Uma carta para uma Amiga

Cerca de 160 carta Uma para uma Amiga

Para uma amiga:

Um homem com a alma livre, ñ se deixa prender pelo coração. Um amor ñ é suficiente p/ q ele deixe de experimentar tantas e tdas as outras possibilidades. No fundo, ñ se entrega,apenas finge nem que seja p/ ele próprio.
Mulher, vc consegue amar assim?!?


Se eu te amo e tu me amas
Um amor a dois profana
O amor de todos os mortais
Porque quem gosta de maçã
Irá gostar de todas
Porque todas são iguais

Se eu te amo e tu me amas
E outra vem quando tu chamas
Como poderei te condenar
Infinita é tua beleza
Como podes ficar preso
Como um santo no altar

Quando eu te escolhi
Para ficar junto de mim
Eu quis ser tua alma
Ter teu corpo
Tudo enfim
Mas compreendi
Que além de dois existem mais

Amor só dura em liberdade
O ciúme é só vaidade
Sofro mas eu vou te libertar
O que é que eu quero se eu te privo
Do que eu mais venero
Que é a beleza de deitar

Quando eu te escolhi
Para ficar junto de mim
Eu quis ser tua alma
Ter teu corpo
Tudo enfim
Mas compreendi
Que além de dois existem mais

Se esse amor
Ficar entre nós dois
Vai ser tão pobre, amor
Vai se gastar

Amor só dura em liberdade
O ciúme é só vaidade
Sofro mas eu vou te libertar
O que é que eu quero se eu te privo
Do que eu mais venero
Que é a beleza de deitar

O que é que eu quero se eu te privo
Do que eu mais venero
Que a beleza de deitar

Consegue??????????????????????????????

Malu

"Outro dia, uma amiga, em pleno período de inferno astral me disse "que andava um pouco cansada dela mesma". E foi aí que comecei a me preocupar. Falamos sobre ela começar terapia, voltar para yoga, retomar aquele curso de pintura. Estar cansada de si mesmo não me parece ser exatamente uma opção. Se há alguém com quem conviveremos para os restos de nossas vidas, nos bons e nos maus momentos, nas comemorações e nas noites em pranto, esse alguém mora no lugar mais escondido do nosso silêncio. Namorado a vida muda, amizades que não nos fazem bem, a gente desfaz, parentes podem ficar mais distantes. Mas da gente mesmo, não tem jeito. Vamos envelhecer por perto de quem somos e de quem fomos, vamos continuar aqui, com nossos defeitos, com aquelas qualidades, as manias que adquirimos pela caminhada da vida e que, gostemos ou não, não tendem a melhorar.

Por isso até podemos permitir que as pessoas mais amadas se distanciem. Não, não acho que a solidão seja solução pra nada. Mas a vida é linha curva e não reta. Plantar e colher amigos, amores e boas histórias não só fazem bem, como são essencialmente necessários para a nossa felicidade. Mas se os planos tomarem outro rumo, se a vida for mais dura do que planejamos, os amigos mudarem, casarem ou partirem, não esqueça de cuidar bem de quem fica, esse que você é.
Por isso melhore-se, questione-se, esforce-se para deixar para trás padrões que não lhe fazem bem, julgamentos que apenas enrijecem. Tenha músicas para colocar exclusivamente pra você quando estiver sozinho. Apresente-se a bons vinhos, ótimos filmes. Cante, dance, ria. Ache graça de ser quem você é. Com toda a complexidade do mundo, se olharmos sob a ótica mais simples, viver parece mesmo ser muito engraçado. Não perca tempo levando-se muito a sério. Amanhã tudo muda de lugar e a dureza com que levamos a vida só faz mal para nós mesmos.

Não desista de ser uma boa companhia pra você, não se canse daquilo que lhe incomoda, mas tente mudar, sim, o tempo todo. Esteja aberto para o novo, esteja aberto para perdoar e deixar ir embora as roupas velhas.
E mesmo que a sua vida seja cheia de outras vidas por perto, marido, esposa, filhos, família numerosa, cachorro no jardim, saiba fechar os olhos e gostar do que vê.
Não estou falando de perfeição. Estou falando do caos que somos e que amamos ser. Estou falando da bagunça, dos erros e dos arrependimentos.

Desistir não dá, ou até dá, mas leva ao fim do mesmo jeito.
Então, vá com parcimônia pra não ficar sem paciência. Deixe-se às vezes de folga. Cansar da casa em que viveremos a vida toda não ajuda em nada. Melhor mesmo é mudar os móveis e até quem sabe a cor das paredes. Repetir, repetir, até ficar diferente, já dizia o poeta."

Mel Fronckowiak

AMOR ADOLECENTE
NECESSIDADES
preciso muito de uma amiga
ou amigo
pra sentar comigo na praça,
pra descobrirmos coisas no céu:
uma estrela se deslocando,a lua brincando de esconder,
as nuvens formando desenhos
e muitos objetos nao indentificados.

preciso muito de uma amiga
ou amigo
pra sair comigo descobrindo
o mundo
com as suas tristezas e alegrias.

alguem que escute os meus segredos
saindo de mim feito enxurrada.
alguem que saiba dos meus medos,
que ria muito com os meus risos
que fale abobrinhas ou coisas serias
e que,as vezes,respeite
o meu silencio de peixe.

Elias josé

Algumas vezes na vida, você encontra uma amiga especial. Alguém que muda sua vida simplesmente por estar nela. Alguém que te faz rir até você não poder mais parar. Alguém que faz você acreditar que realmente tem algo bom no mundo. Alguém que te convence que lá tem uma porta destrancada só esperando você abri-la. Isso é uma amizade pra sempre. Quando você está pra baixo e o mundo parece escuro e vazio, sua amiga pra sempre te põe pra cima e faz com que o mundo escuro e vazio fique bem claro. Sua amiga pra sempre te ajuda nas horas difíceis, tristes e confusas. Se você se virar e começar a caminhar, sua amiga pra sempre te segue. Se você perder seu caminho, ela te guia e te põe no caminho certo. Sua amiga pra sempre segura sua mão e diz que vai ficar tudo bem. Sua amiga é pra sempre, e pra sempre não tem fim.
Marilyn Monroe

Marilyn Monroe

Acho que foi brincando quando uma amiga disse,
Que se um dia ela a amizade visse,
Seria como um fim de tarde,
Daqueles sem nenhum alarde,
Daqueles em que se fica só olhando a paisagem,
Esperando que o mundo pare naquele momento,
Que não haja mais nenum prejuízo ou vantagem,
Só eperando que o tempo pare com a força do vento.

Só que ela sempre acaba, mas acaba mometaneamente,
Acaba assim de uma forma tão de repente,
Mas assim como no fim de tarde, ela vem novamente.
Igualzinho ao pôr-do-sol que no fim do dia,
Desperta em todos seus observadores uma doce alegria,
Mas quando se vai deixa um estranho vazio,
Pois a noite sempre traz uma sensação de escuro e frio.

Só que no outro dia ele reaparece,
O pôr-do-sol novamente acontece.
E por isso que é tão semelhante com a amizade,
Pois ela pode ficar um tempo esquecida,
Pode ficar sem nenhuma vida,
Mas depois de um tempo acaba resurgindo,
Fazendo qualquer reecontro lindo.

Às vezes é bom ter saudade,
Só assim dá pra saber o quanto é importante a amizade,
E o quanto os laços invisivéis,
São inquebravéis e indestrutivéis.

Essa é a amizade, um fim de tarde,
Um sentimento que arde,
Todos os corações de uma vez só,
E expremem todos num gostoso nó,
Que jamais pode ser desatado,
Um nó eterno e amado.

Bruno M. Tôp

Eu tenho uma amiga
Que passa os dias sozinhas
Contando ansiosa os minutos
Pra me ver chegar
Que sente no espaço que ocupa
Uma grande vitória
Não quer invadir territórios
Que possam a história mudar

Eu tenho uma amiga
Que espera serena e ardente
E esconde entre quatro paredes
Momentos de dor
Defende o pouco que ganha
Com unhas e dentes
Ninguém que se atreva a roubar- lhe
Nem mesmo um minuto de amor

Eu tenho uma amiga
Que escuta meus passos
Vem logo correndo
Num lindo sorriso
E se joga em meus braços

Eu tenho uma amiga
Que me fez tremer
Me leva à loucura
Me mata o desejo
E me faz renascer
Eu tenho uma amiga

Eu tenho um alguém
Que nem pensa que eu estou mudado
Não sabe que tanta distância
Me fez enxergar
Que noites e noites
Eu sonho com ela ao meu lado
Que quero viver só para ela
E nada vai nos separar

Chi Xo

Quero ser mais que uma amiga

Eu não sei porquê me sinto assim, mas é mais forte que eu,
parece que algo me corrói por dentro, há um "nó" enorme em minha
garganta e um medo enorme, um medo de saber que eu posso te
perder completamente. Não te perder, porque acho que nunca te tive,
afinal, somos só bons amigos :/ Isso me magoa internamente, mas eu
esperei qualquer sinal seu, um sinal que nunca chegou, eu esperava que você captasse os meus sinais, mas acho que foram inúteis, externamente
tento parecer forte, feliz pelo seu novo romance, se você soubesse
como é brutal pra mim perguntar sobre sua relação amorosa, você nem
tocaria no assunto.

Dizem que " quando amamos alguém, queremos vê-lo feliz", mas bem
que você poderia ser feliz comigo. Quando você me contou sobre a
declaração que fez, eu fiquei em choque, como foi bela e passei um tempo
imaginando como seria se ela fosse para mim, mas não foi, e isso é fato.
Mas não posso fazer mais nada, a não ser esperar que essa seja só mais
uma relação amorosa, que seja passageira e curta, porque enquanto dura
me mata internamente e esperar também que um dia você possa me ver
como mais que "apenas bons amigos".

BiancaMarques

O travessão

Leio sobre um homem que se pôs de pé para falar no enterro de uma amiga.Referiu-se sobras datas em seu tumulo do principio ao fim. Percebeu que primeiro vinha a data do nascimento e falou da data seguinte com lagrimas, mas disse que o que mais importava era o travessao entre aqueles anos.Porque o travessao representa todo o tempo que ela passou viva na terra.E agora só aqueles que a amaram sabem o que vale aquele pequeno sinal. Porque nao importa o que possuimos: os carros... a casa... o dinheiro.Importa como vivemos e amamos e o que fizemos no espaço do travessão.Pense entao nisso longamente, intensamente... Há coisas que você gostaria de mudar? Porque nunca sabemos o tempo que nos resta(podemos estar na metade do travessao).
Se pudessemos apenas diminuir o ritmo para avaliar o que é verdadeiro e autêntico e tentassemos sempre compreender como os outros se sentem.E termos menos rapidez na raiva, e demostrarmos mais apreço e amarmos as pessoas da nossa vida como nunca amamos antes.
Se tratarmos uns aos outros com respeito, e sorrirmos com mais frequencia...
lembrando-nos que este travessão especial pode durar só mais um instante, assim quando lerem seu louvor, e o que fez na vida for revisto... você sentiria orgulho daquilo que fosse dito sobre como viveu seu travessao?

Linda M. Ellis

AMOR ADOLESCENTE
NECESSIDADES
preciso muito de uma amiga
ou amigo
pra sentar comigo na praça,
pra descobrirmos coisas no céu:
uma estrela se deslocando,a lua brincando de esconder,
as nuvens formando desenhos
e muitos objetos não identificados.

preciso muito de uma amiga
ou amigo
pra sair comigo descobrindo
o mundo
com as suas tristezas e alegrias.

alguém que escute os meus segredos
saindo de mim feito enxurrada.
alguém que saiba dos meus medos,
que ria muito com os meus risos
que fale abobrinhas ou coisas serias
e que,as vezes,respeite
o meu silencio de peixe.

Thatiany32

Triste lamento de perder uma amiga, escrevo com muito fervor!
Amo tanto que me falta o ar, amiga sua presença ainda me causa dor!
As noites ao teu lado na sua dor, pra mim está sendo eternidade!
Agora sei que fui condenada pela alegria, viver a dor com intensidade!
Ainda dorme amiga? se acaso acordar do sono profundo estarei aqui!
Fui feliz todos os dias ao seu lado, ainda lhe tenho daqui!
Meus olhos ainda se encontram tristes, pois não lhe vejo mais!
Porém minha alma está feliz, por saber que nunca me esquecerá jamais!

Rosângela Aparecida Ribeiro

Hoje uma amiga minha veio dizer-me que estava lendo meus textos e que tinha se identificado com alguns deles.
Senti uma pontadinha de orgulho de mim mesma, mas, logo em seguida, ao abrir a página em que publico os mesmos,
senti não uma pontadinha, mas uma apendicite daquelas bravas, ao me dar conta que eu simplesmente não escrevi mais.

Não escrevi mais. Olhando assim me parece assustador.
Mas, consegui encontrar uma razão plausível, não compreensível, mas plausível para o causo.
Minha vida tem sido feita de contas. Não sobram mais espaços para palavras.

Faço contas todas as manhãs da semana durante dois semestres por ano na faculdade.
Engenharia não é lá feita para aqueles amantes das palavras.

Faço contas todas as tardes olhando para o relógio, diminuindo de 17h00min o horário em que me encontro.
Faço contas de custos toda vez que compro algo muito caro, abrindo o site do Banco e vendo o extrato do cartão de crédito,
diminuindo do limite total tudo que já gastei até agora. Faço as contas de quantos esporros vou ouvir da minha mãe
por eu estar gastando mais do que minha bolsa de estudos cobre.

Todos os dias da semana faço as contas de quantos dias faltam para o final de semana. E quando chega o final de semana,
faço contas meio que não querendo fazer, pra ver quantas horas ainda me restam de final de semana.

Todo domingo, faço contas de quantas horas vou precisar dormir pra conseguir acordar segunda feira e ir pra faculdade sóbria
o suficiente para fazer contas e depois me manter acordada no trabalho fazendo as contas de quantas vezes minha chefe diz:
por gentileza, dê uma olhadinha no e-mail que eu te encaminhei com um pedido relativo a reserva de carro para a visita
técnica dos pesquisadores... bla bla bla (faço contas inclusive imaginando quanto tempo vai levar pra eu arranjar um estágio
decente).

Todos os minutos faço contas do tamanho da saudade que sinto do meu namorado, e faço contas pra saber quanto tempo ainda
falta para chegar sexta feira pra gente poder ficar juntinho, e daí me lembro que nesse momento, começam as contas infelizes
de quanto ainda sobra de tempo pra gente ficar junto, até chegar domingo a noite e eu ter que fazer as contas de quanto
tempo eu vou precisar dormir para ficar de boa na segunda feira.

Durante todos os almoços faço contas para correr contra o relógio e tentar aproveitar melhor os 45 minutos que tenho para
comer, e faço contas também contra a balança calculando quantas daquelas calorias vão me fazer engordar.

Agora mesmo é que estou assustada. Que vida de números, de contas e de tempo contado que tem sido a minha. Mas não é só
a minha. Como diria meu professor de matemática do Ensino Médio, depois da escola, a vida diz "Bem vindo ao mundo dos adultos".
E nesse mundo meu camarada, quem não faz contas, não sobrevive.

Entretanto, para sobreviver a todas as contas que somos obrigados a fazer, precisamos buscar nas palavras de um amigo, de uma
mãe, de um marido, de um namorado, de um filho, ou sei lá, do porteiro ou do motorista, enfim, palavras que nos dêm suporte
para continuar tendo forças para não jogar as contas para o alto e não deixar a peteca cair. Nessas horas, uma palavra vale
por mil números e mil contas de algorítimos ou então derivadas. É, acho que vou voltar a escrever.

Kathlen Heloise Pfiffer

A dor da perda de quem amamos
Alguém que amo (uma amiga) perdeu uma pessoa muito querida. Ficou triste, deprimida e mais solitária, guardando, inicialmente, esses sentimentos só para ela, o que a deixou pior.
Foi aí que conversamos e eu sugeri para ela compartilhá-los com mais alguém de sua confiança e/ou solicitar ajuda profissional.
Sabemos que, às vezes, quando as pessoas estão muito tristes, elas ficam com dor de estômago ou de cabeça etc. Essa minha amiga ficou muito deprimida.
Quando sentimos esse tipo de dor, além de procurarmos fazer o que está posto antes, podemos refletir sobre o que mais nos perturba e tomar algumas pequenas decisões que farão diferença no nosso “estado de dor”. Por exemplo: ler um livro preferido, conversar com alguém da nossa confiança, dar e receber um abraço que nos diga: “você não está sozinha, nós a amamos”, ou, quem sabe, encontrar alguém que dê colo ao nosso coração.
Isto pode não ser a solução mas é um dos caminhos para a superação da perda, enfim, é terapêutico.

Delva Brito

ESPERAR


Espera pra mim é sinônimo de agonia. Um dia desses uma amiga, me disse: “Espera, dê tempo ao tempo”. Sinceramente, no alto da minha juventude me falta paciência para poder esperar... Aqueles minutos eternos, aquelas horas intermináveis... Aqueles dias que não passam nunca. Cansei de esperar... Não que o meu tempo esteja contado, não que eu não possa... Eu simplesmente tenho pressa. Cansei dessas esperas torturantes.. Cansei de fazer da minha cabeça um turbilhão de acontecimentos impossíveis, a espera, o tempo faz com que as coisas se afastem... O tempo nos traz expectativas, ilusões... O tempo nos leva alegrias,oportunidades, momentos... Cansei de viver com tempo... Estou com pressa, pressa de ser feliz. Pressa de viver. Ficar esperando por alguém, é a mesma coisa que viver em banho Maria... Cozinhando, Cozinhando...

Mayara Pandolfi

Vamos falar da Paula.

O tio foi visitar uma amiga e resolveu levar a sobrinha, Sara, junto. Enquanto eles (os adultos) ficaram conversando em uma sala, deixaram Sara brincando sozinha em uma outra sala. A sala dos sonhos, lotada de brinquedos. O nome da dona? Paula - e ela não estava lá. Sara nem se deu conta de quanto tempo ficou naquela sala, mas foi como estar no paraíso (baseado no seu conceito de paraíso na época). A Paula provavelmente era a menina mais sortuda do mundo. Ela tinha todos os brinquedos legais da face da terra. A casa da Barbie! Meu Deus, ela tinha a casa da Barbie também.

Ok. Que 'mané Sara' o que. Essa menina sou eu.

Até hoje não tenho a mínima ideia de como seja a Paula. Nunca a vi. Mas o tempo todo que fiquei brincando naquela sala, fingi ser ela. Fingi que aqueles brinquedos eram os meus, que aquela casa era a minha e que aquele nome era o meu. Me lembro que depois disso, em minhas brincadeiras geralmente eu me chamava Paula. Ficava imaginando como ela era fisicamente e em todas as possibilidades eu tinha uma certeza: ela era linda. Ah, Paula... eu saí de lá prometendo a mim mesma que um dia teria uma sala de brinquedos igual. Ou no mínimo os meus filhos teriam. Cheguei em casa e tentei reproduzir aquele ambiente mágico à minha realidade. Foi um fracasso, óbvio. Meus brinquedos não eram os mesmos. A Paula provavelmente era filha única (achismo). Eu tinha irmãos menores para
dividir a atenção e os presentes.

Não, eu não fiquei eternamente obcecada com a Paula. Aquele fascínio de fato durou, mas logo arrumei substitutos. Tempos depois eu já “chamava outra coisa”. Era sempre assim, de ciclo em ciclo. A cada nova pessoa interessante, a cada situação estimulante eu desejava intensamente e fingia fazer parte daquele mundo. Porém não me esqueci daquele dia, no sala de brinquedos da Paula, porque em minha memória foi quando tudo começou. Ou pelo menos foi a vontade “mais forte” que tinha tido até o momento. Então eu dei o nome pra isso de 'complexo de Paula'.

Fantasia de criança? Atitude normal? Característica de temperamento? Enfim. Me diga, você já se sentiu assim?

Agora responda só pra você: AINDA se sente assim?
Desejando algo que outra pessoa tem? Ou pior: desejando ser essa pessoa? Em crianças isso parece ser bem comum. Dei exemplos 'bobos' da minha infância como brinquedos, mas aquilo fazia parte da minha realidade na época. Depois que crescemos o foco muda, as vontades são outras. Mas o desejo de ter, de ser...vira e mexe aparece. Culpa do complexo de Paula.

Materialismo, aparência, títulos... normalmente são essas as motivações. Sim, é banal. Sim, é fútil. Mas como controlar essas vontades? Como frear esses sentimentos?

Difícil admitir tudo isso, não? Ainda mais em uma sociedade que vive em nome da aparência e da falsa paz. Mas creio que seja o primeiro passo pra controlar esse complexo.

Então vamos falar as claras: é preciso parar de achar que a grama do vizinho é sempre melhor do que a sua. É preciso valorizar o que você tem, as suas conquistas, a sua realidade. O tempo está passando e não sei quanto tempo nos resta. Só sei que, quando olho para trás vejo que perdi muito tempo desejando o que não era meu. Desejando coisas banais por vaidade, por “status”. Você também já se sentiu assim?

Quero olhar para a minha vida e ser agradecida pelo que tenho. Se eu desejar algo que for lícito e que acima de tudo convém, ao invés de só desejar, fantasiar, que eu arregace as mangas e vá a luta. Dentro dos meus limites, da minha realidade. Se rolar, ótimo. Se não rolar, paciência. Me diz: o que fazer? Arrancar todos os cabelos da cabeça ou nos entupirmos de chocolate? (se bem que chocolate não é uma má ideia...rsrs)

Eu sei, caro pensador...parece fácil na teoria, mas na prática é complicado. Mas a gente tem outra escolha a não ser se esforçar pra colocar essa teoria toda em prática? É uma batalha diária pela frente, meu amigo. Ilusão sua achar que não. Temos que nos policiar todos os dias, manter o foco.
O ser humano é um tanto quanto complicado e normalmente as coisas não se resolvem em um passe de mágica. Melhorar é um exercício diário.

Bom...eu tô disposta... E você?
E aliás, já vou te adiantar uma coisa: "Paula, queridinha, você já era".

Tainah Ferreira

Nunca gostei de textos muito melosos, mas essa semana vi uma amiga passar por uma situação, e me deu vontade de escrever sobre isso. Se engana quem acredita que o amor acaba. O encanto pode acabar, a paixão pode diminuir, mas o amor quando é de verdade mesmo, não tem fim. Ele permanece independente do tempo e da distância. Ele te arranca uma lágrima junto a um sorriso no rosto, mas permanece prese
nte em todos os momentos. Posso falar com propriedade que sei o que é o amor. Me sinto privilegiada por isso, apesar das circunstâncias. Conheci o amor quando ainda era muito nova, e talvez por tanta ingenuidade, não soube aproveitá-lo o máximo que podia. Não me arrependo das minhas atitudes, mas também não posso questionar o destino e os rumos que deram a ele. Amei e fui muito amada, vivi momentos incríveis que levo na memória pro resto da vida. Me considero uma garota de sorte. Tive a oportunidade de conviver com a pessoa mais linda e pura que já conheci. Veio com uma missão importante, e que foi cumprida. Partiu, e me deixou a maior lição que podemos aprender: provou que o amor existe. Um dia assisti a um filme – Um amor para recordar – ainda com ele, e chorei feito criança. Nunca gostei de finais tristes, sempre me acostumei com os contos de fada onde tudo era perfeito e o amor não acabava. Mas descobri que longe de ser um conto de fadas, a vida te prega muitas peças, e nem sempre os finais são como os dos desenhos ou filmes românticos. Mas mais do que isso, descobri que nem sempre o amor acaba junto com o fim. Pra mim, ao contrário de todo resto, o amor é a única coisa que levamos além da vida. Ele vai muito além do corpo e da compreensão da mente humana, ele toca na alma. Ultrapassa qualquer entendimento ou razão. Você pode nunca mais ver e ouvir a pessoa, mas você sente a presença, o sentimento. E hoje, percebo que essa história de que amor verdadeiro só acontece na ficção não é verdade. É mentira quem diz que a morte acaba com tudo. A realidade é que quando se trata de um amor verdadeiro, a vida passa a ser apenas um detalhe.

Carolline Vieira

E hoje mesmo, sem malicia, fui perguntar para uma amiga: e essa historia de fazer tudo certo e no final dar tudo certo? Porque eu fiz tudo certo e só deu tudo errado. E perguntei o que poderia ser? De cara ela me respondeu. "Simples, na verdade você faz tudo errado." e ainda disse: "Chupa essa resposta." HAHA
Como assim? Na lata!
É ai então que percebi que eu estava me achando, a ponto de dizer o que é certo no amor. Quando na verdade somos apenas humanos tentando acertar e amar e esquecer.
Fazer algo dar certo foi meu maior erro, pensando bem. As coisas fluem como devem ser, e lutar para que tudo saiam conforme você pensou, pode fazer apagar o que realmente a vida quer nos ensinar. Já parou pra pensar quantas vezes já sofremos por algo ter dado errado?
- As coisas dão erradas a partir do momento que escolhemos o modo que elas são certas pra gente.
Escolhemos apenas um final certo, mas existem muitos finais, a probabilidade de dar errado é bem maior, e da gente sofrer então? Eu que o diga.
Deixe passar, deixe acontecer, deixe fluir. Se hoje estive com alguém, imagine só o hoje, nada de imaginar vocês juntos daqui uns anos sentando na varanda e sentindo o mesmo sentimento, nada de planejar o casamento ou até mesmo a carta que iria deixar em cima da cama no aniversario de namoro de vocês, dizendo: “Hoje é o nosso primeiro encontro.”
Mesmo com todos os receios para nos privar de sofrer, mesmo tudo dando sempre tão errado, sei que o ser humano nunca deixa de acreditar no que é certo pra ele. Então cuidado com as coisas que não aconteceram conforme pensado, talvez estejamos apenas errando onde encaixar nosso pensamento e indo com muita sede ao pote para dizer: “Deu tudo certo.

Diogo Pedro

Eu tenho uma amiga doida, outra que não bate muito bem; tem também aquela que falta um parafuso; tem aquela que vive reclamando; tem aquela que não para de sorrir; tem aquela que já é mãe e tem aquela que adora uma bagunça. Tem também a sonhadora e a pé no chão; tem aquela que adora um barraco e tem também uma que quer virar um avestruz. Tem a tímida e a devassa. Porem, todas elas fazem parte do meu mundo. Mexeu com elas, mexeu comigo!

Entre outras sorry, mas estas são as melhores!

—By Coelhinha

(Abnizia) By Coelhinha

DEDICADO A UMA AMIGA INVISÍVEL, MAS SEMPRE PRESENTE...
Somente a conheço de nome Sú
Mas sinto em suas palavras valente guerreira
Seria Su de suavidade inspiradora mulher de briga
Aquela que briga, pela justiça, pelo amor e paz
Guerreira que mata e morre pelos amigos
Aquela que zela pela inspiração de novos sonhos
Mulher Surrealista que busca nos sonhos quase impossíveis
Uma verdade palpável e aplicavel,
Verdade de sonhos surreais transformando-se em realidades
Mulher que inspira és tu, tenaz e valente
Como é bom saber que possa contar com sua força
Me levanto do mórbido sofá e num ato encorajado por ti
Volto a gritar ao mundo palavras jaz escondidas
Agora sei que não estou só nessa guerra avarenta, faminta e corrupta contra homens sem escrúpulos
Que pisa nos mais fracos, iludido em ser um Deus sem Suditos...
Nene Policia..

ANTONIO CARLOS DE OLIVEIRA(NENE POLICIA)

Desejos

Eu quero uma pessoa que não seja apenas
um amor mais uma amiga.
Que ande os mesmos caminhos que eu.
Que corra nas mesmas terras que eu correrei.
Que pule as mesmas ondas que eu cruzo.

Que diga um bom dia nas horas erradas;
uma boa tarde nas horas amargas;
uma boa noite nas horas triste.
E nas horas de luta, que diga uma boa sorte
em um simples encostar de lábios

Greyson Davi

Recentemente tive uma conversa com uma amiga, onde discutíamos sobre o projeto da jornalista Patrícia Secco de "simplificar" obras de Machado de Assis, entre outros escritores, substituindo termos entendidos como de difíceis entendimento e até arcaicos por alunos que não possuem prática e nem detém um prazer natural por literaturas mais "complicadas", aquelas que necessitam de um certo aprofundamento gramático e de vocabulário.
Entre alguns motivos citados pela repulsa por esse projeto, citou :
"Quando você altera o que o autor escreveu você está descaracterizando seu estilo, sua linguagem, enfim, sua obra. Os trechos "complicados" devem ser discutidos em sala de aula. As palavras "difíceis" devem ser desvendadas. É assim que a gente constrói conhecimento, Meu Deus do céu![...]. Outra amiga também envolvida no debate sentiu que tal ponto de vista não a incluía o seu próprio ponto de vista, e defendeu-se: " Acontece é que quando não temos esse tipo específico de interesse, estamos condicionado a não ler. É igual um livro da Mirian Leitão que eu estou lendo. Um livro muito muito bom. Explica a história das nossas moedas, os impactos sociais e etc. Pense que pra escrever muitas coisas, ela usou termos que eu desconheço. Isso é normal, afinal, não sei muita coisa sobre área financeira. Mas o que torna o livro interessantíssimo pra mim, é que quando ela cita um termo complicado em seqüência ela explica para qualquer leigo entender. E quando leio, parece que ela está falando diretamente pra mim! Ou seja, eu passo a entender a sua ideia, pois ela se fez clara e objetiva para uma pessoa bem leiga no assunto.". Independente de rotular certo ou errado, o que situações como essa nos demonstram?
Afinal, o que acontece conosco quando alguém tenta mudar ou dar outra visão àquilo que tanto nos identificamos, que tanto amamos e nos dedicamos e acostumamos a ver como sendo o nosso próprio chão?

Bukowski - Blue bird

Será que buk era um velho realmente isolado e , ou era só um papel representado pra vender? Será que faz diferença para sua obra?

Talvez um dos principais motivos da frustração que sentimos diante da constatação de que o temos como sendo sólido e imutável na verdade é como uma dama linda e voluntariosa esperando ser convidada pra dançar

xxxxxxxxxx