Violência Urbana

Cerca de 5 frases e pensamentos: Violência Urbana

IN MEMORIAM – (o escrivão da noite)

O poder no comando da violência urbana è variável em todas as formas da descamação ao engravatado.
Compreensível para raros.
Estados espalhados. Você pode até tentar fugir, mas eles não vao te pegar.
Eu avisei para você garoto : « não se afaste de mim ».
Eu era a verdade e você não acreditou.
Eu era a esperança e você recusou.
Agora o “poder no comando da violência urbana” o pegou.
Oh filhote!!! Por que não deixou papai “te ajudar!”.
Sempre lhe falei que o mundo era perigoso e que um dia eles iriam “te pegar!”.
Eu avisei tanto, mas você não quis me ouvir escarrando no prato que comeu.
Você não quis aprender que a regra era muito simples: primeiro o sistema “te cria” e depois “te elimina”. Hoje foi a sua vez. “Te pegaram”. “Te mataram”. Neste jogo não existe segunda chance. Você está eliminado. Não pode mais chorar.
Quem mata um dia é morto. Esta è alinha maior esperança e o meu maior medo também.

(Em memória de um assassino, assassinado em caractere de execução).
http://brejaubapoesias.ning.com/

httpbrejaubapoesias.ning.com

Se não fosse o engarrafamento, o lixo, a violência e a desigualdade, o Rio seria a melhor cidade do mundo.

Bianca Garcia

Peixe fora d’água

Sai de casa e habita quaisquer ruas
De uma cidade que agora é violenta
Observa a juventude sem propósito
Pensa no que dizer, mas nem tenta

Há feridas que tornam-se tatuagens
E há marcas de batom em seu corpo
Contemplando informações inúteis
Faltando muito para chegar ao topo

Conhece a música, a arte e a poesia
Ouve falar de chatice, tédio e rotina
Sabiamente deixa o relógio trabalhar
Uma hora a conversa fiada termina

Só Deus sabe o que irá lhe encantar
Tem uma moreninha metropolitana
Seu futuro ainda não foi descoberto
Sendo as mãos lidas por uma cigana

Ainda persegue a rota de esperança
Alternativamente o moçoilo acredita
Entre inúmeros indivíduos descrentes
Se ele é peixe fora d’água, que resista.

Allan Caetano Zanetti

Em sampa vc nao se sente sozinho, voce esta sozinho! Eu sento no chao e observo as pessoas irem e virem, ninguem liga pra voce! Ninguem quer saber se vc precisa de algo, a selva de pedra nunca fez tanto sentido... Cada barraco, cada viela, cada pessoa, mostra a realidade da qual queremos nos proteger com medo de um dia por ironia do destino acabar ali no mesmo lugar que um dia nos horrorizamos, e no fim.... SOMO TODOS IGUAIS... Acho que essa é a maior ironia.

João Peres