Trabalhador

Cerca de 144 frases e pensamentos: Trabalhador

Recebo as pedradas, enxugo meu sangue e deixo secar meu suor, como trabalhador e representante do bem na Terra. Entre cães e gatos. Com amor...



21/06/2010

Eduardo Succini

Poema do sacrifício


Trabalhador como ainda sou
sem ter que fazer na solidão
só faço o que manda a precisão
e por isso e mais
colho o barro na ribeira
procuro madeira na mata
garimpo a pedra disforme
repuxo o couro esticado
recolho o vidro e o bronze
preparo a fornalha e o cinzel
encho a bacia de água
recorto e ponteio pedaços
bato e amasso o inteiro
moldo e faço acabamento
depois coloco na luz do sol
debaixo reflito na lua
depois lavo na água corrente
depois olho e me alegro
depois digo enfim
que tudo na vida é trabalhoso
e não vale mais que doistões.

Rangel Alves da Costa

267. Não deve o trabalhador que trabalha na terra, não colhendo, comer da plantação.

Preceitos Proibitivos (Não faça)

268. Não deve um trabalhador que trabalha na terra, colhendo, comer em demasia, ou guardar para mais tarde, das plantações.

Preceitos Proibitivos (Não faça)

No dia do Trabalhador e eu como uma colaboradora da previdência quero falar das vantagens da carteira de trabalho.
Conheço muitas pessoas em especial que dispensam a carteira por acharem que os descontos da seguridade são altos. Essas pessoas perdem os direitos de férias remuneradas, um terço de férias, auxílio doença, 13 salário, contribuição que garante a aposentadoria, licença maternidade, auxílio reclusão e tantos outros A previdência pode ser vista como um seguro laboral, ela te ampara e te protege. Não caia nessa de achar que esse desconto faz falta no seu orçamento, esse desconto te trás mais benefícios que prejuízos inclusive o seguro desemprego.
A previdência ainda ampara filhos menores e cônjuge com pensão por falecimento o que não compromete a renda familiar com a perda do ente querido. São tantas as vantagens e eu ainda vejo muita gente tomando caminho errado, remando conta a maré dos seus direitos. Sendo lesado ou compactuando com o trabalho informal. Trabalho informal é a escravidão do tempo moderno, se estais saudável consegue manter o sustento e colocar pão na mesa, se estais doente fica sem renda. Feliz dia do trabalhador à todos, aos que acordam de madrugada, aos que pegam 2 ou mais ônibus, aos que ganham menos na mesma função de outros colegas, ao que são éticos, honestos e justos, aos comprometidos com os princípios e valores da empresa e a seus princípios e valores, aos suadores de camisa. Não esqueça do equilíbrio entre trabalho, lazer e família.

Arcise Câmara

Ao trabalhador que realiza seu trabalho com zelo e persistência, sempre o êxito será o seu quinhão.
Quem segue devagar e com constância sempre chega na frente.

A Lebre e a Tartaruga

E como bom trabalhador, cheio de erros, eu também erro.
Eu gaguejo, eu acelero, falo errado.
Cada profissão trás consigo um acúmulo de acertos e erros que podem e devem ser cometidos, por que tudo isso implica no crescimento profissional.
Eu cometo erros todos os dias, e em diversos pontos, mas eu sou apaixonada pelo que eu faço, e eu estou aqui pra aprender, e se errar faz parte disso, viva aos erros !

Luar Moraes Xavier

O salário é do trabalhador, porém as cédulas é do governador.

Helgir Girodo

Todo trabalho por mais árduo que seja, termina em sonho. Todo trabalhador por menor que seja, termina grande.

Jöel Thrinidad

Enquanto o pequeno trabalhador sustentar o luxo das elites não se poderá falar nesse país de justiça social.

Bruno Resende Ramos

XXVIII Trabalhador cadê vossos direitos?

Oh,triste lugar da desinformação!

Brasil teus filhos são leigos

Uma grã vergonha para Nação.

Leandro Bahiah

Mais vale um trabalhador descansando, do que um vagabundo trabalhando.

Bruno F. Brizolla

“Quando o trabalhador de D’EUS está pronto o trabalho sempre chega.”

Crystiane Bagatelli

Assim como um trabalhador exausto
Anseia pelo leito de descanso
Anseio por aninhar-me em teu colo
E descansar no teu amor.

Fabricio Canalis

Bando de hipócritas, pra pagar o salário merecido do trabalhador NÃO TEM ORÇAMENTO. Pra encher o CAIXA DOIS, tá sempre sobrando. Coisas que eu detesto no meu país.

Raquel Piffer

Redação do Trabalhador no ENEM

“A educação é fundamental, é a chave para que o Brasil se torne de fato um país desenvolvido” (ROUSSEFF, Dilma. 2010). Ideia atraente em palavras e, disto, decorre a falsificação da realidade, bem como o seu mau-uso nesta mesma realidade.
Falando em realidade, nos atentemos a ela. Sábado e domingo, fiscalizando o Enem, deparei-me com o seguinte paradoxo: o trabalhador quer mudar de vida através da educação (nada mais bonito de se constatar). Entretanto, como mudará de vida através dela – da educação - se no dia anterior trabalhou o dia ou a noite inteira e, naqueles dois dias, estava diante de uma prova de 90 questões por dia (além da redação no domingo)?
Com a licença de uma amiga a qual comentei isto, reproduzirei parte de nossas trocas de ideias. Ao comentar o caso, ela me disse que “a pessoa tem que estar focada, mas não tem como desistir. A superação é maior do que a realidade permite, a pessoa tem que se superar pra depois não se arrepender”. Pois bem, “focada”, o “foco do indivíduo”, “a força de vontade”. Isto é o que o Capitalismo auxiliado pelo pensamento Liberal faz alguns pensarem, pensar que só depende da pessoa e, desta maneira, se consegue, heroísmo e dotado de grande força de vontade, se não consegue, preguiçoso e sem falta de vontade própria, não se superou, fracassado. A amiga também disse da negociação entre trabalhador e patrão. Como haver negociação favorável ao trabalhador se o mesmo se encontra em desigualdade. Como esperar conciliação se há interesses divergentes? O governo não deve esperar negociação, ou melhor, não deve esperar “a falsificação de uma falsa negociação”, uma falsa conciliação. Meu pai é empresário, e pelo que lhe conheço, sei que liberaria – até orgulhosamente – seu funcionário caso ele pedisse folga no dia anterior à prova para “preparar-se melhor”. Porém, e se um dia lhe ocorrer de não “conciliar” o seu interesse com o de seu trabalhador? E se o seu trabalhador não tiver audácia – sim, pois para alguns empresários, tal pedido seria encarado assim – de pedir-lhe a liberação? Não há conciliação de interesses entre patrões e empregados. Não há conciliação entre capital e trabalho. Não se deve esperar a boa vontade do empresário. Desta boa vontade, o “inferno” está cheio. O governo, que se propõe ao lado do trabalhador, deve, de fato, defender seus interesses.
Fracassados? Voltando a realidade daqueles dois dias, percebi que as duas senhoras que declararam ser trabalhadoras – uma, inclusive, trabalhando à noite inteira numa cozinha porque não atendida pelo patrão quando pediu uma “folga” – não estavam em mínimas condições físicas e psicológicas de fazer a prova. Sentadas na cadeira, lutavam pra manter os olhos abertos e fixos nas questões. No insucesso, uma delas entregou-se aos cochilos por várias vezes e a outra suspirava fundo, andava um pouco no corredor, ia ao banheiro, lavava o rosto – inclusive, me perguntando se, em algum lugar, conseguiria café, o que respondi em poucas (e dolorosas) palavras, como me foi incumbido, que não tinha conhecimento uma vez que era a primeira vez trabalhando ali.
O que constatei observando as duas senhoras é que não, estas duas senhoras e mais milhares de outros trabalhadores não são fracassados, já são vencedores somente ao se proporem mudar socialmente pela educação, não podendo ser culpabilizados pelas condições que não lhes eram favoráveis, como foram a mim quando fiz a prova, descansado, sem ter trabalhado no dia anterior ou em quaisquer outros dias, ou seja, minhas condições - e a de vários “concorrentes” das duas senhoras naquele dia - era de preparo físico e psicológico, além de, é claro, teórico. (Estou aqui falando somente da preparação física – e, até certo ponto, psicológica - do trabalhador que é o imediato do exame. A preparação em outro sentido, qual seja nos conteúdos, é algo mais complexo pra caber neste pequeno texto, mas igualmente importante.)
Além disso, constatei também que não se pode restringir algo que se propõe – e deve ser de fato – universal: o acesso à educação. Não falo da igualmente ridícula “concorrência em igualdade de condições”. No acesso à educação que se pretende universal, não há concorrência, caso contrário e obviamente, não é universal. Falo, pelo menos neste pequeno texto e mais imediatamente, de um caso dentre as diversas condições desfavoráveis ao trabalhador no acesso à educação, condições estas, falsificadas por frases de efeito, ideais e raras histórias de “superação pessoal”.
Mais uma vez, voltando à realidade, a trabalhadora que tentou ficar acordada o tempo todo, por fim e vencida pelo cansaço, desiste de terminar a prova, desiste no meio de sua redação. Frustrada e cabisbaixa, desenha, cochila, desenha, cochila, desenha, coch... E o governo, que se diz preocupado tanto com a educação - encarando-a como indispensável pr’uma mudança social - quanto com os trabalhadores – haja vista que o Partido dos TRABALHADORES está à sua frente – nada faz nesta lamentável situação. Contraditório, não?

Lucian Rodrigues Cardoso

Para cada trabalhador que a delinquência assedia, há duzentos preguiçosos que ela já seduziu!

Reinaldo Ribeiro - O Poeta do Amor

"Era uma manhã de um dia de semana, desses de céu aberto e muito sol.

Um trabalhador dirigiu-se para seu local de trabalho.

Passando em frente a um templo religioso, decidiu entrar.

Era uma sala muito ampla e ele sentou num dos últimos lugares, bem ao fundo.

Ali se pôs a fazer a sua oração cheia de vida, dialogando com Jesus.

Ouviu, então, em meio ao silêncio, a voz de alguém, cuja
presença não tinha percebido: Venha aqui. Venha ver a rosa.

Ele olhou para os lados, para frente, e viu uma pessoa sentada num dos primeiros lugares.

Levantou-se e a voz falou outra vez: Venha ver a rosa.

Embora sem entender, ele se dirigiu até a frente e
percebeu que sobre a mesa havia realmente um vaso, no qual
estava uma linda rosa.

Parou e começou a observar o homem maltrapilho que, vendo-o hesitante, insistiu: Venha ver a rosa.

Sim, estou vendo a rosa, respondeu. Por sinal, muito bonita.

Mas o homem não se conformou e tornou a dizer:

Não, sente-se aqui ao meu lado e veja a rosa.

Diante da insistência, o trabalhador ficou um tanto perturbado.

Quem seria aquele homem maltrapilho?

O que desejaria com ele com aquele convite?

Seria sensato sentar-se ali, ao lado dele?

Finalmente, venceu as próprias resistências, e se sentou
ao lado do homem.

Veja agora a rosa, falou feliz o maltrapilho.

De fato, era um espetáculo todo diferente.

Exatamente daquele lugar onde se sentara, daquele ângulo,
podia ver a rosa colocada sobre um vaso de cristal, num colorido de arco-íris.

Dali podia-se perceber um raio de luz do sol que vinha de uma das janela e se refletia naquele vaso de cristal, decompondo a luz e projetando um colorido especial sobre a
rosa, dando-lhe efeitos visuais de um arco-íris.

E o trabalhador, extasiado, exclamou:
é a primeira vez que vejo uma rosa em cores de arco-íris.

Mas, se eu não tivesse me sentado onde estou, se não
tivesse tido a coragem de me deslocar de onde estava, de
romper preconceitos, jamais teria conseguido ver a rosa,
num espetáculo tão maravilhoso.

É preciso saber olhar o outro de um prisma diferente do nosso.

O amor assume coloridos diversos, se tivermos a coragem de
de nos deslocar de nosso comodismo, de romper com
para ver a pessoa do outro de modo diferente e novo.

Há uma rosa escondida em toda pessoa que não estamos sendo
capazes de enxergar.

Há necessidade de sairmos de nós mesmos, de nos dispormos
a sentar em um lugar incômodo, de deixar de lado as
prevenções, para poder ver as rosas do outro, de um ângulo
diferente.

Realizemos esta experiência, hoje, em nossas vidas.

Procuremos aceitar que podemos ver um colorido diferente onde, para nós, nada havia antes, ou talvez, de acordo com
nosso modo de pensar, jamais poderiam ser vistas outras cores."

autoria desconhecida

Povo brasileiro, trabalhador e perseverante sempre, que rema contra o maremoto denominado "poder político". A nossa política sempre dificulta as coisas, mas brasileiro que é brasileiro não desiste nunca!

Ket Antonio