Uma carta P Conquistar uma Mulher

Cerca de 7238 carta Uma P Conquistar uma Mulher

... ainda existem mulheres de verdade. Mulheres que sabem se valorizar e valorizar o que têm "dentro de casa", o seu trabalho. E, acima de tudo, mulheres com quem se possa discutir um gosto pela música, pela cultura, pela família, sem medo de parecer um "chato" ou um "cara metido a intelectual".
Mulheres que sabem valorizar uma simples atitude, rara nos homens de hoje, como abrir a porta do carro para elas. Mulheres que adoram receber cartas, bilhetinhos (ou e-mails) românticos. Escutar no som do carro aquela fitinha velha dos Beegees ou um cd do Kenny G (parece meio breguinha)... mas é tão bom! Namorar escutando estas musiquinhas tranqüilas.
Penso que hoje, num encontro de um "Turbinado" com uma "Saradona", o papo deve ser do tipo: - "meu"... o meu professor falou que posso disputar o Iron Man que vou ganhar fácil!." - "Ah meu...o meu personal Trainner disse que estou com os glúteos bem em forma e que nunca vou precisar de plástica". E a música??? Só se for o último sucesso "(????)" dos Travessos ou Chama-chuva..." e o "Vai Serginho"???...
Mulheres do meu Brasil Varonil! Não deixem que criem estereótipos! Não comprem o cinto de modelar da Feiticeira. A mulher brasileira é linda por natureza! Curta seu corpo de acordo com sua idade, silicone é coisa de americana que não possui a felicidade de ter um corpo esculpido por Deus e bonito por natureza.
E se os seus namorados e maridos pedirem para vocês "malharem" e ficarem iguais à feiticeira, fiquem... Igual a Feiticeira dos seriados de TV: Façam-os sumirem da sua vida!!!

Arnaldo Jabor

Se a gente se insinua, é atirada;
Se fica na nossa, está dando uma de difícil.
Se aceita se entregar no início do relacionamento, é mulher fácil;
Se não quer ainda, está fazendo doce.
Se põe limitações no namoro, é autoritária;
Se concorda com o que o namorado diz, é sem opinião.
Se sai mais cedo do trabalho, é folgada;
Se faz hora extra, é gananciosa.
Se chateia-se com alguma atitude dele, é uma mulher mimada;
Se aceita tudo o que ele faz, é submissa.
Se quer ter 4 filhos, é uma louca inconseqüente;
Se só quer ter 1, é uma egoísta que não tem senso maternal.
Se gosta de rock, é uma doida;
Se gosta de música romântica, é brega.
Se faz cena de ciúme, é uma neurótica;
Se não faz, não sabe defender seu amor.
Se fala mais alto que ele, é uma descontrolada;
Se fala mais baixo, é subserviente.

Dayane

Mulher e menina

Sou assim pequenina
Metade mulher... metade menina...
Sou a menina que canta...
que brinca e ri...
Sou a menina
que corre pela calçada... despreocupada...
Sou a mulher que sonha em ser amada
Mas por um amor fatal....
Daqueles devastador... e verdadeiro...
Não somente um amor carnal...
Um amor verdadeiro...
a alma gémea encontrada...
Menina ou mulher
Mulher ou menina
Que a vida ensina
A viver assim...
Mesmo que este viver
Seja um sonho sem fim...

Celia Piovesan

Sobre o abraço

Se um homem soubesse o poder que seu abraço tem ao acolher uma mulher, a segurança que ela sente, todas as melhores coisas que passam em sua mente, o quanto ela se entrega. Se ele desconfiasse que naquele momento ele a tem inteira, completa, repleta de uma felicidade extrema. Será que ele se manteria ali por mais alguns segundos? Será que a pressa de um abraço seco se tornaria próximo do que uma mulher sente? Será que ele entenderia que essa coisa tão simples, tão gratuita, dentre muitas coisas no mundo é o que gente mais precisa, é o que nos abriga, é o que dá paz ao nosso sono?

Cáh Morandi

Tudo que move é sagrado
E remove as montanhas
Com todo cuidado, meu amor
Enquanto a chama arder
Todo dia te ver passar
Tudo, viver a teu lado
Com o arco da promessa
No azul pintado pra durar
Abelha fazendo o mel
Vale o tempo que não voou
A estrela caiu do céu
O pedido que se pensou
O destino que se cumpriu
De sentir seu calor e ser todo
Todo dia é de viver
Para ser o que for e ser tudo
Sim, todo amor é sagrado
E o fruto do trabalho
É mais que sagrado, meu amor
A massa que faz o pão
Vale a luz do teu suor
Lembra que o sol é sagrado
E alimenta de ouro horizontes
O tempo acordado de viver
No inverno te proteger
No verão sair pra pescar
No outono te conhecer
Primavera poder gostar
No estio me derreter
Pra na chuva dançar e andar junto
O destino que se cumpriu
De sentir teu calor e ser tudo
Sim, todo amor é sagrado, sim.

Beto Guedes e Ronaldo Bastos

O rosto da mulher madura entrou na moldura de meus olhos.

De repente, a surpreendo num banco olhando de soslaio, aguardando sua vez no balcão. Outras vezes ela passa por mim na rua entre os camelôs. Vezes outras a entrevejo no espelho de uma joalheria. A mulher madura, com seu rosto denso esculpido como o de uma atriz grega, tem qualquer coisa de Melina Mercouri ou de Anouke Aimé.

Há uma serenidade nos seus gestos, longe dos desperdícios da adolescência, quando se esbanjam pernas, braços e bocas ruidosamente. A adolescente não sabe ainda os limites de seu corpo e vai florescendo estabanada. É como um nadador principiante, faz muito barulho, joga muita água para os lados. Enfim, desborda.

A mulher madura nada no tempo e flui com a serenidade de um peixe. O silêncio em torno de seus gestos tem algo do repouso da garça sobre o lago. Seu olhar sobre os objetos não é de gula ou de concupiscência. Seus olhos não violam as coisas, mas as envolvem ternamente. Sabem a distância entre seu corpo e o mundo.

A mulher madura é assim: tem algo de orquídea que brota exclusiva de um tronco, inteira. Não é um canteiro de margaridas jovens tagarelando nas manhãs.

A adolescente, com o brilho de seus cabelos, com essa irradiação que vem dos dentes e dos olhos, nos extasia. Mas a mulher madura tem um som de adágio em suas formas. E até no gozo ela soa com a profundidade de um violoncelo e a sutileza de um oboé sobre a campina do leito.

A boca da mulher madura tem uma indizível sabedoria. Ela chorou na madrugada e abriu-se em opaco espanto. Ela conheceu a traição e ela mesma saiu sozinha para se deixar invadir pela dimensão de outros corpos. Por isto as suas mãos são líricas no drama e repõem no seu corpo um aprendizado da macia paina de setembro e abril.

O corpo da mulher madura é um corpo que já tem história. Inscrições se fizeram em sua superfície. Seu corpo não é como na adolescência uma pura e agreste possibilidade. Ela conhece seus mecanismos, apalpa suas mensagens, decodifica as ameaças numa intimidade respeitosa.

Sei que falo de uma certa mulher madura localizada numa classe social, e os mais politizados têm que ter condescendência e me entender. A maturidade também vem à mulher pobre, mas vem com tal violência que o verde se perverte e sobre os casebres e corpos tudo se reveste de uma marrom tristeza.

Na verdade, talvez a mulher madura não se saiba assim inteira ante seu olho interior. Talvez a sua aura se inscreva melhor no olho exterior, que a maturidade é também algo que o outro nos confere, complementarmente. Maturidade é essa coisa dupla: um jogo de espelhos revelador.

Cada idade tem seu esplendor. É um equívoco pensá-lo apenas como um relâmpago de juventude, um brilho de raquetes e pernas sobre as praias do tempo. Cada idade tem seu brilho e é preciso que cada um descubra o fulgor do próprio corpo.

A mulher madura está pronta para algo definitivo.

Merece, por exemplo, sentar-se naquela praça de Siena à tarde acompanhando com o complacente olhar o vôo das andorinhas e as crianças a brincar. A mulher madura tem esse ar de que, enfim, está pronta para ir à Grécia. Descolou-se da superfície das coisas. Merece profundidades. Por isto, pode-se dizer que a mulher madura não ostenta jóias. As jóias brotaram de seu tronco, incorporaram-se naturalmente ao seu rosto, como se fossem prendas do tempo.

A mulher madura é um ser luminoso é repousante às quatro horas da tarde, quando as sereias se banham e saem discretamente perfumadas com seus filhos pelos parques do dia. Pena que seu marido não note, perdido que está nos escritórios e mesquinhas ações nos múltiplos mercados dos gestos. Ele não sabe, mas deveria voltar para casa tão maduro quanto Yves Montand e Paul Newman, quando nos seus filmes.

Sobretudo, o primeiro namorado ou o primeiro marido não sabem o que perderam em não esperá-la madurar. Ali está uma mulher madura, mais que nunca pronta para quem a souber amar.

Affonso Romano de Sant'Anna

Sou menina sou mulher.
Te faço rir e chorar.
Amo o luxo e o lixo.
Tenho gosto por flores
e paixão por armas
Feminina não feminista.


Adoro as jóias porem
motores me fascinam.
Não pode me faltar o sol
mas tenho a noite na alma.
Sinto fome de saciedade.
Se me der seu amor,
vou querer seu prazer
e pra que só prazer
se procuro um romance?


Sou sempre um paradoxo.
Tão obscura, tão distinta.
Sou uma em tantas.
Corro contra o tempo,
vou sem pressa de chegar.
Vivo assim por viver!

Ana Paula Félix Gervoni

A NORMALISTA

TODOS OS DIAS ELA PASSA JUNTO A MIM
BELA, FASCINANTE NO SEU JEITO QUE ENCANTA.
OS CABELOS PRETOS, OS LÁBIOS DE CARMIM,
FAZENDO AO ME VER SEU ARZINHO DE SANTA…

SAIA AZUL, BLUSA BRANCA, A NORMALISTA ENFIM,
É A ALEGRIA QUE MEUS OLHOS ENCANTA,
O MOTIVO QUE ME FAZ FICAR PARADO ASSIM,
COM O OLHAR ENFEITIÇADO QUE AOS TRANSEUNTES ESPANTA.

E TODOS OS DIAS UM SÓ OLHAR ELA ME LANÇA,
SEGUINDO SÉRIA, SEM VER QUE LHE ESTOU SORRINDO,
PROCURANDO O SEU ROSTO QUE É TÃO LINDO…

SENDO MOÇA, NÃO PASSA DE UMA CRIANÇA,
QUE PARA OLHA-LA NINGUÉM JAMAIS SE CANSA
O SEU SORRISO FACEIRO COM O OLHAR PEDINDO…

Victor Motta

Descobre-te como mulher

Com a leveza de uma menina

Olha-te no espelho, abra um sorriso.

Olha dentro dos teus belos olhos

Vê essa chama que te compreende

Esse desejo de gritar

Essa ternura que te acalma



Precisas de um consolo que tu mesmo guarda

De uma alegria que de teu próprio peito brota

É essa breve solidão tua melhor amiga

Que te escuta calada e seca teu pranto.

Laerte Pedroso

Mulher Ideal

"Tudo começa com os olhos. Ela tem que ter olhos que vejam mais do que meras futilidades, e enxerguem o bem nas pessoas. 20% anjo, 80% demônio. Com os pés no chão. E que não tenha medo, de sujar as mãos trabalhando."
Vin Diesel
(Dom Toretto - Em Velozes e Furiosos 4)

Vin Diesel (Dom Toretto - Em Velozes e Furiosos 4)

Mulheres,
Dotadas de mãos suaves e ternas
Que aconchegam e dão carinho,
Porém, ao mesmo tempo firmes
Para transmitir segurança na hora certa.

Mulheres,
Dotadas de olhos brilhantes,
Olhos que fitam com doçura,
Olhos que transmitem o que está guardado
Dentro da sua alma
Olhos que não sabem mentir.

Mulheres,
Dotadas de lábios delicados,
Lábios que falam de Deus,
Sobre o universo e de toda a criação.
Lábios que cantam poemas sobre a vida
Lábios que são as portas
Que deixam escapar a verdadeira voz do amor.

Mulheres,
Que demonstram seu sofrimento
Da forma sincera e humana que existe
Mas que também não conseguem esconder
Quando estão completamente felizes.

Mulheres,
Que sentem orgulho de serem mulheres
Mesmo sabendo todos os riscos que correm
Pelo fato de serem... Mulheres.

Mara Chan.

A Mulher
Ó Mulher! Como és fraca e como és forte!
Como sabes ser doce e desgraçada!
Como sabes fingir quando em teu peito
A tua alma se estorce amargurada!
Quantas morrem saudosa duma imagem.
Adorada que amaram doidamente!
Quantas e quantas almas endoidecem
Enquanto a boca rir alegremente!
Quanta paixão e amor às vezes têm
Sem nunca o confessarem a ninguém
Doce alma de dor e sofrimento!
Paixão que faria a felicidade.
Dum rei; amor de sonho e de saudade,
Que se esvai e que foge num lamento!

Florbela Espanca

AOS 3 ANOS:
Ela olha pra si mesma e vê uma rainha.

AOS 8 ANOS:
Ela olha pra si mesma e vê Cinderela.

AOS 15 ANOS:
Ela olha pra si mesma e vê uma freira horrorosa. (mãe, eu não posso ir pra sala desse jeito!!!)

AOS 20 ANOS:
Ela olha pra si mesma e vê muito gorda/muito magra, muito alta/muito baixa, muito liso/muito encaracolado, mas decide que vai sair assim mesmo...

AOS 30 ANOS:
Ela olha pra si mesma e vê muito gorda/muito magra, muito alta/muito baixa, muito liso/muito encaracolado, mas decide que agora não tem tempo pra consertar essas coisas então vai sair assim mesmo...

AOS 40 ANOS:
Ela olha pra si mesma e vê muito gorda/muito magra, muito alta/muito baixa, muito liso/muito encaracolado, mas diz: pelo menos eu sou limpa e sai mesmo assim...

AOS 50 ANOS:
Ela olha pra si mesma e vê eu sou e vai pra onde ela bem entender...

AOS 60 ANOS:
Ela olha pra si mesma e se lembra de todas as pessoas que não podem mais se olhar no espelho. Sai de casa e conquista o mundo...

AOS 70 ANOS:
Ela olha pra si mesma e vê sabedoria, risos, habilidades, sai para o mundo e aproveita a vida...

AOS 80 ANOS:
Ela não se incomoda mais em olhar pra si mesma. Põe simplesmente um chapéu violeta e vai se divertir com o mundo...

Talvez a gente devesse pegar aquele chapéu violeta mais cedo...

Erma Bombeck

Muita gente acha estranho e critica mulheres que possuem uma personalidade forte e que se mostram exatamente como são. Quer saber? Adoro que se refiram a mim como quiserem, como quiserem me classificar, do melhor jeito que fizerem. É assim mesmo que eu gosto. Sabe uma coisa que me deixa super feliz? Receber um artigo de um amigo com uma 'sutilíssima' lição de moral. Nada melhor do que ser alvo dos moralistas. Sou assim mesmo: palavra crua! Mas com um ingrediente extra que está em falta em muitas mulheres: a verdade! Elas se fingem de boazinhas, purinhas, mãezinhas, e no entanto molham os seus travesseiros de lágrimas que escondem durante o dia. Poupam o outro para agradá-lo, para manter a pose de boa esposa.
Melhor do que ser verdadeira é ter pessoas que me admiram por ser assim, exatamente como sou hoje! Os 'moralistas' e 'recalcados' estão se remoendo nos sofás macios das suas salas e afundando os seus teclados ao passarem horas me 'julgando'...Ótimo! É isso que eu quero deles...Até pediria que listassem para mim as características que tenho e que ainda não percebi. Estou montando uma autobigrafia e seriam todos muito bem-vindos.
Já tive medo de expressar o que eu sentia e pensava...Hoje não!
Arrogância? Também não! É apenas a expressão do que sinto!

Cristiane Galvão

A mulher carioca

A gaúcha tem a fibra
A mineira o encanto tem
A baiana quando vibra
Tem isso tudo e o céu também
A capixaba bonita
É de dar água na boca
E a linda pernambucana
Ai meu Deus, que coisa louca
A mulher amazonense
Quando é boa é até demais
Mas a bela cearense
Não fica nada pra trás
A paulista tem a erva
Além das graças que tem
A nordestina conserva
Toda a vida e o querer-bem...

E a mulher carioca
O que é que ela tem?
Ela tem tanta coisa
Que nem sabe que tem

Ela tem um corpinho
Que mais ninguém tem
Ela faz um carinho
Melhor que ninguém
Ela tem passarinho
Que vai e que vem
Ela tem um jeitinho
De nhen-nhen-nhen-nhen

Ela tem, tem, tem...

Vinicius de Moraes

Estes homens não sabem o que querem....

Se a gente se insinua, é atirada;
Se fica na nossa, está dando uma de difícil.
Se aceita se entregar no início do relacionamento, é mulher fácil;
Se não quer ainda, está fazendo doce.
Se põe limitações no namoro, é autoritária;
Se concorda com o que o namorado diz, é sem opinião.
Se sai mais cedo do trabalho, é folgada;
Se faz hora extra, é gananciosa.
Se chateia-se com alguma atitude dele, é uma mulher mimada;
Se aceita tudo o que ele faz, é submissa.
Se quer ter 4 filhos, é uma louca inconseqüente;
Se só quer ter 1, é uma egoísta que não tem senso maternal.
Se gosta de rock, é uma doida;
Se gosta de música romântica, é brega.
Se faz cena de ciúme, é uma neurótica;
Se não faz, não sabe defender seu amor.
Se fala mais alto que ele, é uma descontrolada;
Se fala mais baixo, é subserviente.

Dayane

Algo Mais (Walmir Palma) p/ Rosa Passos


Ouço sua voz,

De tão feliz levito

E o infinito

Cabe dentro de mim.

Basta sua voz

E nada em mim respira,

É como se Akira

Filmasse Areta e Elis.

É paz!

A gente nunca esquece.

É meio Elizete.

É Dalva tão feliz.

Na sua voz,

Toda canção é mantra,

É luz que Yogananda

Emana entre os mortais.

É cura. É néctar de rosa,

De dentro para fora,

É voz e algo mais!

Walmir Palma

Sabe... eu cansei...

Cansei de beijar bocas por beijar,

de abraçar sem vontade,

de sorrir por conveniencia,

de dizer EU TE AMO pra não decepcionar,

de dizer sim pra agradar,

de me calar por medo de ofender, ainda que eu tenha sido ofendida,

de escutar tudo calada por medo de represária,

de pedir desculpas sabendo que a culpa não foi minha,

de viver de aparencias,

de ter de dizer "Que ótimo" quando na verdade eu queria dizer " Odiei".

Cansei... cansei... cansei...

E bem me importa o que as pessoas ao meu redor vão pensar... já me cansei da maioria delas também.

CANSEI!!!!!!!!!!!!!!!

Maria Rita Avelar

FAMÍLIA

Família.
Família...
Todos temos,
Dela viemos.
Nela nascemos...
Então crescemos.

Para uns,
a família é só o pai,
para outros, só a mãe,
muitos só têm o avô...
Mas é família:
sinônimo de calor!

Tem família
que é completa,
repleta,
discreta,
seleta,
aberta...

Outra,
é engraçada,
atiçada,
afinada,
engrenada,
esforçada,
empenhada...

Mas tem família
complicada,
indelicada,
desajustada,
desacertada,
debilitada...

Família...
Família é assim:
lá não temos capa
- nada nos escapa!
Máscaras, como usar?

Não, não dá prá enganar!
Às vezes queremos fingir,
mas isto é apenas mentir...

E, é lá dentro de casa
que surge, cresce, aparece,
o lobo voraz,
o urso mordaz,
elefantes ferozes,
(com trombas e tudo)
leões velozes
com unhas e dentes
inclementes...

Família...
Família é lugar
onde convivem os diferentes:
um é risonho, outro tristonho;
um é exibido, outro inibido;
um é calado, outro exagerado;
um é cabeludo, outro testudo;
um é penteado, outro descabelado...

Família...
Família é assim:
nunca é possível contentar,
pois onde há diferenças,
haverá desavenças.
como a todos agradar?

Mas entre todos os valores
Cultivados entre nós
Há algo como uma voz
Muito enfática a dizer:
“Cultive a educação,
faça lazer, haja afeição;
dê carinho, tudo aos seus!
Mas o maior valor
– maior até que o amor –
é cultivar Deus!”

Noélio Duarte

Sinto

Sinto que se você se for eu não vou agüentar...
que sem seu cheiro,sua voz eu não mais
possa existir!
Que sua presença se faz tão necessária quanto
o ar que respiro...
Que pensar em você é tão natural quanto o
pulsar de meu coração....
Sinto que saudades serão eternas enquanto viver,
Sinto que um amor tão belo assim nunca mais terei...
Porque só seu amor me faz viver,
só seu sorriso ilumina meu dia.
SÓ SEI AMAR VOCÊ!!!

Lívia Rangel