Ventos

Cerca de 702 frases e pensamentos: Ventos

As paixões são os ventos que enfunam as velas dos barcos, elas fazem-nos naufragar, por vezes, mas sem elas, eles não poderiam singrar.

Voltaire

Os ventos que às vezes tiram
algo que amamos, são os
mesmos que trazem algo que
aprendemos a amar...
Por isso não devemos chorar
pelo que nos foi tirado e sim,
aprender a amar o que nos foi
dado.Pois tudo aquilo que é
realmente nosso, nunca se vai
para sempre...

Bob Marley

A distância é como os ventos: apaga as velas e acende as grandes fogueiras.

François La Rochefoucauld

Quando os ventos de mudança sopram, umas pessoas levantam barreiras, outras constroem moinhos de vento.

Érico Veríssimo

as vezes Os ventOs que nOs tiram algO que amamOs saO Os mesmOs que nOs trazem algO que aprendemOs a amar...existem pessOas que amam O pOder e axistem pessOas que tem O pOder de amar...

Bob Marley

Experimentando a manhã dos galos


... poesias, a poesia é

- é como a boca
dos ventos
na harpa

nuvem
a comer na árvore
vazia que
desfolha a noite

raíz entrando
em orvalhos...

floresta que oculta
quem aparece
como quem fala
desaparece na boca

cigarra que estoura o
crepúsculo
que a contém

o beijo dos rios
aberto nos campos
espalmando em álacres
os pássaros

- e é livre
como um rumo
nem desconfiado...

Manoel de Barros

"Que eu não esqueça que a subida mais escarpada
e mais à mercê dos ventos, é sorrir de alegria."

Clarice Lispector

Geometria dos ventos

Eis que temos aqui a Poesia,
a grande Poesia.
Que não oferece signos
nem linguagem específica, não respeita
sequer os limites do idioma. Ela flui, como um rio.
como o sangue nas artérias,
tão espontânea que nem se sabe como foi escrita.
E ao mesmo tempo tão elaborada -
feito uma flor na sua perfeição minuciosa,
um cristal que se arranca da terra
já dentro da geometria impecável
da sua lapidação.
Onde se conta uma história,
onde se vive um delírio; onde a condição humana exacerba,
até à fronteira da loucura,
junto com Vincent e os seus girassóis de fogo,
à sombra de Eva Braun, envolta no mistério ao mesmo tempo
fácil e insolúvel da sua tragédia.
Sim, é o encontro com a Poesia.

(Poesia feita em homenagem ao poema Geometrida dos Ventos de Álvaro Pacheco)

Rachel de Queiroz

As esplêndidas fortunas - como os ventos impetuosos - provocam grandes naufrágios.

Plutarco

Os ventos e as ondas estão sempre do lado dos navegadores mais competentes.

Edward Gibbon

Ventos exibidos,
que cantam fortes, uivantes,
também desafinam...

Leila Míccolis

Os ventos que tiram algo que amamos.São os mesmos que trazem algo para amar...

Bob Marley

Quando é pra ser, os ventos contrários perdem as forças

Tati Bernardi

Se olho para essas lajes, vejo nelas gravadas as suas feições.! Em cada nuvem, em cada arvore, na escuridão da noite, refletida de dia em cada objeto, por toda a parte eu vejo a tuda imagem.! Nos rostos mais vulgares dos homens e mulheres, até as minhas feições me enganam com a semelhança. O mundo inteiro é uma terrível testemunha de que um dia ela realmente existiu, e eu a perdi para sempre..

Heathcliff - O Morro dos Ventos Uivantes

Não sei como explicar, mas certamente que tu e todos têm a noção de que existe, ou deveria existir, um outro eu para além de nós próprios. Para que serviria eu ter sido criada, se apenas me resumisse a isto.? Os meus grandes desgotos neste mundo, foram os desgostos de Heathcliff, e eu acompanhei e senti cada um deles desde o início; é ele que me mantém viva. Se tudo o mais perecesse e ele ficasse, eu continuaria, mesmo assim, a existir; e, se tudo o mais ficasse e ele fosse aniquilado, o universo se tornaria, para mim, uma vastidão desconhecida, a que eu não teria a sensação de pertencer..

Catherine - O Morro dos Ventos Uivantes

Se o amor dela morresse, eu arrancaria seu coração do peito e beberia seu sangue..

Emily Brontë - O Morro dos Ventos Uivantes

Minhas grandes tristezas neste mundo, têm sido as tristezas de Heathcliff: ele é a minha finalidade de viver. Se tudo mais perecesse e ele ficasse, isto bastaria para que eu continuasse a viver.

Emily Brontë

Nunca lhe confessei abertamente o meu amor mas, se é verdade que os olhos falam, até um idiota teria percebido que eu estava perdidamente apaixonado.

Livro O Morro dos Ventos Uivantes por Emily Brönte (Ellis Bell).

Os ventos que às vezes nos tiram algo que amamos,
São os mesmos que nos trazem algo que aprendemos a amar.
Por isso, não devemos chorar pelo que nos foi tirado,
Mas sim aprender a amar o que nos foi dado,
Pois tudo aquilo que é realmente nosso, nunca se vai para sempre.

Desconhecido

"Tu me amavas... que direito tinhas então de me deixar?" [

O Morro dos Ventos Uivantes