Violão

Cerca de 225 frases e pensamentos: Violão

Uma Mulher Chamada Guitarra

Vinicius de Moraes


UM DIA, casualmente, eu disse a um amigo que a guitarra, ou violão, era "a música em forma de mulher". A frase o encantou e ele a andou espalhando como se ela constituísse o que os franceses chamam um mot d'esprit. Pesa-me ponderar que ela não quer ser nada disso; é, melhor, a pura verdade dos fatos.

0 violão é não só a música (com todas as suas possibilidades orquestrais latentes) em forma de mulher, como, de todos os instrumentos musicais que se inspiram na forma feminina — viola, violino, bandolim, violoncelo, contrabaixo — o único que representa a mulher ideal: nem grande, nem pequena; de pescoço alongado, ombros redondos e suaves, cintura fina e ancas plenas; cultivada, mas sem jactância; relutante em exibir-se, a não ser pela mão daquele a quem ama; atenta e obediente ao seu amado, mas sem perda de caráter e dignidade; e, na intimidade, terna, sábia e apaixonada. Há mulheres-violino, mulheres-violoncelo e até mulheres-contrabaixo.

Mas como recusam-se a estabelecer aquela íntima relação que o violão oferece; como negam-se a se deixar cantar, preferindo tornar-se objeto de solos ou partes orquestrais; como respondem mal ao contato dos dedos para se deixar vibrar, em benefício de agentes excitantes como arcos e palhetas, serão sempre preteridas, no final, pelas mulheres-violão, que um homem pode, sempre que quer, ter carinhosamente em seus braços e com ela passar horas de maravilhoso isolamento, sem necessidade, seja de tê-la em posições pouco cristãs, como acontece com os violoncelos, seja de estar obrigatoriamente de pé diante delas, como se dá com os contrabaixos.

Mesmo uma mulher-bandolim (vale dizer: um bandolim), se não encontrar um Jacob pela frente, está roubada. Sua voz é por demais estrídula para que se a suporte além de meia hora. E é nisso que a guitarra, ou violão (vale dizer: a mulher-violão), leva todas as vantagens. Nas mãos de um Segovia, de um Barrios, de um Sanz de la Mazza, de um Bonfá, de um Baden Powell, pode brilhar tão bem em sociedade quanto um violino nas mãos de um Oistrakh ou um violoncelo nas mãos de um Casals. Enquanto que aqueles instrumentos dificilmente poderão atingir a pungência ou a bossa peculiares que um violão pode ter, quer tocado canhestramente por um Jayme Ovalle ou um Manuel Bandeira, quer "passado na cara" por um João Gilberto ou mesmo o crioulo Zé-com-Fome, da Favela do Esqueleto.

Divino, delicioso instrumento que se casa tão bem com o amor e tudo o que, nos instantes mais belos da natureza, induz ao maravilhoso abandono! E não é à toa que um dos seus mais antigos ascendentes se chama viola d'amore, como a prenunciar o doce fenômeno de tantos corações diariamente feridos pelo melodioso acento de suas cordas... Até na maneira de ser tocado — contra o peito — lembra a mulher que se aninha nos braços do seu amado e, sem dizer-lhe nada, parece suplicar com beijos e carinhos que ele a tome toda, faça-a vibrar no mais fundo de si mesma, e a ame acima de tudo, pois do contrário ela não poderá ser nunca totalmente sua.

Ponha-se num céu alto uma Lua tranqüila. Pede ela um contrabaixo? Nunca! Um violoncelo? Talvez, mas só se por trás dele houvesse um Casals. Um bandolim? Nem por sombra! Um bandolim, com seus tremolos, lhe perturbaria o luminoso êxtase. E o que pede então (direis) uma Lua tranqüila num céu alto? E eu vos responderei; um violão. Pois dentre os instrumentos musicais criados pela mão do homem, só o violão é capaz de ouvir e de entender a Lua.

Vinicius de Moraes

Não gosto desse passarinho. Não gosto de violão. Não gosto de nada que põe saudades na gente.

João Guimarães Rosa

Quem nasceu mesmo moreno,
moreno de vocação
gosta de mar e sereno,
de estrela e de violão.
Pode até gostar de alguém
Mas nunca deixa a solidão.

Cecília Meireles

"Eu não ando só. Só ando em boa companhia. Com meu violão, minha canção e a poesia.

Vinicius de Moraes

Toco violão!
não de pirraça nem de graça.
Mas assim a vida passa
Com muita emoção
e no peito se ajeita o coração
por isso
Toco Violão!

Robertinho HapKido

Senti a palheta nadar entre as cordas do violão. Meus dedos subiam e desciam as casas de madeira velha. Viajei para longe dentro de mim.
Não se se voltei.

Alice Petrochi

Uma dose de poesia, o som de um violão, um pouquinho de sarcasmo e acrescente o que sua imaginação permitir...

Aline Diedrich

“Meu violão é meu terapeuta. Quando estou chateada com algo, pego ele e começo a tocar.” (Revista Capricho, 11/2002)

Avril Lavigne

Pra ser feliz só me basta uma bíblia, um amor , um violão e um cafuné pra pegar no sono.

Joab lim

Para que dinheiro se temos um violão e um pandeiro?

Milena Palladino

Quando estou a tocar meu violão
Parece que o mundo para.
Dizem que o meu violão chora
Pois só toco letras tristes e melancólicas

É a tradução do meu sofrimento
Para uma simples balada
Minhas lagrimas caem e desfazem-se nele
Como a minha vida se desfez

Transmitindo assim a armagura
De uma vida solitária e insegura
É com ele que partilho a minha dor
Dor que ficará para sempre no meu interior

Gustavo André

"Sentado no chão,
Papel, caneta e violão.
Ponho-me a pensar,
Sentimentos, amor em amar.

Aos acordes que formei,
A melodia que armei,
Aos pensamentos que escrevi,
Tudo para ti.

Apenas para dizer,
Na forma do cantar,
Eu amo você,
E sempre vou amar."

Erik Vitor

Tem garota com corpinho violão, só pra combinar com o cérebro do tamanho de uma palheta.

Vanessa Pimentel

Quero tocar teu corpo violão
sentir belas canções
embriagar-me em teus braços
ai meu Deus que tentação
nestas curvas quero me perder
e na volúpia de teus beijos
descobrir vários túneis do amor
eu queria em teus braços morrer
imagina eu vendo teu corpo desnudo
no momento do amor
quantas coisas lindas falaria a você
enquanto você num ronronar
fazendo amor sem parar
sonho imensidões
para nunca mais acordar
você uma fêmea no cio
esperando o meu latejar em suas entranhas
brotando em milhões de orgasmos
ah! esse amor
não terá mais fim!!!

Carlinhos

Em todos os momentos quando toco meu violão, sinto-me em outra dimensão, sinto-me livre, esqueço o mundo.

Phelipe Maciel Feitosa

É como se você tivesse tocando uma música no violão, você falha e as vezes toca as cordas erradas, mas você sabe o caminho e um dia você vai chegar no final.

Matheus D.

“Lucia disse que amava Pedro. 3 meses depois percebeu que era só atração. Mariana declarou amor á Lucas e disse “foi Deus quem me deu você”. 6 meses depois o namoro acabou e ela disse que foi “livramento de Deus”. Rafael mandou flores á Vanessa e prometeu ama-la pra sempre. 8 meses depois sentiu que o sentimento se esvaiu pois Vanessa não correspondia á todas as suas expectativas. Jonas, casado há 5 anos com Marta, que havia declarado o famoso “até que a morte nos separe”, pediu divórcio pois não aguentava mais o jeito da mulher. Não é triste o fim do amor? Não. O amor só termina quando nunca começou.”

A menina e o violão

Menina estranha. Sua boca sorri, mas seu olhar chora.

A menina e o violão

"A amizade é como uma corda de violão. Quando quebrada, pode ser arrumada, mas não vai sair o mesmo som."

desconhecido

Talvez eu seja bobo por aprender a tocar violão so pra conquistar alguem , ou seja mas bobo ainda por aprender a tocar justamente as musicas preferidas dela. Talvez eu seja bobo por esperar ela na porta ao fim do expediente com rosas a lhe dar. Talvez eu sejabobo por criar uma musica pra ela , so pra poder lembrar dela ao tocar. Talvez eu seja bobo por ve ela em todo lugar. Talvez eu seja bobo por pensar que o tempo pode fazer esquecer. Talvez eu seja bobo por ainda estar assim um bobo apaixonado.

desconhecido