Timida

Cerca de 127 frases e pensamentos: Timida

Mulher é mesmo interessante, mesmo brava é linda, mesmo alegre, chora, mesmo tímida, comemora, mesmo apaixonada, ignora, mesmo frágil é poderosa!

Desconhecido

Desabrocho em coragem, embora na vida diária continue tímida. Aliás sou tímida em determinados momentos, pois fora destes tenho apenas o recato que também faz parte de mim. Sou uma ousada-emcabulada: depois da grande ousadia é que me encabulo.
- Você conhece os seus maiores defeitos?
Os maiores não conto porque eu mesma me ofendo. Mas posso falar naqueles que mais prejudicam a minha vida. Por exemplo, a grande fome de tudo, de onde decorre uma impaciência insuportável que também me prejudica.

Clarice Lispector

Esta covardia mole e tímida que não deixa nem ver, nem seguir a verdade.

Blaise Pascal

A juventude é presunçosa, a velhice tímida, porque a primeira quer viver e a segunda já viveu.

Jeanne Roland

Eu nunca fui uma moça bem-comportada. Afinal, nunca tive vocação pra alegria tímida, pra paixão sem beijos quentes ou pro amor mal resolvido sem soluços. Eu quero da vida o que ela tem de cru e de bonito. Não estou aqui pra que gostem de mim. Estou aqui pra aprender a gostar de cada detalhe que tenho. E pra seduzir somente o que me acrescenta. Sou dramática, intensa, transitória e tenho uma alegria em mim que as vezes me cansa. Por isso, não me venha com meios-termos, com mais ou menos ou qualquer coisa. Venha a mim com corpo, alma, voracidade e falta de ar!

Clarice Lispector

A imaginação foi a companheira de toda a minha existência, viva, rápida, inquieta, alguma vez tímida e amiga de empacar, as mais delas, capaz de engolir campanhas e campanhas, correndo...

Machado de Assis - Dom Casmurro

Eu Sou Assim!!!!!

Tímida, delicada e feminina. Ardente, direta e agressiva. Apaixonada, romântica, devotada. Falo alto. Rio alto. Dou gargalhada quando não posso. Carente e impaciente. Sensível e amável, mas posso mudar facilmente de humor. Não sei fingir o que não sinto. Me magôo fácil. E esqueço com a mesma facilidade. Se na minha depressão profunda as suas palavras de carinho e incentivo não derem resultado, experimente dar um berro e um soco na mesa pra ver como me recupero rapidinho. Não sou fraca. Escolho fazer o papel de donzela. Se entro numa briga é para ganhar. Ligada à família e ao lar. Vivia brigando com minha mãe. Mas está difícil viver sem ela. Sou antiga. Desde nova sou antiga. E vou ser antiga até ficar velhinha. Não sei dizer não. Nem pra quem merece. Eu sou assim. Muito Prazer. Carmem. Prefiro que me chame de Carminha.

Carmem Tristão

A criança que vive com o ridículo aprende a ser tímida.
A criança que vive com crítica aprende a condenar.
A criança que vive com suspeita aprende a ser falsa.
A criança que vive com antagonismo aprende a ser hostil.
A criança que vive com afeição aprende a amar.
A criança que vive com estímulo aprende a confiar.
A criança que vive com a verdade aprende a ser justa.
A criança que vive com o elogio aprende a dar valor.
A criança que vive com generosidade aprende a repartir.
A criança que vive com o saber aprende a conhecer.
A criança que vive com paciência aprende a tolerância.
A criança que vive com felicidade conhecerá o amor e a beleza.

Ronald Russel

Maria-fecha-a-porta
ao toque do meu dedo:
ah plantinha tímida...

Anibal Beça

Eu nunca fui uma moça bem-comportada.
Pudera, nunca tive vocação pra alegria tímida, pra paixão sem orgasmos múltiplos ou pro amor mal resolvido sem soluços.
Eu quero da vida o que ela tem de cru e de belo.Não estou aqui pra que gostem de mim.Estou aqui pra aprender a gostar de cada detalhe que tenho.E pra seduzir somente o que me acrescenta.
Adoro a poesia e gosto de descascá-la até a fratura exposta da palavra.
A palavra é meu inferno e minha paz.
Sou dramática, intensa, transitória e tenho uma alegria em mim que me deixa exausta.
Eu sei sorrir com os olhos e gargalhar com o corpo todo.
Sei chorar toda encolhida abraçando as pernas.
Por isso, não me venha com meios-termos,com mais ou menos ou qualquer coisa.Venha a mim com corpo, alma, vísceras, tripas e falta de ar...
Eu acredito é em suspiros,mãos massageando o peito ofegante de saudades intermináveis,em alegrias explosivas, em olhares faiscantes,em sorrisos com os olhos, em abraços que trazem pra vida da gente.
Acredito em coisas sinceramente compartilhadas.
Em gente que fala tocando no outro, de alguma forma,no toque mesmo, na voz, ou no conteúdo.
Eu acredito em profundidades.
E tenho medo de altura, mas não evito meus abismos.
São eles que me dão a dimensão do que sou."

Maria de Queiroz

Eu não sou tímida. Sou calculista.

Verônica H.

Eu sou tímida, e por ser assim, me julgam como metida porque não costumo cumprimentar qualquer um sorrindo… é o meu jeito. Obrigada àqueles que ao menos quiseram me conhecer, pois todos os outros, ficaram de fora.

Prefira Borboletas (Mariana Lobo)

“Eu nunca fui uma moça bem-comportada. Pudera, nunca tive vocação pra alegria tímida, pra paixão sem orgasmos múltiplos ou pro amor mal resolvido sem soluços. Eu quero da vida o que ela tem de cru e de belo. Não estou aqui pra que gostem de mim. Estou aqui pra aprender a gostar de cada detalhe que tenho.”

Rachel de Queiroz

Não gosto quando me chamam de tímida quando estou quieta apenas ouvindo, e que me confudam com “triste” só porque prefiro ficar sozinha.

Prefira Borboletas (Mariana Lobo)

Do Amor que Passa


Receba, nesta flor, minha proposta
que, parecendo tímida, é insistente:
Das ternas fantasias que mais gosta,
anseio partilhar, discretamente...

Mais que sorriso, espero por resposta,
aquele suspirar que, então, pressente
cada arrepio, quando alguém lhe encosta,
na morna flor do corpo, um beijo ardente...

Mas, além da paixão, não queira laços,
nem saudade ou remorso deste ensejo;
esqueça a flor, os versos, os abraços...

E aceite assim, sem juras, este amor
que apenas dura, intenso qual desejo,
enquanto passa, frágil como flor.

Bartolomeu Correia de Mello

Eu sempre fui desligada, distraída, tímida, mas sempre fui educada com todos, eu era desinteressada em relação ao amor, até que um dia um rapaz me chamou a atenção, ele passando sorrindo com os amigos na minha frente, eu não conseguia parar de olhar aquele rapaz, ele me olhou e deu um sorriso lindo que me arrepiou o corpo, eu ali no terminal rodoviário e o rapaz desfilando pra lá e pra cá com os amigos, muito perseguido por as garotas e isso já me fez perder as esperanças, o rapaz sumiu do alcance dos meus olhos e eu sai dali fui dar uma volta, me deparei com ele, minhas pernas ficaram moles, ele sorrio, disse um "oi", pediu meu telefone, e eu meia muda passei timidamente e segui meu caminho, não demorou muito e uma mensagem chegou em meu celular, era ele, meu coração disparou e um sorriso lindo se abriu em meu rosto, na mensagem estava escrito seu nome, "D.B" eu imediatamente retornei a mensagem com meu nome "I.S", o rapaz me perguntou se eu estava solteira e se tinha algum interesse por ele, eu respondi que sim era solteira e tinha me interessado por ele, ele propôs de nos vermos mais tarde na pracinha, e eu aceitei é claro, fiquei feliz e contando as horas, até que em fim deu as tão esperadas quatro da tarde, eu fui me sentei num murinho baixo e tentei esconder o nervosismo ao máximo mais não estava me saindo muito bem, de longe eu o vi atravessando a rua, olhando para os lados procurando por algo, olhou em minha direção abriu um sorriso e veio, minhas mãos suavam frio, e senti uma coisa estranha, sussurrando como ele era lindo, ele se aproximou e mi deu um beijo no rosto, disse que eu era linda, eu muita tímida que era deixei a timidez de lado naquele momento e disse que ele era Perfeito, ele sorriu e disse que estava longe disso, ele se aproximou pegou nas minhas mãos e me beijou, aquele primeiro beijo foi a chave pro meu coração, aquele rapaz com cara de menino me enfeitiçou eu fiquei totalmente cega para outro homem, os olhos dele olhando no fundo dos meus, aquele sorriso perfeito, não tinha mais duvidas eu me apaixonei por ele, estava perdidamente apaixonada, tiramos uma foto para recordar o momento, mesmo com toda aquela doçura e palavras meigas eu achei que nunca mais fosse vê-lo, nos despedimos ali e ele me prometeu que não seria a única vez que iriamos nos ver, me deu um beijo e seguiu seu caminho, e eu fiquei ali uma meia hora sorrindo imaginando milhares de coisas, cai em si e resolver não criar mais esperanças pois eu nem conhecia o rapaz e já estava assim totalmente apaixonada por ele, fui embora chegando em casa fui até o computador acessar meu facebook e não me contive coloquei a foto daquele Perfeito de capa no meu perfil, ele pediu para que eu o adicionasse no facebook e eu é claro adicionei ele, a gente foi conversando via sms e marcamos novos encontros, tudo estava lindo entre nós e eu já tinha certeza de que realmente o amava e queria ele pra sempre comigo, até que nossos nomes mudaram a gente se chamava então de "Príncipe e Princesa", certo dia num encontro eu achei que tudo seria normal como de costume eu contava os segundos para vê-lo já nem dormia direito ele simplesmente invadia meu pensamento vinte e quatro horas por dia, mas nesse encontro foi diferente, ele me disse que estava para ir embora da cidade, eu me desesperei, fiquei muito triste, ele disse que me amava e que não ia esquecer de mim e que um dia iria me buscar para viver com ele, eu prometi a ele que jamais iria deixar de ama-lo e que iria esperar por ele sempre, ele me prometeu que iria me amar para sempre e que iria atrás do nosso futuro, e assim feito chega então o dia da partida ele chega pra mim e promete que se outra pessoa aparecesse ele iria me falar e pediu o mesmo pra mim, eu concordei e achei até melhor, ele se foi então, eu me senti sozinha abandonada, perdida, sem rumo, os dias foram passando e eu fui me acostumando com a ausência dele pela cidade, a gente se falava todos os dias e o amor parecia o mesmo, quatro meses se passaram, certo dia entro no facebook e uma coisa me derruba de dor, eu vi que ele estava namorando uma garota daqui, mas como ele pode fazer isso comigo? Se a garota era daqui por que que não era eu? A menina que ele jurou amar, imediatamente chamei ele pra conversar. ele me disse que não me contou para não me magoar, mas magoou muito mais do que ele podia imaginar, eu não via mais graça na vida queria morrer, o sofrimento, a frieza estavam tomando conta de mim, até que em um certo dia ele me chama para conversar disse que me amava pediu desculpas pelo que aconteceu e eu não tive como resistir pois eu o amava mais que tudo ainda, aceitei suas desculpas e nós recomeçamos do zero tudo outra vez, se passaram dias, semanas e meses e tudo tinha voltado a normal entre a gente, até que um dia a mesma dor me tomou, ele tinha feito mais uma vez do mesmo jeito, mas agora a menina era de lá, eu chorei tanto sofria, mas destas vez achei melhor deixa-lo em paz e esquecer tudo isso, desejei a ele muita felicidade, mesmo eu estando morrendo a cada dia por dentro não conseguiria vê-lo triste nem por um minuto na vida, eu tinha que suportar aquela dor, eu precisava só para não vê-lo mal por nada, falava com ele sempre para saber se estava tudo bem ele dizia que sim, e eu mesmo sofrendo pra ele fingia ser a pessoa mais feliz do mundo, os dias foram passando rápido mais mesmo assim eu ainda o vejo do mesmo jeito do primeiro encontro, o encanto ainda não acabou, eu prometi pra ele que eu o amaria para sempre, me lembro de cada detalhe, do primeiro olhar, do primeiro beijo, das palavras do rosto angelical, meu Príncipe havia me deixado mas a história não iria morrer assim pois ela foi quase perfeita, e eu vou sim ama-lo para sempre, aquele homem com carinha de menino que eu conheci eu vou levar pra sempre dentro de mim e ele será sempre o grande amor da minha vida!!!

Princesa Gótica

Não sou tímida, apenas aprendi que guardar algumas coisas para mim é melhor.
Nunca ninguém quer saber nada sobre você.
Elas só querem desculpas para falar delas mesmas.
E eu realmente não quero saber absolutamente nada sobre elas.

Júlia Sousa