Trago

Cerca de 447 frases e pensamentos: Trago

"Volta, que eu retiro todos os enganos. Volta, que eu trago de volta todos os beijos. Volta, que eu canto pra você dormir. Volta, que eu terei inspiração pra continuar a escrever. Volta, que eu já paro de me iludir, tendo que te ver, por trás disso tudo. Volta, que eu te trago, o mundo... Volta, que eu te aceito, e apesar de tudo, te recebo. Volta, que a saudade aperta a cada noite que passo longe dos seus braços. Volta, que eu volto a falar de amor."

AmandPetrovic

Não te trago flores, por que, elas secam e caem ao chão. Te trago os meus versos simples mais q fiz de coração...

Narrayana

DESABAFO

Quero da vida
A brisa suave
Que me acalente
O cansaço
De viver ao relento.
Trago minh’alma cansada
De uma longa jornada,
Trago cicatrizes profundas
De uma vida errante
Que outrora vivi.
Estou cansado
Da truculência da vida,
De pessoas que, sem ter consciência,
Glorificam a violência,
Depois choram as conseqüências.
Quero viver
Em outras paragens
Onde seja normal
Viver sem o mal,
Onde não se tenha
De sofrer tanta dor
Em nome do amor.
Quero fugir desta selva
De lobos famintos
Em devorar sentimentos,
De pessoas vazias
Que dia após dia
Vivem sua real hipocrisia
Como se fosse simples fantasia.

MANOEL DE ALMEIDA ( Copyright 2010 - Direitos Autorais Biblioteca Nacional - Rio de Janeiro, RJ)

Porque é que este sonho absurdo
a que chamam realidade
não me obedece como os outros
que trago na cabeça?

Eis a grande raiva!
Misturem-na com rosas
e chamem-lhe vida.

José Gomes Ferreira

Do meu tempo de infância trago muitas histórias engraçadas contadas pelo meu velho pai. Com o passar do tempo, descobri que eram histórias que renderiam muitos ensinos em meus sermões, por isso hoje em dia, eu faço uso de muitas delas. Como essa por exemplo,

Na década de setenta, meu pai foi enviado como missionário para o estado do Mato Grosso, trocávamos o conforto de uma linda cidade no sul do Brasil por uma aldeia indígena na selva do norte do país. Da linda igreja onde ele era pastor, levamos apenas os hinos cantados pelo organizado grupo de louvor que participávamos. A chopana construída para a “igreja”, era o lugar que se reuniam nossa familia, alguns índios que entendiam o nosso idioma e Jesus.

Com o passar dos anos a civilização foi se aproximando de onde estávamos, e como eram terras do governo, as pessoas se apropriavam de grandes somas de áreas derrubando o mato para construir pastagens, dizia-se que sua fazenda poderia ser do tamanho que seu dinheiro conseguisse comprar em arame para cercar, e isso era feito com voracidade pelo povo que vinha do sul determinado a mudar de vida no “El Dorado” matogrossense.

Mas, logo o governo resolveu acabar com a festa dos novos ricos, e funcionários do INCRA, começaram a visitar fazenda por fazenda, o governo queria saber a exatidão de cada área “grilada”, para que fosse cobrado impostos e assim legalizar as propriedades. Numa dessas visitas, chegaram a um velho fazendeiro e comunicaram o início das medições, mas foram recebidos com uma espingarda carregada até o dedo no gatilho e apontada para o funcionário armado apenas com uma caneta e uma planilha, nesse caso, venceu o fazendeiro que orgulhoso de sua valentia acompanhou com o olhar o carro sumindo na estradinha da fazenda.

Não demorou muito para voltarem acompanhados por um distinto senhor com uma credencial nas mãos, era um Oficial de Justiça com ordem do juiz da cidade para prender quem oferecesse qualquer tipo de resitência àquela determinada tarefa, – Bom, nesse caso diz o velho, vocês podem ficar a vontade, sinal de que o carteirasso surtiu efeito fazendo o fazendeiro mudar de opinião.

Ao entrarem nas terras, foram recebido por um touro bravo que parecia também não querer que as terras fossem medidas, e fez os visitantes voltarem com a língua de fora pedindo socorro ao velho fazendeiro, -Por favor diziam eles, prenda esse touro porque não conseguiremos trabalhar com ele solto no pasto!

O velho sentado na varanda da casa pacientemente respondeu ao Oficial, -Ué!! porque o senhor não mostrou a carteirinha para o boi? Vai resolver com ele, isso não é problema meu seu “dotô”!!

Fico aqui pensando nos tipos de pastores de hoje em dia, munidos de suas credenciais querem fazer a obra de Deus pensando que o diabo tem medo de carteirasso, Autoridade Espiritual se adquire com joelho no chão e propósito com Deus. Curso para ministro até tem suas utilidades, mas achar que ao concluir e se afiliar a determinadas organizações fará de alguém autoridade espiritual é perda de tempo(…) Vá mostrar carteira para o diabo pra ver se ele respeita!!! Quero ver respeitar. Nem boi respeita.

Eliseu Soares

Olha amor, vê como eles mergulham fundo e vão mais longe pra te ver. Só trago comigo a certeza de que o tempo sempre muda, os ventos sempre transitam e um dia desses você vai ter que voltar. Vai cair em si e ver que a sua próxima terra firme já é um território meu. Mas até lá o amor já terá me dado tantos caldos que eu estarei te esperando, exausto, com o pé na beirinha d’água, jogando pedrinhas que nem ferem mais o mar.

Desconhecido

A loucura estabelece um gênio.
A dúvida ocasiona a sabedoria.
O Verbo fez-se carne.
A vida tragou a morte.
É um absurdo demasiado;
Mas é o que me faz ser ousado.

Brenon Salvador

Eu sou tola mesmo. Trago dentro de mim a maior das inseguranças. Eu sei que você esta aqui, eu consigo te sentir. É só eu fechar meus olhos e respirar mais forte...Sentirei o 'cheiro dos seus lábios' nos meus. E mesmo assim, sinto medo de não te ter por inteiro.É medo de levar outro tombo da vida. Eu não saberia o que fazer se aquele sofrimento voltasse...Dessa vez, o tombo seria bem maior. Seria maior porque dessa vez eu to bem alto, num lugar quase sobrenatural.
Te quero tanto que me perco em meu querer.
Eu te quero além dos meus medos.
Com você é diferente, mas começou como antes. E o medo ainda existe. Só peço que entenda meu querer e meus temores. Nós já nos pertencemos um ao outro desde o dia que nascemos. Eu te conheço e peço que conheças cada ferida dentro de mim, mesmo que eu não as mostre.
Me diz que isso tudo é real.
Que não é apenas mais uma brincadeira de criança apaixonada.
Pegue em minhas mãos e me mostre a onde vamos chegar.''

Jeeh Cardoso

Eu trago tudo comigo.

Bias, um dos Sete Sábios da Grécia, era natural de Pirene (séc. VI a.C.).
Como alguém se admirasse da indiferença do filósofo, que não se preparava para partida, após a invsão dos persas, sobre o comando de Ciro, Bias respondeu à indagação através dessa frase, dando assim a entender que não possuía bens mais preciosos além de seu próprio saber e inteligência.

Bias

eu admiro o que não presta.
eu escravizo quem eu gosto.
eu não entendo.
eu trago o lixo para dentro.
eu abro a porta para estranhos.
eu cumprimento.
eu quero aquilo que não tenho.
eu tenho tanto a fazer.
eu faço tudo pela metade.
eu não percebo.
eu falo muito palavrão.
eu falo muito mal.
eu falo muito.
eu falo mesmo.
eu falo sem saber o que estou falando.

Desconhecido

não trago benditos nem malditos, me mostro sua faceta mais profana em cantos escuros do nosso mundo, recebo seus afoitos conselhos numa frenética busca pela liberdade em seu colo faminto ...

alysson

Anjo
"Eu Sou a Porta.
Eu Sou a Porta de Deus.
Eu Sou a Porta de Deus na matéria
Eu trago as Leis Divinas nos corpos.
Eu trago a compreensão destas Leis no espírito
Eu trago a capacidade de materializar o Plano de Deus nos corpos.
Eu Sou a Porta.
A Porta do meu caminho.
A Porta do meu retorno.
A Porta da minha divindade
Eu Sou a Expressão da Lei nos corpos.
O Equilíbrio da estrutura nos corpos.
Eu Sou o poder de restaurar todos os desequilibrios da estrutura.
Eu Sou a memória.
A Memória de Deus nos corpos.
A Memória da Presença de Deus nas células.
Eu Sou a Passagem.
A Passagem entre os dois mundos.
A Passagem entre Deus e a matéria.
A Passagem do Espirito.
Eu Sou a Realidade.
Eu Sou a Expressão da Unidade nos corpos.
A Manifestação de Deus nos corpos".

ZACUM--MINO

Voando azul
Quase podada trago a certeza que o corpo precisa voar... Tem um pássaro e um canto, um passo, uma queda. Uma queda e um provável vôo. Há um pássaro e um canto assustador. Um passo e uma queda esperada. Uma queda e o inesperado vôo. O vôo e uma provável queda. Há um pássaro e duras penas. Várias asas, várias quedas, inúmeros vôos,outras quedas, duras penas, enormes vagões e muitas asas. Há um pássaro e o redescobrir. Hei você por que o medo das asas?Por que o medo das aves que estão em voces?! Por que o medo de voar, se é no vôo que encontro a ilusão?! Então; em meio a tantas quedas, sempre um vôo a explodir. EUSOUJosy/O vôo/AL

EUSOUJosy

Sou ou penso ser poeta.
Faço poemas do vento, da chuva, do sol, trago-os ao pensamento.
Assim como quando fecho os olhos e imagino as estrelas no céu, formosas e belas.
Faço poesia do sorriso das crianças, vejo nelas o futuro a bondade da esperança.
Eu não sei se sou poeta ou se sou um sonhador, mas poesia me completa e me inspira para o amor.
Amo tudo de lindo que existi, e aprendi amar também o feio, pois na verdade nada neste mundo é feio e às vezes o olhar que enxerga o feio é muito mais feio do que aquilo que esta vendo.

aut(denis)

Eu sou aquele que deseja ser feliz somente.
Não trago riquezas comigo, não tenho posses nem preciso ser ou fingir o que não sou.
Eu sou apenas eu, este que ama que sente dor, que chora e também se alegra quando esta feliz e vê alguém também feliz.
Eu sei que minha passagem neste mundo não é eterna e que enquanto aqui estou tentando fazer de tudo somente para ser feliz e tentar ser amigo de todos sem distinção ou escolha.
Todo ser humano pode ser de tudo um pouco e este pouco com (DEUS) pode significar toda riqueza de que ele precisa para chegar ao céu e morar ao lado de nosso (SENHOR).

desconheço

AMIGO,

Olá !!! Tudo bem !!!,Espero que sim.

Hoje trago-lhe uma história , muito interessante.
Uma Conhecida, trouxe-me o segiunte problema:

Disse-me que conheceu um homem, e que houve, entre eles
uma atração forte ( assim ela pençou em princípio), então eleconvidou-a para ir à casa dele , onde haveria uma festa, elaachou que seria bom , pois assim teriam a chance de começarem a se conhecer,
Ela foi a tal festa, só que ao chegar já haviam outros convidados,timidamente, entrou e ficou aguardando o anfitrião.
Ocorre que o anfitrião, talvez por ser um "pouco ? excêntrico", talvez pela febre dos " circus" que assolava o mundo naquele momento, fez-se presente à festa, usando uma máscara e
não falava de forma " verbal "com ela , falava-lhe através de" Pantomima ",e " Parábolas ",
em princípio ela achou que seria só uma brincadeira
momentânea e ela tentava responder-lhe por pantomima e parábolas,por vezes pareciam que iam aos céus, mas outras ao inferno, com aqueles " diálogos " , a comunicação ente eles era conturbada,
pois apesar dele mostrar-se ser gentil, interessado,
por vezes era rude, pretêncioso, o que a deixava confusa, então, com o passar do tempo,
ela observou, que os outros convidados, participavam da brincadeira, muitas vezes só entre eles, como se ela e o anfitriãolá não estivesse e nem soubesse da existência deles, mas às vezes, pareciam que alguns " convidado" instigavam-na de forma agressiva, questionando sua aceitação de estar se submetendo àquela brincadeira, o anfitrião por sua vêz, se colocava solícito à ela,
e lembrava que só a ele deveria reportar-se e não deveria pantominar com os outros convidados.

Com o desenrrolar da festa percebeu que havia atitudes ambígüas ,pois ora parecia entender e fazer-se entender com o anfitrião e ora ocorria exatamente o contrário e então chegou-lhe a dúvida, que algo de estranho estava ocorrendo e ela começou a ter a sensação
de na verdade, estar sendo analisada, mas, cujos critérios lhe pareciam duvidosos
e aquele jogo além de fazer se sentir insegura, começou a dar-lhe a sensação de estar sendo testada em limites como: paciência, agressividade, capacidade de
concentração, de tolerância; fora as cobranças em que só ela tinha " dívidas" e sabesse mais o que ?,
e começou a concluir que o anfitrião não estava realmente interessado por ela
ou se estava, tinha um jeito muito " cruel " de demosntrar, já que ela além de insegura, começava a perder a confiança nele; e pensou:se ele quer me conhecer, que o faça como todas as pessoas: correndo riscos, ninguém tem como saber se uma relaçõa vai dar certo num primeiro momento,mas as regras, devem ser iguais, não se pode querer ter vantagens num jogo,
principalmente se o motivo que os aproximou foi de relevância para ambos.

É AMIGO , esta história é complicada, e lendo uma frase,
que parece em principio despretenciosa, que diz: " A Vida é para quem topa qualquer parada e não para quem para em qualquer topada "( Bob Marle ) chego á conclusão que , não devemos topar , "qualquer parada", pricipalmente, quando não há reciprocidade quanto à:
respeito e confiança, pois nenhum afeto pode ser pautado no egoismo,onde só os interesses de um é que justifica qualque atitude, em detrimemto dos interesses, em que a outra parte tenha naquela relação, justificar de que tem de se proteger,pois o outro pode ser um " embuste" e tirar do outro o igual direito de ter as mesmas dúvidas ? os mesmos medos ? de fazer as mesmas análises, para saber : será que vai dar certo ?
é de uma pretenção muito grande.
Então disse a ela que deveria dizer à ele uma frase de Mário Quintana que diz:
"Não me ajeito com os padres, os críticos e os canudinhos de refresco: não há nada que substitua o sabor da comunicação direta".
E que caso ele acreditasse, que havia um FORTE AMOR que os tenham aproximado, caberia à ele tirar a " máscara " e de igual começarem um relacionamento , corendo todos os riscos que AMBOS iriam correr, mas, que se hovesse AMOR, toda e qualquer diferenças e dúvidas, seriam
ajustadas e esclarecidas entre eles, mas sempre baseada
na confiança e respeito.
Deixo para Ti, a responsabilidade de levar à este Anfitrião,minhas conclusões, que passaram a ser as decisões da minha amiga.
COM UM GRANDE BEIJO NO SEU CORAÇÃO, ME DESPEÇO
DESEJANDO A VOCÊ, QUALQUER QUE SEJA SUA ATITUDE
TODA A FELICIDADE DE QUEM TE AMA.
E QUE O DESTINO DE TAIS AMORES FIQUE EM SUAS MÃOS.

PP M Lourdes L Mello

SOU ASSIM... SOU POETA

Permito-me errar
afinal quem é perfeito?trago na bagagem da vida
um embaranhado de palavras
rimas, versos e prosa
em meio a uma sociedade maldosa
que não para pra pensar
dou valor a coisas pequenas
para grandes conquistar.
nos meus versos mergulho meus anseios,
nos momentos bons ou ruins
não tenho receio
exprimo o prazer de recitar
ponho minha emoção na poesía
deixo me levar pela rima
na tristesa ou na alegria
se erro na ortografía
não estou a me emportar
afinal apenas o poeta
tem a liberdade de errar
lágrimas, risos, amor e paixões
exprime o ser dessa poeta
que expressa suas emoções
sou eu mesma
pois minha cópia não há
sou única no universo
isso me faz inspirar

SE ERRO OU SE ACERTO
SE TEMO OU SE DESEJO,
ISSO TUDO ME COMPLETA;
SOU SIMPLES,SOU ASSIM MESMO...
SOU POETA.

Luciene Costa

São poucas as lembranças que trago comigo...
Agora está tudo envelhecido apagado...
Tudo que guardo são algumas recordações
Que as poucos estão me consumindo...

Paula Câmara Ferreira

deixo as pessoas que amo livres. se não voltarem, eu busco e trago na porrada

dannimad