu carinho
Meu afeto por ti

Saudades
Que aumentam minhas preces
Minhas orações a Deus
Por este amigo

São saudades
O que me fazem ver
Quão importante
És para mim.

Thiago Fernando

SONHOS E MEMORIAS

Saudades e dores igualmente intensos, dai conclui que precisamos mais de sonhos que memórias.
Por isso que não deixo de sonhar... por que minha vida é constituida dos mais vastos sonhos que as memórias me trazem. Sigo a risca meus sonhos, mas nunca sei por onde ir e justamente por não saber, que eu consigo encontrar o meu caminho.
Talvez eu tivesse alterado o percurso, se admitisse que o amor era sádico, em vez disso sustentei a hipotese que era nobre. O mais nobre de todos os sentimentos.
Sou capaz de gostar de tudo menos de sofrimento... mas faria tudo de novo se fosse preciso. E vivereia cena por cena de uma forma absoluta e intensa. Faço e faria tudo isso por mim e por você.
Sempre me surpreendo comigo mesmo isso é a unica coisa que me faz pensar que ainda vale apena viver. Parte do que sou devo as minhas ilusões, momentos de exctase, pelas lembranças de tudo que senti e desejei um dia.
E assim o AMOR me fez definir a beleza de uma forma mais concreta e me permite torná-la real na sua figura humana.

Fábio Wilhians

Queria não sentir saudades.Sentindo saudades, vivo de lembranças.Queria que essas lembranças fossem reais,parte de hoje e não de ontem.

Carla Carvalho

"João e Maria.

Morreu Maria, nessa tarde de segunda. Muito choro, tristeza e saudades...
João, no trabalho, ainda não sabe mas seu grande amor faleceu.
Como pólvora a notícia se espalha. A pequena Serra Azul se abala.
A João ninguém fala!
Aonde estarão as fofoqueiras da cidade?! Algumas dizem não ter coragem.
O telefone do consultório toca, João gentilmente atende. No primeiro momento ele não sente, mas seu "docinho" está ausente! Sua mãe ao telefone chora... Não sabe o que falar.
-Filho, filho... Maria se foi, está morta! Não sabemos a causa.
João desaba, o telefone vai ao chão. Ele está sozinho... Angustia, tristeza e emoção. Pobre João!"

João Vitor Rocha

Eu tenho saudades do que eu não vivi. Minha alma é velha. Meus gostos são antigos. Meus valores são os mesmos dos meus avós. Tenho saudade das rodas de música, dos saraus que não participei. Do surgimento da bossa-nova, do auge do sucesso do Chico, do Caetano, Elis e tantos outros que nos deixaram um tesouro inexistente nos dias de hoje.
Sou nostálgica em relação a sentimentos. Quando eles eram desprovidos de outros adjetivos que hoje sempre o acompanham. Amar vem junto de beleza e dinheiro. Ser amigo só se for acompanhado de várias vantagens. Fazer um favor? Só se tiver algum benefício em troca. Ser gentil, bondoso, cavalheiro? Pode esperar que deve ter algo horrível por trás disso.
Sinto vontade de voltar no tempo quando me lembro daquelas praças onde os jovens faziam “foot” nas tardes de domingo. Os aspirantes a “chefes de famílias” caminhavam de um lado para outro enquanto as moças conversavam com as amigas...a conversa pouco importava, mas os olhares diziam tudo. Buscavam aquele certo olhar, que podiam remeter a um amor, a uma família e uma vida inteira juntos.
Saudosa época em que o respeito era respeitado. O respeito pela sabedoria dos mais velhos, pelos amigos, pela esposa e pelo marido. Respeito principalmente pelas pessoas que você não conhecia.
Saudade da é poça
Em que a repressão era grande, mas a criatividade maior ainda. No tempo em que as injustiças sociais e políticas eram combatidas com letras incrivelmente inteligentes, com livros que nos faziam romancear, com atitudes que viraram história.
Quero o idealismo antigo, não utópico, não hipócrita que enfretava as conseqüências porque a causa era nobre. Os heróis do passado eram gente comum que andava pelas ruas.
Eu nascia quando queria ter a idade de hoje. Eram épocas duras, difíceis, porém era tudo mais real, mais verdadeiro mais original. A juventude de hoje nada aprendeu com os jovens do passado, parece que tudo se perdeu...
Pensava-se antes de falar, de dançar, de escrever. As ações tinham uma explicação. Os sentimentos eram colocados para fora de uma forma racional porém não menos emocional.
Os amores eram mais ardentes, as histórias mais empolgantes, as revoltas mais surpreendentes, as pessoas mais humanas.
Saudade, muita saudade daquela época...

Karina barros

SAUDADES

Saudades de ti eu tenho todo dia
Antes de dormir e depois que acordo
Uns momentos apenas teus, só teus
Deliciosos momentos em que paro tudo
Apenas querendo estar ao teu lado
Desenhando-te em minha vida
Em cores, tons, sons, paixão e sabores
Sabendo sempre que nosso amor nunca morre!

Adriano Hungaro

Existem saudades que sabem rir. São as minhas preferidas. Algumas, nascem sabendo. Outras aprendem, depois de transformar o choro.

Como borboletas, voam pelos jardins da memória, abraçam as lembranças mais viçosas, e saboreiam o néctar, sempre disponível, das alegrias perenes

Ana Jácomo

"Sentiria saudades sua mesmo sem ter te conhecido."

Muito bem acompanhada

Estou amontoando todas as nossas saudades num lugar bem escuro e escondido da minha alma. Junto com todas as coisas feias do meu passado. As que eu separo pra tentar esquecer. As coisas colocadas lá, acabam se perdendo pra sempre no meio de tanta bagunça. É o que sempre nos resta fazer com histórias sem finais felizes. Amontoar numa caixa, jogar num canto, e esperar que o tempo faça o resto. Que o tempo nos dê a habilidade de enxergar somente um amontoado de tralha no lugar daquelas lembranças absurdamente felizes. Porque por mais que escondamos certas coisas em lugares bem escuros, no fundo a gente sabe bem que elas continuam existindo. Então na verdade, a gente nunca esquece que essas coisas existem. A gente só esquece de gostar delas. É isso que fazemos com as coisas que não podemos matar nem possuir: tentamos esquecê-las.

Maria Paula Fraga

Meias verdades, meias vontades, meias saudades. Viver pela metade é ilusão. Tire suas meias e ponha os pés no chão.

desconhecido

As saudades nos pertubas, a tristeza não tem fim, como posso ser feliz sem você perto de mim?

Anna Karolina Oliveira Gomes Leite.

Sinto Saudades

Sinto saudades daquilo que não aconteceu
Sinto saudades daquilo que irá acontecer

Sinto saudades daquile que se foi
Sinto saudades daquele que virá

Sinto saudades de quem marcou minha vida
Sinto saudades daquele que não gostei

Sinto saudades do amigo
Sinto saudades do desconhecido

Sinto saudades de tudo
Só sinto saudades porque amo...!

Isadora Cristina Jacob Moreira

Perdi-me dentro de mim
Porque eu era labirinto,
E hoje, quando me sinto,
É com saudades de mim.
[...]


Como se chora um amante,
Assim me choro a mim mesmo:
Eu fui amante inconstante
Que se traiu a si mesmo

Mário de Sá-Carneiro

Tenho saudades

Saudades de minha infância sapeca, onde ninguém me agüentava;
Saudades do tempo da escolinha, que minha mãe ia me buscar e eu queria ficar mais;
Do tempo em que os adultos faziam trabalhos longe de mim, mas que eu sempre acabava descobrindo e queria fazer junto;
Saudades de minhas travessuras, aquelas inesquecíveis que quando lembro me mato de rir;
Saudades dos finais de semana que passava no sítio, na casa da vovó, das pessoas que cuidavam de mim para eu não aprontar, mas não adiantava.
Das tantas vezes que eu e minha prima brincávamos, brigávamos e aprontávamos muito.
Saudades do tempo que tudo era brincadeira;
Saudades do tempo em que com um pedaço de madeira tentava alcançar o céu;
Daquele tempo em que eu não precisava preocupar-me com nada;
Do tempo em que eu só aprontava na escola, que as professoras chamavam minha mãe na escola, do tempo em que elas não podiam me ver que se desesperavam;
Do tempo em que antes de dormir rezava pro “Anjinho da Guarda” me cuidar, do tempo em que eu tinha medo dos mortos e do escuro;
Saudades do tempo que minha mãe me proibia de assistir “Chaves”, que eu adorava assistir o “Pica-Pau”, melhor desenho que já existiu;
Saudades do tempo que eu queria ser médico, jornalista, advogado, padre...;
Saudades do tempo em que eu não precisava trabalhar e mesmo assim queria e que odiava ter que acordar cedo para ir pra aula;
Saudades do tempo em que as professoras corriam atrás de mim;
Do tempo em que tudo era fantasia;
Do tempo que me escondia para não me acharem;
Saudades do tempo que eu quebrava os canos d’água na casa da vovó;
Saudades...;
Saudades do tempo em que era feliz e não sabia;
Do tempo em que ser “Grande” é que era ser feliz;
Saudade do tempo em que tirava as rédias do cavalo pra ele beber água e ele fugia de mim;
Saudade dos sábados que passava na casa da minha avó e meu avô me chamava pra almoçar, ou então quando saia de caminhão com o vovô e só incomodava ele;
Do tempo que ligava os carros sem saber dirigir;
Saudades do tempo que eu pensava que a vida era um sonho onde eu tinha dormido e não conseguia acordar;
Saudades do tempo em que eu adorava tocar violão;
Do tempo que desmanchava o rádio pra arrumar ele, mesmo quando não estava estragado, mas depois sim que estragava;
Hoje olho pra trás e vejo que era feliz e não sabia, não sabia aproveitar a fase melhor da vida, e se pudesse voltar a trás, nossa, com certeza teria aprontado muito mais do que eu aprontei, teria aproveitado melhor cada momento;
Hoje sei que o tempo não volta e que basta agora é viver cada momento da melhor forma possível;
Hoje as pessoas olham pra mim e nem imaginam o quanto eu fui uma criança rebelde;
Quando olham pra mim, vêem uma pessoa forte, sempre sorridente e incapaz de magoar alguém;
Vêem uma pessoa cheia de sonhos, que não sabe se poderá realizar todos, mas que fará o possível para realiza-los.
Fui feliz, sou feliz e se ajudei apenas uma pessoa a ser feliz, valeu a pena ter vivido.
Faço minhas as palavras de um dos maiores poetas de nossos tempo, Mário Quintana: “Quero, um dia, poder dizer às pessoas que nada foi em vão... que o amor existe, que vale a pena se doar às amizades a às pessoas, que a vida é bela sim, e que eu sempre dei o melhor de mim...e que valeu a pena”.

Rauphi Girardi

Saudades,
Hoje especialmente lembro de ti. Como é saudável pensar em ti. Felicidades essa que rasga d'alma, alguns resquícios que anotado de minha mente, me revela, me acompanha, me fortalece, me embala. Tenho a distância a me compartilhar com os meus pensamentos. Revelo mais intuitivamente que nasci de seres que realmente se amavam (meus pais). Neste mesmo diapazão, vou invocando os meus sentimentos de muita ternura e compreensão.
A amizade ressurgida agora vai se delineando para uma vida mais próxima, mais amorosa.

Fátima Bindes

Ter saudades do passado é correr atrás do vento.

Provérbio Russo