Vc Ta Linda

Cerca de 10761 frases e pensamentos: Vc Ta Linda

Universo de Nós Dois

Paira no ar um cheiro de pele
Juras secretas são desvendadas
Vem a centelha e o fogo se espalha
Perde-se o medo e soltam-se as amarras.

O toque acende e o desejo se instala
O brilho dos olhos reflete na sala
Emoção sutil, ternura que embala
Sensibilidade latente no fio da navalha.

Uma aura de amor circunda a coxia
Música de fundo, dança e poesia
Olhares furtivos em pura magia.

Desejos sussurrados, instintos em folia
Corpos entrelaçados, calor, energia
Sentimento ilhado na fantasia.

Linda Edwards

Crepúsculo II

A tarde cai serena e fagueira
Fechando as janelas do dia
Cedendo espaço à lua e às estrelas
Que ousam clarear as sombras da boemia.

A luz vai mudando de cor
Mil tons se transformam em harmonia
Há um quê de melancolia e torpor
Nessa dança entre a noite e o dia.

O sol se põe e os amores se aguçam
Lânguidos olhares acendem e atiçam
Os corações amantes que logo se agitam.

Descobrem-se os véus e vem a penumbra
O clima de sedução envolve e deslumbra
A noite é criança e a folia é fecunda!

Linda Edwards

Infinito...

Acalento o desejo de um dia...
Voar mundo afora sem destino
Provando e sentindo o dia-a-dia
Dos andarilhos e dos peregrinos.

Acalento o desejo de um dia...
Navegar por mares nunca dantes
Ouvindo histórias de coxia
Bebendo a sangria dos amantes.

Acalento o desejo de um dia...
Habitar em praias oníricas
Ouvindo as ondas bravias
Soando qual músicas líricas.

Acalento o desejo de um dia...
Viver livre, plena e tranquila
Retratando o infinito...
Saboreando o néctar da vida!

Linda Edwards

Amor sem Futuro...

Nossa história não prevê futuro
O presente é tudo o que temos
E vivemo-lo tão intensamente
Que até transpusemos o tempo.

Nosso amor é aqui e agora
Sem pensar no lá e então
É tão forte que me apavora
É tão frágil e sem ambição.

Nossa paixão transpôs o limite
Do racional e do permissivo
É cega, não atende, insiste
É mola do amor impulsivo.

Nosso encontro é arrebatador
Como as ondas do mar agitado
Vem, quebrando os tabus com ardor
Vai, deixando o coração apertado.

Mas como diz o poeta Quintana
Coisas inatingíveis...por que não querê-las?
O amor invade, me leva ao nirvana
Para quê futuro...o presente é minha teia!

Linda Edwards

Tua Falta

Sinto falta de você...
do teu beijo apaixonado
do teu gosto de fruta madura
do teu corpo quente e dourado
do teu olhar cheio de doçura.

Sinto falta de você...
da tua forma de me olhar
da tua mão a me acariciar
da tua comida a me encantar
da tua voz a me incendiar.

Sinto falta de você...
do teu amor a me querer
do teu olhar de desejo
do teu calor a me aquecer
do teu galope matreiro.

Sinto falta de você...
da tua mansa suavidade
da tua forma de me cortejar
da tua doce sensibilidade
do teu jeito de me amar!

Linda Edwards

Encontro Esperado...

Quando penso em te encontrar
Me sinto borboleta nascida
Batendo asas, querendo chegar
No teu casulo, emoção atrevida.

Esse momento esperado
Me faz voar, pássaro sonhador
Sentir o galope apaixonado
Do cavalo alado, viril e sedutor.

Pensamento leve, livre e arrebatador
Sentimento errante, quase assustador
Momento mágico, sonho abrasador.

A espera é cruel, tempo usurpador
Vôo buscando com total despudor
O amor desnudo, fiel e perturbador!

Linda Edwards

Turbilhão

Pensamentos mil assolam minha mente
Ora de alegria, euforia da entrega
Ora de tristeza, mutilação latente.

Um turbilhão de sensações se faz presente
Invadindo e devastando a relva novamente
Ameaçando e questionando a beleza do poente.

Mas o crepúsculo se faz tão lindo e reluzente
Me aquece o peito e me diz docemente
Que o amor se instalou tenebrosamente.

É tempo da colheita, brotou da semente
Saborear os frutos, beber a seiva quente
Acalmar o coração...o tempo é leniente!

Linda Edwards

Minhas Dúvidas...

Tantas vezes me questiono
O que fazer com esse amor
Que me inunda de felicidade
E me encurrala de modo assustador.

Tantas vezes me surpreendo
Sonhando esse amor impossível
Buscando o horizonte perdido
Pra me encontrar no infinito.

Tantas vezes me assusto e luto
Contra essa dúbia realidade
Com esse presente do destino
Que roubou minha tranquilidade.

Tantas dúvidas ainda me assaltam
Tantos medos passeiam em mim
Sou nau errante desgovernada
Nesse universo paralelo e sem fim.

Linda Edwards

Celebração...

Quero celebrar o tempo que passamos juntos
E guardar com carinho as nossas lembranças
Quantos momentos lindos de amor vivemos
Quantas viagens ao infinito fizemos.

Quero festejar tua estada na minha vida
E as mudanças que você causou em mim
Adoro a pessoa que sou quando estou com você
Adoro pensar que nossa história não tem fim.

Saber que estás feliz acalma o meu coração
O que houve entre nós pra sempre vai existir
Mas agora é preciso te deixar partir
Singrar outros rios, ver outro olhar, construir!

Linda Edwards

Soltando as Amarras...

Sei que é hora de deixar de te amar
Ouvir a voz da razão, me equilibrar
Buscar esquecer e não mais pensar
Nas delícias que sentimos a bailar.

Sei que é hora de soltar minhas amarras
Deixar-te livre para sonhar e navegar
Conhecer outros portos, se aventurar
Realinhar tuas velas e se preparar para amar.

Sei que nunca vamos esquecer
Do nosso mundo de amor proibido
Das poesias que marcaram nossos dias
Das fantasias que beiraram o infinito!

Linda Edwards

Ousadia de mim

Esse amor me fez ousar
olhar fundo pra dentro de mim
abrir minhas portas, me desarmar
desabrochar, me desnudar assim.

Encontrar-te me trouxe à tona
das profundezas do meu mar tranquilo
No desvendar dos meus segredos
No caminhar pelo meu desconhecido.

Descobrir-me como um caleidoscópio
E reconhecer faces ocultas de mim
Estremece meus alicerces seguros
Descortina um mundo novo sem fim.

Linda Edwards

Nosso Refúgio...


Atrás daquela porta um outro mundo
Iluminado na penumbra reluzente
Na paixão encoberta e desvairada
No desejo lânguido e irreverente.

Atrás daquele amor uma poesia
Pura e forte na essência primitiva
Eterno amor na solidão acompanhada
Transcende os muros da distância invasiva.

Atrás daquele beijo uma saída
Tortuosa e livre na sublime intenção
Sacia a fome do ultrajante desejo
Liberdade aceita em perfeita ilusão.

Atrás daquele tempo a eternidade
Na vastidão dos caminhos a percorrer
Voracidade na vivência lírica
Rendição consentida, reencontrando o ser.

Linda Edwards

Descompasso

Explodia a paixão desenfreada
Em seu derradeiro encontro
Forte, sôfrega e arrebatadora
Como último suspiro antes da morte

O amor eterno começava a arrefecer
O desejo latente era estancado pela razão
Ela inquieta, pressentia a vacuidade
E buscava se fazer pronta
Para deixar ir seu grande amor.

Ele aflito, não mais conseguia disfarçar
Mas não poderia ferir sua bem-amada.

Findo o objeto do desejo
O adeus se consolidou
E seus corações se soltaram livres
Naquela primeira manhã do futuro!

Linda Edwards

Final da História

Toda historia tem seu final
E a nossa não poderia ser diferente
Amar, sonhar, sentir, desencontrar
A vida nos envolveu irresistivelmente.

Nos afagamos com tanto carinho
Experimentamos todos os prazeres
Degustamos tantos sabores
Nos desnudamos de todos os pudores

Depois de provar do néctar proibido
Voltamos ao inevitável caminho
Renunciamos ao amor eterno
Para nos encontrar no infinito!

Linda Edwards

Momentos de Solidão

Ah! meu amor, como pude, de repente, me sentir tão refém desse louco amor?
Minha vontade de você e minha saudade são tão grandes, que não cabendo no peito, extrapolam seus limites e saem pelos olhos como lágrimas incontidas.

Hoje, sinto todo o cansaço do mundo.
Paira sobre meus ombros uma tristeza inexplicável e indizível,que me arrasta para os mais longínquos rincões da dor.
Minha mente não consegue se aquietar e teima em pensar em você nos braços de outro amor e na dura realidade do teu esquecimento de mim.

Linda Edwards

Despedir-se de um amor...

Despedir-se de um amor assim, é despedir-se de uma parte do coração, que ficou para sempre comprometida e tocada por esse sentimento.
A saudade que resta, traduz-se numa sensação absurda de incompletude, de um não saber o que fazer com algumas horas do dia que eram privativas desse amor.
O peito aperta e existe uma angústia velada, um vazio que não há nada que possa preencher.
Como seguir em frente, sem pensar e querer os abraços, os afagos na alma, as noites de prazer, os poemas trocados, as gentilezas de um cotidiano que não existe, a sensibilidade rondando o nosso refugio?
A razão finalmente ganha espaço e vem dizendo que esse é o melhor caminho, que as coisas vão se ajeitar, que é assim que tem que ser.
O pobre coração, coitado, perdeu forças, está por um fio e já não consegue saltitar de plenitude e alegria como antes.
Estranhamente, há um desejo genuíno de ver seu amor ficar bem e feliz, ainda que nos braços de outro alguém.
De repente, tal como num furacão, me sinto invadida por um turbilhão de sentimentos controversos, que de um lado agradecem à vida por ter sido tocada por esse amor e de outro, choram essa perda e não compreendem por que é que tem que ser assim, se esse desejo permanece vivo e encarcerado no coração.
É momento de reflexão, de ficar quieta no seu canto e esperar que passe a tempestade, que venha a bonança, que as coisas possam ser recolocadas nos seus devidos lugares, que o sol volte a brilhar e que a vida continue e seguir seu curso...linda e pronta para ser vivida!

( ...Reflexões sobre a perda de um amor eterno!... )

Linda Edwards

Você em mim

Tua companhia me agrada
Teu amor me preenche
Teu sorriso me alegra
Teu olhar me enternece.

Tua paixão me incendeia
Teu carinho me abriga
Tua mão me desnuda
Tua boca me atiça.

Teu galope me cega
Teu cheiro me embevece
Tua comida me nutre

Linda Edwards

Cotidiano...

É domingo e quero contigo passear
Na segunda já te quero pro jantar
Terça é dia de em ti me aconchegar
A quarta é de ouvir música juntinhos no sofá
Quinta chega e quero em teu corpo me enroscar
Amanhece a sexta e só penso em te namorar
Sábado tem café na cama, caipirinha e muito chamego no ar
Volta o domingo e já não quero te largar!

Linda Edwards

Lembranças...

Ainda que se passem todos os tempos...
Ainda que qualquer dia não nos vejamos mais...
Sempre restarão as lembranças...
da nossa deliciosa rotina e nossos jogos de amor e sedução
de algumas palavrinhas (sempre repetidas) do nosso dicionário íntimo,
do nosso calendário (jantares de 2ª, almoços de 6ª, aniversários, dia que nos conhecemos, etc...),
das nossas músicas, pano de fundo dos nossos encontros e reencontros,
de tantos sorrisos e olhares de paixão e cumplicidade.
Enfim, nossa vida já se fez,
definitiva e para siempre nas milhares de lembranças,
que sempre estarão presentes e nos farão lembrar de nós...!

Linda Edwards

Ainda...

Ainda sigo te amando
Mesmo sem você por perto
Porque meu amor é completo.

Ainda planejo nossos encontros
Mesmo sem tua anuência
Para suprir minha carência.

Ainda sonho te ter de novo
Mesmo sem nenhuma perspectiva
Para aplacar tua ausência na minha vida.

Ainda ouço teus sussurros
Mesmo com todo o afastamento
Para não esquecer nossos momentos.

Mesmo sabendo que não tem volta
Ainda alimento nossa deliciosa história
Para te manter aquecido na minha memória!

Linda Edwards