Trago

Cerca de 429 frases e pensamentos: Trago

"Sem tirar os pés do chao, eu tenho alma de campeao, coraçao de vencedor e no peito trago um graande amor...!!"

Benjamim Portela de Aguiar Neto

Pois trago eu do amor um nada, escondido em mim. Não costumo usar as palavras de outrora, que acompanhavam o coração, que dilaceravam, arranhavam, cortavam em fatias, ao chão, levo só os pés, esperança não me causa graça, ora seja desgraça um sorriso hoje frio que cabe em meu rosto orelha a orelha, sinto falta do cheiro que juntava ao meu...

Mandy Brojato

Das saudades que eu trago, a mais forte é aquela do que não fiz!

Junior Do Vale

Trago dentro de mim dua pessoas, nao que uma seja boa e outra ruim, apenas uma é diferente da outra, é que uma é melhor que a outra, e a outra, é mais forte que uma, tem vezes que não consigo controlar e ela explode, sim, ela não é ruim, mas machuca as pessoas, pelo fato de ser sincera de mais, ou ate mesmo irônica, mas a verdade é que nunca foi minha intenção, e nem que a culpa seja sua, eu apenas sou fraco de mais para controlá-la, a outra, bem a outra é capaz de seduzir, de te fazer a pessoa mais importante para ela, sei la, ela apenas tem esse dom, talvez não seja bom isso, pois quando a outra aparece, ela estraga tudo, tudo o que o meu lado bom construiu, o ruim vem e destrói, mas a verdade é que eu sou uma pessoa só, e ninguém entende o que se passa aqui dentro.
Por mais que isso seja ruim, em algum momento eu vou te magoar não que isso seja minha intenção deste o inicio, mas é que sempre foi assim, só quero que saiba que nunca será minha intenção, só espero que saiba perdoar, e entender estas duas personalidades que vivem dentro de mim.
“Creio que estou no meu caminho”.

Cezar Fruhauf

Ah, se esse sorriso que trago, estampado em minha face, revelasse o que trago na essência de minh'alma...
Ah, se meus olhos transparecessem as intimidades do meu coração...
Ah, se as pessoas pudessem enxergar tudo o que está guardado aqui, dento de mim...
Se, todas as vezes, que eu soltasse uma daquelas gargalhadas estrondantes as pessoas ouvissem o choro do meu peito... certamente, todos tapariam os ouvidos e me acompanhariam em um interminável coral de prantos!

Mayara Teixeira

"E nem sempre
O sorriso que trago
É a vida que levo."

deb

Revelou-me a vida o sentido da minha existência;
o valor em sentimento que trago no peito;
a ternura propagada num carinho incessante;
a alegria do amanhecer em meus olhos;
a virtude desigual de poder amar.
Revelou-me a vida, que tua ausência é um martírio;
qualquer lembrança diminui a dor que tras a saudade;
tais melodias despertam lágrimas em meu rosto;
toda razão que o amor compõe eu encontro em teus braços.
Revelou-me a vida um coração que pulsa forte;
um sonho tão distante que eu pude alcançar;
o encontro imperdível do "pra sempre" com o "eterno";
a felicidade que por direito era nossa.
Revelou-me a vida. É verdade!
No caminho onde vão teus passos, minha mãe segura a tua;
a sensação que traduz o toque, só o sabor dos teus lábios dá, porque não houve outra boca na qual beijei com tanto desejo de um amor perpétuo.
Revelou-me a vida, que amar é a essência mais pura que só pude perceber com você... Imensidão de mergulhar com olhos fechados... Fascínio deslumbrante de um amor maior que tudo... Proteção de um anjo na forma de um ser, que por tudo que és, foi inevitável não amar.

KarleneMagalhães

PAIXÃO OBSCENA


Trago em meus versos
porções infindas de indizíveis
e imprevisíveis palavras
soletro o desejo complexo
dos braços em milhares de abraços
com os dedos furtivos,
bocas em corpos lascivos
de um querer intenso e proibido
que esquece o impreciso perigo
sentimentos somente exprimíveis
através do contato das mãos
ou talvez as mesmas palavras
roubem toda e qualquer cena
de tão obscenas que parecerão

Siomara Reis Teixeira

Não nego
No leito
Um trago
Te entrego
Na palma
Da mão
A alma
Sossego
No peito
Me acalma
No leito
Da palma
Da mão
Um afago
Com calma
Naufrago
No lago
Da alma
E apago

(- Naufrágio -)

Lina Marano

Não importa se o sonho e a minha saudade no tempo ficou
O que importa é que trago lembranças bonitas que a vida ensinou...
Aprendi que o amor é mais forte que o tempo
Neste tempo a saudade alimenta o amor
Ela sabe que eu sonho a todo momento
Com seu beijo, seu cheiro e o nosso calor
(Quem amou não esquecerá jamais
Nesse tempo eu não esqueci todas juras que fiz
Quem amou não esquecerá jamais. É verdade que ainda te amo, te quero demais, para ser feliz)
Não importa se o sonho e a minha saudade no tempo ficou.

Vinicius Carniel

Quero ter honestidade e pureza como têm os ingênuos, mas abro mão da ingenuidade em si e trago para mim a sagacidade necessária para a vida.

Érica Marina

A tranco e barranco abriu a porta
Um trago; perguntou? Não, dois...
Viu o vento? Não. E tu? Também Não.

Elizaete Ribeiro

O que será um laço? Será que sabemos diferenciar um laço de um nó? No dia de hoje trago uma mensagem para que possamos refletir que nossas ligações devem ser como laços. Do poeta e escritor gaúcho Mário Quintana, encontramos uma preciosidade que fala sobre algo muito simples: um laço. Escreveu ele: Eu nunca tinha reparado como é curioso um laço... Uma fita... Dando voltas. Enrosca-se, mas não se embola. Vira, revira, circula e pronto: está dado o laço. É assim que é o abraço: coração com coração, tudo isso cercado de braço. É assim que é o laço: um abraço no presente, no cabelo, no vestido, em qualquer coisa onde o faço. E quando puxo uma ponta, o que é que acontece? Vai escorregando... Devagarzinho, desmancha, desfaz o abraço. Solta o presente, o cabelo, fica solto no vestido. E, na fita, que curioso, não faltou nem um pedaço. Ah, então, é assim o amor, a amizade. Tudo que é sentimento. Como um pedaço de fita. Enrosca, segura um pouquinho, mas pode se desfazer a qualquer hora, deixando livre as duas bandas do laço. Por isso é que se diz: laço afetivo, laço de amizade. E quando alguém briga, então se diz: romperam-se os laços. E saem as duas partes, igual meus pedaços de fita, sem perder nenhum pedaço. Então o amor e a amizade são isso... Não prendem, não escravizam, não apertam, não sufocam. Porque quando vira nó, já deixou de ser um laço! Tem toda razão o poeta em sua analogia. Amor e amizade são sentimentos altruístas. Quem ama somente deseja o bem do ser amado. Por isso, não interfere em suas escolhas, em seus desejos. Sugere, opina, mas deixa livre o outro para a tomada das próprias decisões. Quem ama auxilia o amado a atingir seus objetivos. Nunca cobra o ofertado, nem exige nada em troca. Quem ama não aprisiona o amado, não o algema ao seu lado. Ama e deixa o amado livre para estender suas asas. Assim crescem os dois, pois há espaços para ambos conquistarem. Na amizade, não se faz diferente o panorama. O verdadeiro amigo não deseja que o outro pense como ele próprio pois reconhece que os pensamentos são criações originais de cada um. Entende que o amigo é uma bênção que lhe cabe cultivar e o auxilia a realizar a sua felicidade sem cogitar da sua própria. Sente-se feliz com o bem daquele a quem devota amizade. Entende que cada criatura humana é um ser inteligente em transformação e que, por vezes, poderão ocorrer mudanças na forma de pensar, de agir do outro. Mudanças que nem sempre estarão na mesma direção das suas próprias escolhas. O amigo enxerga defeitos no coração do outro, mas sabe amá-lo e entendê-lo mesmo assim. E, se ventos diversos se apresentam, criando distâncias entre ambos, jamais buscará desacreditar ou desmoralizar aquele amigo. Tudo isso, porque a ventura real da amizade é o bem dos entes queridos. Um laço que ata... Um laço que se desata.. Aqueles a quem oferecemos o coração, poderão se distanciar, buscar outros caminhos, atravessar outras fronteiras. Eles têm o direito de assim proceder, se o desejarem. De nossa parte, lembremos da leveza do laço e cuidemos para que não se transforme em nó, que prende e retém. Querida amiga! Vamos fazer de nossas relações laços leves, laços de amizade, laços de amor, onde jamais transformemos num nó. Mário Quintana expõe muito bem o que é um laço. Que possamos ter vários laços em nossa vida e sejamos felizes!

Carlos almeida

Aportam em meus olhos,
lágrimas de saudade,
trago o meu passado,
para a realidade,

um vazio tão imenso,
que penetra as entranhas,
ocupa o coração,
a alma fica tristonha.

Viver do passado,
alimentar um amor perdido,
é querer prolongar, um sentimento sofrido.

Lá fora chove, chove dentro de mim,
a angústia aumenta,
a saudade que não tem fim.

Gilvan P. de souza

Porque Eu Te Amo
I

O amor que eu trago no peito é segredo, é misterio, não dá pra explicar
Esse amor é sincero, é verdade eu não minto,
É mais puro do que a água e ar;
Que me faz flutuar, viajar nesse sonho de amor que eu não quero acordar.
Já vivi mil paixões mas perto de você sou menino que só quer sonhar.
Por que eu te amo ...Te amo demais!
Já tentei descobrir de onde vem esse amor,
Que é mais forte que o meu coração,
Que embriaga e me deixa maluco e me faz ficar tonto de tanta paixão.
Que me faz caminhar pelas ruas falando sozinho e sem direção.
Esse amor tá no ar que eu respiro, no calor da pele, no toque das mãos.
Por que eu te amo ...Te amo demais!
Esse amor é maior do que tudo, é o amor mais profundo que eu já senti.
É saudade, é desejo é vontade de te ter aquí.
Por que eu te amo ...Te amo demais!

Chrystian e Ralf

Quero ser a fumaça em seu trago
O envelhecer do teu vinho
O tira-gosto em sua boca
A sua fantasia mais louca.

Reff Carvalho

Dos nossos momentos eu trago lembranças ótimas, de você eu ainda trago amor...

Éric lobo

Tenho dificuldade de achar palavras que expliquem as coisas que trago na mente e principalmente no coração.

Karen Almeida

(Egoísta compaixão)

Trago essa flor pagã,compaixão tenha dó de mim,fui busca-la muito longe além do infinito,perto do meu fim,só pra expressar todo meu amor bonito pela vida e por mim.

Nela habita o desconhecido e até o que não conheço,Palpita um coração,na Caverna do (não Mereço) viver em Paz,sem Guerras ou traição se o pecado é reflexo de uma vida de Ilusão.

Todo dia o dia todo,eu procuro diversão,no meu mundo paralelo tenho minha solução,lá eu faço o que quero entro em contradição com o eu interior do meu eu competidor.

Na caverna do sem fundo deixo essa flor cair,cai a minha compaixão e a vontade de existe já não faz parte de mim,já não posso mais sorrir,expressar não é o bastante pra essa flor sem nome te dar,fui busca-la tão distante nem me lembro o lugar.

Smith

Ausente a certeza em meu coração.
Trago situações mal resolvidas.
O passado se faz presente, e o presente passado.
Faço das conclusões espelho para mascarar, o que o corpo quer, mas a alma condena.

NiloCracker