Textos Teatro sobre meio Ambiente

Cerca de 235 textos Teatro sobre meio Ambiente

Peças decorativas tem por finalidade harmonizar um ambiente, dar a ele vida, sofisticação, torná-lo mais aconchegante e agradável. Contudo, aprendo que nossa vida também deve ser decorada. Um sorriso no rosto, simpatia, serenidade, domínio próprio podem nos tornar, assim como nos ambientes, harmoniosos. Não se assuste se novas pessoas chegarem, é sinal que você enfim se tornou uma alma aconchegante!

Alessandra Gonçalves

Alessandra Gonçalves

Moça Bela

Moça bela, que sutilmente gesticula doçura e elegância
Coloca-se discreta no ambiente, simples e pura margarida
Sorriso espontâneo, algo de luminoso em alma transparente
Sua melódica voz exalta meiga composição, que diverte e instrui
Cruza formosas pernas sem vulgaridade, apresentam-se pés delicados
Suavidade das mãos, no outro extremo corpóreo, em atraente harmonia
Implícita sedução rege o olhar e induz imantados desejos cavalheiros
Sua roupa resguarda conteúdo tal como pétalas de um formoso botão
Sabe que o momento de abrir-se pertence à sabedoria e à dignidade
Fonte de apreciação quase hipnótica e um magnífico deleite visual
Promissora mulher de personalidade e esperançoso futuro à sociedade
De sólido caráter, resplandece virtuosa e exemplar cidadã
Fruto abençoado, opõe-se às decaídas atuais mulheres-frutas
A modernidade não invalida consagrados modos de uma dama
Educada, sabe acrescentar conhecimentos à luz da cultura
Escreve seu cotidiano em múltiplos tons de Lápis Lazúli
Caligrafia e gestos benevolentes advindos do ingênuo coração
Vida como livro de romance amadurecido na ternura juvenil
Decodificada no poema, manifestação por versos de encantamento.

Augusto Matos

Sonho

De repente, ao teu lado em um ambiente,
verde, sol, brisa suave nas faces aparentes,
deitados a sombra de árvores, ao céu rentes,
afagava teus cabelos, não te deixavas carente.

Carícias recebias, de tão grandes cabias,
sensações transformadas em alegrias,
de momentos compartilhados via,
olhares carinhosos, e desejos abriam.

Tua pele aveludada, morena, cheirosa,
tuas mãos percorriam minha pele brilhosa,
teus lábios, carnudos, a tocar os meus de forma gloriosa,
nossos corpos tremiam de forma gostosa.

Sobre meu corpo o teu, teu calor o meu,
continuas caricias, palavras poucas, viveu,
sentidos aguçados, meu corpo gemeu,
uma insanidade de desejos apareceu.

Christian Santos

Pertencer

Um amigo meu, médico, assegurou-me que desde o berço a criança sente o ambiente, a criança quer: nela o ser humano, no berço mesmo, já começou.
Tenho certeza de que no berço a minha primeira vontade foi a de pertencer. Por motivos que aqui não importam, eu de algum modo devia estar sentindo que não pertencia a nada e a ninguém. Nasci de graça.
Se no berço experimentei esta fome humana, ela continua a me acompanhar pela vida afora, como se fosse um destino. A ponto de meu coração se contrair de inveja e desejo quando vejo uma freira: ela pertence a Deus.
Exatamente porque é tão forte em mim a fome de me dar a algo ou a alguém, é que me tornei bastante arisca: tenho medo de revelar de quanto preciso e de como sou pobre. Sou, sim. Muito pobre. Só tenho um corpo e uma alma. E preciso de mais do que isso.
Com o tempo, sobretudo os últimos anos, perdi o jeito de ser gente. Não sei mais como se é. E uma espécie toda nova de "solidão de não pertencer" começou a me invadir como heras num muro.
Se meu desejo mais antigo é o de pertencer, por que então nunca fiz parte de clubes ou de associações? Porque não é isso que eu chamo de pertencer. O que eu queria, e não posso, é por exemplo que tudo o que me viesse de bom de dentro de mim eu pudesse dar àquilo que eu pertenço. Mesmo minhas alegrias, como são solitárias às vezes. E uma alegria solitária pode se tornar patética. É como ficar com um presente todo embrulhado em papel enfeitado de presente nas mãos - e não ter a quem dizer: tome, é seu, abra-o! Não querendo me ver em situações patéticas e, por uma espécie de contenção, evitando o tom de tragédia, raramente embrulho com papel de presente os meus sentimentos.
Pertencer não vem apenas de ser fraca e precisar unir-se a algo ou a alguém mais forte. Muitas vezes a vontade intensa de pertencer vem em mim de minha própria força - eu quero pertencer para que minha força não seja inútil e fortifique uma pessoa ou uma coisa.
Quase consigo me visualizar no berço, quase consigo reproduzir em mim a vaga e no entanto premente sensação de precisar pertencer. Por motivos que nem minha mãe nem meu pai podiam controlar, eu nasci e fiquei apenas: nascida.
No entanto fui preparada para ser dada à luz de um modo tão bonito. Minha mãe já estava doente, e, por uma superstição bastante espalhada, acreditava-se que ter um filho curava uma mulher de uma doença. Então fui deliberadamente criada: com amor e esperança. Só que não curei minha mãe. E sinto até hoje essa carga de culpa: fizeram-me para uma missão determinada e eu falhei. Como se contassem comigo nas trincheiras de uma guerra e eu tivesse desertado. Sei que meus pais me perdoaram por eu ter nascido em vão e tê-los traído na grande esperança.
Mas eu, eu não me perdôo. Quereria que simplesmente se tivesse feito um milagre: eu nascer e curar minha mãe. Então, sim: eu teria pertencido a meu pai e a minha mãe. Eu nem podia confiar a alguém essa espécie de solidão de não pertencer porque, como desertor, eu tinha o segredo da fuga que por vergonha não podia ser conhecido.
A vida me fez de vez em quando pertencer, como se fosse para me dar a medida do que eu perco não pertencendo. E então eu soube: pertencer é viver. Experimentei-o com a sede de quem está no deserto e bebe sôfrego os últimos goles de água de um cantil. E depois a sede volta e é no deserto mesmo que caminho.
Clarice Lispector

Clarice Lispector

Por que zelar pela qualidade do trabalho em um ambiente onde não há nenhum valor nem recompensa pelo comprometimento, sendo que os incompetentes e descomprometidos não tem nenhuma perda e eventualmente são até mais valorizados e recompensados?
“Tudo o que te vier à mão para fazer, faze-o conforme as tuas forças”. (Eclesiastes 9:10).

Eric Loque Magalhães Xavier

Fragmentos do meu presente

R O S A QUE PERFUMA O AMBIENTE.
COM BELEZA discreta e SI N G E L A e que ESTENDE seu ombro amigo para aquele que precisa chorar Retorna entre as belas paisagens
Para a vida; e deixa os sentimentos fluir para.
saBER NA pratica que fomos fisgado por sentimentos alheios senDO QUE somos humanos
carentes de paixões infames e de amores roubados por manifestação da emoção jogando tudo para o caminho da ilusão.


Edcorrea2014-06-07 fazenda rio grande-pr

Edson Alves Correa-fazenda Rio Grande-pr 23;31 070614 R.B

Fragmentos do meu presente

R O S A QUE PERFUMA O AMBIENTE.
COM BELEZA discreta
e SI N G E L A e que ESTENDE seu ombro,
ao amigo
para aquele que precisa chorar, e
Retorna entre as belas paisagens
Para a vida,e deixa os sentimentos fluir para.
saB E R NA pratica que fomos fisgado por sentimentos alheios senDO QUE somos humanos
carentes de paixões infames e de amores roubados por manifestação da emoção jogando tudo para o caminho da ilusão.


Edcorrea2014-06-07 fazenda rio grande-pr-RB.

edson alves correa-fazenda rio grande-pr

meu presente

R O S A que perfuma o ambiente com beleza discreta.
e si N G E L A e que estende seu ombro,
ao amigo
para aquele que precisa chorar, e
Retorna entre as belas paisagens
Para a vida,e deixa os sentimentos fluir para.
saBER, NA pratica que fomos fisgado por sentimentos alheios senDO QUE somos humanos
carentes de paixões infames e de amores roubados por manifestação da emoção jogando tudo para o caminho da ilusão.


Edcorrea2014-06-07 fazenda rio grande-pr-RB.

edson alves correa-fazenda rio grande-pr

Cada um é um ser único, mas o que o torna assim, depende de suas vivências com o meio ambiente de um modo geral, e principalmente de suas experiências com os outros seres humanos.
É isto que nos enriquece e engrandece, num aprendizado contínuo. Depende da maneira que recebemos estas experiências para nos tornarmos diferentes e iguais ao mesmo tempo...

mel - ((*_*))

Melania Ludwig

ELA
de: José Ricardo de Matos Pereira

E ela surge em meio à multidão...
O ambiente se transforma em
apenas três,
Ela...
Eu...
E o desejo soletrado,
Ritmado pelo nuance de seu
quadril envolto nos meus...
Sonhos e contemplações,
Virtudes e desabafos.

E ela urge...
Capciosa e repentina,
No reverbo do amor ensandecida.
Ela aparece feito fada em meus sonhos...
E tudo se renova!
As lágrimas já não são gotejadas,
A lâmina da solidão já não me corta,
E já não se reprisam os desafetos e
rancores que me torturavam...!

Poemas e Poesias Catarinenses - Face

Fim do mundo

A água está acabando,
A poeira invadindo
As florestas desmatadas
E o ambiente poluído,

Você olha para cima
E só ver poluição
Fumaças e queimadas
De pessoas sem noção,

Respiramos esse ar
Que ta uma podridão
São animais mortos
Espalhados pelo chão,

As folhas tão secando
Estão caindo em nossas mãos
Fumaças de cigarros
Destruindo seu pulmão,

Programas de TV
Também é poluição
Sugando sua mente
Le levando a alienação ,

E meu sonho é fazer
Desse mundo bem melhor
As pessoas não me ajudam
E eu não posso fazer isso só.

Ronnyel Castro

Eterna floração...
Havia sempre flores
e o perfume que invadia a casa
tornando o ambiente agradável.
Vestia meu quarto de azul claro
para sonhar em cor de rosa
e ficava deitada ali
vendo a lua que me olhava.
Em outras noites,
eram estrelas que piscavam
cúmplices de meus sonhos
que junto a mim,
alimentavam.
Era uma infinita primavera
e as estações
pareciam combinar entre si
e deixar
que os jardins permanecessem
em eterna floração.
Passava ali boa parte do ano
e quando partia,
iam comigo o aroma,
o céu estrelado
e a saudade que sentia
bem antes de sair.
Tudo agora me faz lembrar
e continuar a sonhar
tão bonito como eram
os sonhos daqueles anos
que no tempo
não se perderam,
ao contrário,
me seguiram sem perguntar
quando iria realizar.

erotildes vittoria

Quero andar descalço e sentir a impureza do ambiente que me rodeia,
Quero que meu passado de criança não se torne inconciênte, quero ter tudo em mente e nunca sair de meu ventre,
Não quero ser poeta, não quero ser ator, quero passar em versos o lado bom de ser um leitor, que discerne a dor de um mundo sem cor.
Há maravilhas que transbordam em alegrias que muitas vezes ficam apenas na teoria,
Imagino praticar o bem ao lado de alguém que me tem,
Vim da probreza mas que se um dia eu enriqueça, que minha humildade prevaleça.

Felipe Falcão

" Jogues fora o vazio que tens
Respires o ar quando vires um ambiente impregnado de amor;
Digiras o ódio que carregas no estomago...
Dês a liberdade para a sua dor, chore...
Fortaleças com os teus erros,
Sejas cruel com tua maldade, sejas bondosa...
Também de espinhos se faz uma rosa" Renê Magalhaes

Rene Magalhães

O ambiente ou o jogo dos negócios, seja no setor público ou privado, são marcados sempre por negociações. As partes negociam o tempo todo. As negociações existem regras e conhecidas. Quando elas são realizadas fora desse estágio. Na maioria dos casos são ilegais. Mas como elas geram vantagens maiores, do que as realizadas dentro das regras. Uma grande parte dos negócios sempre serão realizados dessa forma. Utopia é pensar que isso vai acabar. A única pessoa que pode por fim nisso é você mesmo, não aceitando outras regras que não sejam legais, conhecidas e transparentes. Isso é muito mais do que colocar a cabeça no travesseiro. Aquilo que nossa mãe dizia quando éramos crianças, eu não estou vendo que você está fazendo errado, mas Deus está. Nem acreditando em Deus e em nome dele isso não acontece, imagine quem não está nem ai com isso?
Se queres contar as verdadeiras bençãos em sua vida - fuja desses ambientes e dessas pessoas.

Ronaldo Elias Pena

Amigos de fé

Como é bom receber um abraço amigo...
Onde não há falsidade
O ambiente é cheio de mimos
A serenidade vira rotina
Tornando o dia mais lindo
E a cada passo que damos
Sentimo-nos mais protegidos

Como é bom ter amigos...
Quando estamos distantes
Eles ficam loucos para nos ver
E ao chegarmos bem perto
Recebemos um abraço forte e pra valer

Como dói a saudade de um amigo...
Quando a vida nos oferece a surpresa
E o amigo some sem nenhuma explicação
Vai para nunca mais voltar – Lembremos!
Ele deixou marcas que jamais se apagarão
Pois quando o amigo é bom
Para o outro é como um irmão.

Djalma CMF

Quando a vi, ela não me viu
Quando a chamei, meu rosto conheceu
Naquele ambiente que era tão frio
Com aquele seu abraço meu corpo aqueceu.

Amanda...
Garota fascinante e com olhar de veneno
Cabelos negros e de pele clara
Seu lindo jeito é um amor pleno
Com sua doce voz que eu maravilhava

Laércio Monteiro

Quantos de nós, baseados em experiências anteriores, deixamos de notar as mudanças de ambiente e ficamos nos esforçando para alcançar os resultados esperados, até que afundamos na própria falta de visão?
Fazemos isso quando não conseguimos ouvir aquilo que quem está de fora da situação nos diz ... pense nisso

Paulo Ursaia

Quando se fala de Chapa!!!

Normalmente o ser humano que mete-se num certo ambiente, ja vai com um objectivo concreto do que quer fazer, como estar, expressar, e mais etcs.

Para nao mais alongar, as actitudes dos motoristas, cobradores e os proprios passageiros que atacam os outros dois acima citados.

Pois é, os passageiros sao na sua maioria provocadores de confrontos e bate-bocas. Os mesmos ainda sao promotores da luta contra o bom alíto. É um cheiro que de nauseabundo tem o apelido e os dois primeiros nomes, a catinga do sovaco é das piores ja mais fabrida pelo Homem.
Ja as meninas actualizadas, usam um perfume para matar o cheiro malígno dos outro e acabam por horrorizar os pulmões dos outros devido à mistura de perfume e outros cheiros.

Virgílio Dêngua

A VIDA é feita do NOVO.
Novo dia, novas descobertas, novos projetos, novo ambiente, novos amigos e se necessário um novo amor. Não se contente com o pouco, com o parado, com a mesmice, com a rotina. Siga em frente, busque. Há sempre algo a realizar.
Então realize-se!
A vida é uma grande escola que nos permite a toda instante descobrir, substituir, recomeçar.

Louise Figueiredo - Psicoterapeuta de Regressão a Vidas Passadas RJ