Versículos Bíblicos para Casamento

Cerca de 29 frases e pensamentos: Versículos Bíblicos para Casamento

O amor é paciente, é bondoso; o amor não é invejoso, não é arrogante, não se ensoberbece, não é ambicioso, não busca os seus próprios interesses, não se irrita, não guarda ressentimento pelo mal sofrido, não se alegra com a injustiça, mas regozija-se com a verdade; tudo desculpa, tudo crê, tudo espera, tudo suporta.

Paulo de Tarso

O amor é paciente, o amor é bondoso. Não inveja, não se vangloria, não se orgulha. Não maltrata, não procura seus interesses, não se ira facilmente, não guarda rancor. O amor não se alegra com a injustiça, mas se alegra com a verdade. Tudo sofre, tudo crê, tudo espera, tudo suporta.

Paulo de Tarso

Assim, eles já não são dois, mas sim uma só carne. Portanto, o que Deus uniu, ninguém separa.

Mateus 19:6

O amor é paciente,
é benigno,
o amor não arde em ciúmes,
não se ufana, não se ensoberbece,
não se conduz inconvenientemente,
não procura os seus interesses,
não se exaspera,
não se recente do mal,
não se alegra com a injustiça,
mais regozija-se com a verdade,
tudo sofre,
tudo crê,
tudo espera e tudo suporta...
O amor nunca falha..

Apóstolo Paulo

O amor é paciente, o amor é bondoso. Não inveja, não se vangloria, não se orgulha. Não maltrata, não procura seus interesses, não se ira facilmente, não guarda rancor. O amor não se alegra com a injustiça, mas se alegra com a verdade. Tudo sofre, tudo crê, tudo espera, tudo suporta.
O amor nunca perece; mas as profecias desaparecerão, as línguas cessarão, o conhecimento passará. Pois em parte conhecemos em parte profetizamos; quando, porém, vier o que é perfeito, o que é imperfeito desaparecerá. Quando era menino, falava como menino, pensava como menino e raciocinava como menino. Quando me tornei homem, deixei para trás as coisas de menino.
Agora, pois, vemos apenas um reflexo obscuro, como em espelho; mas, então, veremos face a face. Agora conheço em parte; então conhecerei plenamente, da mesma forma como sou plenamente conhecido. Assim, permanecem agora estes três: a fé, a esperança e o amor. O maior deles, porém é o amor.” (1 Corintios 13)

pastoramerces-bíblia

O amor vem de de Deus, e é como está na bíblia : "O amor é paciente, é bondoso; tudo desculpa, tudo crê, tudo espera, tudo suporta" Por tanto o Amor não é sinônimo de sofrimento e se o seu S2 está sofrendo ou decepcionado por alguém, não fique triste porque acabou.... fique feliz por que aconteceu. Deus tem algo melhor para você, não perca tempo com quem não te mereça e não te dá valor...

Thayane Burger

"O amor é paciente, o amor é gentil, não é pomposo ou arrogante(humilde), não age de maneira inconveniente (respeitoso), não procura o seu próprio interesse (altruísta), não se regozija na injustiça (honesto), suporta todas as coisas, nunca falta (dedicado)."

1 Coríntios 13

O APÓSTOLO PAULO ALERTA AOS JOVENS CASAIS PARA QUE SE CASEM COM PARCEIROS DE UMA MESMA DENOMINAÇÃO PARA QUE´´ AMBOS SE ALIMENTEM DO MESMO PRATO COM O MESMO TEMPERO ´´

EDUARDO DE CASTRO WANDERMUREM BADI

Se a arca de nóe é verdade, como explicar todos os animais do mundo inteiro cada casal entrar dentro da arca? como chegaram até ela? Noé tinha 3 filhos homens e sua esposa, quando sairam do barco como povoaram o mundo de novo? e como os animais voltaram pro seu lugar de origem?

Bíblia

Ela orava por ele, ele orava por ela; Deus abençoou.

Bruno Rick

Vós, maridos, amai vossas mulheres, como também Cristo amou a igreja, e a si mesmo se entregou entregou por ela...Assim devem os maridos amar as suas próprias mulheres, como a seus proprios corpos. Quem ama a sua mulher, ama-se a si mesmo. Porque nunca ninguém aborreceu a sua própria carne; antes a alimenta e sustenta, como também o Senhor a igreja; Porque somos membros do seu corpo, da sua carne, e do seus ossos. Por isso deixará o homem seu pai e sua mãe, e se unirá a sua mulher; e serão dois n
http://mail.google.com/mail/x/-ms-samsung/

Apóstolo Paulo

5 Quando um homem for recém-casado não sairá à guerra, nem se lhe imporá cargo público; por um ano inteiro ficará livre na sua casa, para se regozijar com a sua mulher, que tomou.
Deuteronômio 24


7 Se for descoberto alguém que, havendo furtado um dentre os seus irmãos, dos filhos de Israel, e tenha escravizado, ou vendido, esse ladrão morrerá. Assim exterminarás o mal do meio de ti.


14 Não oprimirás o trabalhador pobre e necessitado, seja ele de teus irmãos, ou seja dos estrangeiros que estão na tua terra e dentro das tuas portas.
15 No mesmo dia lhe pagarás o seu salário, e isso antes que o sol se ponha; porquanto é pobre e está contando com isso; para que não clame contra ti ao Senhor, e haja em ti pecado.

--------------------------------------------------

15 Que nenhum de vós, entretanto, padeça como homicida, ou ladrão, ou malfeitor, ou como quem se entremete em negócios alheios
1Pedro

Bíblia

gênesis 36


Os descendentes de Esaú

1 Esta é a história da família de Esaú, que é Edom.
2 Esaú casou-se com mulheres de Canaã: com Ada, filha de Elom, o hitita, e com Oolibama, filha de Aná e neta de Zibeão, o heveu;
3 e também com Basemate, filha de Ismael e irmã de Nebaiote.
4 Ada deu a Esaú um filho chamado Elifaz; Basemate deu-lhe Reuel;5 e Ooli­bama deu-lhe Jeús, Jalão e Corá. Esses foram os filhos de Esaú que lhe nasceram em Canaã.
6 Esaú tomou suas mulheres, seus filhos e filhas e todos os de sua casa, assim como os seus rebanhos, todos os outros animais e todos os bens que havia adquirido em Canaã, e foi para outra região, para longe do seu irmão Jacó.
7 Os seus bens eram tantos que eles já não podiam morar juntos; a terra onde estavam vi­vendo não podia sustentá-los, por causa dos seus rebanhos.
8 Por isso Esaú, que é Edom, fixou-se nos montes de Seir.
9 Este é o registro da descendência de Esaú, pai dos edomitas, nos montes de Seir.
10 Estes são os nomes dos filhos de Esaú:
Elifaz, filho de Ada, mulher de Esaú; e Reuel, filho de Basemate, mulher de Esaú.
11 Estes foram os filhos de Elifaz:
Temã, Omar, Zefô, Gaetã e Quenaz.
12 Elifaz, filho de Esaú, tinha uma concubi­na chamada Timna, que lhe deu um filho chama­do Amaleque. Foram esses os netos de Ada, mulher de Esaú.
13 Estes foram os filhos de Reuel:
Naate, Zerá, Samá e Mizá. Foram esses os netos de Basemate, mulher de Esaú.
14 Estes foram os filhos de Oolibama, mu­lher de Esaú, filha de Aná e neta de Zibeão, os quais ela deu a Esaú:
Jeús, Jalão e Corá.
15 Foram estes os chefes dentre os descen­dentes de Esaú:
Os filhos de Elifaz, filho mais velho de Esaú:
Temã, Omar, Zefô, Quenaz,
16 Corá, Gae­tã e Amaleque. Foram esses os chefes descen­dentes de Elifaz em Edom; eram netos de Ada.
17 Foram estes os filhos de Reuel, filho de Esaú:
Os chefes Naate, Zerá, Samá e Mizá. Fo­ram esses os chefes descendentes de Reuel em Edom; netos de Basemate, mulher de Esaú.
18 Foram estes os filhos de Oolibama, mu­lher de Esaú:
Os chefes Jeús, Jalão e Corá. Foram esses os chefes descendentes de Oolibama, mulher de Esaú, filha de Aná.
19 Foram esses os filhos de Esaú, que é Edom, e esses foram os seus chefes.
20 Estes foram os filhos de Seir, o horeu, que estavam habitando aquela região: Lotã, So­bal, Zibeão e Aná,
21 Disom, Ézer e Disã. Esses filhos de Seir foram chefes dos horeus no terri­tório de Edom.
22 Estes foram os filhos de Lotã:
Hori e Hemã. Timna era irmã de Lotã.
23 Estes foram os filhos de Sobal:
Alvã, Manaate, Ebal, Sefô e Onã.
24 Estes foram os filhos de Zibeão:
Aiá e Aná. Foi esse Aná que descobriu as fontes de águas quentes no deserto, quan­do levava para pastar os jumentos de Zibeão, seu pai.
25 Estes foram os filhos de Aná:
Disom e Oolibama, a filha de Aná.
26 Estes foram os filhos de Disom:
Hendã, Esbã, Itrã e Querã.
27 Estes foram os filhos de Ézer:
Bilã, Zaavã e Acã.
28 Estes foram os filhos de Disã:
Uz e Arã.
29 Estes foram os chefes dos horeus:
Lotã, Sobal, Zibeão, Aná,
30 Disom, Ézer e Disã. Esses foram os chefes dos horeus, de acor­do com as suas divisões tribais na região de Seir.
Os chefes de Edom

31 Estes foram os reis que reinaram no território de Edom antes de haver rei entre os israelitas:
32 Belá, filho de Beor, reinou em Edom. Sua cidade chamava-se Dinabá.
33 Quando Belá morreu, foi sucedido por Jobabe, filho de Zerá, de Bozra.
34 Jobabe morreu, e Husã, da terra dos temanitas, foi o seu sucessor.
35 Husã morreu, e Hadade, filho de Bedade, que tinha derrotado os midianitas na terra de Moabe, foi o seu sucessor. Sua cidade chamava-se Avite.
36 Hadade morreu, e Samlá de Masreca foi o seu sucessor.
37 Samlá morreu, e Saul, de Reobote, pró­xima ao Eufrates, foi o seu sucessor.
38 Saul morreu, e Baal-Hanã, filho de Acbor, foi o seu sucessor.
39 Baal-Hanã, filho de Acbor, morreu, e Hadade foi o seu sucessor. Sua cidade chamava-se Paú, e o nome de sua mulher era Meeta­bel, filha de Matrede, neta de Mezaabe.
40 Estes foram os chefes descendentes de Esaú, conforme os seus nomes, clãs e re­giões:
41 Oolibama, Elá, Pi­nom,
42 Quenaz, Temã, Mibzar,
43 Timna, Alva, Jetete,
Mag­diel e Irã. Foram esses os chefes de Edom; cada um deles fixou-se numa região da terra que ocuparam.
Os edomitas eram descendentes de Esaú.

bibliasagrada

gênesis 7
1 Então o Senhor disse a Noé: "Entre na arca, você e toda a sua família, porque você é o único justo que encontrei nesta geração.
2 Leve com você sete casais de cada espécie de animal puro, macho e fêmea, e um casal de cada espécie de animal impuro, macho e fêmea,
3 e leve tam­bém sete casais de aves de cada espécie, macho e fêmea, a fim de preservá-los em toda a terra.
4 Daqui a sete dias farei chover sobre a terra qua­renta dias e quarenta noites, e farei desaparecer da face da terra todos os seres vivos que fiz".5 E Noé fez tudo como o Senhor lhe tinha ordenado.
6 Noé tinha seiscentos anos de idade quan­do as águas do Dilúvio vieram sobre a terra.
7 Noé, seus filhos, sua mulher e as mulheres de seus filhos entraram na arca, por causa das águas do Dilúvio.
8 Casais de animais grandes, puros e impuros, de aves e de todos os animais pequenos que se movem rente ao chão
9 vieram a Noé e entraram na arca, como Deus tinha ordenado a Noé.
10 E, depois dos sete dias, as águas do Dilúvio vieram sobre a terra.
11 No dia em que Noé completou seiscen­tos anos, um mês e dezessete dias, nesse mesmo dia todas as fontes das grandes profundezas jor­raram, e as compor­tas do céu se abriram.
12 E a chuva caiu sobre a terra quarenta dias e quarenta noites.
13 Naquele mesmo dia, Noé e seus filhos, Sem, Cam e Jafé, com sua mulher e com as mu­lheres de seus três filhos, entraram na arca.
14 Com eles entraram todos os animais de acordo com as suas espécies: todos os animais selva­gens, todos os rebanhos domésticos, todos os demais seres vivos que se movem rente ao chão ­e todas as criaturas que têm asas: todas as aves e todos os outros animais que voam.
15 Casais de todas as criaturas que tinham fôlego de vida vieram a Noé e entraram na arca.
16 Os animais que entraram foram um macho e uma fêmea de cada ser vivo, conforme Deus ordenara a Noé. Então o Senhor fechou a porta.
17 Quarenta dias durou o Dilúvio, e as águas aumentaram e elevaram a arca acima da terra.
18 As águas prevaleceram, aumen­tando muito sobre a terra, e a arca flutuava na superfície das águas.
19 As águas dominavam cada vez mais a terra, e foram cobertas todas as altas montanhas debaixo do céu.
20 As águas su­biram até quase sete metros acima das montanhas.
21 Todos os seres vivos que se movem so­bre a terra pereceram: aves, rebanhos domésti­cos, animais selvagens, todas as pequenas criatu­ras que povoam a terra e toda a humanidade.
22 Tu­do o que havia em terra seca e tinha nas narinas o fôlego de vida morreu.
23 Todos os seres vivos foram exterminados da face da terra; tanto os homens como os animais grandes, os animais pequenos que se movem rente ao chão e as aves do céu foram exterminados da terra. Só resta­ram Noé e aqueles que com ele estavam na arca.
24 E as águas prevaleceram sobre a terra cento e cinquenta dias.

bibliasagrada

Números 36


A herança das filhas de Zelofeade

1 Os chefes de família do clã de Gileade, filho de Maquir, neto de Manassés, que pertenciam aos clãs dos descendentes de José, foram falar com Moisés e com os líderes, os chefes das famílias israelitas.
2 E disseram: "Quando o Senhor ordenou ao meu senhor que, por sorteio, desse a terra como herança aos israelitas, ordenou que vocês dessem a herança de nosso irmão Zelofeade às suas filhas.
3 Agora, suponham que elas se casem com homens de outras tribos israelitas; nesse caso a herança delas será tirada da herança dos nossos antepassados e acrescentada à herança da tribo com a qual se unirem pelo casamento.
4 Quando chegar o ano do Jubileu para os israelitas, a herança delas será acrescentada à da tribo com a qual se unirem pelo casamento, e a propriedade delas será tirada da herança da tribo de nossos antepassados".
5 Então, instruído pelo Senhor, Moisés deu esta ordem aos israelitas: "A tribo dos descendentes de José tem razão.
6 É isto que o Senhor ordena quanto às filhas de Zelofeade: Elas poderão casar-se com quem lhes agradar, contanto que se casem dentro do clã da tribo de seu pai.
7 Nenhuma herança em Israel poderá passar de uma tribo para outra, pois todos os israelitas manterão as terras das tribos que herdaram de seus antepassados.
8 Toda filha que herdar terras em qualquer tribo israelita se casará com alguém do clã da tribo de seu pai, para que cada israelita possua a herança dos seus antepassados.
9 Nenhuma herança poderá passar de uma tribo para outra, pois cada tribo israelita deverá manter as terras que herdou".
10 As filhas de Zelofeade fizeram conforme o Senhor havia ordenado a Moisés.
11 As filhas de Zelofeade, Maalá, Tirza, Hogla, Milca e Noa, casaram-se com seus primos paternos,
12 dentro dos clãs dos descendentes de Manassés, filho de José, e a herança delas permaneceu no clã e na tribo de seu pai.
13 São esses os mandamentos e as ordenanças que o Senhor deu aos israelitas por intermédio de Moisés nas campinas de Moabe, junto ao Jordão, frente a Jericó.

bibliasagrada

juizes 14


O casamento de Sansão

1 Sansão desceu a Timna e viu ali uma mulher do povo filisteu.
2 Quando voltou para casa, disse a seu pai e a sua mãe: "Vi uma mulher filisteia em Timna; consigam essa mulher para ser minha esposa".
3 Seu pai e sua mãe lhe perguntaram: "Será que não há mulher entre os seus parentes ou entre todo o seu povo? Você tem que ir aos filisteus incircuncisos para conseguir esposa?"
Sansão, porém, disse ao pai: "Consiga-a para mim. É ela que me agrada".
4 Seus pais não sabiam que isso vinha do Senhor, que buscava ocasião contra os filisteus; pois naquela época eles dominavam Israel.5 Sansão foi para Timna com seu pai e sua mãe. Quando se aproximavam das vinhas de Timna, de repente um leão forte veio rugindo na direção dele.
6 O Espírito do Senhor apossou-se de Sansão, e ele, sem nada nas mãos, rasgou o leão como se fosse um cabrito. Mas não contou nem ao pai nem à mãe o que fizera.
7 Então foi conversar com a mulher de quem gostava.
8 Algum tempo depois, quando voltou para casar-se com ela, Sansão saiu do caminho para olhar o cadáver do leão, e nele havia um enxame de abelhas e mel.
9 Tirou o mel com as mãos e o foi comendo pelo caminho. Quando voltou aos seus pais, repartiu com eles o mel, e eles também comeram. Mas não lhes contou que tinha tirado o mel do cadáver do leão.
10 Seu pai desceu à casa da mulher, e Sansão deu ali uma festa, como era costume dos noivos.
11 Quando ele chegou, trouxeram-lhe trinta rapazes para o acompanharem na festa.
12 "Vou propor um enigma para vocês", disse-lhes Sansão. "Se vocês puderem dar-me a resposta certa durante os sete dias da festa, então eu darei a vocês trinta vestes de linho e trinta mudas de roupas.
13 Se não conseguirem dar-me a resposta, vocês me darão trinta vestes de linho e trinta mudas de roupas."
"Proponha-nos o seu enigma", disseram. "Vamos ouvi-lo."
14 Disse ele então:
"Do que come saiu comida;
do que é forte saiu doçura".
Durante três dias eles não conseguiram dar a resposta.
15 No quarto dia disseram à mulher de Sansão: "Convença o seu marido a explicar o enigma. Caso contrário, poremos fogo em você e na família de seu pai, e vocês morrerão. Você nos convidou para nos roubar?"
16 Então a mulher de Sansão implorou-lhe aos prantos: "Você me odeia! Você não me ama! Você deu ao meu povo um enigma, mas não me contou a resposta!"
"Nem a meu pai nem à minha mãe expliquei o enigma", respondeu ele. "Por que deveria explicá-lo a você?"
17 Ela chorou durante o restante da semana da festa. Por fim, no sétimo dia, ele lhe contou, pois ela continuava a perturbá-lo. Ela, por sua vez, revelou o enigma ao seu povo.
18 Antes do pôr do sol do sétimo dia, os homens da cidade vieram lhe dizer:
"O que é mais doce que o mel?
O que é mais forte que o leão?"
Sansão lhes disse:
"Se vocês não tivessem arado
com a minha novilha,
não teriam solucionado o meu enigma".
19 Então o Espírito do Senhor apossou-se de Sansão. Ele desceu a Ascalom, matou trinta homens, pegou as suas roupas e as deu aos que tinham explicado o enigma. Depois, enfurecido, foi para a casa do seu pai.
20 E a mulher de Sansão foi dada ao amigo que tinha sido o acompanhante dele no casamento.

bibliasagrada

2 Samuel 3


1 A guerra entre as famílias de Saul e de Davi durou muito tempo. Davi tornava-se cada vez mais forte, enquanto a família de Saul se enfraquecia.
2 Estes foram os filhos de Davi
nascidos em Hebrom:
O seu filho mais velho era Amnom,
filho de Ainoã, de Jezreel;
3 o segundo, Quileabe,
de Abigail, viúva de Nabal,
de Carmelo;
o terceiro, Absalão, de Maaca,
filha de Talmai, rei de Gesur;
4 o quarto, Adonias, de Hagite;
o quinto, Sefatias, de Abital;
5 e o sexto, Itreão, de sua mulher Eglá.
Esses foram os filhos de Davi
que lhe nasceram em Hebrom.
Abner junta-se a David

6 Enquanto transcorria a guerra entre as famílias de Saul e de Davi, Abner foi ficando poderoso na família de Saul.
7 Saul tivera uma concubina chamada Rispa, filha de Aiá. Certa vez Is-Bosete perguntou a Abner: "Por que você se deitou com a concubina de meu pai?"
8 Abner ficou furioso com a pergunta de Is-Bosete e exclamou: "Por acaso eu sou um cão a serviço de Judá? Até agora tenho sido leal à família de Saul, seu pai, e aos parentes e amigos dele, e não deixei que você caísse nas mãos de Davi; agora você me acusa de um delito envolvendo essa mulher!
9 Que Deus me castigue com todo o rigor, se eu não fizer por Davi o que o Senhor lhe prometeu sob juramento:
10 tirar o reino da família de Saul e estabelecer o trono de Davi sobre Israel e Judá, de Dã a Berseba".
11 Is-Bosete não respondeu nada a Abner, pois tinha medo dele.
12 Então Abner enviou mensageiros a Davi com esta proposta: "A quem pertence esta terra? Faze um acordo comigo e eu te ajudarei a conseguir o apoio de todo o Israel".
13 "Está bem", disse Davi. "Farei um acor­do com você, mas com uma condição: não compareça à minha presença, quando vier me ver, sem trazer-me Mical, filha de Saul."
14 E­ Davi enviou mensageiros a Is-Bosete, filho de Saul, exigindo: "Entregue-me minha mulher Mical, com quem me casei pelo preço de cem prepúcios de filisteus".
15 Diante disso, Is-Bosete mandou que a tirassem do seu marido Paltiel, filho de Laís.
16 Mas Paltiel foi atrás dela, e a seguiu chorando até Bau­rim. Então Abner ordenou-lhe que voltasse para casa, e ele voltou.
17 Nesse meio-tempo, Abner enviou esta men­sagem às autoridades de Israel: "Já faz algum tempo que vocês querem Davi como rei.
18 Agora é o momento de agir! Porque o Senhor prometeu a Davi: 'Por meio de Davi, meu servo, livrarei Israel do poder dos filisteus e de todos os seus inimigos' ".
19 Abner também falou pessoalmente com os benjamitas. Depois foi a Hebrom dizer a Davi tudo o que Israel e a tribo de Benjamim haviam aprovado.
20 Quando Abner, acom­panhado de vinte homens, apresentou-se a Davi em Hebrom, este ofereceu um banquete para ele e para os homens que o acompanhavam.
21 Dis­se então Abner a Davi: "Deixa que eu me vá e reúna todo o Israel, meu senhor, para que façam um acordo contigo, ó rei, e reines sobre tudo o que desejares". Davi o deixou ir, e ele se foi em paz.
Joabe mata Abner

22 Naquele momento os soldados de Davi e Joabe voltavam de um ataque, trazendo muitos bens. Abner, porém, já não estava com Davi em Hebrom, porque Davi o tinha deixado partir em paz.
23 Quan­do Joabe chegou com todo o seu exército, contaram-lhe que Abner, filho de Ner, se apresentara ao rei, que o tinha deixado ir em paz.
24 Então Joabe foi falar com o rei e lhe disse: "Que foi que fizeste? Abner veio à tua presença e o deixaste ir?
25 Co­nheces Abner, filho de Ner; ele veio para enganar-te, observar os teus movimentos e descobrir tudo o que estás fazendo".
26 Saindo da presença de Davi, Joabe enviou men­sageiros atrás de Abner, e eles o trouxeram de volta, desde a cisterna de Sirá. Mas Davi não ficou sabendo disso.
27 Quando Abner retornou a He­brom, Joabe o chamou à parte, na porta da cidade, sob o pretexto de falar-lhe em particular, e ali mesmo o feriu no estômago. E Abner morreu por ter derramado o sangue de Asael, irmão de Joabe.
28 Mais tarde, quando Davi soube o que tinha acontecido, disse: "Eu e o meu reino, perante o Senhor, somos para sempre inocentes do sangue de Abner, filho de Ner.
29 Caia a responsabilidade pela morte dele sobre a cabeça de Joabe e de toda a sua família! Jamais falte entre os seus descendentes quem sofra fluxo ou lepra, quem use muletas, quem morra à espada, ou quem passe fome".
30 Assim, Joabe e seu irmão Abisai mataram Abner, porque ele havia matado Asael, irmão deles, na batalha de Gibeom.
31 Então Davi disse a Joabe e a todo o exército que o acompanhava: "Rasguem suas vestes, vistam roupas de luto e vão chorando à fren­te de Abner". E o rei Davi seguiu atrás da maca que levava o corpo.
32 Enterraram-no em He­brom, e o rei chorou em alta voz junto ao túmulo de Abner, como também todo o povo.
33 Então o rei cantou este lamento por Abner:
"Por que morreu Abner
como morrem os insensatos?
34 Suas mãos não estavam algemadas
nem seus pés acorrentados.
Você caiu como quem cai
perante homens perversos".
E todo o povo chorou ainda mais por ele.
35 Depois, quando o povo insistiu com Davi que comesse alguma coisa en­quanto ainda era dia, Davi fez este juramento: "Deus me castigue com todo o rigor, caso eu prove pão ou qualquer outra coisa antes do pôr do sol!"
36 Todo o povo ouviu isso e o aprovou; de fato, tudo o que o rei fazia o povo aprovava.
37 Assim, naquele dia, todo o povo e todo o Israel reconheceram que o rei não tivera participação no assassinato de Abner, filho de Ner.
38 Então o rei disse aos seus conselheiros: "Não percebem que caiu hoje em Israel um líder, um grande homem?
39 Embora rei ungido, ainda sou fraco, e esses filhos de Zeruia são mais fortes do que eu. Que o Senhor retribua ao malfeitor de acordo com as suas más obras!"

bibliasagrada

1 Crônicas 14



O palácio e a família de David

1 Hirão, rei de Tiro, enviou a Davi uma delegação, que lhe trouxe toras de cedro, e também pedreiros e carpinteiros para lhe construírem um palácio.
2 Então Davi teve certeza de que o Senhor o confirmara como rei de Israel e de que estava fazendo prosperar o seu reino por amor de Israel, seu povo.
3 Em Jerusalém Davi tomou para si mais mulheres e gerou mais filhos e filhas.
4 Estes são os nomes dos que lhe nasceram ali: Samua, Sobabe, Natã, Salomão,5 Ibar, Elisua, Elpalete,
6 Nogá, Nefegue, Jafia,
7 Elisama, Beeliada e Elifelete.
David derrota os filisteus

8 Quando os filisteus ficaram sabendo que Davi tinha sido ungido rei de todo o Israel, foram com todo o exército prendê-lo, mas Davi soube disso e saiu para enfrentá-los.
9 Tendo os filisteus invadido o vale de Refaim,
10 Davi perguntou a Deus: "Devo atacar os filisteus? Tu os entregarás nas minhas mãos?"
O Senhor lhe respondeu: "Vá, eu os entregarei nas suas mãos".
11 Então Davi e seus soldados foram a Baal-Perazim, e Davi os derrotou e disse: "Assim como as águas de uma enchente causam destruição, pelas minhas mãos Deus destruiu os meus inimigos". E aquele lugar passou a ser chamado Baal-Perazim.
12 Como os filisteus haviam abandonado os seus ídolos ali, Davi ordenou que fossem queimados.
13 Os filisteus voltaram a atacar o vale;
14 de novo Davi consultou Deus, que lhe respondeu: "Não ataque pela frente, mas dê a volta por trás deles e ataque-os em frente das amoreiras.
15 Assim que você ouvir um som de passos por cima das amoreiras, saia para o combate, pois este é o sinal de que Deus saiu à sua frente para ferir o exército filisteu".
16 E Davi fez como Deus lhe tinha ordenado, e eles derrotaram o exército filisteu por todo o caminho, desde Gibeom até Gezer.
17 Assim a fama de Davi espalhou-se por todas as terras, e o Senhor fez com que todas as nações o temessem.

bibliasagrada

A morte arranca de nos pessoas que amamos. Quando acontece uma morte,uma família feliz pode ser vencida pela tristeza.
A morte e inimiga tão poderosa que nenhum humano pode vence-la. (1corintios 15:26)
Mas existe esperança?
Sim!Observe o que Jesus já fez:Diante do túmulo, Jesus clamou: Lázaro vem para fora! O homem que estivera morto a quatro dias passou a viver novamente!( João 11:38-44)
Esse relato mostra que Deus e capaz de trazer de volta a vida os que adormecem na morte.Não foi Deus, quem causou sua tristeza, entende sua dor e os danos bem a tristeza e os danos que a morte causa.
Veja o que Jesus prometeu: João 5:28-29
"Vem a hora em que todos os que estão nos túmulos memoriais, ouvirão a sua voz e sairão". Sim todos os que estão na memória de Deus voltarão a viver.Todo sofrimento que a vida te deu, em breve desaparecerá. "Não haverá mais lágrima, nem morte,nem dor.."As coisas anteriores já passaram". Apocalipse 21:4

A Bíblia

A bíblia tem o papel de construir pontes unir raças e Etnias solidificar famílias construir seres humanos mais dignos e mais generosos
A mídia tem o papel de destruir tudo isto

Jorr