Vasco da Gama

Cerca de 351 frases e pensamentos: Vasco da Gama

Quando eu nasci,
ficou tudo como estava,
Nem homens cortaram veias,
nem o Sol escureceu,
nem houve Estrelas a mais...
Somente,
esquecida das dores,
a minha Mãe sorriu e agradeceu.

Quando eu nasci,
não houve nada de novo
senão eu.

As nuvens não se espantaram,
não enlouqueceu ninguém...

P'ra que o dia fosse enorme,
bastava
toda a ternura que olhava
nos olhos de minha Mãe...

Sebastião da Gama

Entre os “jás“ da vida...

Já chorei sem motivo, já ri pra não chorar,já sorri sem vontade para os outros não desanimar.
Já fui decepcionada ,já decepcionei. (aprendi a não esperar nada dos outros ,porque são pessoas e falham e muitas vezes não correspondem às expectativas,porque pessoas são para serem tocadas e não se esperar ser tocada por elas).
Já me decepcionei comigo mesmo e acredite...é pior do que se decepcionar com o mundo inteiro.
Já desisti sem tentar,já alcancei e não quis, já lutei e não consegui!
Já agi por impulso, já não agi por pensar demais...
Já me importei com quem nem me enxergava, já não liguei pra quem sempre me quis bem.
Já troquei o melhor pelo o que me fazia bem,já fiz escolhas erradas.
Já perdoei quem não merecia, já recebi perdão sem pedi-lo, já perdi perdão e não fui perdoada.
Já ofendi quem não merecia, já fui ofendida por quem amava demais.
Já perdi pessoas queridas, já quis pessoas perdidas...
Já parei para admirar a tão linda natureza, já fui muito ingrata com Deus!
Já passei momentos únicos sem fazer nada, já fiz momentos únicos parecerem nada.
Já me surpreendi com as pessoas, já surpreendi as pessoas e já me surpreendi comigo mesmo.
Já andei errando, já andei errado, pensando que estava a um passo de acertar.
Já me entristeci com alguns fatos mesmo olhando para o lado bom de todos eles.
Já fiz amigos e já os fiz ser meus também.
Já apoiei quem não merecia, já mereci não ser apoiada.
Já fiz o bem para não me sentir mal, já fiz o mal para alcançar algum bem...
Já esqueci para não chorar, já chorei pra esquecer.
Já sonhei alto e consegui, já sonhei pequeno e me frustrei...
Já amei e não fui amada, já fui amada e não amei, já amei e fui amada mas desisti porque me decepcionei.
Já desprezei atos aplausíveis e já dei ênfase a coisas insignificantes...
Com isso tudo eu já aprendi uma coisa...que no auge dos meus acertos, eu me enchi de amor e na mais profunda miséria dos meus erros,eu me esvaí dele

Thalita Gama

Eu amo você e não há como negar,
Quando as palavras tento esconder...
Entregue sou por meu olhar.
E os caminhos que tento seguir,
São todos atalhos que me levam a ti.
E quando me perco nos teus olhos me encontro,
Negar-me a ti,seria não amar nem um pouco a mim.
E se o tempo não é agora,
Com certeza um dia ele irá chegar,
Pois uma história escrtia por Deus,
Nem o tempo, nem a distância, nem os conflitos poderão apagar.

Thalita Gama

"Ser Vasco

Ser Vasco é ser intrépido tanto quanto leal. É ter o sentido da história do Brasil a fundir povos e raças sem preconceito. É ser navegante da esperança, não temer aventura, futuro, conquistas, calmarias ou tempestades.

Ser Vasco é renegar o temor e ser popular sem populismo, ser valente sem arrogância e ser decidido sem soberba. É ter a vocação da vitória e a disposição necessária à qualidade e ao mérito por saber que virtudes necessitam de energia e energia, de vontade.

Ser Vasco é, pois, ser virtude, vontade, valor e vanguarda: tudo com o v de vida, o mesmo de Vasco.

Ser Vasco é conhecer o grito do entusiasmo, esperar a hora de vencer e sentir o cheiro do gol. É incendiar estádios e extasiar multidões. É adivinhar instantes decisivos e saber decidir.

Ser Vasco é ser mais povo do que elite, mais tradição do que novidade, mais segurança do que aparência, mais clube do que time, mais vibração do que delírio, mais vigor do que agressão.

Ser Vasco é ousar, insistir, renovar-se, trabalhar para construir a vitória não como forma de superioridade, mas de aperfeiçoamento da vida e do esporte. É gol, é gala, é garbo de uniforme original, cruz no peito, sonho n'alma e amor no coração.

Ser Vasco é emoção recompensada porque vitória bem planejada, é lance, é lança, liberdade, impulso e convicção.

Ser Vasco é sentir o gosto da felicidade, da vitória e do grito maiúsculo de gol. É ter sabedoria e prudência, unidas na tática certeira ou na organização eficaz. É viver a emoção de lembrar nomes, lendas, heróis e legendários craques, troféus, títulos, retratos, faixas, taças, copas e vitórias imortais.

Ser Vasco é ter idênticos motivos para cultuar o passado tanto quanto crer no futuro.

Ser Vasco, enfim, é saborear com humildade o orgulho sadio da vitória merecida, do entusiasmo com motivo e da grandeza como destino."

Artur da Távola

Três Lindos Casos de Chico Xavier

TENHA PACIÊNCIA, MEU FILHO

Quando Dona Maria João do Deus desencarnou, em 29 de setembro do 1915, Chico Xavier, um de seus nove filhos, foi entregue aos cuidados de Dona Rita do Cássia, velha amiga e madrinha da criança.

Dona Rita, porém, era obsidiada e, por qualquer bagatela, se destemperava, irritadiça.

Assim é que o Chico passou a suportar, por dia, várias surras de vara de marmeleiro, recebendo, ainda, a penetração de pontas de garfos no ventre, porque a neurastênica e perversa senhora inventara êsse estranho processo do torturar.

O garôto chorava muito, permanecendo, horas e horas, com os garfos dependurados na carne sanguinolenta e corria para o quintal, a fim de desabafar-se, porque a madrinha repetia, nervosa:

- Êste menino tem a diabo no corpo.

Um dia, lembrou-se a criança de que sua Mãezinha orava sempre, todos os dias, ensinando-o a elevar o pensamento a Jesus e sentiu falta da prece que não encontrava em seu nôvo lar.

Ajoelhou-se sob velhas bananeiras e pronunciou as palavras do Pai Nosso que aprendera dos lábios maternais.

Quando terminou, oh! maravilha!

Sua progenitora, Dona Maria João de Deus, estava perfeitamente viva ao seu lado.

Chico, que ainda não lidara con as negações e dúvidas dos homens, nem por um instante pensou que a Mãezinha tivesse partido para as sombras da morte.

Abraçou-a, feliz; e gritou:

- Mamãe, não me deixe aqui... Carregue-me com a senhora...

- Não posso, - disse a entidade, triste.

- Estou apanhando muito, mamãe!

Dona Maria acariciou-o e explicou:

- Tenha paciência, meu filho. Você precisa crescer mais forte para o trabalho. E quem não sofre não aprende a lutar.

- Mas, - tornou a criança - minha madrinha diz que eu estou com o diabo no corpo...

- Que tem isso? Não se incomode. Tudo passa e se você não mais reclamar, se você tiver paciência, Jesus ajudará para que estejamos sempre juntos.

Em seguida, desapareceu.

O pequeno, aflito, chamou-a em vão.

Desde desse dia, no entanto, passou a receber o contacto de varas e garfos sem revolta e sem lágrimas.

- Chico é tão cínico - dizia Dona Rita, exasperada, que não chora, nem mesmo a pescoção.

Porque a criança explicasse ter a alegria de ver sua mãe, sempre que recebia as surras, sem chorar, o pessoal doméstico passou a dizer que ele era um "menino aluado".

E, diariamente, à tarde, com os vergões na pele e com o sangue a correr-lhe em pequeninos filêtes do ventre o pequeno seguia, de olhos enxutos e brilhantes, para o quintal!, a fim de reencontrar a mãezinha querida, sob as velha árvores, vendo-a e ouvindo-a, depois da oração.

Assim começou a luta espiritual do médium extraordinário que conhecemos.

O VALOR DA ORAÇÃO

A madrinha do Chico, por vêzes, passava tempos entregue a obsessão.

Assim é que, nessas fases, e exasperação dela era mais forte.

Em algumas ocasiões, por isso, condenava o menino a vários dias de fome.

Certa feita, já fazia três dias que a criança permanecia em completo jejum.

À tarde, na hora da prece, encontrou a mãezinha desencarnada que lhe perguntou o motivo da tristeza com a qual se apresentava.

- Então, a senhora não sabe, - explicou o Chico - tenho passado muita fome...

- Ora, você está reclamando muito, meu filho! - disse Dona Maria João de Deus - menino guloso tem sempre indigestão.

- Mas hoje bem que eu queria comer alguma coisa...

A mãezinha abraçou-o e recomendou:

- Continue no oração e espere um pouco.

O menino ficou repetindo as palavras do Pai Nosso e daí a instantes um grande cão da rua penetrou o quintal.

Aproximou-se dêle e deixou cair da bocarra um objeto escuro.

Era um jatobá saboroso...

Chico recolheu, alegre, o pesado fruto, ao mesmo tempo que reviu a mãezinha no seu lado, acrescentando.

- Misture o jatobá com água e você terá um bom alimento.

E, despedindo-se da criança, acentuou:

- Como você observa, meu fiiho, quando oramos com fé viva até um cão pode nos ajudar, em nome do Jesus.

O ANJO BOM

Dois anos do surras incessantes.

Dois anos vivera o Chico junto da madrinha.

Numa tarde muito fria, quando entrou em colóquio com Dona Maria João de Deus, Chico implorou:

- Mamãe, se a senhora vem nos ver, porque não me retira daqui?

o Espírito carinhoso afagou-o e perguntou:

Por que está você tão aflito? Tudo, no mundo, obedece a vontade de Deus...

- Mas a senhora sabe que nos faz muita falta...

A Mãezinha consolou-o e explicou:

- Não perca a paciência. Pedi a Jesus para enviar um anjo bom que tome conta de vocês todos.

E sempre que revia a progenitora, o menino indagava:

- Mamãe, quando é que a anjo chegará?

- Espere, meu filho! - era a resposta de sempre.

Decorridos dois meses, a Sr. João Cândido Xavier resolveu casar-se em segundas núpcias.

E Dona Cidália Batista, a segunda espôsa, reclamou os filhos de Dona Maria João de Deus, que se achavam espalhados em casas diversas.

Foi assim que a nobre senhora mandou buscar também o Chico.

Quando a criança voltou ao antigo lar contemplou a madrasta que lhe estendia as mãos...

Dona Cidália abraçou-o e beijou-o com ternura a perguntou:

- Meu Deus, onde estava êste menino com a barriga deste jeito?

Chico, encorajado com a carinho dela, abraçou-a também, como o pássaro que sentia saudades do ninho perdido.

A madrasta bondosa fitou-o bem nos olhos e indagou:

- Você sabe quem sou, meu filho?

- Sei sim. A senhora é o anjo bom de que minha mãe já falou...

E, desde então, entre as dois, brilhou a amor puro com que o Chico seguiu a segunda mãe, até a morte.

Ramiro Gama (Chico Xavier)

Você !?
Foi abrigo quando eu precisei...
Foi amigo quando eu chorei...
E riu da minha cara quando eu achei que tudo tinha desabado, pra eu perceber que estava confundindo as coisas...na verdade eu estava crescendo...
E me mostrou que as pedras no caminho que calejam os meus pés,são para que eles resistam as duras coisas da vida...
E brigou comigo quando eu não quis utilizar os aprendizados quea vida me deu...
E foi paciente em me ouvir mesmo quando o assunto não era muito agradável...
E me fez rir quando eu estava com aquela cara fechada, nos momentos mais difíceis, em que eu queria expor minhas lágrimas...
E se renunciou por amor a nossa amizade...
E me deu dias muito felizes...
E me surpreendeu nas horas corretas...
E me ensinou que usar a razão às vezes não é ser insensível...
E então...como viver sem sua amizade???[violet]Agora viu que não dá???É sim o melhor amigo de todos!Amo³

Thalita Gama

E se tudo isso for perda de tempo, é com você que eu quero perder o meu...

Thalita Gama

Serei VASCO mesmo que...
.. a bola não entre, mesmo que o Maracanã se cale, mesmo que o Manto Sagrado desbote e mesmo que a vitória esteja longe. Serei VASCO
seja longa a jornada, seja dura a caminhada.
VASCO no peito e na alma, no grito e nas palmas

Jeninhaa Rodrigues

Em todo tempo, passageiro é a vida...
O tempo tem pressa, e em cada parada uma despedida.
O que temos se vai;
O que somos fica.

Valdecio Gama

O mundo dá voltas e quem ontem era tudo, hoje não é mais nada!

Andressa Gama

Minha amiga Carla colocou este post. TENHO 38 ANOS DE VASCO DA GAMA, pela primeira vez conheço uma Secretária da Presidência do Clube que é educada, cortez, carinhosa e com alma. As anteriores eram pessoas sem alma, falsas e Carla é diferenciada nisso.

Enfim, falarei do post: EU, VOC~E E MUITAS PESSOAS SE LEMBRAM DOS CACHORROS COMENDO OS LIXOS DURANTE O DIA E A NOITE. HOJE, ATUALMENTE VOCÊ NÃO VÊ QUASE CACHORROS NA RUA, SE VÊ OS VICIADOS EM CRACK (UMA PENA, MAS POR CULPA DESTA SOCIEDADE QUE NÃO RESPEITA O PRÓXIMO). O QUE VEJO HOJE SÃO ESSES SERES HUMANOS VASCULHANDO O LIXO DURANTE O DIA E A NOITE TAMBÉM. SAIO DE CASA A 1, 2 OU 3HS DA MANHÃ E OS OBSERVO. NÃO HÁ UM CACHORRO NAS MAIS VARIADAS RUAS DO BAIRRO QUE MORO OU BAIRROS ADJACENTES.

VOCÊ PREDADOR SOCIAL, BANDIDO SOCIAL... VOCÊ QUE VAI A IGREJA NO DOMINGO E DERRUBA O PRÓXIMO NA SEGUNDA, VOCÊ É O CAUSADOR DE TODO ESTE COMPORTAMENTO.

Luiz Carlos da Silva

O amor pelo Vasco da Gama eu adquiri com a vida, mas é uma paixão que com a vida não perderei.

Paulo H. Oliveira

A história do vasco da gama é como uma punheta de pau mole.

Daniel Muzitano

Decidi não esperar pelas oportunidades, em vez disso eu fui buscá-las. Decidi que cada erro seria uma solução, uma oportunidade para aprender. Decidi que a cada buraco cavado não seria um problema, mas sim uma possibilidade de encontrar ouro. Decidi que cada momento da minha vida seria vivido com razão para cultivar no meio de tanta maldade uma pequena esperança. Decidi fazer da minha história um mundo de sonhos, que estes carrego com vontade, com expectativa, com esperança de que um dia tudo vai mudar.

Alana de Matos Gama

Pessoas legais são legais porque são idiotas as vezes

Diego C. Gama Severino

Certas Barreiras não Precisam ser ultrapassadas, muito menos destruídas,precisam apenas que sejam descobertas e sentidas; Use o coração, ele é o Dono de toda à Verdade.

Alana de Matos Gama

Mas um dia passou e outro nasceu pra podermos perceber que é possível viver de novo e melhor, que é possível olhar pra frente e ainda sim encontrar as pessoas que amamos perto de nós e até mesmo as pessoas que não nos damos bem, mas que nos fazem crescer espiritualmente na força e determinação para não desistirmos de nossos sonhos.

Vim aqui para te lembrar que mesmo que todos os dias eu fale, eu repita, vou sempre te dizer o quanto você é importante pra mim, por que não sabemos o dia de amanhã, e se ele existir mesmo pra mim, o meu amanhã sempre terá você, por que sem você e parte das pessoas que estão no mundo que eu vivo, eu não precisaria existir nessa terra, simplesmente existo por que Deus me enviou uma missão de amar à todos, e você é um amor único, diferente, assim como todas as outras pessoas também tem seu amor único.

No amor não precisamos de barreiras para vencer um obstáculo, por que o amor é único, não precisa de explicação para tê-lo em mãos, mas é preciso sentir dentro do próprio coração, é assim que vencemos qualquer coisa.

Alana de Matos Gama

Te protejo

Te protegerei onde você estiver
podem tentar me impedir
mas não vão conseguir
estou do seu lado,onde quer que for
te acariciarei,te darei calor ,te ajudarei
classifique isso como um tipo de amor
chega de tristeza,me conte ou até mesmo fique em silencio
eu to do seu lado,até tudo de ruim passar
quando tudo melhorar,fico apenas a te olhar
não se preocupe,se há escuridão,e nada enxergar
te mostrarei o chão
e se seu pior medo,um dia acontecer
me abraça forte,que eu te faço esquecer
Meus olhos são sempre pra onde ha luz
Melhor dizendo, meu olhar você que conduz
Não chore não perca a esperança
Não te deixarei agir por vingança
Meu amor,nem sempre tudo será sim
Mas é pro seu bem,pois vc é tudo pra mim
Mesmo que só lembre que eu exista,quando precisar
Não importa,seu anjo sempre pode chamar

Natalia Alves Gama

acredita em amor?

Eu acredito no amor,pois apesar de ver por ai casais que estão juntos apenas pelo conforto ou estabilidade,ou apenas uma atração fisica ou até mesmo material.Eu acredito que todos já amaram,amaram de verdade alguém por quem dariam a vida,mas não alguem da familia,e talvez alguem nem tão conhecido,mas conheceram aquele sentimento que nos faz fazer coisas que julgavamos besteiras, ou até mesmo o impossivel.sentimento que nos faz pensar 24 horas por dia nessa pessoa,talvez podemos tirar 8 horas de sono,e assim pensamos 16 horas e talvez 1 minuto,pq sonhamos tbm com essa pessoa,o sonho pode durar no maximo 60 segundos,mas que parece que são horas.Sentimento que nos faz sorrir por ver uma pessoa, não uma pessoa qualquer,aquela pessoa que você só quer bem,não importa o que você tenha que fazer pra ve-la feliz.mesmo que seja contra seus proprios sentimentos,você faz!Parece loucura,se sacrificar tanto por algm,mas é alguem que consegue te fazer feliz somente com sua presença, o espantoso, é que vc tenta de tudo para fazer o mesmo,as vezes com êxido,as vezes não.Isso é um poco,muito pouco do que eu posso fala do tal do sentimento que acho ser o amor.É,amor,o sentimento que a maioria diz ser a razão da vida,pois é o maior causador da felicidade.Mas infelizmente,amor,é o que muitos tentam esquecer,deixar pra trás,por causa da tal de insegurança,a falta de voltade,credibilidade,fé,e as vezes por causa do tal do medo.Coisas que te fazem esquecer,do amor,que por outro lado pode aparecer quando duas pessoas,estão juntas pelo conforto e estabilidade,que há no começo desse texto.Ou muitas vezes não,um casal, é apenas uma fachada,pintado de conto de fadas.Isso tudo aqui, possa até me tornar hipocrita um dia,pois talvez eu também possa vivenciar uma fachada,pelo mesmo motivo de todos,fugir da solidão.
Eu sinto o tal do amor,mas junto o tal de medo,"tal" não,pois o conheço bem.Eu posso correr atras do amor da minha vida,e assim ter a palavra que aqui ja´foi repitida,a felicidade,a mais desejada,e talvez a menos obtida,ou posso ter a decepção,aquela que é a mais temida.Eu não sei o que de tudo isso posso concluir,ou que saida é melhor eu ir.São apenas palavras um tanto quanto embaralhadas,escritas numa manhã de domingo,por uma garota que acha muitas coisas dificeis de decidir.Mas esse nem é o fim,nem chega perto,é o começo,! E entaão termino assim :Eu acredito no amor

Natalia Alves Gama