Vaidosa

Cerca de 26 frases e pensamentos: Vaidosa

E como nasci? Por um quase. Podia ser outra. Podia ser um homem. Felizmente nasci mulher. E vaidosa. Prefiro que saia um bom retrato meu no jornal do que os elogios.Tenho várias caras. Uma é quase bonita, outra é quase feia. Sou um o quê? Um quase tudo.

Clarice Lispector

Se mira na poça
de lama do pátio
a lua vaidosa

Luiz Bacellar

Nuvem vaidosa
Pra se despedir do sol
Se vestiu de rosa.

Setsuko Geni Oyakawa

Vaidosa sim, fresca não!!!

rafaela

Isaías 28

“1 Ai da vaidosa coroa dos bêbedos de Efraim, e da flor murchada do seu glorioso ornamento, que está sobre a cabeça do fértil vale dos vencidos do vinho.
2 Eis que o Senhor tem um valente e poderoso; como tempestade de saraiva, tormenta destruidora, como tempestade de impetuosas águas que transbordam, ele a derrubará violentamente por terra.
3 A vaidosa coroa dos bêbedos de Efraim será pisada aos pés;
4 e a flor murchada do seu glorioso ornamento, que está sobre a cabeça do fértil vale, será como figo que amadurece antes do verão, que, vendo-o alguém, e mal tomando-o na mão, o engole.
5 Naquele dia o Senhor dos exércitos será por coroa de glória e diadema de formosura para o restante de seu povo;
6 e por espírito de juízo para o que se assenta a julgar, e por fortaleza para os que fazem recuar a peleja até a porta.
7 Mas também estes cambaleiam por causa do vinho, e com a bebida forte se desencaminham; até o sacerdote e o profeta cambaleiam por causa da bebida forte, estão tontos do vinho, desencaminham-se por causa da bebida forte; erram na visão, e tropeçam no juízo.
8 Pois todas as suas mesas estão cheias de vômitos e de sujidade, e não há lugar que esteja limpo.
9 Ora, a quem ensinará ele o conhecimento? e a quem fará entender a mensagem? aos desmamados, e aos arrancados dos seios?
10 Pois é preceito sobre preceito, preceito sobre preceito; regra sobre regra, regra sobre regra; um pouco aqui, um pouco ali.
11 Na verdade por lábios estranhos e por outra língua falará a este povo;
12 ao qual disse: Este é o descanso, dai descanso ao cansado; e este é o refrigério; mas não quiseram ouvir.
13 Assim pois a palavra do Senhor lhes será preceito sobre preceito, preceito sobre preceito; regra sobre regra, regra sobre regra; um pouco aqui, um pouco ali; para que vão, e caiam para trás, e fiquem quebrantados, enlaçados, e presos.
14 Ouvi, pois, a palavra do Senhor, homens escarnecedores, que dominais este povo que está em Jerusalém.
15 Porquanto dizeis: Fizemos pacto com a morte, e com o Seol fizemos aliança; quando passar o flagelo trasbordante, não chegará a nós; porque fizemos da mentira o nosso refúgio, e debaixo da falsidade nos escondemos.
16 Portanto assim diz o Senhor Deus: Eis que ponho em Sião como alicerce uma pedra, uma pedra provada, pedra preciosa de esquina, de firme fundamento; aquele que crer não se apressará.
17 E farei o juízo a linha para medir, e a justiça o prumo; e a saraiva varrerá o refúgio da mentira, e as águas inundarão o esconderijo.
18 E o vosso pacto com a morte será anulado; e a vossa aliança com o Seol não subsistirá; e, quando passar o flagelo trasbordante, sereis abatidos por ele.
19 Todas as vezes que passar, vos arrebatará; porque de manhã em manhã passará, de dia e de noite; e será motivo de terror o só ouvir tal notícia.
20 Pois a cama é tão curta que nela ninguém se pode estender; e o cobertor tão estreito que com ele ninguém se pode cobrir.
21 Porque o Senhor se levantará como no monte Perazim, e se irará como no vale de Gibeão, para realizar a sua obra, a sua estranha obra, e para executar o seu ato, o seu estranho ato.
22 Agora, pois, não sejais escarnecedores, para que os vossos grilhões não se façam mais fortes; porque da parte do Senhor Deus dos exércitos ouvi um decreto de destruição completa e decisiva, sobre toda terra.
23 Inclinai os ouvidos, e ouvi a minha voz; escutai, e ouvi o meu discurso.
24 Porventura lavra continuamente o lavrador, para semear? ou está sempre abrindo e esterroando a sua terra?
25 Não é antes assim: quando já tem nivelado a sua superfície, não espalha o endro, não semeia o cominho, não lança nela o trigo em leiras, ou cevada no lugar determinado, ou a espelta na margem?
26 Pois o seu Deus o instrui devidamente e o ensina.
27 Porque o endro não se trilha com instrumento de trilhar, nem sobre o cominho passa a roda de carro; mas o endro é debulhado com uma vara, e o cominho com um pau.
28 Acaso é esmiuçado o trigo? não; não se trilha continuamente, nem se esmiúça com as rodas do seu carro e os seus cavalos; não se esmiúça.
29 Até isso procede do Senhor dos exércitos, que é maravilhoso em conselho e grande em obra.”

Quando esta profecia foi proferida ainda existia o Reino do Norte (Israel) mas a destruição da Assíria já estava próxima de suas portas.
Havia um iminente e terrível juízo pairando sobre eles, mas não deram a mínima atenção aos avisos dos profetas e não atentaram para a Lei do Senhor, antes aumentaram ainda mais os seus pecados entregando-se a uma vida desregrada e de luxúria.
Então é mais uma vez pronunciada neste capítulo a sua ruína.
A graça do Senhor seria manifestada apenas ao remanescente fiel (v. 5) e não a estes ímpios que decidiram viver deliberada e para sempre no pecado, apesar de terem sido insistentemente chamados por séculos, pelo Senhor, ao arrependimento.
Somente o remanescente conheceria e seria fundamentado na pedra de esquina, eleita e preciosa (Jesus), na qual Deus edificaria a Sua Igreja.
“Portanto assim diz o Senhor Deus: Eis que ponho em Sião como alicerce uma pedra, uma pedra provada, pedra preciosa de esquina, de firme fundamento; aquele que crer não se apressará.” (v. 16)
Este fundamento é alcançado pela fé, e se diz que não se apressará o que crer. Não para crer. Mas para serem aperfeiçoados pelo Senhor. Porque o trabalho de santificação será efetuado pela graça, pelo poder do Espírito, e com a paciência e longanimidade de Deus na instrução do Seu povo na verdade.
Mas quanto aos ímpios de Israel, que não fazem parte deste grupo de eleitos, o que se diz que será dado a eles será regra sobre regra, preceito sobre preceito. Eles serão regidos pela força da lei, porque se recusam a servir o Senhor voluntariamente com um coração sincero, movidos pela Sua graça (v. 10,13).
Seria assim para eles porque se endureceram à mensagem de graça do evangelho. Não aceitaram que o pecador é justificado pela graça, mediante a fé, e continuariam tentando serem justificados pela sua própria justiça, consoante a prática das obras da lei. Mas isto era uma contradição, porque nem mesmo guardavam as obras da Lei, porque sempre transgrediram a Lei do Senhor.
Eles não conheceriam e não receberiam portanto, a vida e o mover do Espírito Santo em seus corações, para serem regenerados (nascidos de novo) e santificados, e ficariam assim, excluídos do reino de Deus.
Estes que não estiverem fundamentados pela fé na Rocha de esquina, que é Cristo, serão por fim alcançados pelo juízo de Deus, para uma condenação eterna, porque a ira de Deus permanece sobre eles, uma vez que sem estar ligado a Cristo pela fé, é impossível que alguém possa ser justificado e perdoado de seus pecados.

Silvio Dutra

A admiração da mulher vaidosa fica no rosto, enquanto que a da mulher sábia fica no coração.

Helgir Girodo

Sempre fui apaixonado por mulheres de verdade;
Mulher feminina, vaidosa, cheirosa, fashion, moderna.
Porém, uma, além de tudo isso,
Com sua inteligência, coragem e amor...
Surpreendeu-me; Dilma Rousseff!

Eduardo Aques

A nossa alma e tão vaidosa que usa os olhos como espelho

Hermógenes Constantino

Uma pessoa humilde é aquela que se contenta com o que tem necessario para viver, mas a vaidosa é aquela que mesmo tendo tudo o que precisa e quer, sempre quer mais.

Pr. Fabiano Malhano

Ela chega vaidosa e sorridente
Todo mundo logo sente seu perfume pelo ar
Ela dança com um swing diferente
Vai pra trás e vai pra frente, vai descendo devagar
Essa gata tem um jogo de cintura
É uma uva bem madura e a galera quer provar
Vagabundo tá na rua da amargura
Anda cheio de fissura mas sou eu que vou pegar
Só no sapatinho, ôh, ôh
Só no sapatinho, ôh, ôh
Só no sapatinho, ôh, ôh
Estão querendo disputar o meu espaço
Invadir o meu pedaço, mas não vou dar mole não
Já andaram rastreando o meu caminho
Pra saber se eu tô sozinho ou se tô nesse avião
Estão querendo me vencer pelo cansaço
Pra saber o que é que eu faço, mas quem fala é vacilão
Meu tempero, tem amor e tem carinho
Vou comendo bem quietinho, pra não dar indigestão
Só no sapatinho, ôh, ôh
Só no sapatinho, ôh, ôh
Só no sapatinho, ôh, ôh

Carlinhos

Perfeita Felicidade

Em seus 25 anos, bonita, elegante, vaidosa, formada em geografia e muito bem sucedida, afinal de contas cuidar da natureza e entender mudanças climáticas era o que mais gostava de fazer. Fernanda havia dito que casamentos não a comoviam muito e sendo assim decidira que tão cedo não iria se casar. Namorados? Poucos, uns dois na verdade, mas foram romances intensos para ela. Começou a amar de verdade aos 19 anos, o nome dele era Gustavo e o amou de uma forma esplendorosa e quem sabe ainda o amava.
Era um rapaz bonito, 27 anos e considerava-se decidido. Namorou-a na sua juventude, era simpático, educado, cavalheiro, o desejo de qualquer mulher. Mas o namoro não deu certo e ambos decidiram terminar. No início ela colocava seu orgulho em cena e namorá-lo não fazia muita diferença. Mas, com o passar do tempo, quando o via novamente nas ruas (eles se encontravam como se não quisessem nada, como que “por acaso”) se entreolhavam e viam que aquela história de amor parecia não ter chegado ao fim. Ele a observava como se fosse penetrar naqueles belos olhos castanhos claros (tão brilhantes quanto o cintilar de uma estrela), era a paixão que ainda mexia em cada sentido de seu corpo, ele a desejava, mas não admitia isso, seria o orgulho ou o medo de amá-la novamente? Sim leitor, ainda existem pessoas que sentem medo de amar, talvez por causa das conseqüências.
Fernanda ainda o amava e não negava isso em momento algum, mas também não demonstrava que estava disposta a voltar, aquele charme “não quero mais” enganava qualquer homem, isso ela sabia fazer muito bem. O destino resolveu dar uma ajudinha, os juntou novamente, não, não voltaram a namorar, nem assumiram que ainda são apaixonados, apenas voltaram a conversar, a dividir músicas, assistir aos filmes juntos...
Em um final de tarde coberto por um pôr-do-sol belíssimo, onde as ondas do mar pareciam dançar antes de chegar à beira da praia, lá estavam eles, apenas estavam admirando aquela bela paisagem natural, digna de aplausos e elogios. Coberta de dúvidas, tinha a sensação que só Gustavo poderia lhe responder:
- Gustavo, acredita que o amor possa voltar?
Ele coberto de razão e se fazendo de “Não estou entendendo nada” responde:
- Amor que possa voltar? Em relação a que? Não entendo.
Fernanda continuou: - Ah... Em relação a nada, apenas me responde, acredita poder deixar de amar alguém e amá-lo novamente?
Gustavo: - Se isso é em relação a nós, te digo, eu não posso te amar novamente.
Fernanda: - Não peço teu amor Gustavo, apenas deixa-me te amar da mesma forma que te amei esse tempo todo, deixa-me continuar te olhando de longe e te admirar, deixa-me ver aquele sorriso sem graça que você dá quando recebe um elogio, deixa-me ouvir sua voz mesmo que seja pra dizer que não me ama mais, deixa Gustavo, deixa-me, eu só te peço: Deixa-me fazer parte de você...
Gustavo olhando para ela como se estivesse diante da sua mais perfeita felicidade, respondeu: - Não gostaria que você continuasse me vendo de longe, prefiro que você venha me tocar. Não quero que apenas me veja sorrindo, mas vem dividir teu sorriso comigo, ouça-me, te quero, te quero muito. Quando te digo que não posso amar novamente, não é egoísmo, nem orgulho, entenda-me. Não posso te amar novamente porque nunca deixei de te amar.
E com aquele sorriso de quem esperou muito para escutar aquilo, Fernanda viu que na verdade o que intimidava Gustavo era a insegurança de mostrar o amor que ele tanto tinha e sentia. Com toda aquela sensação maravilhosa de estar com ele, sabia agora mais do que nunca, que Gustavo era seu oposto, seu “Não” quando ela queria dizer “Sim”, o som mais lindo de todas as notas musicais, seu pensamento contrário, seu tudo e seu nada ao mesmo tempo, a frase que faltava na letra da sua música preferida, seu momento mais bonito, o seu certo e o seu errado. Sabe quando você fica feliz só em ver alguém? Então.
Dizer que eles viveram felizes para sempre seria muita modéstia minha, caro leitor, mas foram felizes sim, curtiram, se divertiram, viveram, amaram, e a cada dia que se passava, iam se apaixonando mais e mais, assim como quem não quer nada sabe? Como que “Por acaso”...

Karoline Aveiiro

E a vaidosa lua viu-se refletida nos espelhos olhos de milhões.

Janet Zimmermann

Eu ando mais cansada do que o normal, menos vaidosa do que ultimamente, mais manhosa do que nunca, e muito, muito pensativa.. ando comendo mais, chorando sem motivos, dormindo menos.. e sinceramente nem eu mesma sei o que está acontecendo. Apenas sinto que não está tudo bem.

Emanuelle Mendes

Nao se amofine pela mulher vaidosa, principalmente aquela cuja a maioria dos homens esta atras dela, pois a baixeza do preco atrai a clientela. Distancie-se dela porque ela faz parte da sucia.

Osvaldo A. Manuel

Ouvi dizer que tudo que conhecemos é vaidosa ilusão e que nada existe de verdade - tudo ilusão. Nesse caso, acho que tenho pagado um preço muito alto pela utopia dos meus sapatos.

Clara Dawn

A mulher não se tornará estupida por ser vaidosa, a não ser que se torne um habito indispensável.

Ilka Oliveira

Não era uma garota vaidosa. Não parecia se importar com sua beleza. Ela não tinha a intenção de parecer bonita para os outros. Mas quando eu á vi aquela noite... Ela estava ainda mais linda, vestida com um vestido vermelho cobrido por uma renda branca. A maquiagem era simples. O vestido também. Eu levei um certo tempo para descobrir que na verdade tudo nela era simples.

Sabrina Niehues

Ser vaidosa é importante, mas jogar com destreza é sensacional!

Águia GGBC

Acróstico - Ivyna

Impaciente! não sei se tu és.
Vaidosa! talvez sim.
Y é a incógnita do acróstico,
Na verdade, é do coração.
Ainda mesmo que distante palpita a saudade.

Francisco Filho

UMA FLOR

minha rosa
É legal, sem igual.
Tão mimosa.

Tão vaidosa Ser banal.
Não ser mal
Radiosa.

Tão pequena!
E serena
Um amor.

Madalena
Tão morena
Uma flor.

Edilson Alves