Vergonha

Cerca de 954 frases e pensamentos: Vergonha

Maior que a tristeza de não haver vencido é a vergonha de não ter lutado!

Rui Barbosa

De tanto ver triunfar as nulidades; de tanto ver prosperar a desonra, de tanto ver crescer a injustiça. De tanto ver agigantarem-se os poderes nas mãos dos maus, o homem chega a desanimar-se da virtude, a rir-se da honra e a ter vergonha de ser honesto.

Rui Barbosa

Se você já construiu castelos no ar, não tenha vergonha deles. Estão onde devem estar. Agora, dê-lhes alicerces.

Henry David Thoreau

Um homem nunca deve sentir vergonha de admitir que errou, o que é apenas dizer, noutros termos, que hoje ele é mais inteligente do que era ontem.

Alexander Pope

O que é o macaco para o homem? Uma risada ou uma dolorosa vergonha.

Friedrich Nietzsche

Tudo o que começa com raiva, acaba em vergonha.

Benjamim Franklin

A pobreza não é, necessariamente, vergonhosa. Há muito pobre sem vergonha.

Millôr Fernandes

Os que vencem, não importa como vençam, nunca conquistam a vergonha.

Niccolo Maquiavel

Um homem nunca deveria ter vergonha de confessar que errou, pois na verdade é como dizer, por outras palavras, que hoje ele é mais sábio do que foi ontem.

Jonathan Swift

Não há que ter vergonha de preferir a felicidade.

Albert Camus

Não é nenhuma vergonha ser-se feliz; vergonhoso é ser feliz sozinho.

Albert Camus

Ter-se vergonha da sua imoralidade: é um degrau na escada em cujo extremo se tem também vergonha da nossa moralidade.

Friedrich Nietzsche

Uma mente nobre tem vergonha de não se arrepender.

Alexander Pope

A vergonha, isso passa quando a vida é longa.

Jean-Paul Sartre

Quem cora já está culpado; a verdadeira inocência não tem vergonha de nada.

Jean-Jacques Rousseau

Não será uma vergonha que os fanáticos sejam zelosos e que os sábios se desmazelem?

Voltaire

Não tenho vergonha de dizer que estou triste,
Não dessa tristeza ignominiosa dos que, em vez de se matarem, fazem poemas:
Estou triste por que vocês são burros e feios
E não morrem nunca...

Mario Quintana

“De tanto ver crescer a INJUSTIÇA, de tanto ver agigantar-se o poder nas mãos dos MAUS, o homem chega a RIR-SE da honra, DESANIMAR_SE de justiça e TER VERGONHA de ser honesto”

Rui Barbosa

SINTO VERGONHA DE MIM
Sinto vergonha de mim, por ter sido educador de parte deste povo, por ter batalhado sempre pela justiça, por compactuar com a honestidade, por primar pela verdade, e por ver este povo já chamado varonil, enveredar pelo caminho da desonra.
Sinto vergonha de mim, por ter feito parte de uma era que lutou pela democracia, pela liberdade de ser e ter que entregar aos meus filhos, simples e abominavelmente a derrota das virtudes pelos vícios, a ausência da sensatez no julgamento da verdade, a negligência com a família, célula-mater da sociedade, a demasiada preocupação com o ‘eu’ feliz a qualquer custo, buscando a tal ‘felicidade’ em caminhos eivados de desrespeito para com o seu próximo.
Tenho vergonha de mim pela passividade em ouvir, sem despejar meu verbo a tantas desculpas ditadas pelo orgulho e vaidade, a tanta falta de humildade para reconhecer um erro cometido, a tantos ‘floreios’ para justificar atos criminosos, a tanta relutância em esquecer a antiga posição de sempre ‘contestar’, voltar atrás e mudar o futuro.
Tenho vergonha de mim, pois faço parte de um povo que não reconheço, enveredando por caminhos que não quero percorrer…
Tenho vergonha da minha impotência, da minha falta de garra, das minhas desilusões e do meu cansaço. Não tenho para onde ir, pois amo este meu chão, vibro ao ouvir o meu Hino e jamais usei a minha Bandeira para enxugar o meu suor, ou enrolar o meu corpo na pecaminosa manifestação de nacionalidade.
Ao lado da vergonha de mim, tenho tanta pena de ti, povo deste mundo!

Cleide Canton

Maior que a tristeza de não haver vencido é a vergonha de não ter lutado.

Ruy Barbosa